EU QUERO VER MINHA ESPOSA COM OUTRO MACHO

O CANALDOSCONTOS , TRÁS ESTE CONTO DE DESEJOS A VC LEITOR , BEM MEU NOME É LUIZ 50 ANOS , CASADO COM A ROSALINDA DE 44 ANOS , 1,66 M , 45 KG , SEIOS PEQUENOS E BUMBUM REDONDINHO , NARIZINHO PEQUENO , BRANQUINHA , CABRLOS LOIROS AO MEIO DAS COSTAS , BUCETINHA ROSINHA , TRABALHAMOS NA MESMA EMPRESA , EU NÃO SEI SE ELA ME TRAI CALCULO QUE SIM ,MAS NÃO DESCOBRI NADA AINDA , MAS NA VERDADE QUERO RELATAR A TODOS OS HOMENS QUE LER ESTE RELATO , MEU DESEJO É VER OUTRO MACHO FODER ELA NA MINHA FRENTE , QUERO VER O CARA , CHUPAR ELA INTEIRA , ATÉ O CUZINHO DA MINHA ESPOSA , VER ELA MAMAR O PAU E AS BOLAS DO MACHO , QUANDO EU CHUPO , COMO BUCETINHA E CUZINHO DELA IMAGINO SEMPRE OUTRO MACHO FODENDO A BUCETINHA LISINHA E EU ASSISTINDO , DESEJO VER O MACHO FODER E DEPOIS EU CHUPAR ELA TODA GOZADA , ELA JA DEU UM PEQUENO SINAL EM FAZER UMAS SACANAGENS ASSIM , JA CONVERSEI PELOS SITES COM VARIOS MARIDOS E A MAIORIA TEM ESSA VONTADE ,QUANDO IMAGINO DO EX MARIDO TER COMIDO ELA EU GOZO RAPIDINHO , QUERO MINHA ESPOSA FODENDO COM OUTRO MACHO OLHA A FOTO.LEIA OS CONTOS DESTE CANAL.

EU COM AMIGO E SUA ESPOSA

Sou um cara muito liberal que curte sexo na sua maior plenitudo sem qualquer tipo de preconceitos ou tabus, então deixa te contar uma transa que rolou em janeiro de 2005. na segunda semana do ano levei a família toda para a praia e como eu só teria férias em fevereiro fiquei naquela de curtir o litorial somente nos finais de semana. Segunda feira, cheguei do trabalho depois de uma cervejinhas com os amigos, sozinho abri outra latinha e entre na net, após uma meia hora encontrei um cara em uma sala de bate papo e começamos a conversar… um bom nivel de conversa falamos de esportes e por fim mulher e sexo, seu nome é Nelsom 38 anos casado… passado uma hora de papo ele me falou que sua mulher era muito gostosa e safada e foi me contando as transas deles inclusive com casais… um momento me perguntou se estava exitado respondi que sim de pau duro trocamos informaçoes de como estávamos vestido e descriçao de nossos corpos… trocamos fotos de mulheres peladas ninfas garotas mulheres maduras e cenas de sexo grupal… e por fim no spunhetamos virtualmente ate gozar, quando nos depedimos já passava das daus da madrugada com a promessa de novo encontro no dia seguinte. Terça quando abri meu email havia varias fotos que meu amigo Nelsom mandara e algumas de transa Bi primeiros duas mulheres e um homem e depois de dois homens e uma mulher sendo que algumas fotos os homens transavam tbm entre si.. quando nos encontramos em uma sala de bate papo ele perguntou se eu havia gostado das fotos disse que sim… ele me perguntou se eu já havia transado com travesti o que respondi que sim.. ele me falou que tbm sozinho e depois junto com sua esposa e que rolara de tudo mesmo… começamos a trocar mais experiencias e sempre me perguntando de estava excutado de pau duro e coisa assim… resolvemos deixar a internete e conversar por telefone… e depois de alguns papos começamos e nos masturbar, Nelsom quis saber como era meu pau tamanho e outros detalhes… ele me disse que gostava muito quando sua mulher lhe chupava o cacete enfiasse o dedo no cu eu falei que tbm tinha essa pratica com minha esposa.. e gozamos mais uma vez… na quarta quando cheguei em casa por volta das 20 horas ele me ligou… conversamos um pouco ele me perguntou o que iria fazer… disse que tomar um banho e depois pedir um X… Nelsom sugeriu que nos encontrassemos para um lanche e umas cervejinhas, marcamos em uma dessas lojas de conviniencia junto a um posto de gasolinha… uma hora depois quando estacionei meu carro já avistei Nelsom do lado de fora do seu veiculo, conversamos um pouco e depois fomos fazer o lanche, enquanto era preparado tomamos a primeira latinha de cerveja… mais tarde fomos para o seu carro tomando mais algumas latinhas… o local começou a fimar muito movimentado com a chegada de um carro com som muito alto e resolvemos procurar outro lugar, fomos para ipanema em um barzinho na rua onde tem um estacionamento grande onde o pessoal vai para curtir… e lá estava tranquilo bem sossegado… estacionamos lado a lado… fomos comprar mais algumas latinhas e voltamos para nossos carros ficando fora entre os dois veiculos… estava uma noite quente tirei a camiseta ficando de bermuda.. começamos a conversar sobre mulher sacanagem ele me falou que na noite que conversamos por telefone sua mulher estava lhe chupando e enfiando o dedo no cu e que foi muito gostoso gozar na boca dela ouvindo a minha voz… Nelsom elogiou meu peito largo com pelos… e depois ele sentou no banco com as pernas pra fora eu fiquei em pe.. Nelsom destacou minhas coxas que são musculosas e tocou minha perna como não falei nada contrario ele continuou acariciando minha coxa subindo a mão… ate que chegou ao meu pau e começou acariciar apertar por cima da bermuda… – hum que pau gostoso… chega aqui mais perto to louco pra ver o teu pau… ele quis tirar meu pau pra fora não deixei alegando que poderiamos ser vistos então fomos para um drivim a duas quadras a frente… entramos no box, fui fechar a cortinha e depois me aproximei da sua porta ele abriu e ficou sentado e voltou a me acariciar… – agora vou poder ver vc todinho… e foi baixando a minha bermuda com tudo… – hum cara que tesão vc olha só que pau gostoso… ele ficou um tempo me punhetando a outra mão passando por tras… – que bundinha linda que vc tem Marcos… ele então aproximou o rosto dano um beijo na cabeça do meu pau e depois lambeu chupou bem gostoso… após levantou tirou a camiseta… – agora quero ver vc… falei tirando a bermuda dele… segurando o cacete e fiamos assim um punhetando o pau do outro, o pau dele era parecido com o meu um pouco menor… ele começou a beijar meu pescoço e de repente nos beijaos na boca um beijo de língua muito tesudo… – vira assim querido deixa eu brincar com a tua bundinha um pouco, que delicia de bunda Marcos… me abraçou por tras segurando meu pau ao mesmo tempo que esfregava o pau no meu rego… virei o rosto e nos beijamos mais vezes… ele me arretando muito falando no meu ouviro… – deixa eu comer a tua bundinha deixa Marcos… – cara vai doer meu cu ta muito seguinho… ele pegou um creme.. – sei safado falei ele sorriu e disse que um homem previnido… ai ele voltou a se sentar no banco e começou a me chupar depois me virou de costas e começou a passar a língua no meu cu depois voltou a colocar meu pau na sua boca ao mesmo tempo que ia passando o creme no meu cu após senti o dedo entrando todo… depois de um tempo ele baixou dos dois bancos me fez entrar e deitrar de lado de costas pra ele, foi chegando encostou o pau no meu cu e foi penetrando… – ai de vagar Nelsom… – calma meu amiquinho viadinho relaxa esse cu gostoso pro teu macho… me segurou firme e foi entrando mais e mais eu vendo estrelas mas depois comecei a gostar… ele começou a movimentar mais e mais… eu gemendo… – gosta de dar a bundinha gosta meu garoto… – gosto sim isto vai cara me come ai que tesão… ao mesmo tempo ele me punhetava passava a mão no meu peito e nos beijavamos muito na boca… foi muito gostoso me comeu um tempao ate que ele tirou o pau falou que iria gozar e mandou eu chupar o pau dele e chupei com muito gosto ate que ele gozou na minha boca então me puxou me beijando dividindo sua porra… – hum que delicia Marcos agora vou te chupar ate vc gozar… e meu amigo mamou meu pau com muito gosto ate que acabei na boca dele o que ele me beijou tbm foi uma delicia… ficamos ali curtindo tomamos mais uma cerveja e fomos embora. Na quinta conversamos por telefone e falei pela primeira vez com a esposa dele, aline muito simpatica ele pegou a estençao e ficaos os tres conversando e depois de um tempo começou um papo mais intimos ela falou que adorava homens liberais e me disse que o Nelsom havia contado tudo o que rolara na noite anterior entre nos e que estava louca pra transar comigo junto…Mas isto te conto no prixmo relato, me fala se vc gostou e me conta alguma transa bem safada…Gostaria de trocar mais relatos escrevam – Marcos

MINHA ESPOSA SAINDO TODO DIA… MEU CUNHADO COMENDO ELA

Minha mulher estava indo demais ao dentista. Chegou a ir três vezes numa semana tratar dos dentes e me dizia que o atendimento era muito demorado. Comecei a achar estranho isso porque ninguém vai tanto ao dentista. E notei também que Lídia não mostrava nada desse tratamento, a não ser que havia limpado e clareado os dentes, o que pode ser feito em, no máximo, duas visitas. Mas Lídia já estava indo ao dentista há mais de um mês e, como eu disse, duas vezes por semana, às terças e às sextas-feiras, sempre às 15 horas, retornando no fim da tarde. Decidi investigar e num desses dias de ‘consulta’ liguei para o consultório da Dr.ª Karen sob o pretexto de marcar uma visita para fazer um orçamento e a secretária me informou que a dentista não trabalhava às sextas-feiras. Pronto! Bateu a certeza que Lídia estava indo a qualquer outro lugar, menos tratar dos dentes. Resolvi seguir Lídia e ver onde ela ia nesses dias e para minha surpresa vi que minha mulher foi para a casa da mãe, dona Vera, minha sogra. Já estava respirando aliviado da minha desconfiança quando reconheci, na garagem da casa, o carro de meu concunhado Anselmo. Fiquei intrigado com aquela coincidência mas logo matei a charada. Lídia e Anselmo estavam se encontrando na casa da minha sogra. Nunca me dei muito bem com dona Vera, até porque ela gosta mais do outro genro, o Anselmo que de mim e nunca escondeu isso. E Anselmo também nunca escondeu que tem uma queda por Lídia. Ela mesmo me contou, ainda quando todos éramos solteiros, que ele deu em cima dela a convidando para sair. Depois de casados Anselmo sempre foi todo cheio de dengo para cima de Lídia, a ponto de sua esposa Mirtes um dia ter pedido à irmã para dar um basta no comportamento do marido. Mirtes até falou: “Não sei como o Hugo não se toca que meu marido passa dos limites com você!”Para falar a verdade eu até gosto do atrevimento do Anselmo e queria ver até onde ele chegava. Certa vez, na cama, perguntei para Lídia se ela não tinha vontade de sair com o cunhado e minha mulher me respondeu com a clássica pergunta: “Você está louco? Gosto dele como cunhado, mas nunca iria fazer uma coisa dessas.” Nunca iria fazer mas acabou fazendo. Chegando em casa, à noite, apertei Lídia e ela sem saída acabou confessando que estava mesmo se encontrando com Anselmo na casa da mãe. Contou que tudo começou num dia em que ela foi até lá e Anselmo estava fazendo um conserto de pia para minha sogra que é viúva. Ele se engraçou com Lídia pra valer, minha mulher gostou, sentiu atração por ele e começaram a trocar mensagens por whtsapp e a se falar por telefone, marcando novos encontros sempre na casa de dona Vera.A víbora da minha sogra como não gosta de mim, ao perceber a situação passou a facilitar a vida dos dois chamando Anselmo para uma coisa ou outra. Ele chegava e logo em seguida chegava Lídia. A velha ou saía de casa deixando os dois sozinhos ou permitia que fossem para um dos quartos, onde minha mulher e meu cunhado fodiam à vontade, até com barulho que dona Vera fazia de conta que não escutava por ser meio surda. Ao final da narrativa de minha mulher ela me perguntou o que eu pretendia fazer. Como estava de pau duro com aquela história respondi que primeiro queria meter com ela e fodemos gostoso como há tempos não fazíamos. Lídia sussurrou no meu ouvido: “Hugo, parece que você gosta de ser corno. Estou sentindo que deu o maior tesão em você?” E deu mesmo.Depois que gozamos eu falei: “Amor, vou responder à sua pergunta: não quero mais que você se encontre com o Anselmo na casa da sua mãe”. Lídia fechou o rosto com uma expressão de tristeza mas logo sorriu quando eu completei: “Quero que vocês se encontrem daqui em diante aqui em casa. Quero que ele foda com você aqui na nossa cama. Tudo em família.” E assim passou a ser, eu, aos 44 anos de idade me tornando um corno manso de verdade. Anselmo, um ano mais velho que eu, comendo minha mulher, muito gostosa aos 40 anos, e minha sogra querendo saber porque eles não se encontram mais na casa dela…

Chifre-Voyeur II (também verídico)

Olá, Meu nome é Dick, sou casado com Suzana, que é uma morena de 1,78m 75kg de bunda linda, coxas grossas, pés lindos, seios fartos e firmes, toda levemente sardentinha e muito sapeca. No relato anterior (Chifre-Voyeur I) contei o caso verídico dela com meu amigo Diego. Poxa, como eu tenho tesão de ve-la me corneando. Mas Diego saiu do Rio e ficamos sem ninguém. Vou contar-lhes outro fato verídico!Minhas férias de trabalho se aproximavam e iríamos viajar para uma cidade do interior do Espírito Santo e uma parente dela pediu que levassemos um rapaz de carona para o ES. O rapaz foi para nossa casa, para dormir lá, pois viajaríamos de manhã cedo. Era um branco de cabelos encaracolados de 1,80, 90kg de músculos, era muito musculoso! Nessa época passava uns filmes sensuais na Band às 6as feiras e eu, Suzana e o garoto, que se chamava Rene, assistiamos e vimos que o Rene ficou de pau duro com as cenas sensuais do filme. Porém nada rolou, pois ficamos com medo. Viajamos, ficamos hospedados na casa de uma tia de minha esposa e como lá é praia e Rene morava no interior, ele resolveu ficar na casa em que estavamos. Passado uma semana lá, todo dia eu e Suzana íamos à praia para transar. Certo dia voltamos bem tarde, todos já estavam dormindo, inclusive Rene, numa cama improvisada na sala. Quando entramos, de mansinho para não acordar ninguém, percebemos Rene deitado prá cima de pau duro, mas dormindo. Suzana não resiste e segura o pau dele. Ele levanta, olha prá nós, balbucia alguma coisa e volta a dormir. Ficamos excitaíssimos e transamos de novo, no banheiro, de tanto tesão. No dia seguinte ele disse que nos viu em sonho passando por ele. Dissemos que ele parecia sonâmbulo e ficou por isso mesmo. Deixei Suzana lá no ES e retorno para RJ, para resolver um problema no trabalho. Volto no dia seguinte e quando chego, Suzana me olha com uma cara de safada e diz: Precisamos conversar! Saímos, fomos para praia fazer amor. Chegando lá ele me mostra sua calcinha rasgada e o short cheio de porra seca. Perguntei: quê isso? Ela responde: Você voltou pro RJ, passou a noite lá. Estava vendo televisão, foi todo mundo dormir e fiquei só eu e Rene na sala. Quando ele notou que todo mundo tinha dormido, ele levantou, me agarrou, me jogou no chão a força, me enforcou com um braço, por cima de mim e com o outro puxou meu short prá baixo, arrancou minha calcinha e foi forçando com o corpo e suas pernas para abrir as minhas. Fui resistindo enquanto pude, mas devido a sua força, conseguiu abrir minhas pernas e meteu de uma só vez. E aí, perguntei: Tive um orgasmo multiplo, disse ela, pois o pau dele era muito grosso! Ele ficou metendo nela, inundou-a de porra 3 vezes. Só aí parou. Disse a ela que eu queria ver. Ela levou ele para a praia e eu fui escondido. Fiquei de longe olhando, não resisti e cheguei perto. Quando ele percebeu minha presença pensou em parar, porém eu disse pra continuir e fingir que não estou ali. Ele continuou comendo ela e gozou duas vezes nela sem tirar. Ele pediu o cuzinho dela, mas para minha surpresa, ela pediu que eu lubrificasse o pau dele com minha boca. Suzana sabia que eu era doido para fazer isso, mas não tinha coragem. Ele botou aquele pau de um 20cm x 9cm na minha cara, segurei, apertei lambi o pau dele, Suzana lambeu junto comigo. Já pensou? Eu e ela ajoelhados, beijando e lambendo um a boca do outro, com esse pauzão no meio! Ele ficou de pau duro, meteu na xota dela e depois de estocar bastante,ela pediu para ele comer meu cú! Ele olhou prá mim e disse: Fica de quatro. Fiquei e ele enfiou de uma vez. Como doeu e ardeu. Estocou muito e tirou e gozou na minha boca. Ai me disse: Tú é viado. Tua mulé vai ser minha toda vez que eu quiser, tá falado. Eu disse prá ele: Sim. Suzana disse: Não precisava voce falar. Quero teu pau pra mim. Começou tudo de novo. Ele ia lá prá casa e ela esquecia de mim. Passou a me rejeitar e só querer fuder com ele de novo. As vezes ele deixava ele exausta e ia lá comer meu cuzinho…Só que ele se casou e foi morar de vez no ES. E agora?Esse relato é verídico. Se você gostou me escreva!

UM AMIGO ME TRAÇOU NA MINHA CAMA

RECEBI ESTE CONTO DE UMA MULHER E QUERO COMPARTILHAR COM OS LEITORES, CONTO ESTE QUE FOI ASSIM:SOU A EDNÉIA , MORO NO RJ , SOU NEGRA , 47 ANOS , EVANGÉLICA , 1,67M , 70 KG , BUNDUDA , CORPO MÉDIO NEM MAGRA NEM GORDA , SEPARADA ,POIS BEM EU ESTAVA DE BOA NO SABADO EM CASA QUANDO A TARDE CHEGOU UM AMIGO MEU O LUIZ DE 32 ANOS , POXA ELE VEIO PRA PASSAR UM TEMPO AQUI CONVERSANDO , POIS ELE SE SEPAROU RECENTEMENTE E É APAIXONADO PELA EX ESPOSA , ENTÃO ELE VEIO PARA DESABAFAR ERA POR VOLTA DE UMAS 18 HS , MAS O TEMPO FOI PASSANDO E A CONVERSA FOI SE PROLONGANDO , EU FALEI VOU TOMAR UM BANHO VC ESPERA UM POUCO ENTÃO ELE DISSE BLZ EU TAMBÉM VOU EMBORA TOMAR UM BANHO E DEITAR , ENTÃO FALEI ESPERA UM POUCO , FUI AO BANHO E APÓS O BANHO COLOQUEI UMA SAIA E UMA CALCINHA FIO DENTAL , TODA CHEIROSA , O SAFADO ME DIZ NOSSA VC ESTA UMA GATA TESUDA , POXA ELE ME CONHECE SABE QUE ADORO FUDER , ENTÃO COMEÇOU A ME PROVOCAR , ELE QUERIA MESMO ME FUDER , EU PERCEBI E MINHA BUCETA ESTAVA EM CHAMAS , EU IGUAL A UMA CADELA NO CIO , FALEI TOMA UM BANHO , ELE LOGO ACEITOU E TOMOU BANHO , EU DEITADA NA CAMA ELE SAIU COM A TOALHA ENVOLTA AO CORPO MAS EU VIA A TOALHA ERGUIDA , O CACETE JÁ ESTAVA DURO ELE VEIO E DEITOU AO MEU LADO ME BEIJANDO , QUE DELICIA , EU ESTAVA MOLHADINHA , ELE ENFIAVA A MÃO POR BAIXO DA SAIA E PEGAVA MINHABUCETA DEPILADINHA , PASSAVA A MÃO EU LÓGICO RETIREI A TOALHA E SEGUREI NO MEMBRO CHEIO DE VEIAS , AS BOLAS SOLTAS COM O CALOR , SACO ENORME , MAS ELE ME TIROU A SAIA E A BLUSA , SE ENCANTOU COM O FIO ENTERRADO EU PUNHETAVA ELE , MASSAGEAVA AS BOLAS , NÃ RESISTI E COMECEI A MAMAR O CACETE DEIXANDO CHEIO DE BABA , MAMEI AS BOLAS , ELE DOIDINHO , AOS BEIJOS NÓS ROLAVAMOS NA MINHA CAMA , SAFADO VEIO ME COMER NA MINHA CAMA , ELE MAMAVA MEUS PEITOS LAMBIA MINHA BUCETA , CHUPOU MEU GRELO , INSITIU PRA ME COMER DE 4 EU DEIXEI NÉ , ENTÃO ELE SE POSICIONOU, PUXOU MEU FIOZINHO DE LADO E COM O CACETE NA PORTA DA BUCETA FOI ENTERRANDO COMEÇOU A BOMBAR COM FORÇA , POIS NAQUELE MOMENTO EU ESTAVA DANDO PRA UM CARA MAIS NOVO QUE MEU FILHO , A POTENCIA ERA GRANDE , BOMBADAS E CHAMADAS NO PAU QUE ALI DE 4 EU CHORAMINGUEI NA VARA E FALEI VOU GOZAR ELE SUBIU EM CIMA DE MIM QUE SENTI O PAU NA BUCETA E PASSANDO NO MEU CUZINHO , GOZEI GOSTOSO NO PAU DELE , ELE ESPEROU , TIROU O PAU , LUBRIFICOU O PAU , LUBRIFICOU O MEU CUZINHO E COLOCOU O PAU NO MEU RABINHO , COMEU BEM GOSTOSO O MEU CUZINHO E GOZOU DENTRO , ELE É UM AMIGO , ESTA FOI A PRIMEIRA VEZ QUE DEI PRA ELE , MAS ELE DISSE QUE NO OUTRO SABADO VEM AQUI PRA GENTE TREPAR.

DEIXA A ESPOSA FUDER MAS DA O CUZINHO

ESTE CONTO , FOI O MEU VIZINHO QUE ME CONTOU , ESTA HISTÓRIA DE SACANAGEM DO OUTRO EU OUVIA FALAR .SOU O CAETANO 40 ANOS , CASADO , MORO AO LADO DO CLAUDEIR DE 40 ANOS CASADO COM A SILVANA 38 ANOS , MORENA JAMBO , CABELOS PRETOS AO MEIO DAS COSTAS , PEITOS MÉDIOS E RABO GOSTOSO , MUITO TESUDA , SEI QUE ELE DIVIDE ELA COM OUTROS MACHOS , SEMPRE TEM CARAS AQUI , SÓ DA ALTA SOCIEDADE , CARRÕES , MAS O PAPO TAMBEM É QUE A TURMA DE MACHOS , UM COME O CU DO OUTRO , MAS COMO CONVERSAM COMIGO E NÃO DEMONSTRAM TUDO BEM , ELES ME COVIDAM PARA CHURRASCO , O ESTRANHO QUE MEU VIZINHO É QUEBRADO E OS OUTROS COM GRANA , MAS A SILVANA É GOSTOSA , BOM ME CJAMARAM PRA CHURRASQUEAR , SÓ EU SEM A ESPOSA , FUI COM O CLAUDEIR , CHEGAMOS EM UMA CASA DE ALTO PADRÃO, PORRA SHOW , AREA DE FESTA ENORME , PISCINA DA HORA , AGUA COM TEMPERATURA REGULÁVEL, MAS PORÉM 13 HOMENS , NEM UMA MULHER , TODOS DE SUNGA , BOM COMEÇAMOS A COMER CARNE , TOMAR E PISCINA , SÓ 2 CARAS TINHAM PINTA DE HOMOSSEXUAL , MAS CARA COMEÇOU UM PEGA NO PAU UM DO OUTRO LÁ , LOGO TODOS PELADOS , PEDORAM PRA MIM FICAR NU , EU NÃO QUIZ , MAS ELES PEGAVAM NO MEU PAU , PORRA TINHA CARA MAMANDO O OUTRO LÁ , MEU VIZINHO MAMAVA UM CARA NEGRO AMIGO DELE COM VONTADE , EU MEIO SEM JEITO , MAS UM CARA GRUDOU MEU PAU E PEDIU PRA MAMAR , MAMOU ATÉ EU GOZAR NA NOCA DELE , PORRA FOI UMA PUTARIA UM COMENDO O CU DO OUTRO , UM COROA COMEU MEU VIZINHO , QUE ZONA , ELES VIAJAM JUNTOS , PESCAR , FICAM DE 15 A 20 DIAS FORA , MAS FOMOS EMBORA , 4 DIAS DEPOIS ME CHAMAM NA CASA DO MEU VIZINHO , ESTAVA LÁ COM A ESPOSA O CARA QUE ME MAMOU , TAMBEM COM A ESPOSA O COROA QUE COMEU MEU VIZINHO , QUE SAFADOS , EU QUERO COMER AS MULHERES , A MINHA NÃO CURTE , ASSIM SEMPRE DIZEMOS   A MINHA NÃO CURTE , MAS SEMPRE ALGUEM COME.LEIA , COMENTE , VOTE. TENHO CONTOS MEUS MESMO E QUE RECEBO .

Quero ver minha mulher com outro

Ola eu nunca fiz mais desejo muito ver minha esposa com outro cara Somos novos tenho 25 anos e minha esposa 21 eu sou pardo 1,70 de altura e 75 kg minha esposa 1,60 magrinha com uma bunda gostosa e uma buceta carnuda que da agua na boca so de olha e uns peitinhos gostoso que é uma delicia Sempre conversamos sobre isso mais nunca tive coragem sempre quis faze com pesoas desconhecida e minha esposa falo q so faria com uma pessoa que ela conhecesse pois ela n sente tesão por pesoas desconhecida e eu n tenho pessoa de confiança onde moro é uma cidade pequenha e nossa familia sistemática Não tenho coragem de fase com alguem daqui mais ja pensei em ir em uma festa em alguma cdd vizinha e deixa minha esposa fica com quem quiser nois chega separados e depois ela so conta os atos acontecidos pra mim adoro ouvi as outras aventuras q ela teve solteira ou ir numa casa de swing e v ela chupando oltras rolas ou dando pra oltros caras Mais aqui na regiao 014 nunca ouvi fale de casa de swing n sei oq faso mais ela daria acho pra estranho mais ela teria q ter um tempo antes no ambiente tipo festa ou com pessoas conhecidas so mesmo n sei oq faze mais.   Alguem esperiente no assunto ja pra me da uns conselhos?

MINHA ESPOSA COM MEU INIMIGO

Olá a todos! Sou o marido e, o corno manso da Rita. Vou relatar aqui o que aconteceu comigo no ano passado. Sempre fui um corno manso e nem fodo mais minha esposa. Na minha rua tinha uma oficina que o dono era um amigo meu. Mas, depois de um tempo viramos inimigos. Ele se chamava Mauro. No início do ano passado eu comecei a perceber que minha linda esposa estava diferente, mas não falei nada, até porque ela sempre saiu com os amantes dela e nunca me fala nada. Só quando ela quer.Mas comecei a perceber que ela não saia mais durante a noite e nem trazia seus amantes aqui em casa. Em março um amigo meu veio aqui na minha casa falar comigo que tinha visto a Rita falando com esse tal inimigo meu, o Mauro.Achei estranho porque ela sabia que eu não gostava dele. Mas deixei pra lá. Como não trabalhamos fora, porque temos o nosso próprio negócio, sempre ficamos em casa. Só que eu comecei a perceber que a Rita sempre saia com roupas bem provocantes para ir na rua.Em maio esse mesmo amigo meu, que tinha me falado que a Rita estava conversando com o Mauro, veio me falar que a Rita estava lá na oficina do Mauro, falando com ele novamente. Fiquei puto e quis ver com meus próprios olhos. Coloquei a camisa e sai andando até a oficina. Quando cheguei lá vi minha linda esposa conversando com o meu inimigo.Minha esposa estava com uma calça legging que estava marcando muito a buceta e toda cravada no rabo dela. E o maldito do Mauro estava só de bermuda e sem camisa.Não é porque é minha mulher não, mas ela tem uma belo rabo e uma buceta que muitos falam ser gigantesca.Aí fiquei de longe vendo as reações dos dois. Eles conversavam e ele sempre olhando para baixo. Com certeza estava olhando para a buceta da minha esposa. Aquilo estava me deixando puto porque eu não gostava daquele cara e ela sabia disso.Aí houve uma hora que o Mauro entrou na oficina e voltou com um picolé e deu para minha amada. Nisso ela ficou chupando o picolé e dando sorrisos para ele. O filho da puta olhava para ela com cara de safado e ficava passando a mão no pau.Nisso vi minha amada esposa olhando para baixo e vendo o meu inimigo passar a mão no pau. Do nada ela ficou chupando o picolé com uma mão e vi ela passar a outra mão na buceta. E isso tudo na rua, com vários amigos meus passando.Aí depois dela chupar todo o picolé ela se despediu dele com um abraço e dois beijos no rosto. Na hora que a Rita deu as costas para o Mauro vi ele dar um tapa na bunda dela e ela olhou para trás e saiu rebolando. Que cachorra!!! Quando vi que ela estava indo para casa, saí correndo e conseguir chegar em casa antes dela. Ela chegou em casa e percebi um belo sorriso em seu rosto. Ela entrou, me dirigiu umas duas palavras, foi ao quarto e depois para o banheiro. Fiquei só esperando. Assim que ela entrou no banheiro eu corri para o nosso quarto e encontrei suas roupas usadas em cima da cama.Sua calcinha estava toda melada e com um cheiro bem forte de buceta, cheiro de mulher com vontade de meter. Puta que pariu!! Minha amada estava toda molhada conversando com o Mauro, meu inimigo. Acabei me masturbando sentindo o cheiro da calcinha dela e pensando no que eu tinha visto.Depois disso ninguém mais veio fofocar comigo ou vi minha esposa falando com o tal Mauro. Mas ela estava muito estranha. Em setembro chamei minha esposa para sair com um amigo meu, só que ela me falou que não poderia.Perguntei o por quê de ela não poder sair com o meu tal amigo.- Porque meu macho não vai gostar… e nem deixa mais eu sair assim!! – ela me respondeu.Quando ela falou isso eu fiquei confuso e perguntei quem era esse tal macho dela.Ela me falou que era um cara que ela tinha conhecido no começo do ano e que estava saindo com ele desde então. Ela disse ainda que agora ela era puta dele e não poderia mais sair com ninguém. Eu quis saber quem seria esse tem macho que fez minha esposa ser puta dele, fazendo ela não querer nem um outro macho.Como não fodo minha esposa desde a lua de mel, fiquei muito curioso. Mas ela não me falava quem era esse tal macho. Em outubro sai para beber com meus amigos e escutei um papo que muito me fez pensar.Escutei que o Mauro, o meu inimigo, estava fodendo uma casada do bairro desde o começo do ano, que ele fez essa casada ser putinha dele, fazendo tudo o que ele queria. Fiquei com a pulga atrás da orelha e comecei a refletir sobre quem seria esse tal macho da minha esposa.No dia seguinte perguntei à minha esposa se ela ainda conversava com o Mauro. Ela me respondeu que sim, que eles eram amigos. Reclamei com ela que ele era meu inimigo e que eu não gostava dele. Ela me retrucou:- Sim, amor! Você não gosta dele! E eu não tenho nada a ver com isso! Mas ele é super gentil comigo.- Quem é esse seu novo macho, meu amor? – voltei a perguntar.- Quando for a hora você irá conhecer! – ela me respondeu e deu a conversa por encerrada.Nisso o tempo foi passando, até que um amigo meu foi lá em casa tomar uma cerveja e conversar. Depois de um tempo ele me falou que o Mauro estava todo feliz, falando que tinha engravidado a putinha casada dele, que ele estava lá no bar pagando cerveja para todo mundo e falando que um otário iria assumir o filho dele.Escutando isso fiquei muito nervoso e suando frio. Bom, o meu amigo saiu e fui conversar com a minha esposa. Cheguei na sala e ela estava toda arrumada, com um lindo vestido preto.- Vai onde, meu amor? – perguntei todo carinhoso.- Sair e comemorar com uns amigos.- Comemorar o quê? – perguntei já meio desconfiado.- Ahhh, amor! Comemorar a vida, oras!! – ela me respondeu.Quando já estava quase saindo ela me falou:- Amor, não durma hoje porque quero te fazer gozar quando eu voltar!- Tudo bem, amor! Vou te esperar! – respondi e ela saiu.Quando deu umas 5:00hs da manhã eu escutei um carro parando em frente da minha casa e escutei alguém falar:- Faz ele lamber tudo, sua puta!! E depois me conta como foi. Nisso minha esposa entrou na sala com cara de cansada e já foi dizendo:- Vem lamber sua esposa, meu corno!Ela nem precisou falar duas vezes. Me ajoelhei na frente dela e senti um cheiro forte de buceta que tinha acabado de foder, cheiro de pica, de outro macho, da porra de outro macho na minha mulherzinha.Minha amada levantou o vestido, baixou sua calcinha e vi a buceta dela toda melada, do jeito que eu gosto.- Nossaaaa, amor!! Hoje você exagerou, né? – falei, um pouco chateado.- Ahhhh, amor! Falei que eu iria comemorar, sair com meu macho e ele estava comemorando com uns amigos e me juntei à comemoração! – ela retrucou.Eu não estava muito satisfeito. Sempre liberei minha mulher pra ela dar pra quem ela quisesse. Mas sem exageros.- Dei para todos os amigos do meu macho. E teve um amigo dele que falou que você tinha que me chupar toda quando eu chegasse! Então, seu corno, lamba toda a porra que está na minha buceta e no meu cu. – minha mulherzinha disse.Bom, lambi tudo, é lógico. Gozei como um bom marido corno e manso. Passando as festas de fim de ano, em janeiro, minha esposa veio conversar comigo falando que tinha algo para me revelar. Eu já esperava tudo o que ela iria me falar. Sou um corno manso, só não sou burro.Me sentei e ela foi falando:- Meu amor, desde janeiro do ano passado encontrei um macho que me fez ser só dele. No começo só foi uma foda como sempre faço. Mas depois que experimentei esse macho eu não quis saber de mais ninguém. Então, por ele, terminei com todos os meus amantes.Enquanto ela falava eu já ia me preparando para o que ainda estava por vir. Ela continuou:- E eu não estava dando para outro macho! O único dia que dei para outro foi quando você lambeu toda a porra da minha buceta e do meu cu. Nesse dia dei para o meu macho e mais quatro amigos dele. Bom… meu amor… o que quero realmente te falar é que você vai ser papai! Estou grávida de três meses.Nisso eu, surpreso e digerindo tudo aquilo que tinha acabado de escutar, comecei a sentir minha rola doer. Quando olhei para baixo vi que meu pau estava mega duro.- Quem é esse seu macho, amor? – perguntei a ela, mesmo já sabendo quem era.- Você vai conhecê-lo amanhã, a
mor! Vou fazer um jantar aqui em casa para ele e os amigos dele. – ela me respondeu.- Quais amigos?- Os mesmos amigos que me foderam no dia que você lambeu a porra do meu corpo.Nessa noite nem preciso falar que quase não consegui dormi. Quando vi já estava amanhecendo. Vi minha linda esposa sair da cama e tomar um banho. Depois ela me falou que iria sair para comprar as coisas para o jantar.Dei meu cartão para ela e ela foi ao mercado. Ela voltou do mercado já era hora do almoço. Então ela me falou que se eu quisesse comer algo era para eu comer na rua, porque ela estava ocupada fazendo o jantar para o macho dela e para os amigos dele.Aí fui na rua almoçar e passei na frente da oficina do meu inimigo. Ele estava na porta, todo descarado. Quando eu passei na frente dele ele ficou rindo da minha cara e eu entendi o recado. Fiquei puto, mas fazer o que, né? Sou corno manso da minha esposa.Depois do almoço voltei para casa e minha esposa me falou que eu teria que dormir no sofá ou no carro, pois ela iria dormir com o macho dela no nosso quarto e os amigos nos outros quartos. Não falei nada, apenas disse que estava tudo bem e que eu iria me virar.A noite chegou e tudo estava pronto para o jantar. Vi minha esposa ir tomar um banho. Depois do banho ela colocou uma saia rodada bem curta e uma blusa que deixava os peitos dela bem expostos. E a safada ainda ficou sem calcinha.Eu também me arrumei e fiquei esperando os convidados. Logo escutei a campainha e a Rita mandou eu abrir a porta. Quando abri a porta era um conhecido meu que eu não ia muito com sua cara, mas eu sabia que ele era um grande amigo do Mauro.Ele entrou na minha casa sem sequer falar comigo. Quando ele entrou e encontrou a Rita, pareciam que eram grandes amigos. Ele perguntou do bebê, deu dois beijos nela e se sentaram juntos no sofá. Depois de uns 15 minutos escutei alguém chamar pela Rita.Ela então pediu para eu abrir a porta. Quando abri, minha raiva foi ao limite. Era o Mauro, o meu inimigo, com mais três amigos dele. E um desses amigos era alguém que eu não gostava de jeito nenhum. Mas que desaforo da porra!!! Era muita coragem dos caras!!Todos entraram sem falar comigo. E conversaram com minha esposa como se fossem amigos de infância, e todos perguntaram sobre o bebê. Nisso me sentei e ficaram todos conversando. E eu totalmente deslocado em minha própria casa.Logo vi o Mauro chegando por trás da minha linda esposa.- Como está o meu bebê? – ele perguntou depois de abraçá-la por trás.- Ele está bem, meu amor! Nosso bebê vai ser lindo. – minha esposa respondeu.Mas que filho da puta!! O safado do Mauro comeu minha mulher e ainda a engravidou. Nessa hora percebi que, além de corno, eu era um sem-vergonha também.- Bom, amor! Esse aqui é o meu macho! Ele me fez esquecer todos os meus outros amantes. Agora ele é o meu homem. E esses são os amigos do meu macho. Foram eles que me foderam no dia da nossa comemoração. E foi o Jorge que mandou você lamber a porra da minha buceta e do meu cú! – minha esposa me disse, toda sorridente.Que inferno do caralho!! O Jorge era o cara que eu não gostava de jeito nenhum. Eu tinha mais raiva dele do que do Mauro.Meu email para os amigos que gostaram e queiram imaginar mais situações como essas com minha esposaAh! Quem quiser me escrever só pra falar umas besteiras,,me imaginando coisas safadas com minha esposa, também pode! Gosto muito de ler umas confissões de sexo bem safadas.                                

um casal na minha vida !!!

ola   amigos   vou tentar pela primeira vez relatar aqui uma situação que tive o prazer de viver.me chamo Carlos !! e ah alguns anos atrás tive o prazer de conhecer um amigo que trabalhava comigo na mesma empresa .eu casado. este migo tbm casado . e sempre quando havia algum feriados eu e minha esposa de ciamos para o litoral para aproveitar e descansar um pouco porque meus pais tinha casa na baixada e este amigo um dia me perguntou se eu deixaria ele e a esposa dele ir com a gente.ate porque eles não conhecia o litoral de- sp .então eu disse que sim   que por mim tudo bem , falei com minha esposa e fomos todos juntos para o litoral todos no meu carro.e assim as coisas correram quase todos feriados eles iam com a genteeles não tinham filhos ela nos seus 27 anos ele 32 ela loira corpo bonito cabelos longos magra então ne um belo dia agente ja na empresa no trabalho ele vem até meu setor e me pede para eu assim que possível dar uma passada la no setor dele que ele queria falar comigo bomm e assim eu fiz eu nem imaginava ne momento algum que eu receberia um covite daquele ele de inicio me pedi-o antes de ele falar oque seria me pediu que eu guardasse em segredo a tal conversa e que mesmo que eu por ventura não aceitasse que estaria tudo bem mas que eu guardasse aquela conversa só pra mim. então ele começa a falar   ele ali   no setor dele   em horário de trabalho   me pede para eu sair com a esposa dele eu fico assustado com a conversa   rsrs   achei até que seria alguma pegadinha ou até mesmo achei que ele poderia esta se sentindo enciumado pelo fato de eu ele e a esposa estávamos sempre na praia a mulher dele é uma gatona cor pão e para ajudar ela as vezes colocava um bi quine branco que sempre que molhava   ficava um pouco transparente mas eu sempre olhei com descrição e sem nem uma maldade e talvez foi por isto que me assustei com o tal convite da parte dele bom então ele me pedia para que eu a levasse a um motel eu de inicio   recusei na hora   mas com o coração assustado rsrseu imaginava mil coisas achava que poderia ser realmente uma pegadinha , e estava sempre recusando o chamando de maluco ou coisa parecida rsrs.bom então mais ou menos com um 5 meses depois e eu recusando nao por falta de vontade mais por receio um dia ele me pede um favor como ele não tinha carro me pediu que se eu poderia pegar umas ferramentas na casa dele e levar para a empresa achei que eu poderia fazer isto sem nem um problema e assim eu fiz fui na casa dele buscar estas ferramentas ele me manda entrar me pede para aguardar que ele ja ia separar então eu aguardado na sala sentado vendo tv. quando derre pente aparece ali na sala a esposa dele toda de toalha saída do banho e derrepente ele tbm vem a sala e começa a beijar e a acariciar sua esposa ali na minha frente rsrs eu ali olhando assustado começando a suar vendo aquela sena srsrs ele começa a beijar ela ela deixa a toalha caireu maluco ali olhando rss   ja de pau muito duro coração a mil por horaquando derre pente ela vem ao sofa onde estou e me pega pela minha mão e me puxa ao seu encontro me chamando de medroso srrs e começa a me beijar eu ali ja muito tarado nunca na minha vida tinha vivido uma situação como aquelaeu ali ja começo a bei jala tbm   fui aos poucos tomando coragem perdendo o medo adquirindo confiança e as coisas começaram a acontecer   comi muito aquela mulher ali naquele dia   o marido se afastou sentou do lado e ficou assistindosua esposa ali gemendo e gozando muitoo e agradecendo ao marido dizia que ele era o melhor marido do mundo que o amava e que ela queria muito viver aquele prazer boom eu então depois de 5 meses o casal me chamando e eu criando expectativas imagina meu tesão e a quantidade de porra que eu despejei naquela mulher ela se tremia toda uma coisa mais linda de se ver terminando fomos para o chuveiro eu e ela e ali começou esta historia que ja dura 15 anos e ate hoje eu sempre tenho este prazer e esta honrra   de poder estar com este casal o prazer dele nunca foi ficar ou comer outra mulher e nunca ele se mostrou interesse vem querer alguma coisa com minha mulher ou com uma outra qualquer . o prazer dele é ver a sua esposa feliz bom gente para quem tem algum preconceito quero deixar registrado aqui que o cara é um bom marido trabalhador sem vícios e pra completar sao casados a mais de 20 anos e todos os dias todas as manha ele leva na cama o caffe pra ela sao na minha opniao um casal bem casados e que curtem com segurança as suas fantasias e eu por outo lado sempre os respeitei sempre me senti merecedor desta confiança e sempre vou respeitarbom decupem ai quem ler o a quem for criticar os meus erros de português ou pontuaçãook abraço a todos um outro momento eu venho a relatar ums outros momentos maravilhoso que venho vivenciando com este casal ok abraço a todos             

convenci minha mulher a dar pra outro parte 4

Para melhor entendimento desta história, aconselho que leiam os três primeiros. ObrigadoNa manhã seguinte, acordei cedo ouvindo umas leves batidas na porta do quarto. Claudia dormia profundamente a meu lado. Estava nua.Levantei-me e fui ver quem batia, que tolice a minha, só podia ser o Jorge, já que estávamos só nós três na casa. Era ele mesmo todo arrumado e pronto para partir querendo se despedir. Tentei fazer com que ficasse um pouco mais, mas ele insistiu em ir alegando um compromisso inadiável.Despedimo-nos, eu abri o portão para ele e voltei para junto de minha esposa que dormia a sono solto.Perdi o sono, sentei-me na poltrona aos pés da cama e fiquei admirando aquele corpinho nu sobre o leito.Ela estava deitada de lado, quase de bruços, tendo a perna esquerda dobrada sobre o edredom embolado realçando sua coxa grossa enquanto que, a direita estava esticada por baixo dando o toque final à cena digna de uma pintura. Sua boceta depilada aparecia toda vermelha e inchada por entre as nádegas devido à intensa atividade sexual da noite passada.Não resisti e fui para a cama com ela. Eu queria ver sua xoxota de perto, então, cheguei bem junto a ela e abri levemente sua bunda. O cheirinho bom daquela vagina invadiu minhas narinas. Neste instante ela acordou languidamente.— O quê você tá fazendo aí em baixo hen? — Falou ela sorrindo e se espreguiçando.— Só tô conferindo se ela tá inteira. — Falei sacanamente.— Bobo! — Ela riu.— Tá toda vermelha e inchada. — Falei já deitado a seu lado acariciando seus cabelos.—É normal. Nós tivemos muito sexo ontem à noite e o Jorge é muito grande. — Respondeu ela.— E não tá dolorida? — Perguntei.— Fica um pouco dolorida e ardida por dentro sim, como se estivesse amortecida. — Respondeu ela, simplesmente e me deu um beijo; levantou-se e caminhou lentamente para o banheiro bamboleando seu corpo fenomenal enquanto eu fiquei na cama saboreando cada movimento que ela fazia. Alguns momentos depois, ouvi a descarga sendo acionada e o chuveiro sendo ligado.— Você não vem, amor? — Falou ela, pois tomamos banho juntos todas as manhãs.— Tô indo. — Respondi eufórico e fui correndo.Todas as manhãs quando tomamos banho, transamos em baixo do chuveiro, mas naquele dia, sentíamo-nos satisfeitos e apenas nos banhamos um ao outro curtindo muito o carinho e sentindo o amor verdadeiro fluindo entre nós.É inegável que nosso casamento melhorou muito depois que começamos a viver nossas aventuras. A cumplicidade entre nós é imensa. Nós conversamos o dia inteiro, seja por watts ou por telefone. Nós falamos sobre tudo sempre pedindo a opinião um do outro. Parece incrível, mas não tenho olhos para outra, apenas a Claudia me satisfaz, coisa que nem no começo do namoro era assim, nossos amigos admiram e elogiam nosso amor. Quando vejo uma gostosa na rua usando uma roupa sexy, logo imagino minha esposa usando aquela roupa e arrastando olhares. Os laços entre nós se fortaleciam a cada dia e não havia segredos entre nós.Naquela manhã eu lhe contei que o Jorge tinha ido embora. Ela lamentou mas percebi que não lamentou muito.Alguns dias depois, perguntei-lhe se sentia saudade do Jorge e ela disse que não e que o tesão por ele tinha passado.— Acho que transamos todas as nossas taras naquela noite e o tesão foi embora como fumaça. — Completou ela sorrindo.Os meses se passaram e nossa vida ia de vento em popa. Os negócios prosperavam e a Claudia montou uma academia a qual eu a auxiliava na administração.Nossa vida seguiu, o amor e a confiança entre nós aumentava ao limite de chegarmos a ser um só, numa simbiose perfeita ao ponto de um saber o pensamento do outro só de nos olhar.A beleza de Claudia seguia fazendo reféns e eram dúzias de cantadas todos os dias. Alguns dos frequentadores da academia, lá iam somente para babarem por ela e na esperança de, quem sabe, terem uma chance com a deusa da sensualidade.Todos os amigos que frequentam a nossa casa, principalmente nos churrascos em nosso sítio sempre no último domingo de cada mês, colocavam seus olhares gulosos em cima da minha mulher, discretamente é claro para não ofender suas esposa que sempre estavam presentes e eram nossas amigas também. Apesar de nossas aventuras liberais, Claudia sempre conheceu seu lugar e nunca se insinuou para nenhum deles e todos a respeitam e nem imaginam sobre nossas aventuras liberais.Entre esses amigos tem o casal Valter e Graziela que são nossos melhores amigos. Vou descrevê-los, pois, daqui por diante eles farão parte importante da nossa história.Valter, quarenta e dois anos, um e setenta e sete de altura; cabelos e olhos castanhos; pele branca e corpo um pouco fora de forma, não é gordo nem barrigudo, mas apresenta algumas gordurinhas localizadas e uns pneuzinhos que lhe escapam pelo cós da bermuda.Graziela tem vinte e sete anos; um e sessenta de altura; cabelos e olhos castanhos; pele branca mas bronzeada de piscina; bundinha saliente, coxas grossas e seios fartos siliconados. Seu corpo está super em forma, apesar de já ter dado à luz a um filho, o Paulinho, meu afilhado, pois a Grazi se cuida e frequenta a academia da Claudia.O Valter trabalha comigo na empresa, na verdade, eu o conheci através de minha esposa que é amiga de infância da Grazi.Depois do nascimento do Paulinho o casamento deles entrou em crise e ia acabar em divorcio na certa. Eu e a Claudia resolvemos intervir e os trouxemos mais para perto de nós para tentarmos aconselha-los e ajuda-los a superar a crise. Quando a crise estava no auge, nós os convidamos para passar um final de semana conosco em nosso sítio, só nós quatro, talvez pudéssemos detectar o problema e conseguíssemos fazê-los superar. Eles aceitaram e, no final de semana combinado, eles deixaram o Paulinho com os avós e foram nos encontrar. Foram na sexta à tardezinha para aproveitarem bem o fim de semana.Quando eles chegaram, nós sentimos o clima pesado que rolava entre eles.Nós quatro somos muito unidos, como uma família, quando namorávamos estávamos sempre junto o que nos deu certas liberdades, por isso temos toda essa intimidade, então o problema de um é o problema de todos.Eu e minha esposa notamos que a conversa entre eles tinha quase morrido e, segundo eles, a lavagem de roupa suja entre eles nas sessões de terapia, tinha servido para detectar os pontos falhos do casal, o problema agora era botar em prática.Claudia arrumou o quarto de hospedes para eles, quarto este que não fica devendo nada ao quarto principal, pois também tem suíte e closet e cama de casal.Durante o jantar foi tudo muito bem, nós rimos muito lembrando das peripécias do passado, depois a Claudia subiu para ajudar a Grazi com as malas e eu fiquei sozinho com o Valter na sala. Eu lhe servi um whiski e falamos um pouco sobre futebol, até que vi uma oportunidade e entrei no assunto.— Quando as coisas começaram a ficar ruins entre vocês? — Perguntei na bucha.— Foi depois do nascimento do Paulinho. Ela teve depressão pós parto, a libido diminuiu e o sexo entre nós foi pras cucuias. — Falou ele em tom de desabafo.— mas isto é uma coisa passageira, você devia saber disso. — Falei repreendendo-o.— Sim, de fato passou, nós tivemos uma puta transa gostosa, mas foi só. Depois…Quando eu queria ela não queria…As brigas começaram a ficar constantes…Ela me acusou de ter uma amante.— E você tem? — Claro que não…Quer dizer…Eu quase tive, mas me contive…ela é que tem um, eu tenho certeza.— Bobagem, Valter, a Grazi não seria capaz…— Falava eu mas me arrependi lembrando que, em matéria de insatisfação sexual tudo é possível.— Claro que tem, ela não liga mais pra mim; vive de segredinhos e não sai do watsapp.— Corta essa, né Valter, se a Grazi quisessse ter um amante não se comunicaria com ele pelo celular que você tem a senha né.— Será que ela seria mesmo capaz de tamanha canalhice comigo? —Lógico que não, é a Grazi, cara ,tua mulher.— Não sei o que pensar, amigo, só sei que se ela quiser ter um amante tem todo o d
ireito, porque fui eu que me afastei. Foi a minha libido que diminuiu. Tudo ficou sem graça. — Fala ele enquanto uma lágrima rola pelo seu rosto.—Calma, amigo, tudo se ajeita.—Eu amo demais a Grazi, cara, e não quero perde-la.Fiquei horas consolando-o. Claudia dormiu com a Grazi no quarto que preparamos e o Valter dormiu comigo no outro quarto.Na manhã seguinte, descemos pra cozinha, eu e meu amigo e demos de cara com as duas na cozinha preparando o café. Elas estavam com os shortezinhos curtinhos de algodão com que dormiram delineando bem suas bundas fenomenais que sobravam generosas pelas bordas e com as camisetinhas brancas sem sutiã marcando os mamilos maravilhosos, enquanto que nós vestíamos apenas calção e camiseta.Se alguém de fora de nosso circulo nos visse, poderia se espantar, mas, pra nós era normal. Temos liberdade suficiente para ficarmos a vontade e amizade mais que suficiente para nos respeitarmos.Notei o Valter olhando com desejo para a bunda das duas, mas se demorando mais na bunda da Claudia. Ele estava na seca, com certeza devoraria as duas se tivesse chance. Na hora imaginei ele metendo com voracidade na Claudinha, fazendo vibrar as banhinhas que lhe escapavam pelo cós da bermuda. Confesso que fiquei um pouco excitado ao imaginar a cena.Depois do café, as meninas botaram seus biquines, a Claudia o preto e a Grazi um vermelho bem cavado deixando-a um tesão. Foram para a beira da piscina tomar sol enquanto, eu e o Valter, ficamos no quiosque da churrasqueira preparando a carne.— Com todo respeito, meu amigo, mas a Claudia é linda. — Falou ele debruçado no balcão olhando as duas que tomavam sol.—Maravilhosa, mas a grazi não fica atrás, é um tesão também.— Você não tem medo de perder a Claudia?— Lógico que tenho, mas este é um risco que vale a pena correr. Quando se ama alguém você tem que ter coragem para deixa-la livre.—e se um dia ela te trair? —Falou ele com olhar penetrante querendo me pegar em uma palavra errada.—Depende…— Depende de que? — diz ele, confuso fazendo careta.— Se for só tesão e ela trepar com alguém, tudo bem. Mas se ela sentir amor pelo cara, aí já era, acabou tudo. —falei enfático.— Você não pode tá falando sério. — Completou ele, incrédulo. Eu poderia até explicar, mas ele não iria entender.— Vai lá e fala pra tua mulher vir aqui preparar o molho da salada. Só ela sabe. E você, pode ficar lá xavecando a Claudia. — Falei rindo.— Olha lá, hen, depois não vá reclamar. — Dissse ele com ar de advertência.— Pode ir, cara, se ela quiser dar pra você, pode levar pro meu quarto e meter a vontade. — falei rindo e percebi uma leve protuberância na bermuda dele.— Tá com o pau duro é, safado, por isso que voc~e não quis vestir sunga. — falei com ar de quem pega no flagra.— É…É pela grazi, Paulo, e não pela Claudia. — Diz ele preocupado.—É pelas duas, pensa que eu nasci ontem, seu tarado, vai lá logo. — Falei em tom de brincadeira.Ele foi meio sem jeito tentando esconder a ereção. Logo depois a Grazi veio bamboleando seu lindo corpo malhado de coxas grossas e seios fartos que pareciam querer explodir a parte de cima do biquíni, enquanto, Valter ficou sentado ao lado de Claudia conversando e fazendo-a rir.Grazi é, realmente uma tentação com seus lábios carnudos parecendo estar sempre prontos para um beijo ou um boquete.Coloquei a carne na churrasqueira enquanto ela fazia o vinagrete.Fomos conversando e bebendo cervejas e ela foi ficando cada vez mais solta e, vez por outra, a pretexto de pegar alguma coisa ela passava se esfregando em mim. Ela é muito gostosa.Grazi me confessou que o casamento não vai bem, dizendo que o marido estava acima do peso e não se cuida e que, toda vez que pinta um clima de desejo eles acabam brigando, mas não falou nada sobre as desconfianças do Valter.Olhei de novo e vi o Valter sentado na beira da piscina com as pernas dentro d’água tendo a Claudia atrás de si massageando seus ombros. Ele me olhou e sinalizou para que eu levasse mais duas cervejas. Levei e percebi que os bicos dos seios dela estavam entumecidos de tesão marcando o biquíni. Logo imaginei que ela estava, super molhada, ela apenas me olhou com seus olhinhos safados.À tarde, Valter e Grazi se recolheram ao quarto para dormirem um pouco e fiquei sozinho na sala com minha mulher. Contei-lhe sobre as suspeitas de Valter e, para minha surpresa, Claudia disse que era verdade, Grazi o traira com um rapaz que frequentava a academia.—Ela não vai contar pro marido? — Perguntei— Eu a aconselhei a eles conversassem e, acho que ela deve estar fazendo isto neste momento. — Responde ela aconchegando-se a mim, pois estávamos sentados no sofá.— Hoje de manhã, quando levei as cervejas pra vocês na piscina, notei que você estava um pouco excitada. — Falei como quem não quer nada.— Eu tava excitadíssima…Super molhada mesmo. — Falou ela beijando-me de leve nos lábios.—Você quer dar pra ele?— Você quer que eu dê ? — Respondeu ela já alisando meu pau duríssimo. — Passei a mão no pau dele a hora que estávamos dentro da piscina e estava muito duro.— É, ele tá meio na seca. Ele e a Grazi não transam há um tempão.— Tudo isto é por mim? Perguntei pra ele e ele ficou super sem graça, deu até pena. Então, eu continuei acariciando aquela rola dura por cima do calção. Eu disse a ele que você não ligava e que tínhamos um casamento aberto. Daí ele perguntou se você não ligava mesmo. Aí eu respondi que não porque voc~e sabe que eu te amo e que eles deveriam fazer o mesmo. Daí eui falei. Qué passar a mão em mim? Ele respondeu que sempre quis, então ele passou a mão em mim dentro d’água, puxou meu biquíni, se esfregou em mim com aquele pau duro e tentou me beijar, mas eu não deixei. Meu pau já estava trincando e nos beijamos e íamos transar ali mesmo no sofá, quando uma gritaria saiu do quarto deles e desceu as escadas quebrando todo nosso clima. A Grazi tinha contado pro Valter sobre a traição e ele não estava acetando bem. A roupa suja começou a ser lavada e ofensas mutuas eram laçada pelo ar. Claudia puxou a Grazi para fora para tentar acalmá-la, enquanto eu puxei o Valter para a cozinha e lhe servi uma bebida. Foi difícil apaziguar a situação, mas os ânimos se acalmaram por fim. Porém, um ficava evitando o outro e o resto da tarde ficamos assim, eu conversando e ouvindo ele e a Claudia fazendo o mesmo com ela.À noite, durante o jantar, foi aquele climão com os dois evitando até se olhar.Como não tínhamos planejado sair, nossas roupas erram confortáveis. A Claudia estava com um vestido de malha branco com listas horizontais pretas comprido até ao meio das coxas enquanto que, a Grazi envergava um vestido cor de vinho de seda bem soltinho que mais parecia uma camisola também comprido até ao meio das coxas grossas e com um decote que deixava seus seios fartos super tentadores. Eu e o Valter estávamos apenas com bermudas e camisetas, pois o calor era grande.A certa altura da noite o papo esgotou, pois os dois nem se olhavam, foi então que a Claudia jogou a última cartada para tentar reaproxima-los. Ela se levantou, foi até o som e colocou uma seleção de musicas românticas.— Que tal se a gente dançar, pessoal? — Falou ela balançando seu corpo ao ritmo da música.— Só se for com o Paulo, porque não quero nem chegar perto daquele grosso. — Falou a Grazi virando o rosto e cruzando os braços irritada.—E quem disse que eu quero chegar perto dessa traidora? Só me levanto desse sofá se for pra dançar com a Claudia. — Disse o safado já com segundas intenções.— Tudo bem, gente, o Valter dança comigo e a Grazi dança com o Paulo. — finalizou minha esposa com sabedoria.A música era romântica e, nós, os dois casais trocados, íamos dançando colados movimentando nossos corpos ao ritmo suave da melodia. Era nítido que a Claudia e o Valter estavam se curtindo, pois se cochichavam coisas e riam um para o outro. As mãos dele alisavam as costas dela e ela, languidamente se deixava envolver. Eu també
m não deixei de aproveitar a gostosa da Grazi e me esfregava de leve nela sentindo seus seios esmagados contra meu peito e o cheiro gostoso de seus cabelos. Eu a elogiava e ela ria.— Olha lá o Valter e a Claudia, tão agarradinhos como um casal de namorados. Você não tá com ciúmes não? — Perguntou ela.— Não, eles estão só se curtindo um pouco, assim como nós. — Falei tentando quebrar o clima de ciúmes que havia brotado no olhar dela.— Ele deve tá esfregando o pau duro nela. — Disse ela com um pouco de raiva na voz—E daí? Eu também estou com uma ereção enorme me esfregando em você, o que que tem?— Falei encarando-a em um meio sorriso.— Tô percebendo, seu tarado. — Fala ela com um risinho sacana, — É melhor nós irmos beber alguma coisa. — Completou ela. A sala de estar de minha casa no sitio é ampla, e o centro onde estávamos dançando tem o piso rebaixado quarenta centímetros numa extensão de cinco por cinco, parecendo uma arena e é forrado com um, felpudo e macio tapete. Eu e Grazi subimos e fomos para o berzinho, distante alguns metros da,( arena), onde Valter e Claudia dançavam num super clima de romance. Grazi se sentou num dos bancos junto ao balcão, eu lhe servi uma dose caprichada de Red Label e me sentei junto dela e ficamos assistindo ao casal.— Me conta o que que tá rolando aqui, Paulo, uma troca de casais? — Pergunta ela bebericando o uísque.— Eu acho que pra isso acontecer só tá faltando você querer. — Falei colocando a mão no joelho nú dela que estava com as pernas cruzadas exibindo sua exuberante coxa bronzeada.Percebi que seu olhar ficou parado olhando os dois se esfregando na sala e sua língua umedeceu sensualmente seus lábios protuberantes enquanto seus seios, super durinhos pareciam querer pular fora do decote.Então vi que o Valter escorregara a mão esquerda sobre a bunda de Claudia e a acariciava de leve por cima do vestido. Percebi que aquilo excitava a Grazi, então, me posicionei atrás dela com as mãos em sua cintura e fui dando beijinhos em sua nuca.— Tudo bem? Você não está com ciúme do Valter? — Perguntei antes de continuar e avançar nos carinhos.— Pra falar a verdade, não, eu tô é com vontade, muita vontade. — Falou isso, descruzou as pernas a abriu-a, apenas um pouco, porém, sem desgrudar os olhos do casal que já se beijava sem nenhum pudor.Claudia já estava com o vestido erguido expondo sua bundinha arrebitada com a calcinha branca enfiada entre as nádegas e tendo as mãos do seu novo amante a massageá-las com volúpia.Percebi então que era minha chance e, ainda por trás, escorreguei minha mão direita pela parte interna de sua coxa até pousá-la em sua bocetinha por cima da calcinha de seda, enquanto minha mão esquerda apertava seu seio farto e pontudo de tesão.—Daqui a pouco o Valter vai meter gostoso na Claudinha. — Falei em seu ouvido, nessa hora, ela soltou um suspiro entrecortado por um gemido, sua xoxota estava encharcada.— Me come também, Paulo, me come.Não havia mais espaço para nada, abaixei minha bermuda e me virei de frente para ela; me ajeitei entre suas pernas que, imediatamente me envolveram, mas não a penetrei ainda, apenas fiquei roçando meu pau duro em sua bocetinha por cima da calcinha enquanto a beijava com desejo. Por alguns minutos paramos de dar atenção ao casal que se sarrava na sala para nos concentrarmos em nós. Fiz com que aqueles seios fartos pulassem para fora do decote e os chpei, matando assim um desejo antigo meu. Depois, a coloquei sentada sobre o balcão; pus seus pés um em cada banco mantendo suas pernas bem abertas e enfiei a cara entre elas puxando a calcinha preta de lado e comecei a chupar com volúpia sua boceta carnuda e depilada. Enquanto isso, na sala, minha mulher estava só de calcinha atoladinha ajoelhada de frente para nosso amigo e pagando-lhe um boquete em seu pau grosso.Senti várias vezes a Grazi estremecer em minha língua, gemendo feito louca e percebi que ela estava curtindo a visão do casal na sala.— Não aguento mais, quero chupar teu pau também.Então, me ajeitei meio sentado no banco e ela se ajoelhou em minha frente e pôs-se a chupar meu pau bem lentamente.Olhei e vi minha esposa e o marido dela, eles estavam deitado sobre o tapete felpudo. O Valter estava com a cara enfiada entre as pernas dela chupando-lhe a bocetinha, depois, puxou a calcinha dela tirando-a por completo e se ajeitou sobre a fêmea, com a mão direita ele encaixou seu pau grosso na entradinha de Claudia, depois, com as duas mãos apoiadas no chão, atolou inteiro arrancando um gritinho de minha mulher que me fez tremer de tesão. Claudia estava com as pernas abertas e os joelhos dobrados tendo o Valter entre elas dando vigorosas estocadas que faziam seus pezinhos balançarem a cada golpe. Seus gemidos enchiam o ambiente que exalava sexo por todo lado.Não aguentando mais, tirei o vestido da Grazi e fiz com que ela se debruçasse sobre o balcão arrebitando bem sua bundinha que, como a de minha mulher, exibia a marquinha do biquíni que me deixava louco, abaixei sua calcinha e me ajeitei atrás dela, porém, não a penetrei de imediato, apenas coloquei na entradinha e fiquei brincando um pouco enquanto o casal a nossa frente metia gostoso.— Vem, Paulo, mete essa pica em mim, mete. — Falou ela quase sem voz arrancando as palavras da garganta.Cravei-lhe então meu pau que escorregou inteiro para dentro dela e passei a comê-la vigorosamente enquanto assistíamos ao casal na sala gozando feito loucos em espasmos frenéticos.Sua bundinha tremia toda a cada estocada minha.Claudia e Valter, já recompostos, estavam abraçados perto de nós curtindo nossa foda. Percebi que o pau de meu amigo já dava sinais claros de recuperação e Claudia também percebeu, então, ela cochichou algo em seu ouvido e o pau levantou de vez. Minha esposa, então, sorrindo o pegou pela mão e subiram as escadas em direção ao nosso quarto no andar de cima. Aquela cena foi demais pra mim e ejaculei como um cavalo dentro da Grazi, a qual eu já sentira que tinha gozado muitas vezes antes de mim.Depois, descemos para a sala onde, há pouco, o Valter comeu minha esposa e nos sentamos no sofá, eu nos servi mais uma bebida e ficamos curtindo o pós sexo, conversando como verdadeiros amigos, sem mascaras.— sabe, Paulo, — fala ela se aconchegando em meu ombro, — amo muito o Valter e é com ele que eu quero ficar o resto de minha vida, mas sempre tive vontade de transar com outros homens e viver situações novas…é muito bom ter liberdade de se relacionar com outras pessoas…Será que é tão monstruoso assim desfrutar dessa liberdade? — Falou ela acariciando pelos do meu peito enquanto eu observava as roupas da Claudia, junto com as do Valter, espalhadas pela sala, principalmente a calcinha dela em um canto, aquilo me dava uma certa satisfação que não consigo descrever.— Não, não é monstruoso, Grazi, apenas a maioria da sociedade ainda não está preparada para isto, mas, no seu caso, é preciso apenas que o Valter aceite bem. — falei com intuito de tranquiliza-la.—Essa não foi a primeira vez de vocês, não é— Perguntou ela levantando a cabeça e me olhando nos olhos.Então, contei-lhe tudo desde o início. Seus olhos brilhavam a medida que eu avançava a narrativa e, de ela soltava interjeições do tipo… “ puts, se o Valter fosse assim…” ou “ adoraria fazer também…”Quando terminei, a mão dela já envolvia meu pau super duro e o massageava. Ela então me beijou, apaixonadamente.— o que será que eles estão fazendo lá em cima? — Perguntou ela co jeito sacana.—Trepando, ora essa. — respondi simplesmente. — Quer ir até lá espionar.Ela nada disse, apenas se levantou eufórica e subimos as escadas.Abrimos a porta do quarto com cuidado e vimos os dois dormindo nus e exaustos. O Valter de barriga pra cima com o pau mole caído para a esquerda e a Claudia deitada de lado sobre o peito dele com a perna dobrada sobre a barriga de seu amante expondo sua coxa grossa e sua bunda fenomenal.Fiz sinal para a Grazi e fomos para a suíte tomar um banho,
o box estava molhado.— eles transaram aqui, — falei baixinho, ela riu.— Você não tem mesmo ciúmes dela, Paulo? — Perguntou ela quando já estávamos no chuveiro nos alisando e beijando.— Não. — respondo simplesmente. — Ela me ama e sei que no final da noite ela estará em meus braços. Sei que com os outros ela só trepa, mas comigo faz amor de verdade é inigualável.— Acho que estou apaixonada por você, seu filho da puta dos meus sonhos. — Falou ela e me beijou, fazendo com que sua língua invadisse minha boca gostosamente. Depois, se enroscou em mim enrolando suas pernas em minha cintura enquanto eu a segurei pelas nádegas e meu pau escorregou para dentro daquela bocetinha quente. Agora era ela quem se movimentava subindo e descendo bem devagar fazendo com que meu pau se atolasse nela até que gozamos juntos trepando em pé em baixo do chuveiro e, devo confessar que foi uma experiência totalmente nova para, pois nunca tinha transado naquela posição.Depois, fui ao closet, ao lado da suíte e peguei uma toalha grande para nós e nos secamos um ao outro e nos beijamos novamente.— Vamos lá pro quarto ver o que aqueles dois estão aprontando? — Sugeri, ela apenas concordou com um aceno de cabeça e um risinho safado.Saímos do closet e entramos no quarto e demos de cara com aquela cena maravilhosa. Os dois estavam deitados lado a lado. O Valter estava deitado ainda de barriga pra cima agora com o pau duro e Claudia deitada de lado com a perna enroscada na dele, beijava-lhe a boca enquanto o punhetava gostoso.Sentei-me na poltrona no canto do quarto aos pés da cama e a grazi sentou-se em meu colo, passou o braço por sobre meu pescoço e ficamos curtindo o namoro dos dois. Seus olhos quase não piscavam. O pau do macho estava muito duro e, minha mulher, então passou a perna por cima encavalando-se nele, mas não se deixou penetrar ainda, apenas encaixou aquela tora grossa entre suas nádegas e continuou a beijar-lhe a boca enquanto esfregava aquela rola no meio de sua bundinha arrebitada. Eu adorava quando ela fazia isso comigo e percebi que ela estava fazendo pra me provocar.— Adoro quando ela faz isso. — Falei, já com o pau novamente duro.— Ah! Então você gosta de ter o pau entre carnes suculentas, hen. Pois vou te mostrar um truquezinho que só uma peituda pode fazer. — Disse isto e escorregou de meu colo indo direto para o meio de minhas pernas, encaixou o cacete entre seus seios fartos e começou uma, deliciosa espanhola, outra novidade para mim que nunca tinha experimentado. Entre um estocada e outra de seus seios, meu pau encontrava sua língua em caricias absurdamente deliciosas.Quando olhei de novo para a cama, Claudia já cavalgava, freneticamente seu amante fazendo o cacete desaparecer em meio a marquinha da tanguinha, enquanto o barulhos molhado de seus beijos e de sua boceta ecoavam pelo quarto, isso sem contar com os gemidos roucos.A certa altura da foda, eles cochicharam alguma coisa, ela então saiu de cima dele e se ajeito de quatro na beira da cama com o rosto encostado no colchão e ele veio por trás e cravou-lhe o pau em estocadas violentas que faziam barulho quando suas peles se chocavam.— O que você acha de irmos pra cama e transarmos ao lado deles? — Falei sugestivo.Ela se levantou e fomos. A Grazi se ajeitou de quatro ao lado de Claudia, as duas se olharam, disseram alguma coisa e riram. Eu fui por trás e cravei-lhe o pau em estocadas fortes e compassadas. Os gemidos das duas se misturando era maravilhoso de se ouvir. Aquela estava sendo a foda mais gostosa de minha vida e, tenho certeza que do Valter também.A certa altura, o macho que até então possuía minha mulher, fez sinal para que trocássemos, concordei e, rapidamente, sai de dentro da mulher dele e ele da minha e invertemos. Claudia gozou no momento em que a penetrei e eu também depois de umas três estocadas dentro dela. Logo depois, grazi e Valter também terminaram em espasmos loucos e caíram exaustos no colchão entre beijos e juras de amor.Eu e minha esposa vimos que estávamos sobrando e fomos tomar banho no outro quarto. Depois nos deitamos.— Você gostou de dar pra ele? — Gostei, ele é muito bom de cama, dá pra repetir se você quiser…—Se você e eles quiserem a gente repete. — Falei— é, sem vergonha, eu vi que você gostou de transar com a Grazi. — Falou ela dando-me murrinhos no peito com ciúmes.— Tá com ciúmes é?— Tô! Principalmente quando vi vocês se beijando junto ao barzinho, por isso deixei o Valter vir por cima, pra não ver vocês transando, mas depois me acostumei e até gostei.— O que você disse no ouvido dele lá em baixo que o pau dele ficou duro na hora. — Perguntei curioso. Ela riu— Eu disse que queria fazer anal com ele, então a gente subiu e ele comeu meu rabinho no chuveiro. — Completou ela triunfante.—Você jurou que seu cuzinho era só meu. — Falei indignado.— Você tava comendo a Grazi… fiquei com ciúmes e você mereceu… — Completou ela fazendo beicinho.— Tudo bem, cê sabe que eu te amo, né. — Falei vencido.— Também te amo, Paulo, cada dia mais. — Nos beijamos e apagamos, pois já eram três da matina e, na manhã seguinte… Bem na manhã seguinte já é uma outra história.

No Pagliato, minha esposa com tesão é um perigo.

MEUS AMIGOS, O QUE PASSO A RELATARCHEGA ATÉ A SER UMA LOUCURA, MINHA ESPOSA DEPOIS QUE APRENDEU A DAR PARA OUTROS HOMENS, PERDEU TOTALMENTE O JUIZO, E, QUANDO ESTA COM TESÃO É UM PERIGO, DIAS ATRAZ ESTAVAMOS EM CLUBE AQUI EM SOROCABA, NO PAGLIATO, E MUITA MUSICA , MUITA BEBIDA, SÃ ELA JA É SEM VERGONHA, BEBADAELA FICA ALUCINADA POR SEXO, ESTAVA ELA DE MICRO SAIA JEANS, SANDALHAS DE SALTO ALTO, E MUITA BEBIDA, ELA DANÇAVA E EU PERCEBIA QUE OLHAVA TODA HORA PARA O LADO, MAS NÃO ME FALAVA NADA, RESOLVI IR AO BANHEIRO E SAI, MAS FIQUEI DE LONGE OLHANDO,FOI SÓ SAIR QUE DOIS RAPAZES FORTES, USANDO CHAPÉU SE APROXIMARAM DELA E COMEÇARAM A CONVERSAR, UMA CONVERSA ANIMADA COMO SE FOSSEM VELHOS AMIGOSELA OLHAVA TODA HORA PARA PORTA PARA VER SE EU NÃO VINHA E CONVERSAVAM , SABEM AQUELAS CONVERSAS QUE AS PESSOAS MAS SE TOCAM DO QUE FALAM, UM DELES PEGOU NO CABELO DELA E FALOU ALGUMA COISA EM SEU OUVIDO, ELA FEZ GESTO DE QUEM FICA ARREPIADA, E VIROU AS COSTAS PARA ELE COMO ESTIVESSE MOSTRANDO O CUMPRIMENTO DA SAIA, 0 CARA DEU APERTÃO EM SUA BUNDA E SAIU ELA FICOU DANDO RISADA PARA ELE, QUANDO VOLTEI ELA ME ABRAÇOU E DISSE, ESTOU SUPER TARADA, PRECISO FAZER ALGUMA COISA SE NÃO VAI DAR TROÇO EMMIM, EU DISSE VAMOS PARA O CARRO, ELA FALOU QUEM DISSE QUE EU QUERO FAZER COM VOCE…SE EU FOR NO BANHEIRO E DEMORAR UM POUCO VOCE NÃO VAI FICAR BRAVO NÉ, PEREGUNTEI PORQUE, ELA FALOU ME SIGA QUE VOCE VAI VER , ELA SAIU DEI UM TEMPEINHO E FUI ATRAS, QUANDO ELA CHEGOU NO BANHEIRO OS DOIS ESTAVAM ESPERANDO, ELA PEGOU NA MÃO DOS DOIS E DESCEU UMA ESCADA E FOI EM SENTIDO A ARENA, E EU DE LONGE FUI ME ACOMODANDO PORQUE EU TINHA CERTEZA QUE IRIA ASSISTIR UM ESPETACULO, ELES ENTRARAM EM BAIXO DAS ESCADASELES ENCOSTARAM EM UMA PAREDE ELA DEU UMA VOLTINHA E LEVANTOU A SAIA E PERGUNTOU SE ELES GOSTARAM, QUASE TIVE UM TROÇO, ELA ESTAVA COM UMA CALCINHA SUPER PEQUENA ENFIADA NA BUNDA E NA XANA, QUE ELA TINHA DEPILADO NAQUELE DIA, COMEÇOU A REBOLAR COMO SE FOSSSE UMA MULHER DE BOITE, E PEGAVA NO CORPO SE ALIZAVA, ELES TIRARAM O PAU PRA FORA E COMEÇARAM E BATER PUNHETA, ELA FALOU NOSSA QUE PINTÃO QUE VOCES TEM, O QUE VOCES QUEREM QUE SUA PUTINHA FAÇA, ELESFICARAM QUIETOS , ELA CHEGOU PERTO,VIROU DE COSTAS, PEGOU NOS DOIS PAUZÃO E COMEÇOU A ALIZAR E PASSAR EM SUA BUNDA, ENQUANTO ELA REBOLAVA E PERGUNTAVA, VOCES QUEREM ME COMER, QUEREM, E ELES FALAVAM QUE SIM, QUEREMOS SUA PUTINHA, CADE O CORNINHO, NÃO VAI SENTIR SUA FALTA, SE VOCE S FOREM RAPIDINHOS NÃO,UM SAIU DE TRAS E FALOU ENTÃO MAMA AQUI SUA CADELA NO CIO, ELA FALOU PARA O OUTRO EU VOU CHUPAR AQUELE CACETÃO E VOCE ME FODE BEM GOSTOSO,, ELA BAIXOU E DEIXOU O RABO BEM LEVANTADO, QUE CENA AQUELA CALCINHA ENFIADA NA BUNDA E ELA CHUPANDO O PAUZÃO COMO SE FOSSE UM SORVETEO CARA ENCOSTOU O PAU NA BUCETA BE EMPURROU DE UMA SÓ VEZ, ELA DEU UM GRITO E DISSE QUER ME ARREBENTAR, ELE FALOU NÃO FOI ISSSO QUE VOCE PEDIU LA DENTRO SUA PUTA, FALOU QUE PROGRAMA ERA 100,00 E NOS PODIAMOS FAZER O QUE QUIZESSE COM VOCE, ELA FALAVA ÉEEEhhhhhhhhhh, AIIIIhhhhhh, QUE BOM ME FODE MEU MACHO, ME FODE BEM GOSTOSO, O OUTRO FALAVA CHUPA SUA PUTA, CHUPA…. E PARA DE FALAR, SÓ GEME, O OUTRO PEGAVA ELA PELO CABELO E METIA SEM DÓ, EU ALI SEM SABER O QUE ESTAVA ACONTECENDO, MINHA ESPOSA FAZENDO PROGRAMA, QUEM DIRIA, TROCOU A POSIÇÃO, PEGOU UM BANQUINHO SENTOU NO CACETE DO QUE ELA ESTAVA CHUPANDO E COMEÇOU A CHUPAR O OUTRO, ELA NÃO METIA, ELA PULAVA NO CACETE DOCA, ELA NÃO CHUPAVA ELA ENGOLIA O PAU DO OUTRO, QUANDO DEI POR MIM, TINHA MAIS TRES CARAS OLHANDO ELA TREPAR TODOS COM O PAU NA MÃO, UM SAIU E VOLTOL COM MAIS DOIS E EU ENTREI NO MEIO COMO ESPECTADOR EFICAMOS EM SETE OLHANDO E BATENDO PUNHETA E ELA DANDO SHOW PARA TODOS NOS PARECIA UMA MULHER DE ZONA, ELA GRITAVA, PEDIA MAIS, MEXIA ATÉ O O GRANDÃO FALOU QUE IRIA GOZAR ELA SAIU DE CIMA DELE E COLOCOU OS DOIS NA BOCA E CHUPAVA ALUCINADA E FALAVA GOZA, GOZA, AI TODOS NOS CHEGAMOS PERTO ELA SE ASSUSTOUMAS OS CARAS FALARAM É BOM VOCE DEIXAR TODOS NOS GOZAR EM VOCE SUA VACA, E DEPOIS NOS QUEREMOS VER A CARA DO CORNINHO, COMO ELE VAI FAZER PARA TIRAR VOCE DAQUI DO PAGLIATO TODA ESPORRADA, ELA DISSE QEU QUERO QUE ELE SE FODA, O QUE EU QUERO É MUITA PORRA, NISSO EU VI QUE DOIS GOZOU NA CARA, UM NO CALEBO, DOIS NA BUNDA E ESCORREU PORRA POR TODO LADO, ELA FICOU COMO QUEM NÃO SABEIA O QUE IRIA FAZER, EU FALEI PARA ELES PODE DEIXAR QUE EU CUIDO DELA, FIQUEM SOSSEGADOS EU CONHEÇO O CORNO, SÓ NÃO SABIA QUE ELA FAZIA PROGRAMA., DEI RISADAS, ELES TAMBEM DERAM E FALARAM, SEXTA QUE VEM TEM MAIS NÉ PUTINHA, E COLOCARAM DUAS NOTAS DE CINCOENTA EM SUA CALCINHA, ELA OLHOU E DISSE COM CERTEZA, ELES SAIRAM ELA DEU RTIZADA E FALOU E AGORA COMO QUE NOS VAMOS FAZER PARA IR EMBORA…., COMEÇOU A CHOVER E FOI A SORTE SENÃO ELA TERIA QUE PASSAR POR TODOS TODA ESPORREADA, AGORA CADA VES QUE VAMOS NO PAGLIATO, ELA SEMPRE DA UM JEITINHO,, PELO MENOS DE CHUPAR ALGUEM.

FLAGREI MINHA ESPOSA COM MEU IRMAO

FLAGREI MINHA ESPOSA COM MEU IRMÃO Ola amigos leitores, meu nome e Carlos 41 anos, 1,80m 88kg moreno claro, não sou de se jogar fora pois continuo fazendo muito sucesso com as mulheres. O fato que vou aqui narrar e absolutamente verídico. Sou casado com Ângela há cinco anos, morena clara, olhos verdes, 1,65m, 24anos, 60kg muito bem distribuído, num corpo perfeito. Uma bunda que e de parar o transito, enfim um verdadeiro monumento. Seu jeito alegre, seu sorriso cativante me fez apaixonar por ela desde o momento que a conheci. Ângela sempre foi muito recatada por ser de uma família muito religiosa, as vezes meio tímida com as pessoas que não conhece muito bem, mas na hora de transar ela se transforma completamente , ela vira uma leoa quando fazemos amor. Quando estou em casa, transamos quase todos os dias, as vezes duas, ate três vezes quando estamos inspirados. Todos os dias digo a ela que a amo e ela diz que não conseguiria viver sem mim. Minha vida e um mar de rosas, tenho um bom emprego, uma boa casa, um bom carro e casado com a mulher dos meus sonhos. Nos finais de semanas sempre viajávamos, ora na casa de parentes ou para a praia onde temos casa junto com meu irmão. Então estávamos sempre juntos, meu irmão minha cunhada eu e minha esposa. Minha cunhada se chama Cristina ela e a segunda mulher do meu irmão, loira mesma idade da Ângela, 24 anos, 1,70m, 61kg e um corpo tão perfeito como o da minha esposa. Confesso que mesmo amando minha mulher sempre transava com ela pensando na minha cunhada, mas só ficava no pensamento por respeitar demais eles. Meu irmão tem quatro anos a mais que eu, mas sempre manteve a forma física por sempre praticar esportes. Sempre foi o mais responsável da família, talvez por ser o mais velho. Eu me dou muito bem com ele e ele comigo, sempre o admirei por ser um cara muito legal e responsável. Enfim nossa amizade tanto com ele como com a minha cunhada era muito boa. Trabalho em uma empresa que as vezes tenho que viajar a negocio e ficar uns dias fora, mas encarávamos como normal pois já faz muitos anos que estou na mesma empresa. Numa destas viagens um cliente desmarcou uns compromissos por motivo de morte na família e então pude retornar dois dias antes. No caminho de volta, ia pensando em como era bom voltar pra casa tomar um bom banho e cair nos braços da minha mulher e fazer amor a noite toda. Ela adorava quando colocava a língua no seu grelinho e sugava seu néctar, quando mordia levemente o bico dos seus seios, quando ela implorava para ser penetrada, e eu ficava brincando na porta da sua bucetinha, ate que enfiava meu pau de uma vez na sua bucetinha, ela chorava de prazer quando chegava ao orgasmo, com uma voz rouca sussurrava palavras desconexas no meu ouvido. Meus pensamentos foram se dissipando a maneira que ia me aproximando do bairro onde morava, já se passava da meia noite quando dobrei a esquina de casa. Chegando em casa achei estranho que o carro do meu irmão estivesse estacionado na frente da casa do meu vizinho, pois se ele e minha cunhada foram fazer uma visita porque não estacionaram na garagem de casa? Parei o carro no estacionamento de um posto de gasolina que fica quase de frente para minha casa. Como não temos cachorros, minha casa e cercado por um muro bem alto e portão totalmente fechado de modo que não da para ver o que se passa do lado de fora. Abri o portão pequeno sem fazer barulho e pude notar que a luz do nosso quarto estava acesa. Me aproximei devagarinho da janela e pude ouvir uns gemidos inconfundível que eu conhecia muito bem, meu coração começou a bater mais forte, tentei achar um lugar para ver o que se passava no interior de casa e quase tive um enfarto quando vi pela fresta da janela minha esposa de quatro na cama sendo enrrabada pelo meu irmão. Meu irmão a segurava pela cintura e castigava sem piedade sua buceta. Os dois continuava num vai e vem alucinado, de fora ouvia a batida dos seus corpos tamanha a violência que meu irmão a possuía. Minha esposa estava transtornada, cada vez que meu irmão atolava todo seu pau na sua buceta ela virava o rosto e gritava, dizia frases sem sentido, coisas que pensava que ela só dizia para mim. O ritmo das estocadas se aceleravam e num urro de prazer do meu irmão percebi que tinha gozado, minha esposa gritava não para, não para eu vou gozaaaarrrrr!!!!! Aaaaiiiiiiiiii!! Que tesão, como você tem um pau gostoso e desfaleceu na cama. Meu irmão tirou o pau da buceta da minha esposa e vi muita porra escorrendo pelas suas pernas. Ficaram um pouco abraçados em silencio, sem trocarem palavras, minha esposa se virou pegou o pau do meu irmão pois na boca e limpou toda a porra que tinha ficado no seu pau, e lentamente começou fazer uma chupeta, logo o pau do meu irmão foi dando sinal de vida, e pude ver o quanto era enorme o seu pau , dava quase o dobro do meu e muito grosso, na roda de amigos ele era conhecido como cavalo. Conforme minha esposa ia chupando, aquilo ia crescendo ate que mal cabia na sua boca, ela passava a língua naquela cabecorra e descia ate suas bolas. Minha esposa segurava aquela tora com as duas mãos e ainda sobrava pau para ela chupar. Naquele momento ate eu estava com tesão, confesso já que tinha imaginado minha esposa trepando com outro mas era só uma fantasia, nunca pensei que isto fosse acontecer, ate porque nunca desconfiei da fidelidade dela. Meu irmão se levantou deitou minha esposa de costa abriu suas pernas e caiu de boca na sua buceta ainda toda melada com a sua porra. Pelo que notei ele gostava disso porque sugava com tanta vontade que parecia que ele queria entrar com a cabeça e tudo na buceta da Ângela. Ficou chupando minha esposa por uns dez minutos, depois se ajoelhou na sua frente pegou-a pelos cabelos e botou o pau na boca dela para mais uma chupada, coisa que ela sabia fazer muito bem. Após uns cinco minutos de chupacao, meu irmão colocou minha esposa de quatro abriu com as duas mãos aquela bunda maravilhosa deixando o seu cuzinho livre para meter a língua, minha esposa gemia de tesão, eu a esta altura mesmo com raiva da traição da minha esposa e meu irmão me acabava numa punheta, tamanho era o tesão que estava sentindo no momento vendo aquela cena. De vez em quando meu irmão molhava o dedo e enfiava no cuzinho da minha esposa, ela dava uns gritinhos e rebolava na boca do meu irmão, ele deu uma cuspida no cuzinho dela e outra no seu cacete e pincelou na entrada do cuzinho dela, ela percebendo sua intenção disse – você sabe que não agüento seu pau no meu cuzinho, mal agüento com o do seu irmão que por sinal e bem menor! E era verdade pois ela sempre reclamava de dor quando fazíamos sexo anal. Meu irmão continuou esfregando aquela tora no cu da minha esposa, ate que num momento ele forcou a entrada ela deu um grito, e foi pra frente escapando da investida do meu irmão, ela olhou pra ele e disse – se você insistir acaba tudo aqui agora mesmo, meu irmão mesmo chateado por não conseguir comer seu cuzinho olhou para ela e disse: Angela me perdoa, sei que você já disse que não agüenta no cuzinho, mais eu fico com um tesão danado de enfiar meu pau nesta sua bundinha deliciosa, te prometo que não vou mais insistir, deu um beijo na boca da minha esposa e disse: vamos continuar, não vamos deixar que isso acabe por um momento de bobeira! Minha esposa continuou de quatro na cama meu irmão pincelou aquela vara na bucetinha da minha esposa e foi enfiando devagar ate suas bolas baterem na sua bunda, e continuaram num vai e vem bem devagar, quando meu irmão ia tirando o seu pau parecia que nunca ia sair tamanho era o pau dele, minha esposa fazia movimentos leves para receber aquela tora, quando ele enfiava ela vinha com o corpo para trás bem devagar para receber toda aquela vara na buceta. Aos poucos foram aumentando o ritmo e minha esposa gemia como uma louca cada vez que meu irmão estocava forte sua bucetinha. Ela rebolava alucinada gritando eu vou gozar, mete tudo, aiii eu vou gozar, goza comigo por favor, aiiiii eu não vou agüentar que tesão aiiiiiiiii meu irmão ouvindo isso aumentou mai
s o ritmo das estocadas e num urro gritou: – Também vou gozar, como você e gostosa uuuiiiii, e os dois acabaram gozando junto naquela foda alucinante. Caíram na cama ficaram um tempinho abraçados e meu irmão disse: já são quase três da manha tenho que ir pra casa, eu disse pra Cristina que tinha um jogo de futebol com os amigos e depois íamos tomar umas cervejas, já era pra estar em casa a essas horas – Quando o Carlos vai chegar? – Depois de amanha disse a minha esposa, – ele desconfia de alguma coisa? – Que eu perceba não! – Amanha vamos nos encontrar de novo? Melhor não deixa para outra oportunidade. Não e certo o que estamos fazendo com seu irmão e com a Cristina, disse minha esposa. – Nos temos que acabar com isto, ou se não, contar tudo pra eles – Vamos dar um tempo antes de tomar qualquer decisão precipitada, eu amo a Cristina e você eu sei que ama o Carlos, pra que estragar tudo se podemos ir levando, o que sentimos um pelo outro e uma atração incontrolavel que faz a gente cometer estas loucuras, Puro tesão. Meu irmão se levantou foi se limpar, mais que depressa fui ate o portão sai tranquei o portão por fora sem fazer barulho e fui para meu carro. Procurei um barzinho que sempre ficava aberto a noite toda. Chegando lá, pedi uma cerveja fiquei bebericando pensando no que ia fazer em relação ao meu irmão e minha esposa. Era uma situação difícil pois eu amava os dois, pensei comigo não quero me separar da minha esposa, se e pra ela me trair que seja com meu irmão. Esperei uma hora e voltei pra casa, minha esposa estava saindo do banho, ela ficou meio sem jeito tentando disfarçar seu espanto por me ver aquela hora em casa. – Já em casa amor? – Porque não ligou que chegaria antes? Me abraçou e me deu um beijo bem demorado. – Que bom que você voltou antes amor, estava com saudades, não estava conseguindo dormir, então resolvi ler um livro ate que o sono chegasse como esta fazendo muito calor fui tomar um banho para refrescar. – Já jantou amor? – Comi algo no caminho respondi. Como era cara de pau pensei. _ Vai deitar amor vou tomar um banho e vou deitar também pois estou muito cansado. Peguei uma calcinha que ela tinha deixado no banheiro estava toda encharcada por seu suco, levei ao nariz que cheiro bom ela tinha, passei a língua aonde estava molhado e que gosto bom era o da minha mulher. Enquanto tomava banho lembrava dela sendo enrrabada por meu irmão, e meu pau ficou duro que nem ferro. Pensei em qual seria a desculpa que ela ia me dar para não transar-mos, pelo tanto que eles fuderam devia estar exausta. Terminei meu banho, fui para a cama e ela estava deitada de costa para mim, abracei- a por trás esfreguei meu pau na sua bunda e ela resmungou: – Você não esta cansado amor? Estou sim respondi mais louco de vontade de fuder este cuzinho gostoso quem você tem. Comecei bolinando seus seios percorrendo a mão por sua bunda ate chegar no cuzinho, fiz ela deitar-se de bruço arreganhei sua bunda meti a língua no seu cuzinho salivei bastante meu pau coloquei na entrada do seu cu e forcei a entrada, ela tentou se esquivar mas não deixei ela escapar, ela gritou, aiii amor você esta me machucando! Lembrei de como ela estava fodendo com meu irmão, segurei firmei em sua cintura e dei uma estocada forte que entrou mais da metade no seu cuzinho, ela deu outro grito e sem dar chance atolei tudo de uma vez o que faltava. Ela soluçava baixinho enquanto eu desesperadamente fodia aquele cuzinho apertadinho que meu irmão não conseguiu comer. Agora ela não reclamava mais que estava doendo pois seu cu já tinha acostumado com o calibre do meu pau. Ela rebolava na medida que ia arregaçando aquele cuzinho, enquanto metia no seu cuzinho enfiava o dedo na sua bucetinha que estava toda arrombada pelo pau do meu irmão. Quando estava para gozar aumentei o ritmo das estocadas, metia com toda minha forca naquele cuzinho ate que ela me disse: amor eu vou gozar aaaiiiii que delicia e numa descarga elétrica descarreguei um litro de porra naquele cu maravilhoso da minha esposa que ate então tinha certeza que era só meu. Nunca gozei tanto na minha vida. Tirei meu pau do seu cuzinho e fiquei admirando como era bela minha esposa naquela posição. Como ela podia fazer isso comigo? Se eu a amava tanto? Deitamos e ela logo pegou no sono, fiquei pensando se contaria para minha cunhada ou não. Qual seria sua reação? Pensei em falar pro meu irmão que sabia de tudo, e armar o maior barraco, mas daí tanto o meu casamento como o dele ia desabar, e eu não queria isso. Então tomei uma decisão, não fazer nada ate contar tudo para a minha cunhada. Gostaria das opiniões dos leitores se devo contar para minha cunhada ou não. Se for bem votado escrevo o que rolar quando contar para minha cunhada. Se alguém passou por essa experiência e quer comentar a respeito entre em contato comigo pelo meu e-mail responderei a todos. Um abraço a todos e ate o próximo conto. Se for bem votado.                                

Chris, minha esposa – a primeira noite

Meu nome é Thomas, tenho 52 anos e sou viúvo. Há uns 3 anos me casei com uma moça mais nova, a Chris, que hoje tem 27 anos, uma loira linda com 1,67 de altura, 52 kg, um corpo lindo e um sorriso maravilhoso. Trabalha como modelo e recepcionista de eventos, que aliás foi como nos conhecemos. Ela trabalhou para minha empresa em um evento e ali começou nossoromance. Chris é fogosa, ousada e sempre despertou o desejo em outros homens, principal- mente em meus sócios, Sérgio e Henrique, ambos nas faixa dos 50 como eu. Nuncative ciúmes e na verdade até me excitava vendo a reação de outros homens quando a olhavam com uma roupa mais provocante ou na praia com seus biquínis bem pequenos. Sempre comentávamos sobre a reação de um e outro depois de um dia na praia ou em uma festa e acabávamos fantasiando na cama a presença de outros homens na cama com Chris. Em nossas fantasias eu não estava junto, esperava ansiosamente o relato dela sobre suas aventuras com outros homens. Um dia, após combinarmos um final de semana num sítio que Sérgio alugara em Ibiúna soube que teria que viajar devido a uma emergência de família, Chris não gostou de saber que iria sozinha para o sítio e após muito custo consegui convencê-la, afinal, ela não estaria sozinha pois as namoradas de meus sócios também iriam. Ela se deu por vencida e combinamos que a encontraria em casa no domingo a noite para um jantar romântico. Avisei a Sérgio que não poderia ir devido a um problema inesperado mas que Chris iria sozinha, não pude deixar de notar o sorriso em seu rosto e por um instante imaginei o que poderia acontecer com minha mulher sem a minha presença. Relaxei pois conhecia suas namoradas e sabia que elas morriam de ciúmes da Chris, o que certamente faria com que eles se comportassem. Sérgio se ofereceu para levar Chris mas respondi que ela preferia ir de carro pois poderia ter liberdade de voltar na hora que quisesse. Assim, na quinta-feira viajei para Manaus e na sexta-feira Chris pegou nosso carro e foi para o sítio. Ela chegou por volta das 10 horas da noite, as luzes da casa estavam acesas, podia ver o movimento. Sérgio saiu da casa com um sorriso e veio ajudar com a mala, deu um abraço e um beijo no rosto de Chris que jamais daria na minha presença, pegou a mala e foram andando em direção a casa. Henrique os esperava na porta e também deu um abraço, ou melhor, um amasso em Chris que imediatamente perguntou pelas meninas. Os dois sorriram e disseram que elas não viriam mais, tiveram um trabalho de última hora e só poderiam chegar no sábado. Chris pensou em voltar para São Paulo mas a insistência dos dois e a possibilidade da chegada das meninas no dia seguinte a fez ficar. Chris estava preocupada em estar sozinha com meus dois sócios mas ao mesmo tempo excitada, será que eles seriam capazes de tentar seduzi-la a despeito dela ser minha mulher ? Ela tomou um longo banho e resolveu colocar um moleton bem largo, para evitar qualquer provocação, e desceu para jantar. Sérgio e Henrique já a esperavam com uma garrafa de vinho e o jantar transcorreu na maior tranqüilidade. Boa comida, papo agradável e mais uma garrafa de vinho. Chris já estava se sentindo solta, alegre e morrendo de calor com o moleton quando resolveu trocar de roupa, eles não tentariam mesmo nada com ela e aquela roupa estava realmente incomodando. Pediu um minuto e foi ao quarto. Quando reapareceu, vestindo uma mini-saia e uma blusa amarrada na cintura, meus sócios enlouqueceram, se olharam com cumplicidade e abriram a terceira garrafa. Chris sentou-se no sofá e cada cruzada de pernas enlouquecia os dois que se mostravam mais ousados nas conversas. Sérgio começou com os elogios, sobre como eu era um cara de sorte, sobre como Chris era linda, além de linda inteligente e foram por aí a fora. Nisso Chris pergunta se eles não estão felizes, pois ambos tem namoradas novas e bonitas. Henrique responde que nenhuma delas é tão sensual como ela e que por mais gostosas que as namoradas fossem, era por Chris que eles sentiam tesão ! Chris sorriu tímida: – Tesão ? eu desperto tesão em vocês ? Muito, você nem imagina… responde Sérgio… Mas podemos te mostrar ! completa Henrique… Sérgio se levanta e senta do lado de Chris, Henrique o acompanha e senta do outro lado no sofá que subitamente se torna apertado. Chris olha para os dois, e fala: – não acredito que vocês teriam coragem de trair o Thomaz, eu sou mulher dele, não uma namoradinha qualquer…. – Você teria coragem de traí-lo ? pergunta Sérgio… ou melhor, você já o traiu alguma vez ?? Chris olha zangada para Sérgio, :- E porque você acha que eu devo te responder sobre isso ? isso é um problema meu e dele, se eu tivesse traído é claro…. Henrique coloca sua mão sobre a coxa de Chris: – Se eu te disser que acho que você já traiu, e que gosta de trair, gosta de sacanagem…… acho que você deve ser uma delicia na cama, muito gostosa para um homem só…. Chris se vira e olha nos olhos de Henrique, – Não posso gostar de sacanagem sem trair ? gostar de sacanagem com ele, deixar ele louco de prazer ….. é com ele que eu gosto de trepar…. Sérgio começa a alisar sua coxa também, Chris no meio dos dois.. sendo alisada pelas mãos dos meus sócios, ela não sabe para quem olhar ou o que fazer.. mas não reage, deixa que eles a acariciem… -Com ele ? acho que você gosta de trepar, gosta de homem, e ele é o da vez… Diz Henrique…. Que tal nós dois hoje ? dois homens pra você deixar loucos de prazer ? Chris tenta reagir, faltam palavras, as mãos deles a deixam excitada, sente que eles avançam e já começam a levantar a saia… confusa, sem saber o que dizer ela responde: – os dois ? será que vocês têm saúde pra me agüentar ? e sorri maliciosamente.. Henrique nem responde… avança e dá um beijo na sua boca, de leve, outro beijo, Chris não reage e se entrega, os dois se beijam sofregamente enquanto Sérgio alisa suas pernas, abre o nó da camisa e começa a descobrir o corpo de Chris. Chris vira e dá um beijo em Sérgio, decide se entregar ao jogo, sente as mãos de Henrique abrindo os botões da camisa enquanto beija a boca de Sérgio e sua excitação cresce… – Parem, esperem….diz Chris com a camisa aberta e seus lindos seios a mostra…. – não sei se isso é certo …. Sérgio olha para ela…- esquece o que é certo e errado, somos só nós agora, tira a roupa pra nós… um strip- tease sensual pra nós….. Ele levanta e coloca uma musica, “sexual healing”, e senta no braço do sofá, olhando fixamente para minha mulher.. Chris sorri,.. – isso mesmo, só nós três, e mais ninguém… prometam que ninguém nunca vai saber …. E sorri com cara de menina sapeca Henrique responde rapidamente: – saber ? pra quem iríamos contar ? você vai ser nosso segredo, o segredo mais gostoso das nossas vidas.. – Isso, nosso segredo.. completa Sérgio…. – Agora dança…! A música atiça Chris que começa a dançar sozinha, a camisa aberta revela seus seios, um depois o outro, o clima é de excitação e ela começa a tirar a camisa, longos segundos e ela joga a camisa longe, seus lindos seios se revelam para os dois, firmes, deliciosos…. ela levanta a saia.. abaixa… os dois não se agüentam de tesão e a excitação é evidente… Sérgio fica em pé… tira a camisa… Henrique o acompanha, sentado no sofá… ambos loucos de tesão olhando minha mulher dançar semi-nua… Chris abre a saia… e deixa ela cair… a minúscula calcinha é o que resta em seu corpo.. ela se contorce, se alisa, aperta seus seios coloca o dedo na boca..vagarosamente começa a tirar a calcinha…. de costas revela aos dois sua bundinha deliciosa.. e finalmente fica nua.. completamente nua… linda…. os dois embasbacados não tem reação, ficam olhando .. Chris se aproxima de Sérgio…. oferece a ele a calcinha…. alisa seu peito… e desce suas mãos até a cintura e com habilidade abre a bermuda de Sérgio que permanece estático.. cheirando sua calcinha… Chris se agacha rapidamente e puxa a bermuda para baixo.. o pau de Sé
rgio salta, duro… ela o acaricia e passa a língua nele inteiro.. lambidas .. e com habilidade começa a chupá-lo… Henrique tira a sua roupa e se ajoelha atrás de Chris, acaricia seus peitos e beija sua nuca enquanto ela chupa gulosamente o pau de Sérgio… ele aperta os biquinhos de seus peitos.. morde sua nuca…seu pau duro roça as costas de Chris que já está completamente molhada, louca, excitada…. Sem tirar o pau da boca ela sinaliza a Sérgio para que ele sente no sofá. Ele obedece e ela olha para Henrique por cima do ombro e diz: – Vou ficar de 4, chupando ele, olha bem a minha bundinha e faz o que você quiser com ela…… Henrique quase enlouquece com a visão da bundinha de Chris que se acomoda entre as pernas de Sérgio e recomeça a sugar seu pau, ela arrebita a bunda o mais que pode, rebola, chupa o pau de Sérgio com sofreguidão…que louco de tesão acaricia seu cabelo.. Henrique se ajoelha atrás dela, segura seus quadris, alisa sua bundinha, pincela sua bucetinha com seu pau duro … Chris abre mais as pernas como que pedindo para ser fodida e Henrique então começa a enfiar, devagar, ela geme e chupa mais o pau de Sérgio, arrebita mais a bundinha para receber o cacete de Henrique que desliza para dentro dela, grosso, duro…. Henrique segura firme em sua cintura e começa a meter, estocadas fortes, fundas, metendo sem parar.. ela geme baixinho, o gemido sufocado pelo pau de Sérgio que enche sua boca.. os três arfando…. Henrique metendo… mais rápido, fundo, forte…. o silencio é quebrado por Henrique que mete sem parar: – ahhh Chris.. sua puta ! toma um caralho na buceta vadia…. Sérgio segura o cabelo dela com força…. ;- chupa vagaba,, vou encher sua boca de porra…. safada….. Chris se excita ainda mais e quase engole o pau de Sérgio.. chupa rápido… rebola sentindo as estocadas fortes de Henrique…. ela treme..sente o gozo chegar e um arrepio percorre todo seu corpo.. um orgasmo forte, louco….ela tenta gritar, chupa mais e sente os dois paus que a preenchem pulsando…. sem parar de chupar ela sente o jato forte de gozo de Sérgio em sua boca… Henrique enfia mais forte e começa também a goza-la….o gozo dos dois a inunda e ela continua chupando Sérgio, lambendo, engolindo todo seu gozo….. Henrique mete e goza.. estocadas fundas que jogam jatos de porra quente em sua buceta…. ela treme… goza novamente… e sente seu corpo mole…. Henrique tira o pau de dentro dela que se senta no chão.. a cabeça entre as pernas de Sérgio.. zonza… excitada..não consegue pensar em nada…. Henrique serve três taças de vinho… eles bebem em silêncio.. o sorriso estampado no rosto de todos…. sentada no chão entre as pernas de Sérgio.. ela só sorri…. olha para os dois homens que parecem não acreditar no que está acontecendo.. Henrique sentou ao lado de Sérgio no sofá e observa as mãos hábeis de Chris que acariciam o pau de Sérgio…ela manuseia o pau com carinho…se posiciona melhor e após largar o copo começa a acariciar Henrique também.. – Vão ter que me agüentar, lembra que falaram que tem saúde pra mim ?? e riu com cara de moleca… Os dois já estão excitado novamente.. ela de joelhos entre os dois pega a taça de vinho e derrama um pouco sobre o pau de Henrique… se inclina e começa a chupar.. uma lambida.,, uma chupada.. e faz o mesmo com Sérgio… se reveza nos dois homens chupando ora um, ora o outro.. eles bebem seu vinho, acariciam seus longos cabelos louros, seu ombro…. Sérgio então diz: – Senta no meu pau agora… quero você montada nele… Chris sorri… fica em pé… Henrique se afasta e Sérgio fica sentado no meio do sofá.. Ela então se aproxima,,, se ajoelha em cima de Sérgio….oferece os peitinhos para Sérgio chupar o que ele faz com vontade….. com a mão ela segura o pau de Sérgio e o encosta em sua bucetinha molhada… começa a descer devagar… sente a cabecinha entrando…fecha os olhos e desce.. deixando o pau de Sérgio invadir sua buceta…. beija a boca de Sérgio e começa a rebolar com seu pau dentro dela… ela rebola.. remexe.. beija Sérgio sem parar… Henrique do lado se masturba esperando sua vez.. Ela começa a subir e descer.. sentando no pau de Sérgio…gemendo.. gritando… o gozo vem rápido e ela grita….. Henrique fica em pé no sofá e oferece o pau para Chris chupar.. ela abocanha o pau de Henrique enquanto rebola no pau de Sérgio… loucura… ela chupa com vontade.. abocanha o pau de Henrique e sente o pau de Sérgio fudendo sua bucetinha…. Sérgio acaricia sua bundinha e desliza um dedo para o cuzinho de Chris enquanto ela rebola… ele enfia a ponta do dedo e sente ela arrepiar e chupar mais forte… – Henrique… a putinha gosta de dar o rabo… mete no rabo dela agora… Henrique pergunta: – gosta de dar a bundinha ? Chris balança a cabeça afirmativamente sem tirar o pau dele da boca… – quer sentir um cacete no cuzinho e outro na buceta ?? .. pergunta Henrique de novo… Ela novamente consente com a cabeça.. um sorriso nos lábios que chupam o cacete de Henrique com vontade… ela tira o pau de Henrique da boca e com um sorriso sacana diz:- Só mete devagar… pra não machucar…. Ela se curva sobre Sérgio levantando bem a bundinha, suas pernas abertas sentem o pau de Sérgio na bucetinha que pisca de tanto tesão… Henrique se posiciona atrás dela….encosta seu pau melado em seu cuzinho já molhado de tesão e força de leve… ela geme… abraçada em Sérgio…. – mete Henrique..mete logo…. não aguento mais de tesão…. Henrique empurra de novo e sente o cuzinho de Chris relaxado…entra a cabecinha… ela sente dois paus dentro do seu corpo pela primeira vez…. – ahhhh tesão…. mete no meu cuzinho,, mete gostoso….. e beija Sérgio na boca… Henrique segura seus quadris com firmeza e mete tudo… de uma vez.. seu pau desiza para dentro do rabinho de Chris que geme enquanto beija Sérgio… – Chris..gostosa…. se eu soubesse o quanto você é vadia tinha armado essa a mais tempo… diz Henrique, que começa a meter no seu cuzinho…. ela rebola no pau de Sèrgio enquanto sente o pau de Henrique abrindo sua bundinha… ela geme.. grita… pede que meta mais.. rebola como louca e sente o gozo chegar com força… ela goza muito.. treme.. grita.. ri… e se delicia com os dois cacetes que a devoram… -Ahhhh mete mais… me fode…. me rasga toda.. ahhhhhhhhhhh ….. Chris grita sem parar e sente o pau de Henrique entrando com força… Sérgio chupa seus peitos e mordisca os bicos…. não para de chupá-la que retribui com um rebolado louco na sua pica…. Henrique começa a meter mais rápido.. ela sente que o gozo vai chegar e arrebita o mais que pode sua bundinha,, ele enfia forte e ela então sente o gozo inundando seu cuzinho.. ele mete e goza… fundo.. sua bundinha melada… o gozo escorendo pelas pernas….. ela arrepia e goza junto…. Henrique tira o pau da bunda de Chris e se joga no sofá… Chris abraça Sérgio com força… arrepiada….ele retribui o abraço.. sussurra em seu ouvido para ela deitar no chão.. ela obedece e deita no tapete macio.. pernas abertas….quase sem forças…. Sérgio entra no meio de suas pernas e com uma estocada forte enfia na sua buceta… ela geme… o abraça …. sem forças…. querendo descansar mas não querendo parar.. Sérgio mete com força… enfia fundo em sua buceta… ela geme baixinho e pede.. – Mete.. me goza.. me enche de porra… ahhh tesão… goza em mim…. .. Sérgio enlouquece com sua voz… seu gemido e começa a meter forte.. com força…. – toma gostosa…. vou te encher de porra…. tesão…… -enche,,, me inunda de porra quente…. goza na minha buceta… – Vadia…. vagabunda… é de pica que você gosta.. safada…… -ahhh eu quero… eu quero mais… me arromba.,. me rasga…. me fode….. Sérgio mete mais.. estocadas fundas…. e explode numa gozada louca dentro de Chris…ele mete e goza… seu pau pulsando e enchendo sua bucetinha com seu gozo…. Ela beija a boca de Sérgio… beija muito… sem parar.. ainda com seu pau dentro dela…e arrepiada sente mais um orga
smo louco… Chris fica deitada no chão… melada… saciada… enquanto Sérgio serve vinho e Henrique relaxa no sofá… ela sorri e pergunta: – um banho de piscina agora ? os três ? Sérgio e Henrique concordam e todos vão mergulhar… a noite continua e Chris não para, os três transam mais algumas vezes, e finalmente vão dormir… Chris então pergunta com cara de sapeca: – As meninas vem mesmo amanhã ?? – Amanhã ? não sei, mas vai ser um dia gostoso, eu prometo ! temos uma surpresa para você.. diz Sérgio -Surpresa ? o que vocês vão aprontar ? elas não vem ?? – Amanhã você vai ver…. ele repete… -Esperemos amanhã então..! ela beija a boca dos dois e sobre para seu quarto, imaginando o jantar de domingo quando vai contar todos os detalhes para mim..

MINHA ESPOSA MAMOU UM RAPAZ NA POUSADA

QUANDO TEM QUE ACONTECER UMA LOUCURA CONOSCO , ACONTECE MESMO , CANSADO DE FICARMOS EM CASA , RESOLVI DAR UMA PASSEADA COM MINHA ESPOSA , EU SOU O PEDRO 55 ANOS , CASADO COM A HELOISA DE 55 ANOS , SENHORA MUITO BONITA , 1,68M 58 KG , CABELOS CURTOS TINGIDOS NA COR COBRE , SEIOS MÉDIOS E BUNDA MEDIA , FOMOS FAZER UM PASSEIO DE 7 DIAS NA POUSADA , VIAJAMOS DE CARRO POR 450 KM , NOSSA A POUSADA MARAVILHOSA , NO ES , ESTADO MAGNIFICO , OS CHALÉS MARAVILHOSOS , RESTAURANTE DELICIOSO , BOM ANOITECEU E FOMOS JANTAR EU E MINHA ESPOSA , FUI DE BERMUDA MESMO , CHINELO É CAMISETA , MINHA ESPOSA DE VESTIDINHO É CHINELINHO , A FDP COM UM FIO MINUSCULO COMO SEMPRE , BOM , ESCOLHEMOS UMA MESA AO CANTO , FICAMOS DE FRENTE PRA UMA FAMILIA DE 4 PESSOAS , UM CARA DE UNS 40 ANOS , FOI PASSANDO O TEMPO E PERCEBI O CARA OLHANDO PRA MINHA ESPOSA , FDP ENCARAVA MINHA ESPOSA , EU FALEI ESTE CARA ESTA TE PAQUERANDO , ELA FALOU PARA , VC ESTA VENDO COISAS , FALEI A TÁ , ELA RIU , FDP DE UM TARADO , MAS TERMINAMOS E FOMOS PRO QUARTO , NO OUTRO DIA FOMOS FAZER UMA TRILHA E ENTRE NÓS ESTAVA O CAIO , PAQUERA DA MINHA ESPOSA , LOGO PUXOU PAPO E NOS DEMOS BEM , BOM PAPO , TERMINADO TUDO A NOITE MINHA ESPOSA ME MOSTRA O ZAP DO CAIO , FALEI MAS QUE FDP , ELA FALOU NÃO QUERO SABER DISSO , FALEI ADD E CONVERSA QUERO VER , ELA FALOU NÃO QUERO CONFUSÃO , FALEI VAMOS ZOAR ELE , ELA ADD E O SAFADO COMEÇOU OS ELOGIOS , ELEVOU O EGO DELA E EU LENDO , EU ORIENTAVA ELA A RESPONDER É ASSOM FOI , ELE QUERENDO ENCONTRAR COM ELA , FALEI MAS QUE SAFADO , MAS COMECOU ME DAR MUITO TESÃO IMAGINAR ELA SENDO MONTADA POR OUTRO , CONVERSEI COM ELA , PERCEBI QUE MINHAESPOSA ESTAVA CAIDINHA PELO CARA ,UMA VEZ QUE ELE MORA EM OUTRO ESTADO DIFERENTE E DISTANTE , FALEI VAMOS SACANEAR ELE AMOR , COM MUITO CUSTO ELA ACEITOU , ELA CHAMOU ELE PRA VIR NO NOSSO QUARTO , O ABUSADO DISSE QUE VIRIA E AS 20 HS DE SÁBADO VEIO MESMO MINHA ESPOSA HAVIA TOMADO UM BANHO , DEPILADO A BUCETINHA E O CUZINHO , FIO MINUSCULO , DESCALÇA , AGARRAFA DE VINHO NA MESA , O DOM RUAN CHEGOU , UM CARA DECIDIDO , SEM RECEIO NENHUM , LOGO DEU UM ABRAÇO GOSTOSO NA MINHA ESPOSA , UM BEIJO NO LADO ESQUERDO DO PESCOÇO DELA , ME COMPRIMENTOU , SENTAMOS E TOMAMOS VINHO , ELE OLHAVA O DECOTE DA MINHA ESPOSA , SENTADO , ACARICIAVA A MÃO DELA DE UM LADO EU COM A MÃO NO OMBRO DELA , O SAFADO COMEÇOU A ABRAÇAR E BEIJAR ELA , CARALHO QUE TESÃO ELA CEDEU , AOS BEIJOS NA BOCA , ABRACADOS A MINHA FRENTE ,ELE ENFIAVA AS MÃOS POR BAIXO DO VESTIDINHO TOCAVA O RABO DA MINHA MULHER E BEIJANDO A BOCA DELA , EU SENTADO DE PAU DURO , O MACHO COLOCOU MINHA DEITADA NA MESA E FOI TIRANDO O VESTIDINHO , NOSSA MINHA ESPOSA DE SUTIEN E CALCINHA ALI NA MINHA FRENTE , SENDO TRABALHADA POR OUTRO MACHO , ELE TIROU O SUTIEN , OS PEITOS PRA FORA ELE MAMOU OS 2 BICOS , TIROU A CALCINHA , CHEIROU , SENTIU O CHEIRO É DISSE CARALHO QUE CHEIRO DELICIOSO , PORRA QUANDO ELE TIROU O SHORT , CAMISA E CUECA O PAU GROSSO CABEÇA GROSSA , ELABEIJAVA O CORPO INTEIRO DA MINHA ESPOSA , EU FIQUEI NU , ME PUNHETANDO , ELE CHUPANDO A BUCETKNHA E O CUZINHO DA MINHA ESPOSA , FALEI CARA VC É FDP , CHUPAR MINHA ESPOSA ASSIM , ELE FALANDO ,MAS ELA VAI ME MAMAR TB , MINHA ESPOSA GEMENDO NA LINGUA DELE , DESCOBRI O FDP TEM 40 ANOS E FAZER ISSO COMIGO DE 55 ANOS E COM MINHA ESPOSA DE 55 ANOS TB , ELE DESCEU MINHA ESPOSA É SENTOU ELA NA CADEIRA , ELE SENTOU NA BERADINHA DA MESA , AS BOLAS PENDURADAS , MINHA ESPOSA MAMAVA PAU , MAMAVA BOLAS , FDP GOZOU NA BOCA DELA , EU VENDO ELE GEMER É O LEITE ENTRANDO NA BOCA DELA , EU ENTREI POR BAIXO DA MESA E CHUPEI MINHA ESPOSA ATÉ ELA GOZAR NA MINHA BOCA , GOZEI NA PUNHETA ,ELE FICOU UM POUCO E FOI FICAR COM A ESPOSA , NO DOMINGO ELE VEIO LOUCO , A GENTE SE PREPARAVA PRA VIR EMBORA , ELE ABRAÇOU MINHA ESPOSA DERRUBOU ELA NA CAMA ,ELE QUERIA COMER , ELA NÃO DEIXAVA , NÃO ME ENTROMETI , ELE SO DE CUECA COM O PAU PRA FORA , ELA DE VESTIDO , EU TIREI O VESTIFO DELA , A CALCINHA , MAS ELA NÃO QUIZ DAR MESMO , MAS FICARAM NO 69 , SE CHUPARAM GOZARAM UM NA BOCA DO OUTRO , EU GOZEI NA PUNHETA , VIEMOS EMBORA , ELA EXCLUIU ELE , IMAGINEI QUE MULHER FDP NÃO DEU PRO MACHO.

PRIMO MATUTO FODE MINHA ESPOSA

O CANAL DOS CONTOS TRÁS PARA VC ESTE CONTO CHEIO DE TESÃO , EU GOSTARIA MUITO DE COMPARTILHAR ESTA HISTÓRIA COM VCS , SOU O CAFLOS 50 ANOS , CASADO COM A SANDRA 43 ANOS , MORENA JAMBO , 1,67M , 55 KG , CABELOS NEGROS E LONGOS , CHEGAM BRILHAR , PEITOS MÉDIOS E BUNDA MÉDIA , CLARO QUE DESCOBRI QUE MINHA ESPOSA DA UMAS PULADAS DE CERCA , ISSO EU SEMPRE FIZ DE CONTA QUE NÃO SEI , SEI QUE MUITA GENTE SABE E COMENTAM , MUITOS QUE COMENTAM SÃO TRAIDOS TB , MAS DISFARÇAM TB , APESAR QUE ACHO QUE A MAIORIA DOS HOMENS DESEJAM VER SUA ESPOSA COM OUTRO , MAS NÃO TEM CORAGEM DE ENCARAR O TESÃO DE FRENTE , EU TENHO UM PRIMO ,O ZÉ , SOLTEIRÃO , BRANCÃO , 180M , 80KG , PELUDO , DESCENDENTE DE ITALIANO 60 ANOS , MORA NO SITIO SOZINHO , ANTES MORAVA MEU TIO COM TODA FAMILIA , MAS SE MUDARAM PRA CIDADE E ESTE MEU PRIMO FICOU LÁ SOZINHO , BOM SEMPRE OS IRMÃOS DELE É NÓS PRIMOS ZOAMOS ELE , POIS O BICHO É PAUZUDO PRA CARALHO , 22 CM , BOM LÁ TEM FRUTAS , REPRESA PRA PESCAR É UM LUGAR DELICIOSO , EU GOSTO DE IR LÁ , COMBINEI COM ELE QUE IRIA EU E MINHA ESPOSA , AH O ZÉ TOMA UMAS CAIPIRINHAS OU UMA PINGUINHA , SEMPRE TEM LÁ , EU TOMO CERVEJA , MINHA ESPOSA CAIPIRINHA , BOM FOMOS ATÉ LÁ , EU DE SHORT E CAMISETA , MINHA ESPOSA ENTROU NO BANNHEIRO E SAIU VESTIDA EM UM SHORTINHO DE LEGUE E MINI BLUSA COLADINHA , BARRIGUINHA DE FORA , O ZÉ DE SHORT ESTILO FUTEBOL , DESCEMOS PARA A REPRESA AS 14 HS , FICAMOS PESCANDO , A GENTE CONVERSAVA , FALAVA BESTEIRAS , MINHA ESPOSA RIA ,O ZÉ ESTAVA COM O PAU DURO QQUE ERGUIA O SHORT , EU ZOEI ELE POR ISSO , ELE FALOU , ESSA PORRA TEM QUE GOZAR PRA ABAIXAR.KKKKKK, MINHA ESPOSA SO BALANÇOU A CABEÇA, EU RIA DAS IDÉIAS DELE, BOM AS 18 HS , SUBIMOS PRA CASA , TOMAMOS BANHO , ELE VESTIU OUTRO SHORT ESTILO DE FUTEBOL , EU VESTI UM SHORT JEANS , MINHA ESPOSA UM VESTIDINHO FLORIDO , BEM COLADINHO MODELANDO O CORPINHO , FOMOS TOMAR UMAS CAIPIRINHAS E A CONVERSA ENTROU EM FALAR SACANAGEM , O ZÉ EMPOLGADO MASSAGEAVA O PAU POR CIMA DO SHORT E FALAVA EM UMAS MULHERES CONHECIDAS QUE ELE TEM VONTADE DE FODER , MINHA ESPOSA SE ACABANDO DE RIR , ELE TIROU O ENORME MEMBRO PELA PERNA DO SHORT E FALAVA AQUI O QUE EU VOU ENFIAR NA BUCETA DELAS, KKKKKKKK , MINGA ESPOSA BABOU SO EM OLHAR , MAS DISFARÇOU , A CAIPIRINHA RODAVA E O CLIMA COMEÇOU A MUDAR PRA UMA SACANAGEM ALI ,MINHA ESPOSA , COMECOU A DAR MOLE FALAR PUTARIA É DIZER , QUE PICA DE CAVALO A SUA ZÉ. KKKK, ISSO ARREGAÇA A MULHER , ELE SOLTOU QUERO EMENDAR O CU COM A BUCETA , MINHA ESPOSA FEZ UUUUUUUUU , SENTI O TESÃO NELA , ELA FOI CRUCIAL LEVOU A MÃO NA VARA DELE É PEGOU POR CIMA DO SHORT , ELE ASSUSTOU , ME OLHOU , FIZ SINAL DE SILENCIO E ASSIM , MINHA ESPOSA TIROU OENORME CACETE PELA PERNA DO SHORT , O CACETE BABANDO , ELA COMEÇOU A MAMAR AQUELA CABEÇA BABONA , ELE FALAVA FIA DA PUTAAAAA, VOU GOZAR , FALEI AMOR VAI PRA CAMA , MAS ALI NO SOFÁ COMEÇOU A PUTARIA TIREI O VESTIDO DELA , O CARA FICOU LOUCO QUANDO VIU O MINUSCULO FIO , COLOQUEI ELA DE COSTA PRA ELE , ELA EM PÉ COM AS MÃOS NA TESTEIRA DO SOFÁ , FALEI OLHA , TIREI A ROUPA , MEU PAU DE 16 CM ,FALEI FICA PELADO , ELE TIROU O SHORT E CUECA O ENORME PAU DE 22 CM BABAVA , MINHA ESPOSA DE FIOZINHO , COMECEI A LAMBER A BUNDA DELA E O REGO , MINHA LINGUA PEGAVA NO CUZINHO DELA , O ZÉ, COMO MATUTO QUE É FALAVA PUTA QUE PARIU PRIMO , VC TÁ LAMBENDO O CUZINHO DELA , EU QUERO COMER ELA , FALEI CALMA , MINHA ESPOSA SENTOU EU TIREI O FIO DELA FALEI SO OLHA , CHUPEI A BUCETA E O CUZINHO DELA PRA ELE VER , ELE DOIDO SO FALAVA , FDP VC TÁ CHUPANDO BUCETA É CÚ , SENTEI MINHA ESPOSA ENCOSTEI ELE E ELA MAMOU A VARONA E AS BOLONAS DELE , ELA FICAVA FALANDO SUA FDP VC TÁ DOIDA CHUPANDO MEU SACO E MEUS ÓVOS , MUITO MATUTO ELE QUERIA COMER , ELA FICOU DE 4 , ELE VEIO POR TRÁS, FALEI DEVAGAR , ELE VOU FODER TODA BUCETA DELA , MAS ELE FOI DEVAGARINHO COLOCANDO O PAU , EU ATRÁS DELES , MINHA ESPOSA GEMENDO NO PAU DELE , ATÉ QUE ENTROU TUDO , FALEI PARA COM TUDO DENTRO E PERGUNTEI DOI AMOR , ELA DISSE NÃO, ENTÃO FALEI AGORA COME ELA ZÉ , ELE FODEU OS 2 ESTAVAM TAO LOUCOS DE TESÃO QUE GOZARAM JUNTOS , FIQUEI OLHANDO , LOGO O ENORME PAU CAIU DE DENTRO TODO SUJO DE PORRA DA MINHA ESPOSA , EU GOZEI QUE ESPIRROU NA PICA DELE , ESTA SEMANA VAMOS VOLTAR LÁ.

FUI A PRAIA COM MINHA NAMORADA E UM ADVOGADO FUDEU COM ELA.

NAVEGUE EM MINHA PÁGINA , LEIA MEUS CONTOS , POIS OS ESCREVO QUANDO ESTOU COM TESÃO MESMO , ESTE RECEBI DE UM NAMORADO SAFADO , QUE PROCURA UM HOMEM CULTO , CASADO E SIGILOSO PARA TREPAR COM A NAMORADA DELE , ASSIM ELE NARRA OS FATOS : SOU O FERNANDO TENHO 42 ANOS , NAMORO A POLIANA DE 33 ANOS A QUASE 3 ANOS , MORENA CLARA , 1,68M 50 KG , SEIOS MÉDIOS , RABO DELICIOSO , MÉDIO PRA GRANDE , CABELOS CASTANHOS AO MEIO DAS COSTAS , BEM EU SEMPRE TIVE VONTADE DE VER OUTRO MACHO TREPANDO COM MINHA NAMORADA E AGORA COM ESTA EU CONVERSEI SOBRE O ASSUNTO E ELA DE INICIO ACHOU MEIO QUE ESTRANHO , RECUSOU , MAS DEIXEI ROLAR OS DIAS , MAS FOMOS A UMA VIAGEM A PRAIA EM STA CATARINA , FOMOS TIRAR UNS DIAS DE FOLGA , LÁ A GENTE CONHECE BASTANTE GENTE , MAS CONHECEMOS UM CASAL QUE PASSAVA FÉRIAS POR LÁ O CARA É UM ADVOGADO DE 35 ANOS O THÉO E A ESPOSA DELE A MILENA DE 31 ANOS , ELE ESTAVA COM A ESPOSA E UMA FILHA HOSPEDADOS NO MESMO HOTEL QUE A GENTE , PERCEBI QUE O ADVOGADO ESTAVA LOUCO POR MINHA NAMORADA , ENTÃO DEI UM TOQUE A NOITE PRA ELA , POIS EU GOSTEI DO CARA ELE É BOA PINTA E CASADO , SEM CONTAR QUE ESTAVAMOS POR ALI DE PASSAGEM , SERIA ALI E NADA MAIS , FALEI QUE ESTAVA COM MUITO TESÃO EM VER ELA TREPANDO COM ELE , ELA FALOU VC É BOBO , MAS FOMOS AO RESTAURANTE NO DIA SEGUINTE E O THÉO ESTAVA COM A ESPOSA ALMOÇANDO , COMPRIMENTAMOS ELES E SENTAMOS DE FRENTE PRA ELE , ELE COMEÇOU A PPISCAR PARA MINHA NAMORADA QUE ME FALOU , EU PEDI PRA ELA RETRIBUIR , ELA DAVA UNS SORRISOS PRA ELE , OBSERVEI QUE O CARA FICOU DOIDO , SUBIMOS ELES TAMBÉM , A TARDE FOMOS A PRAIA , O THÉO CHEGOU DEPOIS E VEIO CONVERSAR EU ME FAZIA DE BOBO E DEIXAVA ELES SOZINHOS , ELE DAVA UM JEITINHO DE SE DESVENCILHAR DA ESPOSA E COLAR NA MINHA NAMORADA , ELA DISSE QUE ELE ESTAVA XAVECANDO ELA , ENTÃO DEI A CARTADA QUE EU QUERIA , CHAMEI ELE PRA TOMAR UMA CERVEJA ELE FOI , ENTÃO FALEI VAI NO NOSSO AP A NOITE , ELE DISSE MINHA ESPOSA NÃO VAI CARA , EU DISSE VC SOZINHO , ELE ANIMOU E DISSE ASSIM , POSSO SIM , ENTÃO A NOITE , TINHAMOS TOMADO BANHO E A CAMPAINHA TOCOU ERA ELE , ABRI A PORTA , EU ESTAVA DE SHORT , MINHA NAMORADA DE VESTIDINHO CURTINHO E UM FIOZINHO ENTERRADO NO RABINHO , ELE VEIO DE SHORT E CAMISA , ENTROU SENTOU EM UM SOFÁ , EU E MINHA NAMORADA NO OUTRO , ELA LEVANTOU PARA PEGAR UMAS LATINHAS , O RABO DELA QUASE DE FORA , ELE BATEU O OLHO E FEZ AQUELA CARA DE TESÃO , EU DISSE GOSTOSA SIM , ELE DISSE MUITO CARA , ELA FOI NA COZINHA EU DISSE , CARA CURTI SEU TESÃO AO OLHAR O RABO DELA , ELE DISSE QUERO COMER ELA TODA , PQP FIQUEI DOIDO , FALEI EU QUERO ASSISTIR , QUANDO ELA VOLTOU E TROUXE 3 LATINHAS , ME DEU UMA , UMA PRA ELE , ELE PEGOU NA MÃO DELA E SENTOU ELA DO LADO DELE E DEU UM BEIJO NA BOCA , EU DE FRENTE ASSISTIDO ELES AOS BEIJOS , MEU PAU ESTAVA DURO FICOU MAIS AINDA , ELE PASSAVA AS MÃOS NO CORPÃO DA MINHA NAMORADA , ELA SENTOU NO COLO DELE E BEIJAVAM – SE SEM PARAR ,O CARA CHUPAVA A LINGUA DELA , ELE DOIDINHO DE TESÃO LEVANTOU ELA , ME PEDIU LICENÇA EU DISSE CLARO , ELE SENTADO ELA EM PÉ DE COSTAS PRA ELE , ELE ERGUEU O VESTIDINHO E COMEÇOU A BEIJAR , LAMBER E MORDISCAR A BUNDA DELA , EU ACHEI O MELHOR ANGLO PARA ASSISTIR , O SAFADO FALAVA NOSSA O FIOZINHO ESTA ENTERRADO NESSE CUZINHO DELICIOSO , LAMBIA O REGO DELA , EU FALAVA LEVA A LINGUA ATÉ NO CUZINHO DELA , ENTÃO ELE AFUNDAVA A LINGUA , EU PERGUNTAVA PEGOU NO CUZINHO AMOR E ELA DIZIA SIMMMMM, EU TIREI O VESTIDINHO ENQUANTO ELE LAMBIA O CUZINHO DELA , ELE LEVANTOU AI SIM MAMOU OS PEITINHOS DELA , EU AJUDEI ELE A SE DESVENCILHAR DO SHORT E DA CAMISA , TIREI A CUECA DELE , CARALHO O PAU TINHA UNS 18 CM , MÉDIO DE GROSSURA , PEGUEI UMA MÃO DA MINHA NAMORADA COLOQUEI NO PAU DELE , ELA MASSAGEAVA , EU LEVEI A MÃO DELA NAS BOLAS ELA MASSAGEOU , FOMOS PARA A CAMA , LEVEI UMA CADEIRA SENTEI E FIQUEI ASSISTINDO , O CARA CHUPOU A BUCETINHA E O CUZINHO , MINHA GOSTOSA DELIRANDO E EU QUASE GOZANDO , MAS FOI MARAVILHOSO QUANDO ELA MAMOU O PAU E AS BOLAS O ADVOGADO SE ENTREGOU AO CRIME , ELE FALAVA PALAVRÕES , CHAMAVA ELA DE VADIA , BEZERRINHA , CADELA EU DIZIA ELA É MUITO MESMO , ELA CHUPAVA UMA BOLA DELE , ESTICAVA E SOLTAVA FAZIA UM BARULHO , SPLECH , EU MORRENDO DE TESÃO E ELE GEMENDO NA LINGUA DELA , ELA ESTOCAVA O PU DELE COMO UMA BEZERRA NA TETA DA VACA , ELE GEMENDO , ELA MAMAVA , MAS NUMA MANOBRA RÁPIDA ELA VEIO E SENTOU NA VARA DELE , OUVI ELE GEMER QUANDO ENTROU , ELA SENTOU ATÉ O PÉ E COMEÇOU A GANGORRA DE SOBE E DESCE , ELA DE FRENTE PRA ELE , DEITAVA UM POUCO E ELE MAMAVA OS PEITOS DELA , ELA ERGUIA O CORPO , LEVAVA A MÃO PARA TRPAS E MASSAGEAVA AS BOLAS COM O PAU TODO DENTRO , EU SAI DA CADEIRA E ENCOSTEI MEUS OLHOS PERTINHO , QUE TESÃO O PAU ENTRAVA TODO DENTRO ELA ERGIA SAIA ATÉ A CABEÇA ELA SENTAVA ELE GEMIA , ELA GOZOU NA VARA DELE 1 VEZ , ELE QUERIA COMER O CUZINHO DELA ELE PEDIU , ANTES DELA RESPONDER EU DISSE VAI COMER SIM , ERGUI ELA E FALEI COLOCA NO CUZINHO , ELE COLOCOU NO CUZINHO DELA , A SAFADA GEMIA COM O PAU NO CU , EU ME AJEITEI ECOMECEI A CHUPAR O GRELO AJUDEI A ELA GOZAR COM O PAU DELE NO CUZINHO , SENTI O CU DELA PISCAR , ELE LOUCO DE TESÃO FALOU PORRA O CUZINHO ESTA PISCANDO NO MEU PAU VOU GOZAR , EU NA PUNHETA GOZEI POR CIMA DA BUCETA DELA , ELE ENCHEU O CUZINHO DELA DE PORRA , DURANTE OS 15 DIAS QUE FICAMOS LÁ ELE COMEU ELA 5 VEZES , INCLUSIVE O 2 FDP FUDERAM UMA VEZ SOZINHOS , POIS EU TINHA DADO UMA SAIDA E ELE FOI LÁ ELA FALOU QUE ESTAVA COM TESÃO E ELE COMEU RAPIDINHO , VIEMOS EMBORA E NUNCA MAIS , POIS É DE LONGE E NÃO VIRA , QUEREMOS UM MACHO DE PERTO , LEMBRANDO QUE EU NÃO DOU , SÓ COMO E CURTO VER MINHA GOSTOSA EM OUTRA VARA , CURTO ASSISTIR.

convenci minha mulher a dar pra outro parte 3

OBS: Para entender este relato aconselho que leiam os dois anteriores.Oi pessoal, meu nome é Paulo e, dando continuidade à série de contos que venho publicando, vou poupá-los das apresentações, pois já as fiz nos dois últimos episódios que publiquei assim com a descrição de minha mulher sobre quem posso garantir que é muito gostosa pra transar e melhor ainda de ver ser fodida por outro macho.No domingo de manhã, o Ronaldo voltou pra a casa dele. Eu e a Claudia aproveitamos o resto do dia na chácara e só voltamos à noite para casa. O fim de semana foi ótimo.Durante algum tempo o Ronaldo tentou sair com minha mulher algumas vezes, mas ela sempre o repeliu.- Foi bom mas, foi só aquele momento,- dizia ela ao rapaz que se mostrou super apaixonado.Nossa vida sexual continuou quente. Certa noite, eu entrei no quarto e flagrei a Claudia sentada na cabeceira da cama olhando uma foto do Jorge em seu tablete ( justamente a foto que bati quando ele a pegava vigorosamente de quatro na cama), tendo uma das mãos dentro da calcinha. Quando me viu ela nem se abalou, pois não temos segredos um para o outro e continuou calmamente sua contemplação. Sentei-me ao lado dela e olhei a foto maravilhosa, depois a encarei. Ela me fitou com seus olhinhos semicerrados e sua boquinha entreaberta silenciosamente implorando por um beijo. Não resisti e a beijei apaixonadamente. Lentamente, fomos nos deitando, meu pau estava trincando de tão duro. Coloquei minha mão em sua xoxota por dentro da calcinha e assumi o posto que até então era da mão dela e passei a buliná-la. Claudia estava encharcadíssima. Sua boceta praticamente implorava para ser penetrada. Não perdi tempo, tirei sua tanguinha e cai de boca em sua bocetinha loura, depilada e toda rosinha e suguei todo seu melzinho. Ela estava úmida como nunca e uivava de prazer sentindo minha língua explorar sua xoxota.Quando percebi que ela já estava no ponto para ser penetrada, fui subindo devagar pelo seu corpinho cobrindo-a de beijos até chegar em sua boquinha e beijá-la lentamente.- Vire-se de quatro. Quero comer você como o Jorge te comeu.Ela, sem demora, me obedeceu e ficou de quatro arrebitando sua bundinha com marca de biquíni e meti com violência fazendo-a vibrar com os golpes de minhas estocadas, num misto de raiva e tesão por ela estar com saudade do Jorge.Claudia gemia feito louca gozando num prazer sem fim. Ejaculei também dentro dela e dormimos abraçados de conchinha.Em outra noite, eu, com muito tesão, resolvi acariciar minha mulher que dormia a meu lado. Massageei sua linda bunda e escorreguei o dedo entre suas pernas buscando a xoxota por cima da calcinha. Ela molhou-se na hora e arrebitou a bundinha.- Aiiiiiií, Jorge, que saudade. Vem….me come toda, vem….- Disse ela dormindo.Levei um choque. Estaria ela apaixonada pelo cara? Estaria ele em primeiro lugar em sua vida? Ou seria só vontade de meter com ele de novo? Se fosse só isso, tudo bem, mas e se fosse paixão….? Bem…se fosse paixão eu estaria fodido e isso me apavorava. Meu tesão esfriou na hora e não consegui dormir o resto da noite.Na manhã seguinte, era sábado, como não tinha dormido mesmo à noite, levantei logo cedo. Minha cabeça rodava num turbilhão de pensamentos absurdos e desconexos.“Estaria eu perdendo a mulher que amo?- Pensava eu intrigado. Eu tinha que tirar esta história a limpo. Quando ela acordou, eu a chamei para uma conversa depois do café da manhã.- Claudia…-comecei meio titubeando nas palavras.- Nos últimos tempos eu tenho notado que você tem procurado com certa frequência aquelas fotos que tiramos aquela noite no motel com o Jorge. Noto, também que você excita com a lembrança dele. Por acaso você está com saudade do cara? – Interroguei.- Sim! Estou.- Respondeu ela na lata. Como já disse, não temos segredos um para o outro.Gelei na hora.- Talvez você esteja…apaixonada por ele…?- Falei, pausadamente com medo da resposta.- Tá louco, Paulo. Lógico que eu NÃO TÔ APAIXONADA POR ELE.- Frisou ela enfatizando as palavras.- Como é que você tem certeza de que é só saudade e não paixão?- Porque eu sei muito bem a diferença entre um sentimento e outro. Quase toda mulher sabe.- E qual é a diferença? – Perguntei enfático.Ela levantou-se da mesa do café e veio em minha direção, acariciou-me o rosto e disse sorrindo.- Bobinho! Tá com medo de perder a esposinha é?Permaneci em silêncio fitando-a.- Quando uma mulher tá apaixonada por uma cara, ela não pensa em outra coisa a não ser nele. Ela quer estar todas as horas com ele quer ir ao Shopping com ele, quer ir ao cinema com ele, emfim, quer fazer tudo com ele.- E pelo Jorge não é assim?- Perguntei interrompendo-a.- Não. Na verdade o que eu sinto pelo Jorge é vontade de transar com ele, pois eu só penso nele quanto tô com tesão e mais nada. Eu só tenho vontade de trepar com ele de novo. Isto porque ele é muito bom de cama. O Jorge é um verdadeiro garanhão e mete muito gostoso e você sabe disso. Com ele eu transo e com você eu faço amor. Com ele é superficial e com você é profundo. Com ele é apenas sexo e com você é toda minha vida. – Terminou ela dando-me um beijo molhado.- Eu te amo muito, querido.- Falou ela fitando-me com seus lindos olhos azuis e com os braços em torno do meu pescoço.- Eu vivo muito bem sem o Jorge ou qualquer outro homem. Sem você minha vida não tem sentido.Nos beijamos. Meu pau estava duro como pedra e transamos ali mesmo na cozinha. Ela se apoiou na pia, arrebitou ainda mais sua bundinha tesuda, abriu as pernas e dobrou levemente os joelhos para frente. Eu puxei sua calcinha de lado e meti gostoso em sua bocetinha quente e respirei aliviado por saber que ela ainda me amava de verdade.Naquele dia me senti mais seguro ainda para viver com ela aventuras deixando-a livre para explorar sua sexualidade.                      Aquela transa tinha começado na cozinha e acabou no quarto e, como era sábado passamos a manhã toda dormindo.Eu acordei no final da tarde e fiquei observando-a dormir. Aquele corpo nu todo perfeito e torneado a deitado a meu lado com marca de biquíni trazendo a lembrança das mãos de Jorge vasculhando todos os seus recantos mais íntimos; os beijos molhados e aquele cacete enorme se afundando naquela bocetinha depilada e apertada fazendo-a revirar os olhos entre gemidos de tirar o folego totalmente submissa àquele macho. Todas estas lembranças me deixavam louco.“- Ela é linda demais e merece todo prazer do mundo e com quem tiver vontade”Eu a acordei sussurrando em seu ouvido e dando leves mordiscadas no lóbulo de sua orelha. Ela abriu os olhos e sorriu.- Tá querendo me comer de novo é?- Sussurrou ela languidamente em um risinho safado.- Não. Tô apenas querendo conversar um pouco, te perguntar algumas coisas.-Perguntar o quê, por exemplo?- Falou ela me fitando com sua cara de sono.- Se vice quer transar com o Jorge novamente.- De repente…Você deixa…? Eu dar pra ele de novo?- Disse-me ela com seriedade.-Depois do que você me disse hoje de manhã, eu deixo você trtansar a vontade com quem você quiser.- Falei na lata.Ela sorriu e me beijou eufórica quando eu dei o número dele e, ansiosa, ela passou o resto da tarde teclando com ele.À noite], ela veio toda dengosa.- Você deixa mesmo eu transar com ele de novo, amor?- Claro – E não vai se importar se eu convidá-lo a passar o próximo final de semana com a gente no sítio?- Claro que não me importo. O sorriso de alegria se estampou no seu rosto. Combinamos então que passaríamos o próximo sábado e domingo juntos os três no sítio.A partir desse dia fiquei mais seguro em relação aos verdadeiros sentimentos dela por mim e pelo Jorge.. Senti-me mais dono da situação, mais à vontade pra curtir minha tara e proporcionar mais prazer a minha esposa.Propus então a ela de irmos no sábado logo pela manhã. Passei mensagem ao Jorge e combinamos o horário. Dei o endereço a ele que disse que chegaria um pouco mais tarde, al
i pelas dez.No sábado bem cedo partimos. Eu já tinha dispensado os funcionários para o fim de semana. Queríamos o sitio só para nós três.A Claudia estava linda usando o biquíni amarelo que lhe dei de presente, contrastando com sua pele dourada. Não é fio dental, mas é bem pequeno e marca seu corpinho realçando sua linda bunda; sua boceta saliente e seus seios durinhos e empinados.Ela não quis ficar a beira da piscina, pois o sol estava forte e, após um mergulho, estendemos uma toalha bem grande no gramado um pouco afastado da piscina mas embaixo de uma árvore e nos deitamos lado a lado. Claudia ficou de bruços e pus-me a acariciar suas costas e seus cabelos loiros. Ela dormiu e eu fiquei observando antegozando o momento de ver sua bocetinha linda sendo castigada pelo monstro de vinte e dois centímetros que estava a caminho. Meu pau estava super duro sob a sunga até que ví meu celular acendendo na grama a meu lado. Era o Jorge dizendo que já estava no portão de entrada. Levantei-me bem devagar para não acordar a Claudia e fui busca-lo.Nos cumprimentamos e ele perguntou por ela. Eu disse que ela estava dormindo no gramado e combinamos de fazer-lhe uma surpresa.Quando saímos para o gramado, o que vimos foi a coisa mais linda que a natureza podia nos proporcionar. A Claudia dormindo de bruços com sua bundinha arrebitada para o céu e marcada pelo biquíni. Jorge, imediatamente, tirou a roupa e ficou só de sunga, chegou perto dela e deitou-se a seu lado. Bem lentamente, desceu a mão pelas costas de minha esposa deslizando os dedos entre suas pernas onde se deteve massageando sua bocetinha por cima do biquíni enquanto lambia, de leve, sua nuca. Ela foi acordando bem devagar.- Aiiii… Paulo.- Gemeu ela e se virou.Seus olhos se acenderam quando viu que era o macho que ela adora.- Jorge! Que saudade.- Falou ela se agarrando a ele e beijando-o com paixão.Eu me sentei no chão e fiquei curtindo aquela cena linda do dois lado a lado deitados no chão se acariciando e beijando com paixão matando a saudade .O Jorge, como eu já disse em outras oportunidades, não é um cara bonito. Cinquentão, careca, magro e com algumas rugas de expressão a vincar-lhe o rosto, mas minha mulher o deseja e o deseja muito. O tesão que ela sente por ele é enorme.Se tem uma coisa que a Claudia sabe fazer bem é beijar, e quando está com tesão então é maravilhoso. Seus beijos molhados estalam na boca de seu amante enquanto este acaricia sua coxa e sua bunda com aquela mão enorme.Então ele escorrega a mão pela parte de dentro da coxa de minha esposa fazendo-a abrir as pernas. Ele então enfia a mão por dentro do biquíni e vai acariciando a bocetinha saliente e depilada de minha mulher que solta um forte gemido de prazer. Ele a penetrara com o dedo. Claudia está super excitada, quase enlouquecida e seus seios parecem que vão furar o biquíni de tão durinhos que estão.-Quero teu pau e quero agora. Mete em mim, mete, meu gato.- Ordenou ela.Ele a obedece. Rapidamente, ele retira a sunga e aquele pau enorme e grosso pula para fora balançando. A Claudia está completamente entregue e o aguarde de pernas abertas sobre a toalha no chão.Jorge não retira a tanga do biquíni, apenas a puxa de lado deixando a boceta molhada e cheirosa de minha esposa exposta. Ele se ajeita entre as pernas dela e, como na primeira vez, fica passando aquela cabeçona entre os grandes lábios daquela xoxotinha para, em seguida, encaixá-la na entradinha e vai forçando, abrindo caminho entre as carnes macias e rosadas daquela lourinha linda que se entrega a ele com desejo.- Claudia não consegue articular palavras, apenas geme gostoso com sua vozinha rouca no mais puro tesão.- Que bocetinha apertada…- Fala ele também embriagado de desejo. As pernas dela o envolvem cruzando os calcanhares em suas costas enquanto ele a penetra fundo com estocadas vigorosas que fazem o corpinho dela tremer em baixo dele.. Jorge a beija e Claudia geme dentro da boca dele ecoando um efeito enlouquecedor. Fico doido e gozo sem nem mesmo tocar em meu pau. Estas cenas me fascinam. Toda aquela transa é maravilhosa. Ela tem um orgasmo avassalador e grita se agarrando nele. Ele, por sua vez, acelera as estocadas e goza dentro dela se contorcendo todo.Exaustos, deitam-se lado a lado. Então eu os deixo a sós e vou para a churrasqueira para preparar o almoço enquanto os amantes põem a conversa em dia.À noite, servi o jantar. O Jorge estava alinhado com uma roupa social muito elegante e minha esposa, super produzida em um vestido branco de alcinha com meias 7/8 também brancas de ligas presas à cintura realçando suas coxas grossas e bronzeadas.Jantamos e conversamos animadamente. Depois, me ofereci para tirar a mesa enquanto os dois foram para a sala namorar no sofá. Servi-lhes vinho e me sentei a alguma distancia para observá-los, mas não muito longe, pois queria ouvir o que diziam. A cena era linda. O casal sentado juntinho cada qual com uma taça de vinho e se olhando apaixonados.Isso já não me incomodava, pois sabia que os sentimentos dela por mim eram superiores assim como os meus em relação a ela.Minha esposa, sensualmente com suas pernas cruzadas exibia sua coxa fenomenal envolta por meia branca, cujas ligas apareciam levemente pelas barras do vestido que subira, enquanto, Jorge, com dois botões da camisa bege abertos exibia parcialmente seu peito com alguns pelos já brancos.-Eu tava com muita saudade de você, Jorge.- Fala ela olhando-o nos olhos.- Eu também tava morrendo de saudade de você.- Diz ele após bebericar um gole do vinho.Claudia sorri seus dentes brancos emoldurados pelo batom vermelho em seus lábios carnudos e lhe acaricia o rosto satisfeita por tê-lo ao alcance das mãos.- Nunca mais esquecia aquela noite no motel com você. Vivi outras experiências de lá para cá, saí com outras garotas mas, nenhuma igual a você. Falava ele encarando minha esposa nos olhos que, aquela noite eram dele. Ela toda era dele até que o dia amanhecesse.- Bobo!- Falou ela sorrindo ainda acariciando seu rosto.- Eu não sou tão fantástica assim vai.            – É sim! Você é a mulher mais linda e gostosa que já foi pra cama comigo. Alias, pra dizer a verdade, não sei o que você viu em mim.            – Eu te adoro, meu preto. Você me dá muito tesão. Esse seu pintão grosso me deixa doida e o carinho com que você me trata misturado ao desejo que você demonstra por mim só aumenta minha vontade de dar pra você. – Falava ela ofegante, sua boceta já devia estar encharcada e seus durinhos e pontudos pareciam querer saltar fora do vestido.            – Eu dou pra você a hora que você quiser. – Continua ela – Você pode tocar meu corpo onde e como você quiser . eu sou tua.            Nessa hora ,ele coloca a taça sobre a mesinha de centro, ela o imita e, logo em seguida os dois se abraçam e colam os lábios em beijos molhados e estalados..            A mão dele pousa sobre o joelho de Claudia e faz com que ela descruze as pernas abrindo-as e deslizando pela parte de dentro da coxa até alcançar a boceta a qual foi acariciando por cima da calcinha branca. Neste momento eu me sentei um pouco mais de frente para eles para poder aprecias melhor aquela cena maravilhosa. Minha esposa com as pernas abertas tendo a mão de Jorge entre elas enquanto se beijavam e gemiam ao mesmo tempo.          Sem poder conter mais o tesão, ela puxa o decote do vestido para o lado libertando seus seios que pulam para fora se oferecendo ao macho. Jorge os abocanha e os suga com desejo.          – São perfeitos,- balbucia ele.          – São seus,- geme ela.          O pau dele está super du
ra o parece querer rasgar a calça e pular sobre a fêmea gostosa que o excita.            – Quero chupar teu pau.- Decreta ela.          Jorge rapidamente solta o cinto e se livra da calça e da cueca libertando aquele mastro negro.            Claudia ainda cobrindo seu amante de beijos, desliza a mão sobre aquele membro e o massageia retribuindo a caricia que ele lhe fizera, para, logo em seguida debruçar-se sobre ele e envolve-lo com os lábios.             Meu pau estava rachando ao ver minha mulher se deliciando ao realizar todos os desejos daquele macho e os dela.             Jorge geme e revira os olhos. Ela estava de joelhos no chão com a bundinha arrebitada para mim, sua calcinha enfiadinha me deixaram louco e não resisti. Fui até lá, puxei a calcinha de lado e me pus a chupar com gosto aquela bocetinha cheirosa e depilada, preparando-a para o pau do Jorge. Ela gemia feito louca.          – Não aguento mais, minha gata, vem e senta nele com essa bocetinha apertada. – Disse ele louco de tesão.         – Tudo o que você quiser, meu homem. – Fala ela sorrindo languidamente e se encavala nele rebola sobre aquela vara esfregando a xoxota nele por cima da calcinha. Jorge já não aguenta mais de tesão e desliza as mãos sobre a bunda dela assumindo o comando da transa. Com uma das mãos ele puxa a calcinha de lado e com a outra encaminha a tora para a entradinha da boceta e a penetra com vigor fazendo com que deslize todo para dentro.                Aiiii… que delicia…- Geme ela em êxtase sentindo-se preenchida.               Claudia fica parada curtindo enquanto ele mete gostoso fazendo com que aqueles seios maravilhosos balancem sobre seu rosto. Ela arrebita a bunda e posso ver aquele pau enorme sendo engolido por sua xoxotinha enquanto seu cuzinho lindo parece clamar por mim. Ela adora fazer anal comigo, diz que tenho jeito e não resisti, corri para o quarto e peguei o KY e lambuzei meu pau todo. Eu então me ajeitei atrás dela. Jorge parou os movimentos percebendo minha intensão e abriu a bunda dela com as duas mãos para facilitar minha entrada. Claudia ficou quietinha me esperando. Eu então a penetro bem devagar. Depois, eu e Jorge iniciamos os movimentos alternadamente fazendo com que Claudia experimentasse uma dp pela primeira vez na vida. Foi uma sensação única para nós três. Eu e o Jorge podíamos nos sentir roçando nossos membros um no outro dentro dela que delirava e gemia feito doida. Depois de alguns minutos eu senti que ia gozar e tirei o pau pra fora ejaculando sobre a calcinha dela enquanto Jorge ainda meteu com vigor por algum tempo mas ejaculou dentro dela que já estava quase desfalecida pelos orgasmos que teve.         Exaustos, os dois se beijaram ofegantes. Em seguida, Claudia me olha e dá uma piscadela satisfeita. Depois, os dois, de mãos dadas subiram as escadas em direção ao quarto, ela ainda vestida e com as meias 7/8, embora desalinhada e o Jorge nú.          Eu resolvo deixar que o casal desfrute do resto da noite sozinhos, com privacidade. Eles merecem… A Claudia merece.          Tomo um banho frio e vou para o quarto de hospedes. Durante a noite escuto os dois transando até alta madrugada até que silenciam de vez.          Ouço barulho de chuveiro . Mais tarde, a porta do quarto em que estou se abre e minha mulher aparece com os cabelos loiros molhados e vestindo apenas uma camisa branca minha.             – Posso dormir aqui com você?- Pergunta ela fazendo dengo.             – Ué! Pensei que você quisesse dormir com ele…             – Não. Você sabe muito bem que não consigo ficar longe de você por muito tempo. – Falou ela com o dedinho na boca.            – Eu ter amo, Paulo, muito viu. – Falou isso e se aninhou em meu peito           – Gosto muito dessas aventuras com você. Talvez possamos tentar algo diferente. – Falou ela e, antes que eu percebesse, dormiu.ContinuaQuem gostou comente e me mande email

A MINHA DOCE CHEFINHA CASADA

A MINHA SUB CHEFE É A RENATINHA CASADA 40 ANOS , ALOURADA , CABELOS ONDULADOS , SEIOS MÉDIOS , BUMBUM MÉDIO , TODA DELICADINHA , MEIGA , USA ÓCULOS , MULHER DE RESPEITO , EU SEMPRE FUI MUITO AFIM DELA , MAS MANTIVE O RESPEITO , O ESPOSO DELA AS VEZES PASSA NO NOSSO TRABALHO CONVERSA COMIGO , PARECE MUITO FELIZ COM ELA , MAS NO DIA 10 , EU ESTAVA NA MINHA SALA , QUANDO A RENATINHA CHEGOU , OBSERVEI ELADE VESTIDINHO , MUITO DELICIOSA , PASSADO UNS 20 MINUTOS ELA ME CHAMOU A SALA DELA E FALOU PARA AS MENINAS , SE ALGUEM ME CHAMAR VCS DIGAM QUE ESTOU EM REUNIÃO, ENTREI ELA FECHOU A PORTA , PEDIU PRA MIM SENTAR DO LADO DELA PARA FAZER UMA LEITURA E CORREÇAO DE UM TEXTO DO TRABALHO , O CHEIRO DO PERFUME , DOS CABELOS AINDA MOLHADOS , EU SUSPIRAVA , ELA FALOU ESTA NERVOSO.KKKK , FALEI VC ESTA LINDA E CHEIROSA , ELA FALOU OBRIGADA , MEU ROSTO PRÓXIMO DO DELA , COM UM MOVIMENTO SUAVE ELA ENCOSTAVA OS CABELOS DELA EM MEU ROSTO , CARALHO , ELA VIROU O ROSTO DEVAGARINHO , OLHO NO OLHO , A BOCA DELA PRÓXIMA DA MINHA FOI ENCOSTANDO LENTAMENTE , VEIO O BEIJO , MINHA LÍNGUA SE ENTRELAÇOU A LÍNGUA DELA , AQUELA MULHER CASADA , MAE , CHEFE , LINDA AGORA ME BEIJANDO , EU SENTINDO A SALIVA DELA NA MINHA BOCA ,COLOQUEI AS MÃOS NA CADEIRA GIRATÓRIA DE RENATA , GIREI DEIXANDO ELA TOTALMENTE DE FRENTE PRA MIM , ELA SE LEVANTA RÁPIDO, FECHA AS CORTINAS DA JANELA , EU ME LEVANTO , ABRAÇO ELA POR TRÁS, MEU PENIS DURO ENCOSTA NA BUNDA LINDA , ELA FORÇA UM POUCO O BUMBUM PARA TRÁS, PRENSANDO O PAU , MEU ROSTO NO OMBRO ESQUERDO DELA , ELA ERGUE UM POUCO O ROSTO PARA CIMA , GIRA PRO LADO DO MEU E AS BOCAS SE UNEM DENOVO , MINHA GULA EM TER ESTA MULHER SEMPRE FOI GRANDE , MAS AGORA ELA SERIA MINHA , LEVEI AS MÃOS ATÉ O BUMBUM ERGUI O VESTIDO SENTEI NA CADEIRA ELA EM PÉ , AQUELE BUMBUM BRANQUINHO COM UM FIOZINHO VERMELHO, ATOLADINHO NO RABINHO DA MINHA CHEFINHA , ELA COM AS MÃOS NA PAREDE , EU SENTADO ATRAS DELA , O VESTIDINHO ERGUIDO , A BUNDINHA LINDA BEM NO MEU ROSTO , ABRACEI ELA PELA CINTIRA MEU ROSTO DE LADO COLADO NO BUMBUM , BEIJEI O BUMBUM INTEIRO , LAMBI , MORDISQUEI , PUXEI DE LADO O FIO , LAMBI O REGUINHO , SENTI MINHA LINGUA TOCAR O ANÉLZINHO , ELA DAVA UMAS IDAS PARA FRENTE COM O BUMBUM , QUANDO MINHA LINGUA TOCAVA O CUZINHO , EU CONSIGO ENFIAR A PONTA DA LINGUA NO CUZINHO , ELA SE CONTORCE DE TESÃO , SEM PENSAR TIRO TODA MINHA ROUPA ALI NA SALA DELA , PELADO , ELA DIZ VC TÁ DOIDO , MAS ME ABRAÇA , PEGA NO MEU PAU DURO , SENTA NA CADEIRA E MAMA MEU PAU E BOLAS EU BOMBEI NA BOQUINHA DELA COM CARINHO , PEDI PRA ELA SENTAR NA MESA , TIREI O FIO DELA ,CHUPEI A BUCETINHA , O CUZINHO , ME LEVANTEI COLOQUEI O PAU NA BUCETINHA , COM AS MÃOS POR BAIXO DAS COXAS DA CHEFINHA EU PUXAVA ELA NA VARA A BIXINHA GOZOU NO MEU PAU , QUE DELICIA , EU LOUCO DE TESÃO, GOZEI DENTRO DA DELICINHA , ELA DE ÓCULOS , ME VESTI , ELA VESTIU O FIO ,NOS RECONSTITUIMOS E EU SAI , NO MESMO DIA O ESPOSO VEIO NO NOSSO SERVIÇOS , CONVERSOU COMIGO DE BOA , ENTROU NA SALA DA ESPOSA CONVERSOU UM POUCO , DEPOIS SAIU E FOI , HJ FIQUEI SABENDO POR OUTROS QUE VÃO SE SEPARAR , QUERO ELA OUTRAS VEZES.

MINHA ESPOSA É UMA VAGABUNDA

CONTO ENVIADO POR UM MARIDO TRAÍDO POR SEU AMOR.MAS CURTA POIS ELE QUERIA DESABAFAR ESTA FOI A MANEIRA MELHOR.Me chamo lincoln tenho 34 anos casado com a ligia de 33 anos , namorei ela por anos e me casei , mas ela sempre foi uma mulher honesta , nunca me deu nenhum motivo para desconfiar , mas um amigo meu certo dia me chamou e falou cara te considero muito e quero te falar uma coisa vc não vai achar ruim comigo , falei não , ele disse fica de olho na tua esposa com o vizinho do mercado , ela vem no mercado e fica um tempão conversando com ele e tem algo errado viu, eu disse vc sabe me conta vc é meu amigo , então ele resolveu abrir o jogo ele falou vou falar pra vc o que o vizinho me falo que sua esposa foi na casa dele só de vestidinho e sem calcinha que eles se beijaram muito e que ele tirou o vestidinho dela ela estava sem nada por baixo ele chupou os peitinhos , a buceta e o cuzinho dela , que ela lambeu todo corpo dele , mamou a vara dele e as bolas , o cara falou que fudeu ela deitada , sentada , de 4 , de lado , que ela gosta de gozar de 4 , porra batata o cara comeu mesmo isso eu sabia que ela adora , também que o cara comeu até o cuzinho dela , olha este meu amigo abriu o jogo todo , eu disse sim , ele disse o cara me falou , fiquei de boa e esperei até ver , mas deixei ela saiu outro dia eu a segui e ela entrou na casa do cara ele tem uns 40 anos , mora sozinho , então fiquei angustiado mas esperei , depois de umas 2 horas ela saiu então eu dei o flagrante , para ela não desmentir , pois se eu falo que alguém me disse ela desmentia então eu fui pessoalmente , pressionei ela , mas ela negou e não conseguia explicar o que fazia lá inventou umas mentiras mas eu apertei tanto que ela confessou e pediu mil perdões , nervoso indaguei o que eles fizeram e ela disse sexo , mas eu falei que tipo , então ela falou eu chupei ele , ele me chupou , fizemos vaginal e oral , perguntei sem camisinha e ela disse sim , ela disse que fez sexo com ele por 5 vezes , eu a perdoei , mas agora me arrependi , sei que ela vai dar pra ele ou pra outro, não sei o que faço.

TROUXE A ESPOSA NA MINHA CASA E EU A COMI

BOM EU SEMPRE ACHEI CHATA A LÚ 47 ANOS , MORENA , SEIOS MÉDIOS ,BUNDA GG , DELICIOSA , ELA ANDA O RABO REBOLA , 1,67M 50 KG , DIGO A BASE , CABELOS AO MEIO DAS COSTAS , CASADA COM UM SENHOR DE UNS 64 ANOS , UM SENHOR NEGRO FORTE , BEM EU NUNCA DEI A MINIMA PRA ELA , ACHEI SEMPRE ELA ZÉ POVINHO , BOM COMECEI A IR A COZINHA AS VEZES E CONVERSAVA COM A OUTRA AMIGA DELA , FOI AI QUE ELA PUXOU PAPO , FOMOS AOS POUCOS CRIANDO AFINIDADE , MAS NEM VONTADE DE COMER ELA EU TIVE , POIS EU TINHA UMA LINDA E GOSTOSA ESPOSA QUE ME DAVA ATÉ O CUZINHO , MAS ME SEPAREI E UM DIA A LU CONVERSANDO COMIGO , ENTROU NO ASSUNTO DE HOMEM SAFADO , ELA DISSE QUE UM DOS CARAS ALI NO SERVIÇO QUERIA SAIR COM ELA , ENTREI NA CONVERSA DE BOA , DEPOIS ELA DO NADA FALOU , VOU TE MANDAR UMA FOTO , FALEI TD BEM , NÃO ME EMPOLGUEI COM ISSO , CONVERSAMOS , ELA FOI TRABALHAR EU TB , QUANDO OLHEI NO ZAP , ELA HAVIA ME ENVIADO FOTOS DELA DE CAMISOLA , 4 CAMISOLAS DIFERENTES CORES , ABERTAS A FRENTE OUTRAS ATRÁS, O FIO ENTERRADO , PORRA , MAS ELOGIEI , DISSE QUE LINDA VC ESTÁ , ELA SE ABRIU TODA E FALOU VC GOSTOU , QUAL VC MAIS GOSTOU , FALEI A BRANCA QUE VC ESTA DE RABINHO LIVRE SÓ O FIO DENTRO, ELA KKKK , SERIO , MEU AMIGO DE TRABALHO LOUCO PRA COMER ELA , EU FIQUEI NA MINHA , A LÚ ME DISSE QUERO VESTIR ESTE FIO PRA VC , UAU , CARALHO , IMAGINEI O MARIDO DELA É FORTE PRA CARALHO , SE ELE ME PEGAR ME ARREBENTA , MAS FALEI EU QUERO , ELA RIU E DISSE SAFADO VC NÉ , OUTRO DIA FALEI COM A ROSE AMIGA DE TRABALHO DA LÚ QUE PRECISAVA DE ALGUEM PARA FAXINAR MINHA CASA , ELA DISSE A LÚ FAZ ISSO AOS SÁBADOS , IMAGINEI EM CHAMAR ELA ,MAS NÃO O FIZ , SÓ QIEA ROSE FALOU PRA ELA NA MINHA FRENTE , ELA DISSE SIM FACO FAXINA AOS SÁBADOS , EU COMBINEI COM ELA E NO SABADO PELA MANHÃ ELA CHEGOU O ESPOSO DELA TROUXE ELA , POIS ELE IRIA PRECISAR DO CARRO , ELE ME COMPRIMENTOU , ELA DEU UM BEIJO NELE , OBSERVEI O VESTIDINHO DELABEM ACIMA DO JOELHO , O RABO LINDO MODELADO , OS PEITOS MARAVILHOSOS , ESPOSO SAIU , ELA ENTROU , ELA DISSE AO ESPOSO QUE EU ERA CASADO QUE A ESPOSA QUE CHAMOU , NA COZINHA UM CAFÉ O SORRISINHO PEDIA ABRAÇO DEI UNS ABRAÇOS , UNS BEIJOS NA BOCA , A MAO DELA DESLIZOU NO MEU SHORT ALCANÇOU MEU PAU DURO , APALPOU , EU ENFIEI AS MÃOS ENTRE AS COXAS SENTI ABUCETINHA UMIDA , O RABINHO ENGOLINDO O FIO , AQUI ELA JÁ ERA MINHA , ELA FALAVA MAS QUE LOUCURA MEU ESPOSO ME TROUXE PRO LOBO , PUXEI O VESTIDO DELA PRA CIMA A DEIXEI DE PEITOS PRA FORA , O FIO BRANCO ATOLADO , PUXEI ELA PRO QUARTO , MAMEI OS PEITOS ,LAMBI TODO CORPINHO , COMO É GOSTOSO LAMBER O REGO , SDNTIR O CUZINHO NA LINGUA , TIREI MINHA ROUPA E SENTI O DRAMA , MINHAS BOLAS NA BOCA DELA ,MEU PAU SENDO MAMADO , EU QUERIA CHUPAR ELA , RELUTEI E ARANQUEI O FIO NOS DENTES , MAMAEI O GRELINHO ATÉ SAIR LEITE TOMEI O LEITEDA CADÉLA , ELA ME MAMOU QUANDO EU IA GOZAR NA BOCA ELA PAROU E DISSE QUERO NA BUCETINHA E NO CUZINHO , DEITEI E ELA SENTOU NA VARA , CHOROU NA VARA , ATÉ GOZAR E PEDIU NO CUZINHO , PASSEI GÉL NO ANÉLZINHO DELA , NA PICA E FUI PENETRANDO DEVAGARINHO SENTINDO O CUZINHO CONTRAIR ATÉ QUE GOZEI NO CUZINHO DELA , AINDA AJUDEI ELA , ERA 15 HS , TERMINADO O SERVIÇO ELA FOI TOMAR BANHO EU TOMEI COM ELA , CHUPEI ELA EMBAIXO DO CHUVEIRO , ELAME CHUPOU , TREPAMOS ALI EMBAIXO DO CHUVEIRO , AS 16 HS CHEGOU O ESPOSO DELA , BUSCAR ELA E A LEVOU CHEIA DE LEITINHO , OLHA A FOTO DELA.

ESPOSA PUTA, SERÁ?

CASADO A SEIS ANOS COM RAQUEL NÃO ERA O MARIDO IDEAL POREM ERA UM BOM MARIDO TRABALHADOR CARINHOSO E ATENCIOSO FAZENDO DE TUDO PARA DAR O MELHOR PARA MINHA ESPOSA AINDA MAIS AGORA QUE TENCIONAVAMOS TER NOSSO PRIMEIRO FILHO, O PROBLEMA É QUE RAQUEL TEVE UMA CRIAÇÃO RIGIDA COM FORMAÇÃO RELIGIOSA TANTO É QUE SEXO PARA ELA É SOMENTE PARA PROCRIAR E SEMPRE NA POSIÇÃO PAPAI MAMÃE, QUANDO QUERO ALGUMA COISA DIFERENTE NA CAMA, TENHO QUE TRABALHAR MUITO A QUESTÃO, ANAL NEM EM SONHO PORQUE SEGUNDO ELA É PECADO E SÓ CONTINUO CASADO PORQUE NOS AMAMOS DEMAIS E SEI QUE AINDA VOU FAZER DELA MINHA PUTA, COMO ME PEDIU E QUE TIVESSE PACIENCIA COM ELA PORQUE COISAS QUE ACHAVA ABOMINAVEL EM RELAÇÃO A SEXO ELA JÁ FAZ MESMO NÃO DEMONSTRANDO MUITO INTERESSE COMO ME CHUPAR O QUE FAZ SEM MUITA VONTADE ALEGANDO NÃO TER PRAZERR NENHUM NISSO, QUANDO CHUPO SUA BOCETA TENHO QUE BEIJAR ELA A FORÇA PORQUE TEM NOJO TANTO É QUE NO COMEÇO ATÉ VOMITAVA, AGORA JÁ ACEITA COM MAIS NATURALIDADE E ASSIM VEZ OU OUTRA SAIO COM OS AMIGOS PARA BEBER E VEZ OU OUTRA TERMINAMOS NUM PUTEIRINHO DA TIA DE UM DOS AMIGOS E LÁ ENCONTRO SIMONE MINHA PUTINHA FAVORITA QUE DEIXA EU FAZER DELA GATA E SAPATO SEMPRE ME PEDINDO PARA QUE LEVE ELA EMBORA DALI PORQUE VACILOU E SE APAIXOUNOU POR MIM O QUE ME DEIXA UM POUCO PREOCUPADO, POREM NÃO DEMONSTRO AFIRMANDO QUE NÃO QUERO RELACIONAMENTO COM NINGUÉM FAZENDO SEUS OLHOS BRILHAREM QUANDO MINTO QUE O DIA QUE ISSO ACONTECER ELA SERA A ESCOLHIDA. MINHA CUNHADAINHA ESTAVA DE CASAMENTO MARCADO COM UM CARA BOBÃO QUE É DE SUA IGREJA E AO CONTRARIO DA IRMÃ ESSA CUNHADA E BEM SAFADA ME DEIXANDO EM DUVIDAS ALGUMAS VEZES PORQUE PARECE ME DÁ MOLE PRINCIPALMENTE QUANDO ESTA JUNTO COM SEU NOIVO. DIREFENTE DE TODOS É MEU CUNHADO QUE É UM PEGADOR QUE VIVE DANDO PROBLEMA PARA OS PAIS PORQUE SEMPRE TEM RECLAMAÇÃO DELE QUE NÃO DEIXA ESCAPAR NENHUMA DAS IRMAZINHAS DA IGREJA INCLUSIVE A MULHER DO PASTOR, CORRE BOATO QUE ELE JÁ PEGOU E O QUE DEIXA MINHA CUNHADA APAVORADA É O FATO DELE AFIRMAR QUE VAI PREPARAR A DESPEDIDA DE SOLTEIRO DO CUNHADO NUM PUTEIRO BRINCANDO COM O CUNHADO QUE LÁ ELE VAI APRENDER A USAR UMA XOXOTA. MINHA CUNHADA ESTAVA CADA DIA MAIS APAVORADA VENDO CHEGAR A DATA, FICANDO MAIS CALMA QUANDO RAQUEL FALOU QUE UMA AMIGA SUA ERA ESPECIALISTA EM EVENTOS E COMBINARIA COM ELA A DESPEDIDA DE SOLTEIRO DO MOLEQUE O QUE DEIXOU MINHA CUNHADINHA MAIS CALMA SENDO O PROBLEMA AGORA RAQUEL ME CONVENCER A IR PORQUE TODOS OS AMIGOS QUERIAM PULAR FORA PORQUE EVENTO DE IGREJA NÃO É PARA NOSSA TURMA, ATÉ QUE O CUNHADO ENTROU EM CENA COMBINANDO QUE FOSSEMOS PORQUE TINHA ORGANIZADO TUDO COM A AMIGA DE RAQUEL E QUE IA VALER A PENA. ESSA AMIGA CHEGAVA A FICAR CORADA QUANDO FALAVA COM RAQUEL QUE QUERIA SABER TUDO SOBRE O EVENTO TANTO É QUE NUMA TARDE ELA COMENTOU COMIGO QUE PRECISAVA DESCOBRI O QUE A AMIGA ESTAVA FAZENDO PORQUE ESTAVA MENTINDO PARA ELA E COMO NÃO TOCOU MAIS NO ASSUNTO, NO DIA MARCADO RUMAMOS PARA LÁ FICANDO ENCANTADOS COM A DECORAÇÃO TENDO COMO TEMA ALGUMA COISA SOBRE ROMANOS E O BOM É QUE A BEBIDA E CHURRASVCO ERA FARTA. A TARDE CHEGAVA QUANDO TENCIONAVAMOS IR EMBORA PORQUE ALGUÉM COMENTOU QUE DEVIAMOS TERMINAR NO PUTEIRO E JÁ COM A PICA DURA PENSANDO NA BOCETINHA DE SIMONE MUDEI DE IDEIA QUANDO AQUELA MORENA CHEGOU VESTINDO UM MACACÃO PRETO COLADO AO CORPO MOSTRANDO CLARAMENTE O ROSADO DOS MAMILOS E DA BOCETA CARNUDA DEVIDO A TRANSPARENCIA DO TECIDO ANUNCIANDO QUE QUEM QUISESSE PARTICIPAR DA BRINCADEIRA DEVIA TIRAR A ROUPA E SEGUIR ELA SENDO MEU CUNHADO O PRIMEIRO A FICAR NU E NÃO QUERENDO SER O ULTIMO FIQUEI PELADÃO TAMBÉM TENDO QUE AJUDAR A TURMA TIRAR AS ROUPAS DO NOIVO E SEGUINDO ELA FOMOS PARA UM SALÃO COM ILUMINAÇÃO AMENA E CADA UM ROLAVA UMA ROLETA COM NUMEROS COM DESENHOS DE BOCA, CU E BOCETA COM TODOS QUERENDO O CU, FEITO O SORTEIO EU PEGUEI O DESENHO DE BOCA SENDO LEVADO PARA UMA CABINE COM ABERTURA NA ALTURA DA CINTURA E ENFIANDO O CACETE ALI RECEBI UMA DAS MELHORES CHUPETAS QUE JÁ TIVE NA VIDA TANTO É QUE GOZEI RÁPIDO POR JÁ TER BEBIDO COM A MENINA CONTUNUANDO CHUPANDO DEPOIS DE CUSPIR A PORRA E JÁ PRONTO PARA GOZAR NOVAMENTE ALGUÉM TEVE A FELIZ IDEIA DE TROCAR COM NINGUÉ RESPEITANDO MAIS AS REGRAS COM UM AMIGO ME DANDO O NUMERO COM UMA BOCETA E ENTRANDO NA CABINE VI A BUNDA MAIS LINDA DO MUNDO PARECENDO COM A DE RAQUEL E MAIS QUE DEPRESSA ENCAPEI O PINTO E METI COM VONTADE NAQUELA BOCETA QUE PARECIA TER SIDO FEITA PARA MIM ME DELICIANDO OUVINDO A MENINA GEMENDO DEMAIS ENQUANTO METIA E TAENTAVA TODO CUSTO DEIXAR QUE METESSE EM SEU CU COM ELA FALANDO MANHOSAMENTE QUE NÃO PORQUE ERA MUITO GRANDE PARA ELA E JÁ COM AS PERNAS BAMBAS DE TANTO METER QUANDO A MOÇA GEMEU ALTO ANUNCIANDO QUE ESTAVA GOZANDO NOVAMENTE ENCHI O PRESERVATIVO DENTRO DE SUA BOCETA DE PORRA E NÃO CONSEGUINDO PEGAR O CU PORQUE ESTAVA MUITO CONCORRIDO SAI PARA BEBER FICANDO MELANCOLICO AO LEMBRAR DE RAQUEL E O QUE HAVIA FEITO PORQUE COM CERTEZA ALGUÉM COMENTARIA ESSA LOUCURA E ELA PODERIA ACABAR DESCOBRINDO O QUE ACONTECEU O QUE ME DEIXOU MAL PORQUE NÃO PODIA DAR ESSA DECEPÇÃO PARA ELA E PENSANDO NELA TENCIONANDO PEGAR ELA NEM QUE FOSSE A FORÇA TIVE QUE ME IMPOR COM MEU CUNHADO QUE ME MOSTROU A CALCINHA QUE HAVIA ROUBADO DE UMA DAS MENINAS E QUE AQUILO ACABARIA EM SURUBA E ISSO ME DEU MAIS FORÇA PARA SAI DALI INDO EMBORA PARA CASA ME DECEPCIONANDO POR NÃO ENCONTRAR RAQUEL QUE NÃO ATENDIA O CELULAR COM A CUNHADA FALANDO QUE SUA IRMÃ SAIU COM AS AMIGAS E PELO JEITO NÃO TINHA HORA PARA VOLTAR. HORAS DEPOIS JÁ CALMO PONDEREI QUE ELA NÃO ERA OBRIGADA A ME ESPERAR UMA VEZ QUE EU É QUE CHEGUEI EM CASA MAIS CEDO E DEPOIS DE UM BOM BANHO FUI DORMIR.ACORDEI COM RAQUEL ME CHUPANDO COMO NUNCA ANTES NA VIDA E ME VENDO ACORDAR SENTOU EM MEU CACETE QUE ENTROU GOSTOSO EM SUA BOCETA MELADA COM ELA FFAZENDO ESCANDALO QUE COM CERTEZA TODOS DO QUINTAL OUVIRAM E GOZANDO COMO NUNCA ANTES CAIU AO MEU LADO SE TREMENDO TODA E MAIS QUE DEPRESSA FUI CHUPAR SUA BOCETA TENDO IMPRENSÃO DE ESTAR MAIS ABERTA E MELADA E INDO BEIJAR ELA NÃO SE OPOS ME BEIJANDO COMO NUNCA NA VIDA FALANDO COISAS SEM SENTIDOS AFIRMANDO QUE ESTAVA PRONTA PARA SER A PUTA QUE EU SEMPRE QUIS E GOZANDO CHEGOU A CHORAR DE PRAZER EM MEU CACETE. NO BANHO DEIXOU QUE COMEÇE SEU CU NÃO ME DEIXANDO QUE SAISSE PARA PEGAR O PRESERVATIVO E GEMENDO COMO LOUCA PARECENDO ENLOUQUECIDA DE PRAZER GOZOU GOSTOSO ME AGRADECENDO MUITO E ENQUANTO NOS BEIJAVA LEMBREI DA CALCINHA QUE MEU CUNHADO ME DEU E QUE ESQUECI NA PIA NÃO JOGANDO NA PRIVADA COMO TENCIONAVA E MESMO PREOCUPADO RESOLVI FICAR NA MINHA FINGINDO NÃO SABER DE NADA.RAQUEL ESTAVA CADA DIA MAIS PUTA TANTO É QUE AS CALCINHAS DE TITIA FORAM TROCADAS PELAS DE VADIA, SEGUNDO SUA MÃE, NUMA TARDE EM QUE PEGUEI ELA NA PIA QUANDO FIZ ELA DEBRUÇAR NA MESA E LEVANTANDO SUA SAIA QUASE TIVE UM TRECO AO VER ELA USANDO A CALCINHA QUE SEU IRMÃO ME DEU NAQUELE DIA E COM O CACETE PARTECENDO FERRO DE TÃO DURO NUMA EXCITAÇÃO ESTRANHA QUE ME DEIXAVA ALUCINADO DE TESÃO FIZ RAQUEL URRAR ENQUANTO METIA NELA QUE GOZANDO DEMAIS QUIS SABER O QUE ACONTECEU POR ESTARDAQUELE JEITO COM ELA ME BEIJANDO TERNAMENTE GEMENDO ABAFADO ENQUANTO METIA NELA FICANDO FELIZ QUANDO FALEI SER POR AMAR ELA DEMAIS.RAQUEL ME PROVOCA DEPOIS PEDE ARREGO DE TANTO QUE METO EM SUA BOCETA MELADA COM O TESÃO A MIL SÓ EM IMAGINAR OUTROS CARAS COMENDO ELA TENDO DUVIDAS SE ELA ESTEVE LÁ NAQUELE DIA OU FOI SÓ COENCIDENCIA POR ELA TER UMA CALCINHA IGUAL, E ISSO ESTOU TRABALAHNDO PARA TENTAR DESCOBRI.                                    

ACHO MUITO MASSA MINHA ESPOSA MAMANDO O EX NAMORADO DELA

MEU NOME É JORGE TENHO 48 ANOS , ME CASEI COM A LEONICE DE 60 ANOS , UMA COROA MUITO ENXUTA E NA VERDADE METEDEIRA , ELA É MAGRINHA , LOIRA , SEIOS DE MENINA , RABINHO AINDA DELICIOSO , ELA NAMORAVA UM COROA DE 70 ANOS DO LADO DA CASA DELA ONDE MORO COM ELA , MAS NA MESMA ÉPOCA ELA CONTOU ISSO VIU ,ELA NAMORAVA UM OUTRO CARA UM PROFESSOR , ENTÃO ELA SAIA COM O VELHO E EM OUTRO DIA ELA SAIA COM O PROFESSOR , ELA NA VERDADE ENTRAVA EM DUAS VARAS TODA SEMANA , MAS ELA FICOU SOZINHA ENTÃO A CONHECI E ROLOU UM ROMANCE E FINDAMOS VINDO MORAR JUNTOS , ELA NEM CONTATO COM O PROFESSOR TINHA MAIS , MAS PELO MENSEGER ELE ENTROU EM CONTATO COM ELA , PERGUNTANDO DA VIDA DELA , ELA ME MOSTROU O CONTEUDO DA CONVERSA , ELE DIZIA ESTAR COM SAUDADES SE ELA ESTAVA SOZINHA , ELA DISSE ESTOU CASADA , ELE DISSE POXA QUE CARA SORTUDO , ELA FOI DANDO CORDA E ELE FOI SE ENFORCANDO , ELE TEM 56 ANOS , EU LI POR ELA TER A CONSIDERAÇÃO DE MOSTRAR EM SER FIÉL A MIM , MAS ME CAUSOU CURIOSIDADE E ELA FALOU UM POUQUINHO DESTE ROMANCE COM ELE , FALOU QUE ELE A LEVAVA AO MOTEL E TAMBÉM VISITAVA ELA NA CASA ONDE MORAMOS , FUI TENTANDO SABER O QUE FAZIAM , MAS ELA RESTRINGIU , MAS INSISTI , EU ESTAVA SENTADO NO SOFÁ E ELA COMEÇOU A FALAR QUANDO O PROFESSOR VINHA AQUI ELE SENTAVA AI NESTE LUGAR , EU ESTIGANDO FALEI E VC , ELA AQUI DO LADO , FUI TENTANDO SABER E ELA SOLTOU EU AJOELHAVA COM OS JOELHOS NA ALMOFADA E MAMAVA ELA AQUI MESMO , PORRA QUE TESÃO DO CARALHO , EU FALEI SÉRIO , MAS VC É BEM SAFADA MESMO , ELA DISSE VC QUE FICA ME ENCHENDO PRA SABER , EU DISSE QUERO SABER MAIS , ELA DEIXA ISSO PRA LÁ , MAS EU INSISTI E ELA DISSE , DEPOIS EU FALAVA VAMOS PRA CAMA QUE QUERO MAMAR VC LÁ , ELE IA EU IA AI EU MAMAVA AS BOLAS E O PAU , DEPOIS A GENTE TRANSAVA , MAS EU QUERIA DETALHES , ELA DISSE ENTÃO ELE COMIA A BUCETA E O CUZINHO E GOZAVA NA MINHA BOCA , CARA EU COMI ELA IMAGINANDO AS TREPADAS DELA COM O PROFESSOR , MAS EU QUERIA SABER DO VELHO VIZINHO E ELA CONTOU QUE O VELHO COMIA , MAS ERA MAIS TRANQUILO , ENTÃO COMECEI A ESTIGAR ELA PRA FALAR COM O PROFESSOR E ELA CURTE ELE MUITO FOI CONVERSANDO ATÉ QUE DEU CERTO ELE VEIO EM CASA , EU SABIA DE TUDO , ELE VEIO ELA DISSE QUE PRECISAVA VER ALGO COM ELE , ELE CHEGOU ELA MANDOU ENTRAR ME APRESENTOU , UM CARA BACANA , OFERECEMOS UM CAFÉ ELE TOMOU , CONVERSAMOS UM PAPO BOM EU FUI NA VEIA DELE E FALEI VC NAMOROU A LEONICE , ELE SEM JEITO , MAS ELA DISSE EU FALEI PRA ELE , ENTÃO MEIO QUE SEM JEITO ELE FALOU ISSO É PASSADO , MAS EU O ENCORAJEI E DISSE SIM , MAS EU LI AS MENSAGENS DE SAUDADES , ELE ASSUSTOU , ME PEDIU DESCULPAS EU DISSE , NÃO DESCULPO NÃO POIS ELA CURTE MUITO VC , ELE ARREGALOU OS OLHOS , ENTÃO ELE DE CALÇA JEANS EU DISSE VAMOS NA SALA , PEDI PRA ELE SENTAR NO LUGAR QUE ELA MAMAVA ELE , ELE SENTOU ELA SENTOU NO LUGAR QUE ELA FICAVA EU DE LADO , FALEI PRA ELE QUERO VER O QUE VCS FAZIAM AQUI , ELE SEM ENTENDER , MAS ELA DISSE RELAXA , ELE SUSPIROU , ELA DISSE ELE QUER VER NOSSAS SACANAGENS E COMEÇOU A APALPAR O CACETE DELE , LOGO ESTAVA DURO , ELA PEGOU UMA ALMOFADA JOGOU AOS PÉS DELE SE AJOELHOU E COMEÇOU A DESABOTOAR A CALÇA DO SAFADO , TIROU UM PAU DE UNS 18 CM PRA FORA E MAMOU ,EU DO LADO DE CACETE DURO , MINHA MULHER ALI AJOELHADA DE VESTIDINHO E FIOZINHO , MAMANDO UM EX COMEDOR DELA , NOSSA ME ENLOUQUECEU , MAIS DELICIOSO QUE O CARA GEMIA , O TESÃO FICOU MAIOR QUANDO ELA DISSE , VEM PRO QUARTO QUERO MAMAR VC NA CAMA , ELE FOI , TIROU A ROUPA JOGOU EM CIMA DE UM CRIADO MUDO O PAU E AS BOLAS EXPOSTOS , EU DE PÉ , TIREI MINHA ROUPA E MEU CACETE BABANDO , ELE TIROU O VESTIDINHO DELA , O FIOZINHO ENTERRADO NO CUZINHO , ELE BRINCOU COM O FIO TIROU DE DENTRO DO CUZINHO E COLOCOU DE VOLTA , ELE DEITOU E ELA CAIU DE BOCA NO CACETE , MAMOU COM VONTADE EU ME VIRAVA PRA VER E VIA MINHA NOVA ESPOSA MAMANDO UM OUTRO MACHO , OU SEJA O EX MACHO DELA , MAMOU PAU E BOLAS , ELA SUGAVA AS BOLAS PUXAVA E SOLTAVA , FAZIA BARULHINHO QUANDO ELA SOLTAVA , MEU TESÃO ERA ENORME , DEU VONTADE DE PEGAR NO PAU DELE , MAS ME CONTIVE , FOI ENTÃO QUE ELE FALOU QUERO COMER A BUCETINHA E VCOLOCOU MINHA ESPOSA DE 4 E PENETROU ELA , EU PROCUREI O MELHOR ANGLO E ASSISTI ELE FUDER ELA IGUAL UMA CADELA , ELA GEMIA ,CHORAVA E MIAVA NA VARA , GOZOU NO PAU DELE , EU IA PEDIR PRA ELE COMER O CUZINHO DELA , MAS ELE SEMPRE COMEU ANTES E NÃO IA DEIXAR DE COMER , FOII ENTÃO QUE OUVI ELE DIZER QUERO COMER O SEU CUZINHO , ELA DEU UM SORRISINHO E DISSE CLARO , VC VAI COMER, ELE LUBRIFICOU O PAU E O CUZINHO DELA E PENETROU EU NÃO AGUENTEI , ELE DEU 3 BOMBADAS NO CUZINHO , EU FALEI FDP COMENDO O CUZINHO DA MINHA ESPOSA ASSIM EU GOZO , GOZEI ENTRE ELE E ELA , CAIU PORRA NO PAU DELE ELE VENDO ISSO GOZOU NO CUZINHO DELA , ELA FOI DEITANDO ELE DEITANDO POR CIMA E EU DO LADO BEIJANDO ELA , DORMIMOS ALI OS 3 JUNTOS , AGORA SEMPRE QUE ELE ESTA LIVRE ELE VEM COMER MINHA ESPOSA , MAS COMIGO JUNTO.FOI UMA EXPERIÊNCIA MUITO BOA , FORTALECEU MEU CASAMENTO , SEMPRE ESTAMOS OS 3 JUNTOS , MINHA ESPOSA ADORA FUDER COM NÓS 2 , EU ADORO VER É ALGO MUITO DIFERENTE VC VER SUA ESPOSA CHORANDO EM OUTRA VARA , ME CONTAVAM QUE A MAIORIA DOS HOMENS QUEREM VER , EU SEMPRE TIVE VONTADE , QUANDO EU ERA CASADO EU GOZAVA IMAGINANDO MINHA ESPOSA COM OUTRO MACHO , NA VERDADE SEMPRE ERA COM UM CARA CONHECIDO NOSSO.

Casada com o Sr Miguel e sua esposa – loucura real

Não gosto muito de ficar falando da transa com a mesma pessoa sempre,mas este é uma continuação que merece….Já tinha transado com o Sr Miguel (leiam contos reais anteriores) algumas vezes,ele inclusive vindo ao RJ e o levei ao motel…ele ficou louco e me comeu muito la….já tinha ido algumas vezes pra serra e lá nossas transas continuaram…sempre achei que a esposa(Marta) dele desconfiava,mas ele era insaciável e achei sempre que ele não deixava ela na mão (literalmente),até que um dia aconteceu uma loucura inusitada,mas que mudou ainda mais minha vida e a deste casal….Marta também era uma mulher jovem pra ele e sempre achei que ele não dava conta dela,porém depois de conhece-lo ela é que provavelmente naõ dava conta dele…rs….Enfim, subi e como sempre iria passar o sábado e domingo na casa da minha amiga…até ai tudo normal,ele provavelmente me comeria no sábado e as vzes no domingo….eu iria arrumar e vigiar tudo lá e desceria pro meu marido,normal….cheguei bem cedo no sábado e o Sr. Miguel estava arrumando o jardim,nos comprimentamos,fui trocar de roupa e esperar porque ele sempre vinha me comer logo….porém naquele dia tudo mudou…ele ficou nos afazeres,eu acabei indo a ocentro resolver algumas coisas e á noitinha voltei…não tinha ninguém em casa,estranhei,mas entrei…logo depois um amigo do Sr Miguel veio até minha casa e me chamou pra tentarmos resolver um problema na casa dele…imaginei que Marta(mulher do Sr Miguel) tinha descoberto e relutei um pouco em ir….mas acabei cedendo….naquele final de semana sabia que os filhos deles estariam fora e mesmo com algum medo fui….estava confusa pois o certo seria ele vir e me falar,não mandar recado….cheguei e Marta me recebeu normal, disse que queria falar comigo….nao tinha visto ainda o Sr Miguel….conversamos amenidades e ela me disse que precisava me mostrar algo no quarto dela…me dirigi e estava bem escuro….entramos e na penumbra pude ver o Sr Miguel deitado…achei que tinha acontecido algo e fiquei com muito medo….Marta, fechou a porta,ligou o ventilador e foi tirando sua roupa toda….estava de blusinha e saia….tirou tudo e ficou completamente nua….Sr Miguel estava coberto da cintura pra baixo com um lençol,mesmo no escuro dava pra ver….perguntei o que estava acontecendo e ela se dirigiu ate a cama….ligou um pequeno abajur e puder ver ele acordado…ela retirou o lençol e aquele pauzão que tanto conhecia estava duro….ela o segurou e caiu de boca….fiquei sem ação,tentei sair,mas ela tinha tirado a chave….ela lambia feito um sorvete e parou,veio ate mim e disse…vem…aproveita…sei que vc gosta….sei que vc já teve ele muitas vezes….prefiro dividir com vc do que com outras,vem….disse que não,mas ela insistia,vem….eh todo seu….os olhos dele brilhavam,teria duas mulheres na cama….relutei e disse que não faria,mas ela dizia,vem,eu sei que ele te come,vem ..nao precisa ficar tímida….eu tremia de medo e tesão….mesmo relutando tirei minha roupa cai de boca nele…eu e Marta dividíamos o pauzão dele…ele gemia e falava coisas desconexas….chupavamos feito loucas….aquela jeba brilhava…nossas línguas se encontravam e pela primeira vez beijei outra mulher,com gosto do pau do marido dela….ela subiu nele e o pauzão sumiu em sua buceta….coloquei minha buceta na cara dele e senti sua língua me invadir…de frente pra Marta, sentia suas mãos percorrerem meusseios ,estava sendo chupada na buceta pelo Sr Miguel e nos seios por ela….gozei gostoso,beijando Marta….trocamos e eue desci forte na jeba…pulava e pedia mais….ele me chamava de putinha gostosa,vadia….Marta sendo chupada e delirando de tesão….ficamos de 4 e aquele puto tirava de mim e metia nela….meteu e tirou varias vezes….so quando implorávamos ele tirava e metia…..Marta então deitou-se sobre mim…nossos corpos estavam tremendo de tesão…nos esfregamos e nos beijamos,um beijo louco e sedutor….ela estava por cima empinada e ele meteu forte nela….dava tapas na bunda dela e a chamava de gostosa…..me abri e recebi sua jeba tb….ele estava se revezando em nos duas de novo…..qdo metia em mim….eu dizia pra Marta…ai que pica deliciosa…que macho….desculpe mas ele eh muito bom….ela ria…qdo meteu nela ela me falava…adoro essa pica….ele enterra tudo quase todos os dias….aiiii…sss…..hummm vou gozar …e gozou forte sentindo a jeba do marido dentro….me deu um beijo que quase perdi o folego….ela saiu e ele veio por cima de mim…meteu forte e a cama tremia e batia na parede…Marta apenas olhava….veio em meu ouvido e falava muita putaria….gosta do meu maridinho…gosta……ama a pica dele,ama?fala Bianca….ele esta todo dentro…fala….dei um grito e gozando gostoso de novo….empurrei ele bem fundo e gritei,aiiiiii amo essa pica,amoooooo pqp….que caralho gostoso…..eu ainda estava gozando e ele deitou e ela por cima cavalgou,segurava na cabeceira e descia com muita maestria aquela jeba….como aquele guri aguentava tudo sem medo….rebolava e gemia…..os dois se abraçaram e se beijaram….ela pediu pra vir pra perto dela e nos beijamos….mamie seus seios…duros feito pedra…descia por sua barriga e subia ,tirando gritos de tesão nela….nos beijamos e ela quase chorando gozou forte ….deu um grito que ate fiquei com medo dos vizinhos….ele não parava….ainda pregado nela,ele se levantaram e ela ficou em pe,de costas pra ele, me chamou pra ficar encostada na parede de frente pra ele e ele meteu forte,quase levantando ela ….nos beijávamos e sentia o pau dele forçando a buceta da Marta….trocamos e agora ele me metia….me arregaçava e eu gemia e pedia mais…..levei uns tapas na bunda….estavamos descabeladas e nos beijando,esfregando….gozei de novo,inacreditavelmente….estava exausta….me dirigi pra cama e ela ficou de 4 na beira da cama….Sr Miguel metia feito um louco….eu apenas beijava a boca de Marta,em pequenos beijos….e linguadas….ela foi abrindo minahs perans e quando vi estava chupando minha buceta….sendo enrabada e com sua língua dentro de mim….tive outro gozo histórico me contorcendo e pedindo mais….Sr Miguel tirou seu pauzão dela e ela deitada do meu lado, me disse….quer leitinho do meu macho? Quer…..diz Dona Bianca…fala…quer ?……quero muito disse….muitoooo….ele urrou e gozou como nunca…..nos beijávamos e a porra dele escorria pelos cabelos,rosto…nos agarramos e sentimos um tesão uma pela outra incrível,cheias de porra….Falei com eles que era uma loucura….me pediram pra passar a noite com eles….falei que s odividiria se fossemos pra casa maior,onde a cama era bem maior….com ar condicionado….eles toparam….depois de um bom descanso,banho,etc,deitamos os três….ela de frente pra mim,ele metend opor tras e nos duas nos beijando…..depois fiquei no meio e fui o sanduiche deles…uma hora estava simplesmente não conseguindo mais levantar as pernas….ainda vi Marta cavalgando seu macho ate pegar no sono…..acordamos super tarde…..e depois falo mais desta loucura….

COMI O FORTÃO E A ESPOSA DELE

NÃO É FACIL QUANDO VC CONHECE AQUELE CARA MACHO , FORTÃO, FALA FIRME E VC SENTE ATÉ UM POUCO DE CISMA , DIGO MEDO MESMO ATÉ DO FISICO E VÓZ GROSSA , VC DEVE CONHECER UM CARA ASSIM , QUANDO CONHECI O MARRENTO DO BRUNÃO NA ACADEMIA , ELE PAGA UMA DE BAMBAMBAM , O CARA É FORTE , EU SEMPRE ALI TENHO MINHA IDADE MAIS PRA COROA , ENTÃO PESO LEVE OS MEUS , BRUNÃO 32 ANOS , UNS 120 A 130 KG , LEVANTA PESO PRA CARALHO , O QUE ELE LEVANTA DE UMA VEZ EU DEMORO UNS 10 DIAS.KKK, MAS ELE CONVERSOU COMIGO E FOI COM MINHA CARA , ELE TEM MESMO CARA DE MACHÃO , O CARA GOSTOU MESMO DA MINHA CONVERSA E FOI FICANDO AMIGO MEU , ELE É CASADO COM A ISIS DE 27 ANOS ELA FAZ ACADEMIA CONOSCO , 1,70M 80 KG UMA PUTA GOSTOSA , PEITOS MÉDIOS EMPINADOS , RABO MARAVILHOSO , LOIRAS , CABELOS LONGOS , ELE ME APRESENTOU PRA ELA , ELA É UMA SIMPATIA , NÓS FICAMOS AMIGOS E O BRUNÃO, FALOU PRA MIM VAMOS PASSAR LÁ EM CASA DEPOIS DO TREINO , PORRA CARA EU SEM FAZER NADA IMAGINEI VOU LÁ VER ESTA DELICIA DE ESPOSA DELE , FOMOS , BRUNÃO TOMOU BANHO A ESPOSA ENTROU PRO QUARTO BANHO E EU ALI SOADO , BRUNÃO VEIO DE CUECAC, EU FIQUEI DE CARA , LOGO SAIU A ESPOSA DELE COM UM SHORT COLADO , A BUCETA UM PACOTE , O RANO PARTIDO AO MEIO , ELE PEGOU 2 LATINHAS E FOMOS TOMANDO , SENTI A MÃOZONHA PEGANDO MEU PAU , ERA O BRUNÃO, FALEI OH,OH   , ELE DISSE PSIU , FIQUEI QUIETO EU QUIZ IR EMBORA , MAS ELE DISSE CALMA , FICA DE BOA , O RABO DA ISIS , LINDO , ELA VEIO E SENTOU DO OUTRO LADO , FIQUEI ENTRE OS 2 , ELA ME BEIJOU NA BOCA NA FRENTE DELE , IMAGINEI QUE É ISSO , ALI COMEÇOU A SAFADEZA OS 2 ACARICIANDO MEU PAU , ME PEGOU UM EM CADA BRAÇO , ME LEVARAM AO BANHEIRO , TIRARAM MINHA ROUPA E ME EMPURARAM AO BANHO , TERMINEI , ELA JOGOU UMA TOALHA , EU ENTREI PRO QUARTO , BRUNÃO JA PEGOU MEU PAU E MAMOU A CABEÇA   A ISIS BEIJOU MINHA BOCA , AJOELHO PARA DIVIDIR O PAU COM O BRUNÃO, O MACHO É FORTÃO, MAS MAMOU ATÉ MINHAS BOLAS , ELE FALAVA TIRA A ROUPA DELA , EU DEIXEI ISIS NUA A BUCETINHA DELA LISA DEMAIS DA CONTA EU BEIJAVA , MAMAVA OS PEITOS LINDOS , O ESPOSO ME MAMAVA SEM PARA , OS 3 PELADOS , EU CHUPAVA A ESPOSA DELE , ELE CHUPAVA MEU PAU , SEM CONTAR QUE BRUNÃO TEM UM PAU DE UNS 14 CMS , OS DOIS DISPUTAVAM ME MAMAR , MAS BRUNAO , FALOU QUERO ESSA VARA NO MEU CUZINHO , ELE FICOU DE 4 A ISIS ME FALAVA COME O CUZINHO DELE , ELA PASSOU GEL NO MEU PAU , NO CUZINNHO DELE E FALOU MATA A FOME DO BRUNO , ELE TA DOIDO POR PICA   EU ENFIEI O PAU NO CUZINHO DO FORTAO , ELE GEMIA ELA CHUPAVA MINHAS BOLA E AS BOLAS DO MARIDAO , ELE COM MEU CACETE ENTERRADO   ELA MAMVA MINHAS BOLAS , COMI O CUZINHO DO BRUNÃO ELE GOZOU NO PAU , A ISIS FALOI SAI AMOR , E VEIO COM O CUZINHO CHEIO DE GEL NEM LIMPOU O PAU , ELA ENCAIXOU O CUZINHO NA VARA EU FUI EMPURRANDO , COMI O CUZINHO DELA E O BRUNÃO DEITADO TODO GOZADO , ELA PEDIU PRA TIRAR DO CUZINHO , ME LEVOU NO BANHEIRO , LAVOU MEU CACETE   , DEU UMA MAMADA O BRUNÃO CHUPOU MEU PAU E MINHAS BOLAS , FALOU ISIS SENTA NO PAU DELE , ME DEITOU E SENTOU ELA NA MINHA VARA , PORRA CARALHO , AQUELE MULHERÃO SENTADA NA MINHA VARA CAVALGANDO O MACHO DELA DEU O CUZINHO PRA MIM , ELA GEMIA ELE LAMBIA O CUZINHO DELA , ELA GOZOU SENTADA , PEDIU LEITE EU GOZEI NA BUCETA DELA , QIANDO ELA FOI SAINDO DO PAU BRUNÃO , ENTROU POR BAIXO E CJIPOU A BUCETA DELA TODA GOZADA , SRI QUE SOU AMIGO DELES.

biquines mae e filhatia boqueteirabeijo de cornopegando a titiamaes taradasna frente do maridocomendo a minha mulhercasada de programarelato eroticosbuceta coçandocasa dos contos eroticomendigo pirocudochupando a buceta da netacuzinho arrebentadopegando a titiametendo na cachorrafantasias de cornoshomem ciumento traidando pro sogrocasa contos eróticostrepando bem gostosocasada com outroacharam que eu não ia rebolarcome minha mulhercontos eróticos últimosbar do gordinho uberlândiafudendo a amiga de trabalhocomendo cu casadaputas sinopcomi minha cunhada contocasadoscontos temascomo quebrar a maldicao do perfumetrepada no onibusgaranhao cruzandocasa dos.contos eroticospunheta com os amigosmulher coxudapunheta no maridocu da irmabundudinhaesposa transandomenage bitransando com a mulher do irmãomulheres com duas bucetascachorra safadatransando com secretariapopinha da bundafudendo com a mamãeprozeandotag de casalcu na marrabar dona neusacavalo cruzando porcachupando o pedreiroa dona capitulo 7homem comendo cabraninfeta de 18 anoso sogro taradocasa do caraioxaninha raspadacasa dos contos erotivoscomendo a amiga da mãea dona capitulo 7buceta de frentecoroa engatada com cachorroso cabaçocunhada seduzindogaranhao cruzandoestrupadocasada fudendozoofilia poneycarnaval putarialambendo o cuzinho delacomendo o cu do cunhadocontos eróticos casa dos contostransando no aviaovelhos na punhetanovinha fogozadividindo namorada com amigovovo dotadotrepa comigoalargando o cuzinhorelatos eroticos por codigocampainha tocando sozinhaa vida da gente capitulo 35massageou e comeuexcitando o namoradocaaa dos contos eróticosnovinha chora na varanovinhastransandofeliz ano novo sogrogel para dar o cucasa dos contos eroticos cornodo no postecassdoscontospimenta no cu dos outrospegando no pinto do amigosecretária safadacomendo a nora gostosa