Prima com trissomia

ola chamo-me luis 30 anos e vou ser muito rapido, tenho uma prima com trisomia 21 mas ela fisicamente é perfeitamente normal apenas tem um ligeiro atraso cerebral, de média estatura 20 anos um grande cu e umas mamas enormes, mesmo enormes. rijas como nunca foram mexidas, sempre me excitou mas eu nunca liguei pois a consciência me matava. mas um dia não me contive e fui tomar conta dela numa noite ke os meus tios foram de viagem. Aconteceu tudo como eu gostaria foi maravilhoso estar no sofá só em roupa interior a ver tv e fazer o meu pau subir só de a olhar e ela até se lambia ao ver aquilo passava constantemente a lingua nos labios até deixava a saliva dela escorrer pela boca abaixo e eu aver aquilo o meu pau parecia ke ia explodir tentava até sair das cuecas mas a consciencia retinha-me até ke nao me reti mais tirei aquele pau rijo ke nem pedra para fora e o apertei com força ela viu e fez-me o mesmo e logo lhe tirei a blusa ke mamas mas ke mamas enormes passei-me agarrei-lhe na cabeça e enfiei-lhe o pau na boca ela engoliu-o todo e nao mais parava ke me vim ali mesmo enchi-lhe a boca de leite. quando ela sentiu a boca cheia até bochechava e dizia era doce deixava sair o leite para o queixo e depois voltava a puxa-lo para a boca como se fosse saliva. foi o meu melhor orgasmo em toda a minha vida desde então kuando quer estar com ela muito raramente tento leva-la a um sitio bonito e faço amor com ela o ke ela adora mas tem um senão na conciência pois nunca poderia fazer uma vida normal com ela.

Comi a Empregada – Que Transa!

Moro em Recife, tenho 28 anos e sou tarado por sexo, sou casado, trabalhamos eu e minha esposa em empresas diferentes, certo dia por volta das 9 da manhã dei uma saidinha do trabalho para pegar um documento meu em casa, não saí com intenssão nenhuma mas ao chegar em casa me deparei com a minha empregada em casa, (muito bonito por sinal) ela estava de saia curtinha e com uma blusinha curtinha, logo quando cheguei ela estava agachada passando o pano em casa, mostrando a sua bundinha todinha acho que ela percebeu como fiquei atônito olhando para seu belo traseiro e ficou se insinuando mais ainda, se agachou mais ainda, aí foi que vi toda sua bundinha com fio dental mostrando seu traseiro todinho, eu entrei e fui pro quarto procurar pelos documentos que tinha ido buscar, logo em seguida percebi um silêncio e notei que ela não estava mais passando o pano na casa, procurei por ela o qual foi minha surpresa, notei que ela tinha entrado no banheiro, fui de pontinha de pé para tentar flagrá-la e ao pé da porta ouvi uns gemidos bem baixinho, aí eu não aguentei mais não abri a porta rápido e peguei ela com os quatro dedos enfiados na buceta batendo uma punheta, depois disso não pensei mais em nada ela pulou logo pra cima de mim baixando minhas calças e fazendo um delicioso boquete em mim, eu com a rola dura dura já empurrei todinha na boca da gostosa e ela parecia que não transava a muito tempo louca de tesão e que me deixou feito um cavalo coloquei ela de quatro no banheiro mesmo e meti minha rola na buceta sedenta da potranca, ela gemia feito louca, depois de muita rola nela ela pediu pra arrombar seu cuzinho, ai que delícia adora um cuzinho, não deixai nem ela terminar de pedir e fui logo empurrando minha rola todinha no cuzinho era empurrando e ela gemendo de dor e tesão, empurrei todinha nela, deixei o cuzinho dela todo arregassado de tanto vai e vem, quando estava já gozando ela vira derepente e pede pra derramar e porra todinha na boca dela eita gozada tão gostosa, virei e gozei nela de garganta a baixo, depois dessa transa ela resolveu levar uma colega dela pra ajudar na faxina na minha casa, só que o que eu não sabia era que essa faxina seria todinha em mim, mas essa vai ficar para o próximo conto.

SOU CASADA MAS TRANSEI COM MEUS 2 PATRÕES

Este conto eu recebi de uma mulher casada , depois de muito diálogo, convenci que ela fizesse um relato mais completo da situação vivida por ela , bem ela se chama Vandéte , 34 anos , morena clara , cabelos longos e pretos , 1,66 m , 54 kg , seios médios e um bumbum médio , me acho muito bonita , sempre fui meio que levada e quando solteira a gente sempre conversava entre as amigas sobre transar e um assunto muito comentado era transar com 2 ou 3 homens , acredito que é o desejo da maior parte das mulheres , mas me casei aos 26 anos com o Eduardo ele tinha 30 , hj tem 38 anos , bom eu confesso que minha vontade sempre foi transar com 2 homens , mas o duro é trair , pois ninguem quer ser traido , eu trabalho em uma empresa , meu patrão é o seu N de 56 anos , um coroa sarado , divorciado , mas namora uma mulher da minha idade , o sócio dele é o Sr R dev62 anos , casado com fama de comedor , bom nisso td bem , mas sabe mulher com mulher e a conversa chegou ao ouvido do sr R , ele começou a 3 meses atrás a dar umas cantadas bobas e ensinuar coisas , mas para encurtar conversa sei que ele me convenceu sair com ele e o seu N , sábado ao inves de ir para a empresa fui ao encontro do seu R e do seu N vesti um vestidinho , vermelho , fio dental vermelho , salto preto , cabelos lisos brilhantes perfume esplêndido, maquiagem e fui , deixei meu carro na faculdade , entrei na caminhonete com eles , o seu N dirigindo , o sue R no banco carona e eu no banco de trás, nossa eu estava eufórica , chegamos ao motel , ele pegou uma suite especial , exatamente a de numero 03 , entramos , o R me deu um beijo no rosto e pegou na minha mão, me direcionou ao quarto , entramos , sentei na linda cama , olhei tantos espelhos , banheira entre outras coisas , o sr N entrou , fechou a porta , jogou as chaves na mesa , veio pegou na minha mão, me puxou , levantei e ele me beijou a boca , nossa que loucura , sr R tirando a roupa , ficou nu , um coroa de bigode , barriga meio grande peludo , pau grosso de 16 cm , nossa q fdp de pau duro punhetando , Sr N me abraçando e me beijando boca pescoço , colocando as maos por baixo do meu vestido   tocando minhas partes e me encoxando , sr R , veio com aquele bigode e me puxou , começou a me beijar a boca , tirar meu vestido , me deixando de salto e fio dental , coroa cachorro ficou louco com minha bunda eu em pé , ele beijando minha bunda , dava tapas nela e lambia , sr N disse lambe o cuzinho dela , ele enfiou a lingua senti meu cuzinho travar , mas sr N pelado tb , um coroa liso   sem pelos , pau 18 cm médio , que loucura el no tesão lembrava do meu marido , imaginava que a esposa dele estava perto de levar duas varas , que maravilhoso , os dois machos me abraram ao mesmo tempo eu sentia uma vara na frente outra atrás eu me sentia um recheio de lanche , me beijavam , um descia beijando pela frente , outro por trás, eu sentia alasinguas , uma no pescoço , outra na nuca , logo uma mamava meus seios a outra mordia meus ombros , eu alisava as costas dos 2 , uma boca lambe minha barriga a outra minhas costas , uma estava no meu bumbum outra na minha verilha , abriam minhas pernas , lamberam bunda , verilhas , lingua na bucetinja outra no meu cuzinho , nossa meu sonho estava se realizando , mas imaginava meu esposo ver isso , ele infartava de raiva , deitaram os 2 e o pedido vrm mamar a gente vem , eu enlouquecida vendo 2 machos com os paus babando comecei a mar um pau , o outro as bolas nossa que delicia , mas o sr R com o corpo peludo , me puxou pegougel passou no pau grosso   eu sentei no pau dele , caraca eu 34 anos sentada no pau de um coroa sessentão , fdp   o sf N   passou gel no meu cuzinho , pedi clemencia , masxele colocou e foi empurrando , nossa que delicia , eu delirando em 2 paus e sinda de 2 coroas , o sr N colocava até o pé no meu cuzinho , eu delirando de tesão, eles me viravam , me deixaram de 4 , um comia o outro comia , me levaram pendurada pra banheira , dentro da água, um comia a buceta o outro o cu , revezavam me comendo , quando os dois me pegaram dentro dágua eu gritei de tesão e gozei com sr R na bucetinha e o SrN no meu cuzinho , Sr R deu um gemido forte e gozou na minha bucetinha , demorou um pouquinho sr N me encheu o cuzinho , sempre tive este desejo , quero mais vezes , as mulheres desejam isso , leia , comente , vote.

IRMÃO AMANTE.

ESTAVA CONSTRAGINDA VENDO OS PEGAS QUE MEU IRMÃO DAVA EM SUA NOIVA QUE USANDO UM VESTIDINHO QUE MAIS PARECIA CAMISOLA DANDO PARA VER A CALCINHA ENTERRADA E MARCANDO NA BUNDA OS SEIOS QUASE A MOSTRA PELO DECOTE E ISSO ERA A RAZÃO DE MINHA CARA FEIA E OS BELISCÕES QUE DAVA EM MEU MARIDO PORQUE O FILHO DA PUTA NEM DISFARÇAVA AO OLHAR PARA A VADIA SE BEM QUE TENTOU FAZER O MESMO COMIGO E NÃO DEIXEI. A VERGONHA DAS PESSOAS NOS OLHANDO FOI PASSANDO A MEDIDA QUE TOMAVA CHOPPS E QUANDO TENCIONAVAMOS IR EMBORA O CÉU DESABOU NUMA FORTE CHUVA SENDO IMPOSSIVEL TAXI OU UBER PORQUE TANTO EU E CUNHADA RECUSAVA IR EM NOSSO CARRO PORQUE NOSSOS HOMENS TINHAM BEBIDO ALÉM DA CONTA SENDO EU A MAIS SOBRIA QUE NÃO GOSTO DE DIRIGIR NA CHUVA E A NOITE POR MEDO E ASSIM VI OS OLHOS DA CUNHADA BRILHAR QUANDO MEU IRMÃO CONVIDOU NOS PARA PASSAR A NOITE NO HOTEL AO LADO DO SHOPPING O QUE ME DEIXOU PREOCUPADA PORQUE ME CONVENCERAM A FICARMOS NO MESMO QUARTO E MESMO EMPUTECIDA PORQUE MEU HOMEM ESTAVA VISIVELMENTE EXCITADO DANDO PARA VER QUE NÃO ERA POR MINHA CAUSA O QUE ME DEIXAVA CADA VEZ MAIS PUTA DA VIDA DEVIDA A RAIVA E CIUMES QUE O FILHO DA PUTA DESPERTAVA EM MIM. MEU MARIDO FEZ DE TUDO PARA ME CONVENCER A FICARMOS NA MESMA CAMA O QUE NÃO ACEITEI MESMO SENDO MEU IRMÃO PORQUE LEMBREI DE SUAS TENTATIVAS EM ME COMER E A ME VER DE CALCINHA E SUTIÃ ENQUANTO ME TROCAVA FALOU ALGO QUE NÃO ENTENDI DANDO UM TAPA EM MINHA BUNDA ME DEIXANDO MAIS RAIOVOSA PORQUE SUA NOIVA RIA E ASSIM RESOLVI DORMIR NO SOFÁ FINGINDO NÃO VER A EUFORIA DE MEU MARIDO QUE SÓ TIROU OS OLHOS DE MINHA CUNHADA QUANDO ELA DEITOU AO LADO DO MEU IRMÃO COBRINDO O CORPO NU E QUANDO DEITOU AO MEU LADO DEI COTOVELADAS E CHUTES NELE JOGANDO O PARA O CHÃO E CHORANDO PENSANDO EM DAR O TROCO NO CORNO ACABEI DORMINDO. O MUNDO GIRAVA ENQUANTO SONHAVA QUE CAMINHAVA NUA PELO CAMPO SENTINDO O VENTO FRIO NO CORPO E NUM ARREPIO ACORDEI COM MEU MARIDO CHUPANDO MINHA BOCETA COMO NUNCA CHUPOU ANTES ME DANDO ORGASMOS INTERMINÁVEIS PORQUE APRENDEU CHUPAR E NO LUGAR CERTO POREM QUANDO VEIO ME BEIJAR DEIXANDO ME SENTI MEU GOSTO EM NOSSAS BOCAS E SUA PICA DURA COMO FERRO PROCURANDO A ENTRADA DE MINHA BOCETA MELADA GELEI AO DESCOBRI QUE ERA MEU IRMÃO QUE ABAFANDO MEUS GRITOS COM SUA BOCA GULOSA ME FEZ ESTREMECER PERDENDO A RESISTENCIA QUANDO SUA PICA ENTROU GOSTOSO EM MINHA BOCETA PREENCHENDO TODO O ESPAÇO PARANDO QUANDO A GLANDE TOCOU MEU ÚTERO E A MEDIDA QUE AUMENTAVA AS ESTOCADAS CADA VEZ MAIS RÁPIDA E FUNDA EM MIM ALTERNANDO OS BEIJOS COM CHUPÕES E MORDIDINHAS EM MEUS SEIOS ME FAZENDO PIRAR DE PRAZER E GEMENDO DESPUDORADAMENTE AGORA DE PRAZER ME DEIXOU ESTASIADA DE TANTO GOZAR E QUANDO LEVANTOU MINHAS PERNAS PRENDENDO AS EM SEU OMBRO INDO MAIS PARA DENTRO DE MIM ME FAZENDO DELIRAR EM ORGASMOS INTERMINÁVEIS PORQUE NUNCA UM CACETE FOI TÃO FUNDO EM MIM E NUM ORGASMOS AVASSALDOR CHEGUEI A ME MIJAR QUASE PERDENDO OS SENTIDOS QUANDO ELE ME ENCHEU DE PORRA E SAINDO DE MIM ME JOGOU DE JOELHOS NO CHÃO E SEGURANDO ME PELOS CABELOS ME FEZ QUASE VOMITAR AO ENFIAR SEU CACETE MELADO EM MINHA GARGANTA E NÃO ME DEIXANDO FUGIR PRENSOU MEU CORPO NO SOFÁ E METEU NOVAMENTE SEM IMPORTAR COM O ESCANDALO QUE FAZIA ENQUANTO METIA DANDO TAPAS EM MINHA BUNDA PUXANDO MEUS CABELOS FAZENDO ME VIRAR A CABEÇA PARA BEIJAR MINHA BOCA FALANDO COISAS SEM NEXO SÓ DANDO PARA ENTENDER QUANDO ME CHAMAVA DE VADIA QUERENDO SABER PORQUE NÃO DEIXOU QUE METESSE EM MIM ANTES E ME FAZENDO CHORAR DE PRAZER GOZOU SUJANDO MINHA BUNDA COXAS COSTAS E CABELOS DE PORRA E SAINDO DE MIM ME AJUDOU A LEVANTAR ME PUXANDO PARA O BANHEIRO ENQUANTO OLHAVA AS GARRAFAS DE CERVEJAS JOGADA AO CHÃO E COPOS COM RESTO DE BEBIDAS E NA CAMA MEU MARIDO DORMINDO AO LADO DA CUNHADA QUE TINHA UMA PERNA EM CIMA DE MEU HOMEM DEIXANDO A BOCETA ABERTA DANDO PARA VER ELA MELADA E VERMELHA ME DANDO MAIS RAIVA PORQUE MEU HOMEM NUNCA ME DEIXOU ASSIM E ME ABRAÇANDO MEU IRMÃ ME BEIJOU GOSTOSO COMO HOMEM NENHUM ME BEIJOU NA VIDA ME PRENSANDO NA PAREDE LEVANTANDO MINHAS PERNAS FAZENDO ME SENTAR TODA ABERTA EM SEUS BRAÇOS E SEGURANDO EM SEU PESCOÇO MANDOU QUE COLOCASSE SEU CACETE EM MINHA BOCETA QUE PINGAVA DE PRAZER E A MEDIDA QUE METIA SENTIA SEU CACETE FICANDO CADA VEZ MAIS DURO E JÁ DE BOCA DORMENTE DE TANTO ELE ME BEIJAR E MORDER MEUS LÁBIOS A BOCETA ARDENDO COMIGO ARREPIDA PORQUE ESTAVA MUITO SENSÍVEL FIQUEI ALIVIADA QUANDO ELE ME ENCHEU DE PORRA NOVAMENTE E DEIXANDO NOSSOS CORPOS ESCORREAGAREM CAIMOS COM ELE EM CIMA DE MIM ME BEIJANDO FAZENDO LINDA DECLARAÇÃO DE AMOR ME FAZENDO CONCORDAR QUANDO FALOU QUE ME COMERIA PARA SEMPRE E ME ENCARANDO AO ME VER TAPANDO OS OLHOS DE VERGONHA FALOU QUE FICASSE TRANQUILA PORQUE MEU MARIDO COMEU SUA NOIVA E SÓ ESTAVA DANDO O TROCO, RINDO QUANDO PERGUNTEI COMO FOI E AFIRMANDO QUE ELA SÓ DEU PARA MEU MARIDO PORQUE A NOIVA FAZ TUDO OQUE ELE MANDA E QUE MEU MARIDO NEM BEM METEU E JÁ GOZOU COM ELE TENDO QUE SATISFAZER SUA NOIVA E FALANDO QUE ME MATARIA SE FALASSE PARA MEU MARIDO AFIRMOU QUE SÓ NÃO COMEU O CU DELE PORQUE NÃO QUIS FALANDO QUE MEU MARIDO É VIADO O QUE MESMO RINDO ME DEIXOU PREOCUPADA E ME AJUDANDO A LEVANTAR FALOU QUE ME PREPARASSE PORQUE COMERIA MEU CU DA PRÓXIMA VEZ E COM O DIA AMANHECENDO TIVEMOS TRABALHO PARA ACORDAR O CORNO DO MEU MARIDO E DESDE ENTÃO SOU AMANTE DE MEU IRMÃO QUE NÃO PERDE A CHANCE DE ME PEGAR MESMO COM MEU MARIDO EM CASA E COMO PROMETIDO COMEU ME O CU ME DANDO UM PRAZER INEXPLICÁVEL TENDO VEZES QUE SÓ QUER MEU CU TAMANHA FOME E DESEJO QUE TEM POR ELE. AMO MEU IRMÃO E AGORA AMANTE POREM NÃO ADMITO QUE ME TRATE COMO TRATA SUA NOIVA QUE DIAS DESSES DEU PARA SEUS AMIGOS NA FRENTE DELE E ENQUANTO PUDER NÃO DEIXAREI SABER QUE FAÇO QUALQUER COISA PORQUE SOU SUA MULHER E PUTA VADIA COMO MESMO ME CHAMA.

NASCE UMA NOVA MULHER

NASCE UMA NOVA MULHERHoje eu me sinto uma mulher alegre e feliz nem faz ideia o que passei ha sete anos atrás. Assim que me separei eu fiquei um pouco perdida, não por causa da separação lógico, mas nem eu sabia o motivo, só sei que me isolei do resto mundo sem querer, meus amigos se afastaram e eu me tranquei em casa e só saia pra trabalhar e mais nada, eu passava noites e noites acordada navegando na internet, e pra vocês verem como a minha fase estava péssima que nem internautas eu encontrava pra teclar. Então foi nessa minha peregrinação virtual que conheci vários lugares lindos de minas gerais. E como eu havia acabado de sair de férias, resolvi dar uma guinada na minha vida. Arrumei minha mochila montei na minha moto que eu acabara de comprar e saí decidida a passar uns dias viajando. Então peguei a estrada sem destino certo, pois eu levava além da minha mochila e dinheiro, apenas um mapa das cidades que vi pela internet. Numa sexta feira depois de te rodado por quase dois dias sem te achado nenhum lugar que me agradasse pra eu poder parar, cheguei a uma cidadezinha simples, tipicamente de interior e acabei gostando daquele, pois me pareceu pacata e aconchegante. Procurei um hotel, me registrei e fui para o meu quarto tomar um banho pra dar um role pela cidade, pois já era umas 19 horas. Sai do banho coloquei uma calça jeans, uma camisa de mangas compridas e calcei minha bota de cano longo, e sai pra dar uma volta, sem imaginar que naquele dia eu me tornaria uma nova mulher, e o motivo vocês irão saber agora. Como eu não conheci nada ali pedi ao recepcionista pra me indicar um algum bar bem animado, então ele me indicou um bar que havia inaugurado há pouco tempo e que nos finais de semana o pessoal se reuniam, mas continuando ele me disse que era um bar onde parava muitos Gays e lésbicas da região. Então dei um sorriso e agradeci a indicação e disse que era pra lá que eu ia, montei na moto e segui até ao tal bar. Chegando la vi que realmente era animado com vários garotos e principalmente garotas que a muito tempo eu não tinha o prazer de encontrar. Sentei-me, pedi uma cerveja e um Wisk ficando observando o movimento e chegou uma garota me perguntando se eu era nova na cidade, eu respondi que sim e a convidei pra sentar comigo e ela me perguntou e podia chamar a sua namorada também, naquela hora eu vi que a minha fase ainda estava péssima, mas eu concordei, pois pra mim seria melhor ter a companhia de duas namoradas do que ficar sozinha. Durante nosso papo vi que elas eram muito legais e animadas. E lá pelas tantas depois de muitas cervejas precisei ir ao banheiro e quando me levantei, percebi que além da vontade de fazer xixi eu também não estava muito legal, mas fui assim mesmo me escorando nas cadeiras. Como eu não conhecia o lugar não conseguia encontrar o tal banheiro. E nessa caminhada me aparecia sempre algum homem pra me cantar, pois eu realmente chamava a atenção naquele lugar, mas nada me interessava, porque eram somente homens mais do que babacas que chegavam com aqueles papos medíocres e cantadas baratas que eu odiava. Foi quando senti que alguém tocou no meu ombro e eu que já estava puta de nervosa por não encontrar o banheiro e com aqueles homens me enchendo, me virei já com a intenção de xingar, mas logo vi na minha frente uma garota lindíssima, de olhos verdes, cabelos loiros cacheados até os ombros e seios médios e um bumbum de fazer inveja, ela me perguntou poderia me ajudar a encontrar o que eu tanto procurava. E eu respondi que bastava apenas me mostrar o caminho do bendito banheiro, pois parecia que ele não me queria por lá. Ela deu um sorriso e colocando sua mão no meu braço e me levou até o tal banheiro. Fiz o que precisava e quando sai vi que ela tinha ficado me aguardando do lado de fora, então começamos a conversar, nos apresentamos e ela me disse que seu nome era Simony e tinha 28 anos, notei que ela um pouco mais alta que eu e seu estilo era um pouco mais arrojado do que o meu, pois ela estava usando uma calca de couro muito colada, uma camisa branca de botões, tipo as que usam os peões de rodeio e também uma bota de salto alto. Nossa conversa estava muito animada, e eu já pensava em parar um pouco mais por lá, pois aquela garota me encantara de uma maneira sem igual e parecia que a reciproca era verdadeira. De repente apareceram três garotas e dois garotos que a chamaram pra ir embora, nos despedimos, mas ante de sair ela me disse que no outro dia se eu quisesse encontrá-la ela viria no bar, mas sozinha, concordei e também sai e fui para o hotel dormir, mas por incrível que pareça, aquela garota não saia da minha cabeça que até na hora do meu banho bati uma siririca pensando nela e imaginava nós duas numa cama. Nossa eu parecia estar nas nuvens, como uma criança que acabara de ganhar um presente que tanto queria. Pois pela primeira vez depois de muito tempo e me senti que alguém se importava comigo. No dia seguinte passei alvoroçada querendo que as horas passassem rápido. Por volta das 18 horas tomei um belo banho me perfumei, coloquei uma calça de couro, uma blusa de seda bem decotada sem sutiã e uma jaqueta também de couro, calcei minha bota, montei na moto e fui ao encontro daquela deusa, sem pensar que eu poderia me decepcionar. Cheguei ao bar e percebi que ainda era cedo, pois havia poucas pessoas. Sentei-me e pedi uma cerveja pra passar o tempo e logo levei algumas cantadas, mas pra mim só interessava uma única pessoa aquele dia. Mas foi passando o tempo e nada da Simony aparecer, eu já estava desistindo e pensando em ir embora. Foi então que percebi que alguém se aproximava de mim, olhei e vi que era a Simony, trocamos abraços e beijinhos no rosto e eu disse que já estava indo embora achando que ela não viria. Ai ela me disse que tinha chegado a algum tempo e estava só me olhando de longe. Então falei porque ela não se aproximou de mim antes, me deixando aflita. Ela disse que não se aproximou porque viu que tinham outras pessoas interessadas por mim e resolveu esperar para ver se eu não desistiria dela. Então eu disse que jamais faria isso e que eu queria muito conhecê-la. E antes que eu terminasse de falar, ela me agarrou me dando um longo beijo demorado e molhado que até hoje lembro e ainda sinto o sabor do seu batom na minha boca.Ficamos ali por um tempo nos beijando e nos acariciando. Então ela me sugeriu pra que saíssemos de lá e fossemos para um lugar só pra nós duas conversarmos mais a vontade, aceitei de imediato e Quando saímos de lá, descobri que ela também era motoqueira, só que a dela era uma moto estradeira. Então ela me pediu pra segui-la até sua casa. Chegamos lá vi que ela tinha uma casa não muito grande, porém luxuosa, só que um pouco afastada da cidade. Entramos pra dentro e ela abriu uma garrafa de vinho serviu duas taças me oferecendo uma. Começamos beber e conversar, sempre olhando nos olhos uma da outra e eu perguntei no que ela trabalhava, ela então me disse que estava de boa, pois tinha algumas casas alugadas e um pouco de dinheiro aplicado, que seu pai deixara de herança pra ela. Tomamos mais uma taça de vinho, então ela pegou a taça da minha mão colocando a sobre a mesa de centro e me puxou pra perto dela me beijando delicadamente, mas aquele beijo foi ficando cada vez mais ardente e intenso. Então ela pegou na minha mão me levando até seu quarto, sentamos naquela cama macia e cheirosa. Ai ela me empurrou de bruços e se deitou em cima de mim e voltamos a nos beijar novamente. Ela começou tirar minha roupa lentamente, me deixando só de calcinha, sempre me beijando e me acariciando com suas mãos e língua. Ela então passou seu dedinho em minha boca e disse que eu há aguardasse um instante. Levantou-se e foi até a cozinha e quando voltou trazia um pouco de gelo dentro de um balde e sem dizer nada colocou uma pedra de gelo na boca e começou a passear pelo meu corpo, seios, barriga, virilha me fazendo arrepiar toda, então que ela desceu com o gelo até meu grelo e começou a me chupar e as vezes colocava aquele gelo den
tro da minha boceta, eu respirava fundo e gemia baixinho. Nossa aquela sensação era deliciosa, depois de algum tempo ela me virou de bruços passando o gelo em minhas costas e o deixou próximo ao meu reguinho e conforme o gelo derretia a água escorria indo direto para o meu cuzinho, nossa que delicia era aquilo. Ai ela me puxou pra ela me deixando de quatro e então começou a foder minha boceta com seus dedos hábeis, me fazendo gemer e rebolar gostoso, às vezes ela dava tapas no meu bumbum e pernas, passava sua língua nas minhas costas sem parar de me foder deliciosamente com força. Enquanto transávamos eu a ouvia dizer que eu era uma delicia de mulher. Então ela me virou de frente pra ela e se deitou colocando minha boceta em sua boca, começando a me lamber e me foder com os seus dedos, e eu por cima dela dava gemidos de prazer até que explodi num orgasmo intenso. Ficamos um tempo deitada, ela de bruços e eu deitada cima de suas costas, acariciava seus cabelos. Então ela me empurrou e se virou de costas na cama e sussurrou no meu ouvido me perguntando se eu estava pra recomeçar. Agora Já estávamos as duas nuas em cima daquela cama. Eu respondi que sim e ela começou a me chupar, lamber e morder, passando sua língua subindo e descendo, com movimentos circulares nos meus seios, que me deixava muito maluca de tesão. Então ela foi descendo com sua boca pela minha barriga lentamente chegando até minha virilha, brincando um pouco com sua língua e pra me provocar mais ainda voltava para meus seios e novamente os mordia, lambia e chupava, me deixando completamente arrepiada e entregue ao seu prazer. Eu já não estava mais aguentando todo aquele tesão. E ela percebendo que eu estava quase gozando, abriu minhas pernas, voltando a lamber e chupar com forca meu grelo, mordiscando e esfregando sua língua bem rápida na minha boceta. Quando eu já estava com minhas pernas tremulas, com a respiração ofegante e quase gritando, ela meteu sua língua toda dentro de mim, naquela hora gozei feito maluca na sua boca.Mas ela incansável não parava de me foder, continuando a colocar sua língua felina dentro de mim e com seus dedo ágeis brincava com meu grelo por um tempo e introduziu seus dois dedos de uma só vez na minha boceta. Eu que ainda nem havia me recuperado do que tinha acontecido, já estava preste de gozar outra vez e ela muito sádica nada de diminuir a velocidade seus dedos dentro da minha boceta. E eu rebolava e fazia movimentos frenéticos, não querendo que ela parasse até comecei a tremer toda e explodi num orgasmo mais intenso do que os anteriores que eu quase desmaiei. Depois que gozei ela sugou gostoso todo o meu melzinho que jorrava abundantemente. Confesso pra vocês que já tive vários orgasmos nessa minha vida maluca, mas nenhum até agora se comparou com o que tive aquela noite. Ai ela já cansada veio com sua boca perto da minha e com um olhar fixo em mim deu um sorriso e me dando um beijo delicioso e demorado com gosto do meu gozo ela se deitou ao meu lado e me abraçou ficamos assim durante um bom tempo. Então eu sem a deixar perceber que eu já estava bem, me sentei sobre sua barriga e comecei a beija-la deliciosamente e sorrindo disse que era minha vez de judiar um pouco dela pra pagar o que ela havia feito comigo até aquele momento. Então comecei a beijar sua boca, mordendo seus lábios e sua língua, beijando seu pescoço e sussurrando no seu ouvido coisas bem safadas mostrando pra ela o quanto eu estava excitada. Ela com suas unhas afiadas arranhavam minhas costas e gemia ofegante, fui descendo com minha boca até seus seios e comecei a chupá-los com vontade me deliciando naqueles bicos rígidos, fui descendo com minha boca beijando sua barriguinha, sempre olhando pra ela, que gemia mordendo seus lábios e com as mãos acariciava seus próprios seios, então desci mais um pouco até sua virilha e comecei lamber em volta da sua boceta que a fez arrepiar toda e soltar um gemido alto, então comecei a chupar seu grelinho e enfiando dois dedos na sua boceta fazendo movimentos de vai e vem. Fui chupando até seu cuzinho fazendo movimentos giratórios em volta dele, a fazendo dar um grito e pedir pra que eu fodesse seu cu com meus dedos e assim eu fiz, sem parar de chupar aquela boceta deliciosa. Ela então começou respirar ofegante, se contorcendo toda e eu percebendo que ela estava quase gozando, comecei a castigá-la, voltando a beijar a boca descendo até seus seios, chupando e lambendo aqueles seios maravilhosos, ela gemia muito quase implorando pra que eu voltasse a foder sua boceta, então atendendo seu pedido como se fosse a ultima vez que eu iria fazer aquilo na minha vida e a chupei e enfiei meus dedos na sua boceta e no cu a fazendo explodir num orgasmo maravilhoso, e eu suguei todo aquele seu melzinho cremoso e quente. Então levantamos e fomos tomar um banho juntas e depois dormimos até às 11 horas e só acordei porque ela me beijava e acariciava minha boceta. Dei eu sorriso e me levantei e fomos tomar café da manhã, durante o nosso café eu disse já que ela não estava trabalhando mesmo ela poderia fazer essa viagem comigo, ela pensou um pouco e disse que toparia, mas se eu deixasse minha moto na sua casa e nós iriamos apenas na sua moto engarupada. Eu topei na hora, então fomos arrumar nossas roupas. Tudo pronto seguimos para a nossa aventura que no começo duraria apenas dez dias, mas acabou sendo vinte cinco dias de muita diversão e sexo. Então voltamos eu peguei minha moto e fui pra minha casa totalmente feliz, me sentindo uma nova mulher. FIMOBS. LEMBRANDO que acabei de ESCREVER o meu livro Virtual em PDF com 500 paginas, com VÁRIOS contos eróticos INÉDITOS 100% Lésbicos, várias fotos sensuais que deixarão vocês malucas(os). Por apenas 30 REAIS. Quem se interessar só me mandar mensagem pelo meu E-mail .

Primeira vez

Sou paulista, 27 anos e há algum tempo me interesso por travestis. Não basicamente por serem homens, mas por seus corpos serem duros e perfeitos, e na maioria das vexes lembrarem mulheres perfeitas. Um dia desses resolvi que iria passar em um dos pontos e escolher a mais gostosa. Antes de sair de casa, inicie o processo chamado se embebedar. Minha intenção era facilitar as coisas caso decidisse ser penetrado. Peguei meu carro e fui em direção ao local de movimento. Depois de algumas voltas, vi uma morena gostosa. Parei com um pouco de receio, mas logo vi a simpatia e seus enormes seios. Vou chamá-la de Débora. 1,80m, morena escultural e um sotaque de gaúcha espetacular. Combinamos os valores, e fomos em direção ao hotel. Ao chegar, já estava meio bêbado, e na porta havia diversas putas, aguardando seus clientes. Não hesitei, e perguntei se ela toparia foder uma mulher. Ao concordar, chamamos pela porta uma das meninas que lá estavam e combinamos como seria.

Eu e o gato da Lan House

Eu estva na lan quando chegou um cara muito lindo, a cara do Marc Dacascos. Ele nao sabia entrar no msn e entao me pediu ajuda e ,é claro, que eu nao neguei. Sentei ao lado dele e comecei a dar os comandos e vez por outra qundo eu ia teclarmeus seios roçavam nos braços dele. Eu notei que ele ja estava começando a ficar com a respiração alterada e tava chegando cada vez mais perto de mim, nossos ombros ja tavam se roçando e eu ja estava completamente molhada, só de pensar no que poderia acontecer…

feriado no sítio do vovoII

Oi gente voltei depois de tanta porra quase me afoguei…Fico muito feliz de vcs terem gostado da primeira parte Os votos me incetivam a escrever cada vez mais e mais Mas continuando .Chegamos no sítio do meu avo eu adoro ir pra la E agora gosto mais ainda.Quando abrimos o portão meu avo já estava na porta com cara de Preocupado.“aonde vcs se meteram????A gente já estava pensando em voltar pra procurar voces Poxa vcs poderiam pelo menos ligar ne ?”“desculpe pai a Dani não esta passando bem e tive de parar varias vezes pq esta com nauseas.Ai meu Deus,já melhorou irmazinha, vc ta melhor Ai eu com cara de santa…Já to bem melhor meu pai me deu leite ai já fiquei melhor ne paizinho E coisa de viagem mesmo.“bem filha vai deitar que eu pego as bolsas vc precisa de descanso.Bem fui direto pro quarto (esse quarto é tipo suite tem banheiro tb)Bem fechei a porta ,tirei minha roupa e entrei no banheiro Liguei o chuveiro e me deliciei naquela agua geladinha deliciosaO biquinho do meu peito ficou durinho.Nisso a porta se abre e quem esta na porta sedento de xana De pau durinho???Isso mesmo meu Pai !!!Já tava no ponto querendo pular pra fora do calção do papai“não pai alguem pode pegar a gente no flagra.Eles estao preparando o jantar e os meninos foram ver os cavalos.Ai resolvi trazer teu leitinho…Ai ele chegou mais perto desligou o chuveiro E começou a me secar me dar linguadaComeçou a chupar meu peito lamber brincou com os biquinhos.Passou o dedo na minha xana e colocou o dedo la dentro“virgem? Só no buraco do ouvido né filha?”humm pai claro que não nunca dei meu cuzinho aiii deve doer muito paizinho.Humm esse rabo e virgem?Ai que delicia .Mas vou comer tua buceta primeiro Quero rasga vc todinha Te morder e te sugar….Chupa teu pai chupa.Só vc sabe mamar no paizinho.Nisso me abaixo e coloco aquela maravilha na boca Lambo a cabecinha e vou colocando devagarinho O resto da rola na bocaAi tiro e coloco e vou acariciando as bolas dele Ponho o saco dele todinho na minha boca e sugo bem devagar e depois com mais forçaDelicia de homen eu gosto de homen safadoMama meu nenem papai vai dar leitinho pra minha filhinha putinha Delicia não para vai passa a linguinha na minha cabeça deliciosaDeixa ele todo meladinho pra entrar mais facil .Isso nenem papai adora quando vc mama nele.Vem ca vem senta aqui no coinho do papai.Ele sentou na privada e arregaçou a pelinha deixando a cabeça a mostra Me mandou mamar de novo antes de sentar.Lambi com vontade o pau dele tem um gosto bom Alias todos os paus que já provei tem gosto de safadeza deliciaSenta safada senta no papaiVemSentei devagarinho sentindo aqueles cada um daqueles 20cm de rola entrando na minha xanaQue tesão.Ai paizinho me fode gostoso hummm delicia me arromba safado vem meu pai putoMe arregaça me deixa louca que rola deliciosa ai maravilha delicia de paiFode gostoso vai Mama aqui no meu peitinho vem eu sei que vc gosta .Hummm safada vadia puta, vagabunda eu vou te entupir de porra vc ta querendo rola toma rola toma Safada.Vem minha gostosa cavalga no teu cavalinho hummmmEle metendo gostoso na minha xana e alternado a boca entre meus seio s e minha boca Que lingua que homen Muito gostoso me fode pai quero gozar vai.Faz gostoso pra eu gozar tudinho Quero teu leitinho na minha boca Hummmmm Delicia!!!Vou gozar filha vem xupa aqui que eu to quase gozandoSo foi eu colocar a cabecinha e dar uma xupadinha ele começou a esguichar porra Na minha boca tirei da boca e foi no meu rostinho nos seios Fiquei toda lambuzada com o leitinho do papai.Ai que delicia de leitinho pai Quero mais Nisso quando a gente olha pra porta adivinha quem esta la de pau na mao Batendo punheta????Vcs querem saber quem estava la Votem no meu conto que eu conto pra vcsBeijos e xupadas.

ORGIA COM CASAL NO SUL

A HISTÓRIA QUE VOU NARRAR, ACONTECEU EM FEVEREIRO DESTE ANO (2003)..ESTAVA EU A PASSEIO EM PORTO ALEGRE, E APÓS VÁRIOS CONTATOS VIA E-MAIL, COM CASAL DE PORTO ALEGRE, OS QUAIS GOSTARIAM DE CONHECER UM HOMEM MADURO, MAS COM APARÊNCIA DE JOVEM….IDENTIFIQUEI-ME COM A FANTASIA DELES…. APÓS CONTATO TELEFÔNICO, NOS ENCONTRAMOS EM UM SHOPPING, TOMAMOS UM CHOPP, CONVERSAMOS BASTANTE E RESOLVEMOS ESTICAR A NOSSA CONVERSA NO APARTAMENTO DELES, NUM BAIRRO NOBRE DE PORTO ALEGRE….. APÓS CONVERSARMOS BASTANTE, REGADO A UMA CERVEJINHA E SALGADINHOS, CHEGAMOS AO ASSUNTO QUE TODOS AGUARDAVAM: “SEXO”….COMEÇAMOS, ENTÃO DE BEIJOS EM SUA QUERIDA ESPOSA, A QUAL CHAMAREMOS DE MÁRCIA E ELE DE PAULO….A QUAL RETRIBUIU DE MANEIRA DEDICADA E DENGOSA…..O PAULO COMEÇOU A DESPI-LA E ELA RETRIBUINDO…..QUANDO AMBOS JÁ ESTAVAM NÚS, CHAMARAM-ME PARA FAZER-LHES COMPANHIA….NÃO ME FIZ DE ROGADO…FUI, CLARO QUE COM A MAIOR CALMA QUE ME É PECULIAR, ACARICIEI O CORPO DA MÁRCIA, BEIJEI AS SUAS PERNAS, SEU UMBIGO, SEUS SEIOS (BELOS, POR SINAL), SEU PESCOCINHO, SUAS ORELHAS, SEUS LÁBIOS CARNUDOS…..E O PAULO ME ADMIRANDO, VENDO A SUA ADORÁVEL ESPOSA SER LAMBIDA, CHUPADA POR OUTRO HOMEM: “EU”… CHUPEI ELA TODINHA, DEIXEI-A LOUCA, ELE VEIO PARA PERTO DE NÓS, ELA COMEÇOU A CHUPAR MEU CACETE, ELE COMEÇOU A BEIJAR SEU PESCOÇO, DEREPENTE, PEGOU MEU CACETE E COMEÇOU A ACARICIÁ-LO…..COLOCOU NA BOCA DA MÁRCIA, TIROU, COLOCOU NOVAMENTE, TIROU, OLHOU PARA MEU PAU E NÃO TEVE DÚVIDAS, ENFIOU EM SUA BOCA, CHUPOU BASTANTE E DIZIA PARA A MÁRCIA: – EU TE DISSE QUE UM DIA IRIA EXPERIMENTAR UM GOSTO DE CACETE E ESSA É A HORA E COMO É GOSTOSO….HUMMMM….HUMMMMMM…DEIXEI, POIS QUEM ESTÁ NA CHUVA É PARA SE MOLHAR….OS DOIS COMEÇARAM A DISPUTAR MEU CACETE, UM LAMBIA O SACO, O OUTRO CHUPAVA A CHAPELETA…E ALTERNAVAM-SE…DISSE-LHES QUE NÃO IRIA AGUENTAR COM DUAS BOCAS MARAVILHOSAS ME CHUPANDO, ESTAVA PRESTES A GOZAR…ENTÃO DISSERAM JUNTOS: GOZA NAS NOSSAS BOCAS/CARAS…….E CONTINUARAM A ME CHUPAR…..NÃO AGUENTAI E GOZEI NA BOCA DE AMBOS…… ELES LEVANTARAM-SE, FORAM AO BANHEIRO E ME DEIXARAM NA SALA, VENDO UM FILME PORNÔ…..AO RETORNARAM, OLHARAM MEU CACETE E DISSERAM: VAMOS LEVANTAR ESTA VARA, PORQUE VC TEM MUITA COISA PARA FAZER CONOSCO, AINDA… COMEÇARAM A CHUPÁ-LO, LOGO DEU SINAL DE VIDA….A MARCIA LOGO VEIO POR CIMA DE MIM E COMEÇOU A ME CAVALGAR, GEMIA, URRAVA FEITO UMA GATA NO CIO…E EU ATOLANDO NA BUCETINHA QUENTE DELA…..O MARIDO SÓ ASSISTINDO E BATENDO UMA PUNHETA…. COLOQUEI ELA DE QUATRO E COMECEI A ENFIAR MEU CACETE NA SUA BUCETINHA, QUE JÁ ERA UM BUCETÃO…..O MARIDO VEIO POR BAIXO E COMEÇOU A CHUPAR A BUCETINHA DA MÁRCIA, ELA URRAVA DE TESÃO…..ELA TIROU O CACETE DA BUCETINHA DA MÁRCIA E ENFIOU EM SUA BOCA….E COLOCAVA NA BUCETINHA NOVAMENTE….ELA FICOU BRABA COM ELE, EMPURROU ELE DA CAMA, O QUAL CAIU DE QUATRO E ALI FICOU, DE BUNDA PARA CIMA, AO LADO DELA……PEGUEI MEU CACETE E COMECEI A ESFREGAR NO CUZINHO “DELA”, A QUAL PEDIU-ME PARA ARROMBÁ-LA, POIS NUNCA HAVIA DADO O RABINHO….MANDEI O PAULO BUSCAR MANTEIGA, UNTEI O RABO DELA E O MEU CACETE…E O PAULO AJUDOU A LEVAR MEU PAU ATÉ O CUZINHO DA MÁRCIA…..FUI ENFIANDO A CABECINHA, ELA GEMENDO….EU IA TIRAR E ELA DIZIA: METE DEVAGAR, ME RASGA, ME ARROMBA….FUI ENTRANDO E O PAULO GEMENDO COMO SE FOSSE ELE QUE ESTIVESSE SENDO CURRADO…..METI TUDO, SÓ FICARAM AS BOLAS DE FORA…..ENTRAVA E SAIA DE SEU RABINHO APETITOSO…….ELA DIZIA AO MARIDO: ESTÁ GOSTANDO MEU AMOR? ELE RESPONDIA: COMO EU GOSTO DE SER CORNO, AINDA MAIS COM ESTE BELO CACETE……E PASSAVA AS MÃOS NAS MINHAS BOLAS……..DESCEU NOVAMENTE, COMEÇOU A CHUPA-LAS, GEMIA, NÃO AGUENTEI E GOZEI NO CUZINHO DE SUA BELA E ADORADA ESPOSINHA E ELA GOZOU TAMBÉM…….ELE DISSE A ELA: SERÁ QUE ELE AGUENTARIA REALIZAR A OUTRA FANTASIA: QUAL ERA???? ELE QUERIA SER POSSUIDO POR OUTRO MACHO, NA FRENTE DA MÁRCIA……COMO SE FOSSE UMA VAGABUNDINHA…… DEMOS UM TEMPO, TOMAMOS UMA DUCHA, COLOCARAM OUTRO FILME, COMEÇARAM A SE CHUPAR…..ME CHAMARAM E DISPUTAVAM MEU CACETE……….QUANDO EU JÁ ESTAVA EM PONTO DE BALA, COLOQUEI OS DOIS DE QUATRO……..COMECEI A ROÇAR MEU CACETE NO CUZINHO DA MÁRCIA, ELA GEMIA E PEDIA: FAZ IGUAL NO PAULO……ELE QUER……PASSEI, ENTÃO PARA TRÁS DO PAULO, COMECEI A ESFREGAR MEU CACETE NO SEU CUZINHO CABELUDO…ELE GEMIA E GRITAVA: POR FAVOR, ME ARROMBE LOGO QUE EU NÃO AGUENTO MAIS ESSE ARRETO…..NÃO DEI BOLA E CONTINUEI A LHE ESFREGAR O CACETE………A MÁRCIA VEIO, CHUPOU MEU PAU, LAMBEU O CUZINHO DO PAULO, DIRECIONOU MEU CACETE PARA A ENTRADA DO CUZINHO DELE……ENTROU A CABEÇA……ELE OLHOU PARA TRÁS E DISSE: AGORA ME ATOLA SEU COMEDOR DE CÚ……EMPURROU SEU CORPO PARA TRÁS, A MÁRCIA ME SEGUROU E EU RASGUEI SEU CUZINHO…….ELE DIZIA: QUE FELICIDADE, SE SOUBESSE QUE ERA TÃO GOSTOSO, JÁ TERIA FEITO ANTES…..QUE BELO CACETE, QUE HOMEM, QUE INVEJÁ QUE EU TINHA DE VOCÊ MÁRCIA! MAS AGORA, EU TENHO ORGULHO DE PODER AGASALHAR O MESMO CACETE QUE TU AGASALHOU…….E NO CUZINHO…..ME COME MEU MACHO, NÃO, NOSSO MACHO, ME RASGA, ME ARREGANHA COMO SE EU FOSSE UMA PUTINHA…..A MÁRCIA FOI CHUPAR O PAU DO PAULO E ESTE GOZOU COMO NUNCA EM SUA BOCA, MAS SEMPRE GEMENDO NA MINHA VARA…………….ENTERREI MEU CACETE COM VONTADE E GOZEI NO SEU CUZINHO….ELE GEMIA E DIZIA: AGORA EU SOU UM HOMEM COMPLETO, BEM CASADO, CORNO, E UMA PUTINHA NA CAMA…..OU MELHOR, DUAS PUTINHAS NA CAMA…EU E MINHA ESPOSA. CONTINUAMOS AQUELA LOUCURA ATÉ TARDE DA NOITE, ONDE FIZEMOS UM SANDUICHE, ONDE ORA ELA ERA RECHEIO, ORA ELE…….E EU SEMPRE O PÃO DO SANDUICHE….. AINDA MANTEMOS CONTATO E ASSIM QUE EU PUDER IR A PORTO ALEGRE, COM CERTEZA IREMOS NOS ENCONTRAR E FAZERMOS MAIS ALGUMAS LOUCURAS….. CASAIS E MULHERES INTERESSADOS (AS). ESCREVAM-ME QUE NÃO IRAM SE ARREPENDER… TENHO 36 ANOS, BONITO, ELEGANTE, CARINHOSO, ROMÂNTICO….. SOU MILITAR DO EXÉRCITO E MORO NO INTERIOR DO RGS, MAS SEMPRE QUE POSSÍVEL, VIAJO A PORTO ALEGRE, PARA VISITAR PARENTES E AMIGOS. SOU CASADO, MORENO-CLARO, CABELOS E OLHOS CAST ESC, DOTE DE 18 Cm, MAGRO, ADEPTO DO USO DE PRESERVATIVO……….UM GRANDE ABRAÇO…..

Minha esposa faz sexo casual

Esse conto é uma continuação do anterior (meu amigo iniciou minha esposa), onde relatei a transformação da minha esposa ao conhecer outro homem. Depois que meu amigo mudou-se ela viu nitidamente que eu não conseguia satisfaze-la no sexo, sempre fui devagar no sexo, só mesmo papai mamãe e só, meu desejo maior sempre foi ser corno de preferência passivo, minha esposa agora tinha dado um salto grande na prática sexual, meu amigo transformou ela em outra mulher, vez em quando a levava no motel coisa que ela não conhecia, ela adorou a cadeira erótica onde ele arrancava gritos e mais gritos dela comendo o cuzinho dela enfim, depois de uns três meses da mudança dele ela viu que não tinha mais jeito tinha que procurar na rua o que não tinha em casa assim fez, conversamos sobre o assunto disse que dava todo apoio pois queria que ela fosse feliz e se sentisse uma mulher realizada,pois vi em mim que não iria mesmo conseguir satisfaze-la. Naquela semana ela comprou roupas novas bem provocantes como mini saia, vestidinho bem curto, sandália salto alto, blusinhas de alcinha bem decotada enfim. No sábado me disse que queria sair com desconhecidos, aliás a gente até já tinha falado nisso um tempinho atrás e ela ficou alimentando esse pensamento e queria realizar, pensou logo em uma avenida aqui em nossa cidade onde fica algumas garotas de programa. A noite se produziu fez uma maquiagem bonita, uma calcinha fio dental preta, um vestidinho curtinho e bem decotado e um salto alto, ficou maravilhosa e uma bolsa tiracolo com várias camisinhas uma toalhinha e um lubrificante ky e o celular. Levei ela até lá pois fica longe de nossa casa, parei em local estratégico onde podia ver uma grande parte da avenida, nos despedimos dei um beijo na face pra não estragar a maquiagem desejei boa sorte ela sorriu e disse: Obrigada corninho, desceu do carro e foi andando fiquei observando o jogo de quadril que faz ao andar, depois de uns quinhentos metros + – ela parou, nessa avenida tem um riozinho que separa os dois lados da avenida e com muitas árvores fazendo um pouco de escuro, os carros passavam e alguns devagar, era quase meia noite, já tinha passado um bom tempo eu já estava pra ir embora quando passou uma caminhonete de cabine dupla e vidros escuros bem devagar, passou por ela e seguiu e virou no retorno logo a frente e veio bem rápido do outro lado da avenida, fez o retorno e veio bem rápido e parou perto dela perguntou se ela fazia programa disse que sim ela entrou na caminhonete e logo saíram. Estava certo que era um verdadeiro corno, fui pra casa com um pouco de preocupação em relação a segurança dela, não conseguia dormir pensando em tudo que poderia estar fazendo, derrepente peguei no sono acordei com ela me ligando que era pra buscá-la, me assustei olhei no relógio era 04:30 dá manhã, fui logo pra lá, ela estava com cheiro diferente e bem cansada tinha saído com cinco cara diferente, o que mais gostou foi um mulato alto e forte e muito bem dotado, sentiu dificuldade pra aguentar as estocadas dele dentro do útero, ela fez de tudo com todos eles, deu a buceta o cu e chupou o cassete, teve um que gozou na boca dela, a bunda estava toda vermelha de tapas, ela nem sabia pra onde foi levada, cada um foi pra um lugar diferente, mas era sempre fora da cidade. Ela estava cheirando porra, perfume de homem, teve um que chupou o pescoço dela deixou uma marca enorme, a buceta e o cu todo esfolado, não tinha nem marca de maquiagem, dei uma chupada na buceta, cheirava porra estava meio salgado, o que ela não acreditou foi que pegou o pacote de camisinha enganada na hora que saiu de casa, pegou a que tinha só duas, ela não corre o risco de engravidar porque o útero não desenvolveu, é infantil. Tomou um banho demorado e um chá quente e dormiu quase o dia todo, ficou super feliz com tudo o que tinha acontecido, não parava de falar os detalhes de cada um. Passou a sair todos os sábados a noite por um bom tempo.Continua…

PUNHETAS NO FEMININO 01

Já não sou nenhuma adolescente pois sou uma mulher com trinta e nove anos, já com uma filha de vinte anos pois engravidei muito nova de um homem com a mesma idade que eu com quem me casei mais tarde e com quem ainda hoje vivo e é o melhor marido do mundo pois graças a maneira de pensar dele somos uma família muito liberal e onde no que se refere a sexo dentro de nossa casa ou em locais longe da mesma não existe tabus. Venho poucas vezes à internet, mas sempre que cá venho gosto de ler contos ou relatos eróticos e com muita pena minha verifico que raramente aparecem relatos escrito por portugueses utilizando aqueles palavrões tão excitantes que se dizem principalmente aqui no norte de Portugal e que desde já peço muita desculpa a quem ler este meu relato mas vou utilizar esses mesmos palavrões, mas ainda é mais raro esses relatos serem escritos por mulheres e principalmente a descreverem situações como a masturbação feminina, solitária ou em grupo como penso que a maioria das mulheres das grandes cidades por menos viveram na adolescência, eu por exemplo muito novinha descobri como era bom esfregar a minha cona quando tomava banho e daí veio o vicio de quando estava sozinha me esfregar com as mãos, na minha almofada ou nos meus peluches, um pouco mais tarde mas ainda muito nova comecei a meter na cona pequenos objectos como lápis, canetas ou pauzinhos de plantas que apanhava no jardim e adorava, chegava a andar pela casa à beira dos meus pais ou de outras pessoas com um lápis metido na cona ou mesmo a dormir com o lápis na cona mas claro que sem ninguém saber, mais tarde comecei a tentar coisas mais grossas como velas, cabo da escova do cabelo mas como doía eu parava até que um dia não resisti e sem saber o que fazia tirei a virgindade a mim mesma sentando-me numa cenoura, como sangrei e as dores foram muito fortes durante três dias até para me lavar tinha medo de tocar na cona mas ao quarto dia a vontade era tanta que voltei a meter um lápis e vi que não doía e que era muito melhor do que antes de ter metido a cenoura, nesse mesmo dia meti o cabo da minha escova de cabelo e que bom que era, muito melhor que o lápis, a partir desse dia já não metia mais o lápis, só metia velas, cenouras e o cabo da minha escova de cabelo e assim fazia varias vezes por dia durante uns meses até que o meu tesão e a minha curiosidade começaram a ser mais fortes e comecei a experimentar todos os objectos com forma cilíndrica tipo cabo da vassoura de limpar a casa, cabo de ferramentas do meu pai, a ponta da mangueira do jardim, vários legumes, banana, pequenos frascos de perfume, mas o que mais gostava era da cenoura pois era mais macia e eu cortava ao tamanho que queria e depois metia na cona, vestia umas cuecas para ela não cair quando caminhava e andava assim pela casa ou mesmo fora de casa quando andava a brincar ou mesmo quando ia para a escola, esta minha obsessão pela punheta era tanta que comecei a fazer mesmo na presença dos meus pais sem eles darem por isso o que acontecia sempre deitada no sofá da sala a ver televisão coberta com um cobertor, quando ia com eles passear à noite de carro, já ia sempre de saia que era para durante a viagem no banco de traz aproveitando o escuro da noite meter a mão por baixo da saia, afastar as cuecas para o lado e meter o dedo ou outra coisa na cona, adorava fazer isso perto dos meus pais, talvez pelo perigo que corria de eles verem, uns tempos mais tarde comecei a levar umas fodas de uns amigos da escola e da minha rua que me davam muito mais prazer que as punhetas mas mesmo assim por muitas fodas que levasse num dia quando chegava a casa ou mesmo pelo caminho de regresso a casa lá tinha eu que bater uma ou mais punhetas, mais tarde comecei a foder com um rapaz que hoje é meu marido que era o melhor de todos a foder e ainda hoje com quase quarenta anos fode duas a três vezes por dia no mínimo, um dia pediu-me para eu bater uma punheta para ele assistir, realizei esse pedido dele e a seguir levei a melhor foda que já tinha levado até esse dia, a partir desse dia ele passou a ser o meu maior amigo e fodiamos quase todos os dias e antes ou depois de fodermos eu batia à punheta para ele ver e ás vezes até era ele que escolhia o objecto ou objectos com que eu me ia foder na frente dele mas mesmo que não fodesse-mos arranjava-mos quase sempre maneira de eu bater uma punheta para ele ver antes de ir para casa, chegávamos a estar a estudar na minha casa ou na casa dele e a batermos à punheta um na frente do outro e depois cada um ia para sua casa sem fodermos, ainda tentamos muitas vezes eu bater a punheta a ele e ele bater a punheta a mim mas tanto ele como eu não achava-mos a mesma coisa uns tempos, de comum acordo chegamos à conclusão de que era muito melhor cada um bater a punheta a si mesmo, depois deixei-o descobrir que gostava de andar com coisas metidas na cona coisa que até esse dia ninguém sabia, nem mesmo as minhas maiores amigas, uns meses depois ele pediu-me para namorar comigo e sem eu dizer nada logo à partida ele disse que se eu aceitasse poderia continuar a foder com quem eu quisesse, aceitei e como primeiro presente de namorado ele deu-me um objecto feito por ele que era um cilindro em madeira muito macia com as pontas arredondadas a imitar uma piça para eu me foder quando me apetecesse mas que também dava para andar com ele metido na cona porque numa das pontas tinha preso um fio que era para o tirar pois como tinha só dez cm se não o segurasse ele entrava-me todo na cona, com esse objecto andava até nua à beira dos meus pais com ele metido dentro de mim, quando andava assim à frente dos meus pais metia também o fio dentro da cona que depois era só meter um dedo e puxar por ele e ninguem via nada, esse presente dele passou milhares de horas dentro de mim, esse objecto foi um dos melhores presentes que ele me deu em toda a vida, se não estivesse dentro da minha cona estava dentro da minha bolsa ou em algum outro lugar bem perto de mim isto até à três anos atrás quando numa viagem que fizemos a França tive coragem para entrar num Sex-shop e comprei uma colecção de plugs de vários tamanhos em silicone muito macio e maleável que é mesmo fabricado para o efeito, só quando ando menstruada ou estou a levar com uma piça pela cona a dentro é que não trago um plug dentro da minha cona, eu falo sempre na cona porque apesar de adorar levar no cu, não dispenso uma boa enrrabadela mas detesto meter objectos no cu, mesmo os dedos raramente meto. Hoje sou uma mulher adulta e continuo a adorar uma punheta, continuo a fazer mais que uma por dia não interessando as fodas que levo, em minha casa a masturbação é a coisa mais normal que pode haver e continuo a fazer parte de um grupo de cinco amigas já da adolescência que nos juntamos uma vez por semana para jogar cartas e falarmos principalmente da nossas aventuras sexuais da semana porque nenhuma de nós as cinco é santa e claro com o calor da conversa se não pusermos em pratica a nossa bissexualidade por menos fazemos umas punhetas umas ás outras ou mesmo cada uma em si própria enquanto ouvimos as maluqueiras que cada uma fez nessa semana, mas este relato já vai longo e isso são outros relatos que talvez escreva mais tarde, para acabar gostaria de dizer não escrevo nomes nem tão pouco o nome da localidade onde moro e se os vier a escrever serão trocados porque somos muito conhecidos aqui na zona onde vivemos e isso poderia ser muito prejudicial tanto para a situação familiar como para os negócios que temos mas afirmo que tudo que aqui escrevi ou venha a escrever é completamente verdade.Portuguesa do Norte.

com dois policiais. parte III

continuacao dos contos 6662 e 6663. no domingo, um pouco mais recuperados do susto da madrugada, resolvi entrar no assunto. perguntei a minha esposa o que os policiais tinham dito a ela. ela resolveu contar: o policial superior disse que nos tinhamos duas opcoes: a primeira, que era o que eles imaginavam quando nos abordaram, que eu era um estrupador e a minha esposa era a vitima. eu iria preso e passaria um final de semana na cadeia, onde eu seria a mulherzinha dos outros detentos. disseram que isso era normal quando prendiam um estrupador, ate conseguir contratar um advogado que me tirasse da cadeia. a segunda opcao: atentado violento ao pudor: nos dois iriamos presos e para mim o final de semana nao seria muito diferente a primeira opcao. no entanto, minha esposa tambem iria presa e ela iria sofrer coisas semelhantes na mao das detentas, soh que com cabo de vassoura, frasco de xampu ou qualquer outro brinquedinho que as detentas tivessem. sem falar que opolicial disse que a segunda opcao seria um prato cheio para os jornais sensacionalistas. ja imaginou a manchete nos jornais? casal preso transando na rua! sem falar que nossos amigos e parentes iriam ficar sabendo. seria a ruina de nossas vidas. minha esposa entendeu onde o policial queria chegar pois enquanto ele esplicava a situacao ele nao so a secava como alisava-a discretamente enquanto ela ainda tentava se esconder sob o vestido desabotoado que teimava em mostrar sua nudez. vendo que minha esposa so chorava e nao tinha mais reacao diante da situacao sem saida, o policial abriu todo o vestido dela e ficou boquiaberto com a beleza oriental de minha esposa, pele branquinha, macia e lisa.primeiro ele alisou a nuca dela com aquelas maos enormes e forte que a fez ficar toda arrepiada. ela mesmo nao sabe se de medo ou era tesao. depois o policial caiu de boca em seus seios que cabem certinho na minha mao, mas que na mao do policial pareciam pequenos. ele tirou o vestido dela deixando-a totalmente nua e abriu a calca. quando salta a arma do policial, minhs esposa ficou assustada, segundo palavras dela. nao so devido ao que ia acontecer mas que se comparado ao meu, era enorme. ele mandou ela chupar mas disse que o esforco era enorme so para caber na boquinha dela. depois da chupada ele deitou-a no banco e abriu as pernas dela e primeiro admirou a xaninha dela, depilada dos lados. o policial disse que era a primeira vez que via uma bocetinha de japonesa. e ele viu como ela estava molhadinha, ja que estavamos no meio de uma transa. ele colocou o penis na entrada da xaninha da minha esposa e apesar de estar toda molhadinha a machucou toda. ela disse que era enorme e que parecia que ela estava perdendo a virgindade novamente. o policial brincou um bom tempo entrando e saindo e ao reparar que seu penis estava vermelho, ele tirou um sarro dela, dizendo que estava tirando o cabaco dela. agora, oque me surpreendeu: ela disse que gozou com o policial. eu fiquei pasmo. ai ela explicou que ela nao tinha culpa, que ela nao era de ferro. como ela ja estava muito excitada da transa comigo que foi interrompida e o policial apenas continuou, a excitacao dela ficou a mil. disse que antes mesmo do policial gozar, ela tinha gozado umas duas vezes o policial tinha percebido, poruqe quando minha esposa goza ela da um apertao no penis com a xaninha dela, oque e muito excitante.quando a minha esposa ia gozar pela terceira vez o policia esporrou dentro dela, gozaram juntos. depois de um breve descanso, o policial disse que agoras seria por tras. minha esposa protestou, dizendo que isso ela nao fazia nem comigo alem de ela ter um principio de hemorroida devido aos partos. ai o policial disse que tudo bem. entao sera o rabinho do teu maridinho. entao ela resolveu ceder. disse que o policial foi atencioso e tomou cuidado mas, devido ao tamanho nao teve jeito. arregacou, entrou rasgando. depois de muito vai e vem o policial gozou no rabinho de minha esposa. coisa que nem eu tinha direito. bem foi isso. o segundo policial nao precisava contar porque eu tinha presenciado a cena. eu vi o cara comendo minha esposa. tudo bem que ela me livrou de uma fria (dar o cu) mas ela gozar no pau de outro homem? passado tanto tempo, nao sei se a perdoo por isso. continuamos casados mas algo mudou no nosso casamento. me digam voces leitores, devo perdoa-la? mandem respostas no meu e-mail. jpbr

TIFFANY

Tiffany, uma loirinha de olhos verdes e gostosinha, estava com notas baixas na escola, e perto do fim do ano tinha medo de reprovar, por isso foi procurar ajuda. O cara mais inteligente da sala era Miguel, um cara normal, moreno, alto e forte. Dois estava sozinhos na casa de Tiffany, os pais dela não estavam; na sala começaram a estudar, até que Miguel viu que a situação de Tiffany era muito ruim, e não daria para recuperar o tempo perdido.

Namorado me apostou com o amigo .

    Olá meu nome e kelly .    Tenho 21 anos , 1,70 de altua , 63 kg.    Loira , bem branquinha seios pequenos , bumbum medio mas bem redondinho e empinado.     Vou compartilhar cpm vcs , o que aconteceu no dia do jogo Corea x Alemanha.   Eu e meu namorado estava na casa dele , no quarto e seus pais na sala .   Estavamos ali começando a assistir o jogo , quando um amigo dele chamou .   Ele foi até o portão para atender , e eu fiquei bo quarto .   Os dois entraram pois tinham conbinado de trocar um escapamento da moto.   Eu estava comportada blusinha vermelha , short moleton preto . Eles descidiram ficar ali assistir o jogo primeiro e depois fazer a troca do Maldito escapamento .   Derrepente eles começam a debater sobre o jogo , tentando advinhar quem ganharia.   Meu namorado Caio disse: – A Alemanha vai ganhar a coreia é muito ruim kkkkk.   E então seu amigo Carlos respondeu: -Duvido kkkkkk , eu acho que a Coreia ganha O Calos falou isso em tom de brincadeira.   Mas meu namorado não gostou e insistiu dizendo: – Cara eu aposto o que vc quizer . E seu amigo Carlos respondeu : – Tabom hahaha se a Alemanha ganhar eu ando de cueca na rua kkkk. Meu namorado burro e confiante disse : – Beleza se a Coreia ganhar a Kelly bate uma pra vc .   Nossa fiquei com muita raiva , caramba me apostando assim na minha frente. Eu disse : – Como assim , eu bato punheta pro seu amigo ? Vc ta louco acha que eu sou puta ? Neste momento o amigo dele sorriu sem graça , todo acanhado. E meu namorado olhou para mim e disse relaxa amor a Alemanha nunca vai perder para a Coreia kkkkkk. Então o jogo rolou e a maltita Coreia venceu . Quando deu fim de jogo o amigo dele olhou para mim e muito timido foi se dispedindo para ir embora . Meu namorado todo sem graça , foi desconversando e se despedindo. Então o amigo dele disse: – E a aposta eu queria ein kkkkk.Meu mamorado de cabeça baixa respondeu : – Poxa cara é serio ? Eu falei brincando . Olha o amigo dele até ia deixar quieto , mas eu queria dar uma lição no meu namorado burro. Me ajoelhei na frente do amigo dele que estava sentado na cama, olhei para o meu namorado com uma cara de puta e falei: – Aposta é aposta Caio , e ninguem mandou apostar sua namoradinha , agora senta ai e fica olhando eu brincar com o pau do seu amigo. Ele ficou calado sem acreditar me olhando com uma cara de raiva . Eu ali de joelhos alisando a rola do amigo dele por cima da roupa Coitado do amigo dele todo sem graça me olhando .   Eu tirei o pau dele para fora e comecei a alisar , fiquei molhadinha confesso . De joelhos ali alisando aquele cacetão grosso e meu namorado olhando kkkkk. Minha bucetinha toda encharcada pedi para meu namorado pegar um oleo de massagem , para que eu capricha se. Ele contrariado foi buscar mas não tinha. Então pedi pra ele pegar oleo de cozinha mesmo. Dizendo assim: – Caio pega oleo de comida mesmo ou então vou ter que chupar , pq seco não dá.    O amigo não falavava nada so olhava com o pau trincando na minha mão é claro. Então ele foi até a cozinha , como eu queria punir ele cai de boca naquela rola gostosa , mamei bem gostoso enquanto ele foi buscar o óleo. Eu com o pau do amigo dele na boca,Nossa o Carlos tinha um pau muito gostoso era grosso e eu sentia aquela cabeça enorme pulsando ma minha boca. A cena erá linda eu de joelhos , com a piroca grossa do Carlos em minha boquinha e ele segurando meu cabelo. A diversão durou pouco , meu namorado chegou e tive que parar infelizmente . Peguei o óleo que ele trouxe e lambuzei bem o pau do amigo dele. Comecei a bater aquela punheta gostosa , deslisando uma mão no pau e a outra segurando o saco .   A final eu queria humilhar meu namorado , e tambem eu estava curtindo o momento.   Meu namorado olhava com cara de raiva , e o amigo dele gemia de tesão. Peguei a mão do amigo dele coloquei eu meus pequenos seios . Meu namorado não acreditava que eu estava ali toda lindinha , de joelhos segurando e brincando com o pau do proprio amigo. Eu aumentei o ritimo do movimento , coloquei a lingua para fora simulando que ira chupar , kkkkkk   O pobre namorado levou a mão a cabeça , eu não chupei , apenas olhei para ele e sorri.   Então fazendos movimentos firmes na quele pauzão eu dorecionei o para que ficasse em direção a minha cara. A veias do pau dele parecia que iria explodir . E então saiu um jato violento de porra direto na minha cara ,eu continuei a masturbação nele e a porra também continuou a jorrar . Minha boca , minha cara ficou conpletamente lambuzada . Meu namorado ali olhando kkk , eu olhei para ele e com a boca toda lambuzada de esperma sorri fiz aquela cara de safada. Então com a mão cheia de porra , lambi os dedos bem safadamento olhando na cara do meu corno, depois dei aquela passei a língua nos labios e disse:   – Ai que delícia de rola , nossa muito gostosa leitinho quente docinho , se eu soubesse eu preferia ter feito um boquete .    Meu namorado corno se levantou , em um tom manso despediu do amigo , kkkkkkkkk.   Depois que o amigo foi enbora ficamos ali conversando .   (Mas essa conversa já fica para a proxima rsrsrs , garanto que vcs vão adorar…….)

NEGRO ABUSADO E ABUSADOR.

DEPOIS DE UMA TRANSA MARAVILHOSA COM MINHA ESPOSA ME SURPREENDENDO TAMANHA ENTREGA E CUMPLICIDADE COMO A TEMPOS NÃO FAZIA DESCANSAVA PENSANDO EM DAR A SEGUNDA QUANDO ELA ME CONTOU QUE ESTA SOFRENDO ASSEDIO DE UM FUNCIONÁRIO E NÃO QUERENDO ME METER NO ASSUNTO DEU TODAS AS COORDENADAS DE COMO FAZER COM ELA CHEIA DE DEDO AFIRMANDO QUE TINHA MEDO POR ELE SER NEGRO E DANDO UM TREMENDO ESPORRO NELA QUE COMEÇOU A CHORAR DISSE QUE DEVIA TRATAR TODOS IGUAIS E COM RAIVINHA DE MIM VIROU PARA O CANTO PARA DORMIR. PASSADO ALGUNS MESES ELA DEU UM JANTAR DE PREMIAÇÃO PARA OS FUNCIONÁRIOS DA EMPRESA ME OBRIGANDO A FICAR DO SEU LADO NA RECEPÇÃO QUANDO O NEGRO CHEGOU INSTINTIVAMENTE ELA ME ABRAÇOU APERTANDO MEU BRAÇO ME MOSTRANDO QUEM ERA DANDO PARA SENTIR SEU CORPO TREMULO E NOS CUMPRIMENTANDO APRESENTANDO SUA NOIVA CAMILA PAULO SE MOSTROU UM CARA SUPER CAVALHEIRO GENTE BOA COM UM BOM PAPO SAUDÁVEL E GENTIL E COM A PULGA ATRÁS DA ORELHA FINGI NÃO VER MINHA ESPOSA INQUIETA COM UM BRILHO DIFERENTE NO OLHAR IGUAL QUANDO QUER PICA POREM ME SEGUREI E COMO QUEM NÃO QUER NADA NÃO SABIA SE PRESTAVA ATENÇÃO NELES OU NA NOIVA. VEZ OU OUTRA VIA ELE CHEGANDO EM MINHA ESPOSA FALANDO ALGO PARA ELA E QUANDO SAI DE PERTO ELA O ACOMPANHAVA COM OS OLHOS MORDENDO O COPO E COM ISSO ACHO QUE PERCEBENDO O QUE SE PASSAVA CAMILA COMEÇOU A CORRESPONDER MEUS OLHARES E AGORA NÃO PRECISAVA MAIS DISFARÇAR O OLHAR NAQUELE CORPO MARAVILHOSO DE CINTURA FINA SEIOS GRANDES E BUNDA ARREBITADA MOSTRANDO A MARCA DA MINUSCULA CALCINHA E QUANDO CONVERSAVA ANIMADAMENTE COM CAMILA MINHA ESPOSA CHEGOU ME ABRAÇANDO POR TRÁS QUERENDO SABER O QUE CONVERSÁVAMOS E SE MOSTRANDO MUITO SEGURA CAMILA FALOU QUE FALÁVAMOS SOBRE A FALTA DE VERGONHA DE ALGUMAS MULHERES CASADAS AFIRMANDO QUE AS RICAS SÃO AS PIORES PORQUE SE DISFARÇAM DE MADAME MAIS NÃO PASSA DE VADIAS QUANDO IA SAIR DE PERTO AFIRMANDO DEIXAR ELAS A VONTADE MINHA SOGRA CHAMOU TODOS PARA A MESA PORQUE IA COMEÇAR A PREMIAÇÃO. EU E CAMILA FOMOS OS ÚLTIMOS A ENTRAR NO SALÃO E QUANDO MINHA ESPOSA LEVANTOU COM PAULO SENTADA AO SEU LADO CAMILA FALOU PARA FICAR A VONTADE SENTANDO NA OUTRA PONTA ME CHAMANDO PARA SENTAR AO SEU LADO ME INEBRIANDO COM SEU PERFUME E CHARME E NEM LIGANDO QUANDO MINHA ESPOSA QUE FUZILAVA CAMILA COM O OLHAR. DEPOIS DOS DISCURSO FORAM SERVIDO AS BEBIDAS E ENQUANTO A GALERA IA SE AJEITANDO NO SALÃO ONDE SERIA SERVIDO A JANTA VI MINHA ESPOSA SUBINDO PARA OS QUARTOS COM PAULO DISFARÇANDO INDO ATRAS E COMO QUEM NÃO QUER NADA DEIXEI CAMILA AJUDANDO MINHA MÃE E FUI ATRÁS. ENTRANDO PELO QUARTO AO LADO CHEGUEI NA SACADA DO QUARTO ONDE ESTAVAM E DE ESPREITA VI PAULO SEGURANDO MINHA ESPOSA PELOS PUNHOS QUE BRIGAVA COM ELE POR TER TRAZIDO A VADIA DE SUA NOIVA E XINGANDO ELE MANDANDO ELE EMBORA FIQUEI SEM AÇÃO QUANDO ELE METEU UM TAPA NA CARA DELA JOGANDO ELA NA CAMA CHAMANDO ELA DE VADIA E ENQUANTO ELA CHORAVA MAIS POR CHARME VENDO ELE DESABOTOAR A CALÇA QUIS LEVANTAR CHAMANDO ELE DE LOUCO ME DEIXANDO SEM REAÇÃO QUANDO FALOU QUE ALI NÃO QUE ALGUÉM PODIA VER E INDO PARA CIMA DELA COM A PICA BATENDO NO UMBIGO DANDO QUASE O DOBRO DA MINHA SEGUROU MINHA ESPOSA PELOS CABELOS AMEAÇANDO BATER NELA QUE SE RENDENDO METEU A BOCA NA PICA DO CARA MAMANDO COMO NUNCA MAMOU A MINHA E SE AJEITANDO EM CIMA DELA RASGOU SUA CALCINHA E METEU A BOCA EM SUA BOCETA PARECENDO QUE IA ARRANCAR ELA CHUPANDO COM RAIVA ENQUANTO MINHA ESPOSA NÃO SABIA SE CHUPAVA CHORAMINGAVA CHEGANDO A PERDER O FOLEGO TAMANHO PRAZER QUE O CARA DAVA A ELA E NUM ORGASMO ESCANDALOSO MINHA ESPOSA FICOU DE QUATRO QUASE NÃO DANDO TEMPO DE PAULO COLOCAR O PRESERVATIVO E SE AJEITANDO ATRÁS DE MINHA AMADA ENTROU SEM DÓ DANDO ESTOCADAS FIRMES E VIGOROSAS COM MINHA ESPOSA MORDENDO O LENÇOL MESMO ASSIM ERA IMPOSSÍVEL NÃO GEMER E ENLOUQUECIDA O CARA FEZ ELA LEVANTAR SENTANDO EM SUA PICA E VIRANDO A CABEÇA PARA TRÁS SE BEIJARAM NUMA CUMPLICIDADE QUE ME DEIXOU ENCIUMADO COM EXCITAÇÃO AO EXTREMO COM MEU CACETE PARECENDO QUEBRAR DE TÃO DURO E QUANDO ABRI A CALÇA PARA UMA INEVITÁVEL PUNHETA O TEMPO FECHOU COM MINHA MÃE SOGRA E UMA TIA INVADINDO O QUARTO E MAIS QUE DEPRESSA ME RECOMPUS E SAI DALI ENCONTRANDO CAMILA NO PORTÃO A ESPERA DO TÁXI TENDO QUE INSISTIR PARA ACEITAR MINHA CARONA PARA CASA ONDE DEIXEI ELA EM SEGURANÇA SEM DEMONSTRAR NENHUMA DE MINHAS MÁS INTENÇÕES COM ELA PROMETENDO ME LEVAR QUALQUER DIA PARA TOMAR UMAS. NO DIA SEGUINTE MINHA SOGRA VEIO ME PERGUNTAR QUE PROVIDENCIAS EU IA QUERER TOMAR E DE CABEÇA BAIXA NÃO CONSEGUINDO ME ENCARAR AVISEI QUE QUERIA O DIVORCIO E DESDE ENTÃO ESTOU INVESTINDO EM CAMILA DEIXANDO MINHA MÃE APAVORADA COM ISSO PORQUE NÃO ADMITE ME VER NAMORANDO UMA NEGRA.

Bela trepada com vóvó

Bom,oque irei relatar aqui ocorreu e ocorre cmg ja faz 1 ano e alguns meses.Tenho uma avó de 59 anos,apesar da idade,pra mim ela é mt gostosa,apesar de algumas rugas,pelanquinhas e tal,é uma velha pra cima,empinada!Vou logo ao assunto.Numa sexta feira,final de tarde,meus pais iam viajar pra Ubatuba,e minha mae falou pra eu ficar na cs da minha avó,minha vó mora apenas cm uma afilhada de 19 anos,bem feinha praiabana,como era epoca de ferias,ela tinha ido pra cidade ver os parentes,entao,minha avó ia ficar apenas cmg!Na sexta anoite fexamos a cs e tal..e ficamos só eu e vóvó,e como era apenas nos dois,fiquei apenas de cueca na cas e ela com aquelas camisolas fininhas porem longas,nada d+ acontecia,ate q la pra 10 hrs da noite minha vó pediu pra mim passar um oleo medicinal nas costas dela…eu fui..ela se deitou na cama e levantou a camisola ate a altura das costas,foi entao que me surpreendi,geralmente sao calcinhas longas q os idosos,povo mais coroa usam…mas minha vó estava usando uma calcinha verde com uma poko cravado no rabinho dela…foi ai que comecei a imaginar coisas….Mas fui fazer a massagem,mas cm akela visao me pertubando…ate q ela perguntou pq q eu nao tava esfregando direito e pediu….fica em cima das minhas pernas ou perto das costas pra massagear melhor…e eu atendi…fui pra cima dela….porem cm a pica de lado muuuito duraa e fui fazendo a massagem e descendo nas costas tds…ate q de proporsito eu deixei o oleo escorrer ate sua bunda(QUE ERA MEIO INGIADA DEVIDO A IDADE,MAS MUITO GRANDE E DELICIOSA),fiz akilo pro kerer…e vóvó disse pra nao deixar escorrer pra cama..foi entao que esparrei cm a mao o oleo na bunda dela…e fiquei massageando sem graça pra secar o oleo…ate q vi q vovó nao fazia nada…pelo contrario,estava numa boa..deitado…olhos fexados e talz….ate q comecei a mexer na calcinha dela puxando mais pra cima pra tolar mais na bundinha dela…e novamente derramei um oleo na bunda dela…so queeee…escorreu por dentro da calcinha..mais pra parte do rabo…e ela disse…vai vai rapido….nao deixa mela tudo nao…seca logo….AAII foi qnd eu meti a mao por baixo da calcinha dela pra limpar e senti os pelinhos da buceta dela na mao…e o volume dakele grelho fofinho…foi ate q ela deu uma mexdinha e disse…larga de ser safado,olha minha idade e olha a sua…eu fiquei sem graça…mas ai na cara de pau eu disse…a senhora ta uma velha muita da inxuta vó…foi qnd ela soriu e disse….deita ai que agora vou massagera vc…vira de costas….fiquei feliz..e deitei…qnd sinto a minha vó..sentar em cima das minhas costas..e começa a me massagear….e pede pra eu ficar de barriga pra cima….ate q ela sem camisola…apenas de calcinha…com os peitos a solta..senta em cima da minha cueca q ja tava melada de porra…e começa a massagear meu peito….e meu pai tentando suspender akele cuzinho em cima dele….ate q eu vejo q a calcinha dela ta mais escura…ela tinha gozado um poko…eu olhei e falei q ela tava molhadinha…e ela cm um sorriso…entao me limpa,ja sou uma mulher de idade…e se deitou de barriga pra cima e abriu as pernas…puxei a calcinha dela….td meladinha…e dei uma xupadinha pra ela ver…e fui pra cima dela..e cai de lingua nakela xota carnuda,fofinha,cm algumas dobradinhas….mas muito boa…e fui xupando ate q nao aguentei mais….e deitei e chamei minha vó pra cima de mim…e ela disse pra eu ir cm calma,afinal ja faziam 20 anos q ela nao fazia akilo devido ao sumiço do meu vô…e fui colocando a cabecinha devagar e sentindo akela coisa apertdadinha e quentinha cubrindo meu pau….ate q fiz ela cavalgar…e na hr de gozar..nao penseii duas vezes..tolei de vez meu pau la dentro…e gozei dentro…ate q ela disse…to sentido uma coisa quente me possui aki dentro e eu diosse q era a porrinha do neto dela….e ela pediindo mais,pois estava mt bom…ate q eu disse…agora a senhora ir;a ficar de 4…pra mim…e ela disse…que eu devia fazer akilo cm mais calma…pq ela nunk tinha feiito no cu……fui tentando abrir..mas nao tava dando..ate q pedi pra ela cuspir no meu pau e lambuzar ele todinho pra ficar mais facl de colocar no rabinho dela…e a ideia deu certo…meu pau todo melado…fui colocando ate entrar…ate q qnd entro a cabecinha.ela disse q tava doendo…e ficara gemendo muito….ela ttreemia cm uma vara de bambum….tremia muito..ate q pra tirar mais a dor dela…eu empurrei logo tudo de uma vez qnd minha vó…dei um grande gemido…e começou a rebolar no meu pau sem eu mexer nele…ela q mexia a bunda vindo e indo no meu pau…!Isso foi anoite toda….terminamos era ja umas 5:30 da madrugada….dormimos ate 12:00….almoçamos…do jeito q a cs tava….deixamos..piorem ali passamos o fds todo em cs…adando nus pela cs e trepando cm mt frequencia…pausas apenas pra comer algo….

Mandioca do Joel

Meu nome é Beto, hoje sou casado, com filhos, na época tinha por volta de 16 a 17 anos.Minhas experiências sexuais, começaram na verdade aos dez, com minha prima, mas, nessa idade foi só mão naquilo e aquilo na mão, nada mais, mão na xota mão no pintinho, mão nos peitinhos, nem pelinhos pubianos tínhamos ainda.Mas, posterior como todo garoto curioso no início da vida sexual, já tinha brincado com um primo e um amigo, o Joel.Joel um rapaz na época pouco mais alto que eu, moreno, também no início da vida sexual.Estava em casa, e tocou a campainha , era Joel que chegava, encontrávamos sempre, desde a infância , eu ia na casa dele e ele vinha na minha sempre.Neste dia eu estava só, minha mãe no trabalho, minha vó na casa da minha tia e meu irmão só vinha à noite.Papo vai papo vem, falamos de meninas, xoxotas, bundas mulheres.Joel disse que tava com muito tesão, e que já tinha chegado na minha casa de pau duro,Pediu pra deixar ele dar uma encoxada, claro que deixei, virando a bunda para ele, que foi chegando e senti como tava duro seu pau.Coloquei a mão, e disse nossa , tá com tesão mesmo, rimos e ele enfiou a mão por dentro do meu calção já pegando meu pau que também tava duro.Mas quis dar uma ajuda ao amigo, me ajoelhei e dei uma bela chupada no seu pau.Me pediu então para me comer, mas como minha avó estava para chegar me recusei, ele insistiu, continuei na recusa, pois chegaria a qualquer momento.Pediu então para abaixar o calção e encoxar sem roupa, e se chegasse alguém parariamos e nos recomporíamos, pediu isso me punhetando e chupando meu pau.Foi ai que cometi um erro, tínhamos 4 sofás, sendo 2 de três lugares e duas poltronas pequenas de um único lugar.Ajoelhei no tapete, debruçando nessa poltrona que tinha ainda algumas almofadas em cima, empurrei as almofadas de lado e me encaixei, meu amigo veio se ajoelhou atrás, e começou a me encoxar, aos poucos foi procurando meu furinho, até então estava gostoso sentir um pinto duro roçando minha bunda e o furinho, seu pinto de tamanho normal, cerca de 16cm, grossura normal, já tinha tido ele dentro de boa por duas ou três vezes.Joel achando meu furinho, quis começar a forçar, estávamos sem lubrificante, pois seria só uma encoxada, nas outras vezes, foi com lubrificante.Forçou, e senti dor, é claro, pedi que parasse, ele se debruçou mais sobre meu corpo, e disse para esperar, mas começou a fazer movimentos, forçando a entrada, foi doendo, eu tentava sair daquela posição, mas eu mesmo tinha me colocado numa armadilha, as almofadas, os braços do sofá, ele debruçado em cima, forçando em movimentos.Foi entrando, doendo, prazer, eu tentava tirar, não era possível, pedi pra parar varias vezes, ele não atendia, pedi que ao menos desse uma pausa para que eu ajeitasse e entrasse mais fácil, ele não atendeu, tava com muito tesão e não parava.Tentei me ajeitar o melhor possível então, queria agora que ele gozasse logo, que não demorasse. Mordia as almofadas, doía, uma dorzinha nas pregas, tesão, agonia, qdo ele empurrava, dava uma certa agonia, dor, prazer, quando tirava, parecia que faltava algo dentro.Só quem já fez anal, sabe do que eu estou falando, ele continuava a meter, entrando mais e mais, queria que entrasse tudo, para assim melhorar a sensação.Joel não parou, continuei ali, sendo currado por meu amigo, eu dizia que era estrupo ele ria, e falava calma ! demorou mais que das outras vezes mas ele começou a acelerar as estocadas.Cada vez mais fundo, sem lubrificante, minhas pregas pareciam ser rasgadas cada vez que entrava, ia fundo sentia agora seu saco batendo na minha bunda.Ainda doía, menos, mas doía, era uma dorzinha gostosa, com tesão mas ainda assim, sentia uma certa agonia quando tinha ele todo dentro de mim, mas tive que aguentar.Me segurava agora no quadril e forçava fundo, quando parou empurrou tudo dentro e segurou.Senti seu pinto mexendo, e senti agora seu gozo forte e quente no fundo, jatos de esperma quente.Ainda segurou assim um tempo, foi somente ai que relaxei, e senti entrar o restinho que faltava, escorregando pela lubrificação de seu esperma. Abri mais a bunda para sentir o mais fundo possível, agora ele ficou parado, me segurando, pau lá no fundo socado.Meu botãozinho queria fechar, mas o pau impedia. ( só quem já fez anal sabe como é ) , mas agora já não doía mais, aos poucos seu pau foi amolecendo, e Joel só tirou de dentro quando completamente mole.Só me restava agora correr ao banheiro, me limpar e tomar um banho muito rápido antes que alguém chegasse.No banho, o Joel ainda abriu o box o pois o pau para que eu lavasse, o que fiz, e acabei gozando com ele me batendo uma punheta.Sai do banho e um tempo depois chegaram meus familiares, mas estávamos ouvindo musica como se nada tivesse acontecido, mas extasiados com a pequena foda que acabara de acontecer.Mandioca do Joel – parte 2 – No box do banheiroPara quem leu a primeira parte, já sabe as descrições, então vou direto ao assunto.Passado alguns poucos dias após o acontecido, meu amigo Joel novamente estava em casa.Como sempre ficamos na sem-vergonhice.Quem já levou rola sabe que a vontade só aumenta, então eu estava bem sem vergonha.Punhetava, chupava, bolinava o pinto dele.Seu pau, muito duro, cabeça exposta,( não contei, mas ele tinha fimose, e com a metida última a pele cedeu).Mas voltando a rola dele, estava muito dura, deliciosa de chupar, com a glande toda exposta, soltando babinha que estava deliciosa, cheio de veias em sua volta.Lambia ele todo, chupava primeiro uma bola, depois a outra, subia beijando o pau inteiro e quando chegava na cabeça, colocava dentro da boca chupando como a um pirulito ou sorvete.Ao mesmo tempo, punhetava ele, e estava cada vez mais com tesão.Meu cupiscava de tesão, Joel passava a mão no meu rabo, e já tava querendo me comer.Claro que eu tava querendo sentir aquele pinto duro de novo dentro de mim.Mas não queria que fosse como da última vez, queria que fosse mais prazeroso.Ficamos no sofá algum tempo, esfregando a cabeça da pica no meu rabo, passando pela portinha.Teve algumas tentativas de penetração, mas era necessário lubrificar.Como iria ficar só em casa por um bom tempo ainda, fui para o banheiro, tirei toda a roupa e entrei no box de banho.Joel veio junto, baixou o calção todo e ficou na porta do box.Me abaixei, e chupei com mais gosto ainda aquele pau duro e gostoso.Meu cupiscava cada vez mais, chupava sua rola, engolia sua babinha, que sabor delicioso, seu aroma, sua textura.O tesão pairava no ar, meu pau latejava de tesão e quase gozei varias vezes quando joel bolinava o mesmo.Meu amigo se abaixou invertendo as posições, desta vez ele chupava meu pau de forma muito gostosa.Ele sempre de calção abaixado até os pés e eu pelado dentro do box.Abri o chuveiro, e com sabonete lubrifiquei meu rabo, Joel prontamente deu o pinto duro para mim, e eu o ensaboei.Virei de costas e com minha mão guiei o pau duro na entrada do meu cuzinho, arrebitei a bunda, e com as mãos me apoiava na parede em frente.Joel foi empurrando e de forma muito gostosa, senti seu pau entrando até o fundo, agora sem dor, bem lubrificado.Quando entrou todo, Joel deu uma parada, forçando o pau para dentro e eu forçando a bunda para trás.Em seguida meu amigo começou os movimentos de entra e sai, dizendo no meu ouvido que meu cuestava delicioso, apertadinho e quente e isto estava dando mais tesão ainda.Eu sem cerimonia dizia, come, põe tudo, e goza gostoso, enche meu cucom sua porra, pode gozar.Joel foi acelerando as estocadas, eu não sentia dor, só prazer, que delicia de pau gostoso eu dizia.Sentia meu rabo aberto, sentia a cada estocada a cabeça lá no fundo, fodendo com vontade.Sentia seus pelos encostando em mim quando seu pau atingia o fundo.Sentia seu saco batendo a cada fodida, ele tirava todo, e colocava até o fundo, eu me apoiava na parede em frente com uma mão, com a outra abria a nádega, queria sentir a rola toda, entrando, saindo, me comendo, me fodendo.Joel, me comeu por algum tempo, não aguentou e disse que ia gozar.Pedi que
gozasse no fundo, o que ele fez, segurou seu pau no fundo do meu rabo, forçando como quisesse por mais ainda, senti jatos de seu esperma, quente, gostoso.Joel queria tirar, não deixei, forcei meu cucontra ele, dava umas reboladinhas de leve.Conforme foi amolecendo pela gozada que deu, seu pau foi escapulindo, não teve jeito, por mais que tentava, seu pau estava escapando.Depois que tirou de dentro, lavei com agua e sabão, e parti então para minha punheta.Gozei em jatos extremos, tomei meu banho, tendo o gostinho de antes de lavar a bunda, deixar o esperma escorrer bunda afora e pernas abaixo.Após o banho, terminamos com um 69 gostoso e gozamos de nove, desta vez na punheta, cada um batendo a sua.

Meu filho….aconteceu

Olá, me chamo Sonia, 42 anos, viúva , branca, 1,68mts olhos e cabelos castanhos claros.Apesar da idade, mantenho meu corpo em dia, a ponto de chamar muito a atenção na rua onde passo.Fiquei viúva a dez anos atrás e este foi o único homem da minha vida, até então.Tenho um filho, Pedro que está na casa dos 18 anos.Tudo começou à algum tempo, pois nos dias que lavo as roupas senti falta de uma calcinha minha, dias depois esta aparecia no cesto de roupas, mas, outra sumia por uns dias , voltando a reaparecer.Achei no mínimo estranho o fato , pois moramos somente eu e Pedro no apartamento.Comecei a prestar atenção no fato, e percebi que, assim que eu saia do banho, Pedro sempre entrava no banheiro, e , as vezes em seguida minha calcinha desse dia sumia.Passado algum tempo, num dia de folga, Pedro não estava em casa , e iria demorar a voltar.Não me contive e fui no seu quarto, coisa que não fazia, pois sempre respeitei a privacidade, mas resolvi dar uma olhada geral, e, para minha surpresa, no fundo de uma gaveta, lá estava minha calcinha junto a algumas revistas eróticas.De inicio fiquei puta da vida queria esperá-lo e brigar, onde já se viu, falta de respeito, não foi isso que ensinei a ele. Peguei minha calcinha e levei de volta para lavar.Depois de alguns minutos, mas ainda brava, pensei melhor, por que será esta atitude dele?Não seria melhor conversar na boa? Voltei, e devolvi a calcinha no lugar onde estava, e tentei entender o que estava rolando. Vi as revistas e dei uma folheada, havia cenas de sexo explicito, mas será que ele tinha tesão por mim? Quando pensei nisso, senti minha pequena dar sinal de vida, puxa 10 anos só nos dedinhos, é complicado, mas me repreendi, pois este não era um bom pensamento. Vendo as revistas, vi que tinham também historias de incesto, parei e li uma delas, o que me excitou, mas novamente desviei o pensamento , pois não era bom, sai dali e procurei fazer outras coisas e não pensar mais.Passaram-se dois dias, e minha calcinha reapareceu no cesto de roupas de manhã, olhei no cesto e as outras estavam lá. De noite, antes dele chegar, chequei na gaveta, e só as revistas estavam lá. Aquilo fez minha cabeça girar, e veio idéias na minha cabeça junto com excitação, acabei ficando muito molhada, tentava desviar as idéias mas o tesão estava tomando conta , fazendo com que os dedinhos atuassem e acabei gozando e deixando a calcinha que estava usando bem melada. Já estava perto da hora dele chegar, então procurei me comportar.Logo ele chegou , e no mesmo instante corei, de vergonha de mim mesma, mas agi como se nada tivesse acontecido e fui para meu banho.Desta vez, me bolinei mais um pouco antes de tirar a calcinha, não sei por que fiz, mas fiz , e, deixei ela mais melada possível então me despi e a deixei a calcinha a vista.Tomei meu banho e sai, em seguida ele correu ao banheiro, fiquei muito curiosa, mas nada podia fazer por enquanto.Quando ele saiu disfarcei e entrei no banheiro, sim , minha calcinha não estava mais lá.Queria conversar com ele, mas estava faltando coragem, isso não estava certo.Dia seguinte, como sempre cheguei antes dele e fui checar em seu quarto, e lá estava a calcinha, no fundo da gaveta. Na hora que vi, senti a pequena molhar de novo , procurei mudar o pensamento de novo, mas estava molhada e, este era o fato, sendo errado ou não, tava dando tesão.Nada fiz, mas a noite corri tomar banho, e quando sai, ele entrou, fiquei curiosa e olhei pelo buraco da fechadura, sim, lá estava ele, de piroca dura , ( e que piroca, maior e bem mais grossa que o pai), estava se masturbando enquanto cheirava minha calcinha.Na hora fiquei fula da vida, ia bater na porta, fazer escândalo, mas ao mesmo tempo fui traída pela minha pequena, que a muito não via, e muito menos sentia uma piroca dura, senti ficar molhada, com muito tesão, afinal ele estava sentindo o cheiro do meu sexo, da minha vagina, estava se masturbando, e iria gozar com meu cheiro.Fiquei ali, olhando até ele explodir num gozo, me dedilhando ao mesmo tempo, sim, era para minha vagina que tinha gozado.Mais tarde me deitei, pensamentos malucos vinham a minha mente, tentava não pensar, mas estava excitada, me bolinei e só dormi depois de gozar.Nos dias seguintes, resolvi judiar dele, e não deixava mais as calcinhas de forma fácil ,mas também escolhi uma muito sexy, e fiquei com ela por dois dias, onde procurei ficar excitada e gozar até, deixando com meu cheiro bem acentuado, nesse dia nem perfume usei, deixando o cheiro de femea o máximo possível, fui ao banho, e deixei bem a vista.Foi eu sair, e ele entrou, e quando saiu, já não estava mais lá a calcinha, sim ele ia gozar com meu cheiro de novo. No dia seguinte ele saiu para trabalhar e eu corri lá, e a mesma estava lá, só que desta vez, dobrada bem num cantinho, desdobrei e o que eu achava tinha acontecido, ele tinha ejaculado na calcinha.Desta vez fui eu quem quis sentir o cheiro, cheiro de esperma, e vagina, que a muito não sentia, a calcinha estava bem molhada, sinal que não tinha acontecido a muito tempo.Na hora não sei o que me deu, mas o tesão estava enorme, retirei a que eu estava usando e coloquei na gaveta, e vesti e que ele tinha esporrado, sentindo minha vagina naquela lambança toda.Elas eram muito diferentes, mas na hora não pensei e não deu outra, ele chegou, foi a seu quarto e saiu, ficou inquieto, e eu nem tinha percebido por que, ( besta eu né?), tomei meu banho, e, ele correu como desesperado, ai que caiu minha ficha, não sabia onde enfiar minha cara, mas ele achou a calcinha no cesto de roupa para lavar. Saiu mudo do banheiro.Nos dias seguintes, nenhuma calcinha sumiu, mas ele estava nervoso e inquieto. E, eu muito apreensiva, afinal sabíamos um do outro.Duas semanas se passaram, e, estávamos ambos mais calmos, apesar de não falarmos a respeito. Aliás, mal nos falamos nesse período.No sábado estávamos ambos em casa, estava quente, e, resolvi tomar um banho a tarde, claro que proposital, então deixei a mesma calcinha do acontecido em cima da cama, fui ao banho e ao término, gritei pelo Pedro de dentro do banheiro, que atendeu na hora, então pedi que pegasse minha calcinha que estava em cima da cama, pois havia esquecido, ele voltou tremulo e nervoso, e me entregou pelo vão da porta, perguntei, o que houve filho, porque esta assim?- Nada mãe, não foi nada.Sai do banho e fui ao meu quarto, estava só enrolada num toalha, passei pela sala e percebi ele me fitando e ainda meio tremulo.Parei e perguntei de novo, que foi filho, que houve?Novamente ele disse, nada, não foi nada.- Já sei, eu disse, eu não fico bem com esta calcinha que pedi pra você pegar né?- Não mãe, não é isso !!!!- Estou ficando velha, não é? Não devo usar este tipo de roupa, então vou trocar.-Não mãe, você fica muito bem, não tira.-Sério? Levantei um pouco a toalha, deixando aparecer a calcinha, tem certeza?Ele muito tremulo – Sim mãe, você fica um tesão! .Corou o rosto quando disse isso. Eu procurei acalmá-lo então, dei risada e ele acompanhou. Chamei ele ao quarto, pois iria experimentar outras para ele analisar se ficava bem ou não.- Mãe, espero na sala.- Não vem cá, assim não preciso ficar pra–lá e pra cáFomos ao quarto, ele sentou na cama, fu na gaveta das calcinhas e escolhi algumas, das mais comportadas as mais ousadas.Usando a toalha, fiz a primeira troca e mostrei a ele ( era das mais comportadas), levantei a toalha e mostrei. – não sei mãe, meio cafona eu acho.De proposito tirei a toalha que cobria parte do meu corpo e seios e joguei na cama, dando voltinhas.- Põe outra, escolhi uma mais ousada, seu volume a esta altura estava enorme, assim como minha pequena melada.Virei de costas, retirei a anterior e pus a nova, me virando e me mostrando.- Isso mãe, agora sim, rsrsrsrsr. Fui mais perto, dei voltas , – Verdade?-Sim, ficou ótimo ,Cheguei mais perto, – não sei, acho que tá marcando a periquita, não está?-Não acho que não, deixa ver, deita na cama pra bater mais luz.Deitei, o tesão estava tomando conta de mim, pedi que ele olhasse bem de p
erto, o que ele fez, e em seguida disse que tinha um pelinho aparecendo pra fora da calcinha, o que eu sabia que não era , pois sou toda depilada, mas era o jogo que eu queria. – Espera, baixei a calcinha . ele arregalou os olhos, mostrei a bucetinha que já estava melada e disse, – Se tem pelinho, tira para mim, e dei uma risada marota.Ele entendeu, se aproximou e começou a passar a mão como tirando algo, soltei um leve suspiro, e ele entendendo o sinal, começou a brincar com minha amiguinha, logo estava com o dedo dentro, eu o puxei, e comecei a beijá-lo, ele com a mão na minha buceta, brincando com o grelinho, que delicia, enfiei a mão em sua bermuda, encontrando um mastro enorme e duro. Retirei sua bermuda e ficamos ambos nus.- Pedro, dá uma soprada nela pra ver se tem mais algum pelinho….Ele sorriu, se deitou na cama junto, e em segundos estava chupando minha buceta, não me contive, e comecei a chupar seu pau freneticamente.Nos chupamos por algum tempo, eu o puxei para mim, e senti seu pau entre minhas pernas, como procurando o buraquinho do prazer. Me ajeitei e logo estava sentindo a cabeça passar e entrar todinho dentro de mim, como que me rasgando, a sensação do pau grosso forçando as paredes da minha vagina me fez gozar antes do pau estar todo dentro. Que delicia, a anos não sentia uma vara, ainda mais daquele tamanho. Logo ele gozou, enchendo minha buceta de porra.-Isso filho, é aqui que você tem que gozar, não na calcinha.- Você sabia mãe? – Sim filho, já algum tempo, agora vem, come gostosinho, vem….Ele não se fez de rogado, e me comeu das mais variadas posições, me enchendo de porra mais duas vezes.Dormimos, e de madrugada acordamos com uma nova transa, desta vez, fui por cima, mexendo muito e tendo uma penetração profunda, nossa, que fogo esse muleque. Não preciso dizer que mais uma vez me encheu com sua porra quentinha.De manhã ,eu o acordei com uma chupada em seu pau, que fiz questão de ter o leitinho na boca.Conversamos depois, ele disse que era virgem ainda e que tinha vergonha das mulheres, e que já algum tempo tinha muito tesão por mim.Rimos muito e transamos o dia todo , me deixando inchada e até ardida de levar tanta rola.Bem , a calcinha que iniciou tudo, nos dias que se seguiram, foi o que ficou de fora, pois o Pedro não me deixava usar mais nenhuma, transando varias vezes por dia, e passamos a dormir juntos, assim como ler as revistas juntos.Todos os dias ele faz questão de chegar, e cheirar e lamber minha buceta , só que agora faz questão de em seguida gozar dentro.Ultimamente, ele tem cogitado colocar atrás, mas isso é uma história futura.beijos

O PEÃO JOAQUIM ME ARROMBOU

OBA ESTOU RADIANTE, FINALMENTE AS FERIA CHEGARAM, VOU PARA A FAZENDA DO VOVÔ RUI, QUERO APROVEITAR CADA MINUTO NOS BRAÇOS DO TIO RUBENS, PARA QUEM NÃO AINDA NÃO ME CONHECE ME CHAMO JOANA, SOU BRANCA, TENHO 21 ANOS, 1.55 CM 48 KILOS, NO CONTO ANTERIOR ME ENTREGUEI AO MEU TIO, POIS ESTAVA SEDENTA POR SEXO, FIQUEI VICIADA EM CACETES GRANDES DESDE QUE FODI COM MEU AVO, O COROA TEM UM COBRA JIBÓIA ENTRE AS PERNAS, PELO TAMANHO SO DE VÊ DAR MEDO, MAIS MEU TIO LHE SUPERA, NUNCA PENSEI QUE HUM HOMEM PUDESSE TER UM CARALHO TÃO AVANTAJADO, POIS DEPOIS , DEPOIS DE TER FICADO COM MEU TIO A TARDE INTEIRA GOZANDO EM SEU CACETÃO, VIEMOS PARA A CIDADE, AO CHEGAR EM CASA MINHA MÃE ATE PERCEBEU MINHA EXPRESSÃO DE FELIDIDADES, ATE PERGUNTOU, QUE FOI JOANA, GANHOU NA LOTERIA, POIS VOCE ESTA COM UM SORRISO ESTAMPADO NO ROSTO, NADA NÃO MÃE, É QUE ME DIVERTI BASTANTE NA FAZENDA, ACHO QUE ISSO ME FEZ BEM, MAIS VOLTANDO AS MINHAS FERIAS, PEDI A MAMÃE PARA FICAR NA FAZENDA UMA SEMANA, ELA PERGUNTOU PORQUE ESTE INTERESSE, FALEI QUE PRECISO COLOCAR UNS TRABALHOS DA FACULDADE EM DIA, E LÁ A TRANQUILIDADE VAI ME AJUDAR, QUERO FICAR LONGE DAS BALADAS ATE CONCLUIR OS TRABALHOS DE MESTRADO, ELA FALOU POR MIM TUDO BEM, AI PERGUNTOU PARA MEU TIO RUBENS, E AI IRMÃO, O QUE VOCE ACHA, ELA NÃO VAI ATRAPALHAR EM NADA POR LÁ, ELE ENTÃO LHE FALA, POR MIM ESTA TUDO BEM, ATE VAI SER LEGAL, POIS AQUELA FAZENDA ANDA MUITO VAZIA, COM PAI AQUI SE TRATANDO, ENTÃO AGRADECI PARA MAMÃE E FALEI PARA MEU TIO, AMANHÃ VOLTO COM VOCE,FUI PREPARAR MINHA BAGAGEM, PRECISAVA LEVAR ALGUMAS ROUPAS E INCLUSIVE DE BANHO, POIS TEMOS UMA CACHOEIRA NO RIO QUE É UMA DELICIA, NO DIA SEGUINTE SEGUI PARA A FAZENDA COM MEU TIO, NA ESTRADA ELE ME FALA, VOCE NÃO PERDI TEMPO HEIM, PELO VISTO GOSTOU DO TITIO, , SE GOSTEI LHE RESPONDI, COLOCANDO MINHA MÃO SOBRE SEU PAU, DEI UMA APERTADA NELE, MEU TIO QUASE PERDI O RUMO DA ESTRADA, CALMA JOANA, DEIXA A GENTI CHEGAR EM CASA, NÃO ,PODEMOS SER VISTOS SE AGARRANDO, FIZ CARINHA DE DENGOSA E FALEI, QUERIA TANDO ME SENTAR ME SENTAR EM SEU PAU,, MINHAS PALAVRAS FIZERAM SEU PAU ENDURECER, A ESTENÇÃO IA ATE O JOELHO, ERA MAGUINIFICO ALIZAR SEU CACETÃO, COMO ERA DOMINGO TINHA POUCA GENTE TRABALHANDO, APENAS O JOAQUIM E OUTRO RAPAZ, MEU TIO FALOU QUE ELES PODIAM SE RECOLHER, JA QUE ERA DOMINGO DIA DE DESCANÇOS, O JOAQUIM AGRADECEU E FOI SAINDO, MAIS PERCEBI DE QUE ELE ME DEU UMA OLHADA DE CIMA A BAIXO, EU USAVA UMA SAINHA CURTA, QUE DEIXAVA COXAS EXPOSTAS BEM ACIMA DO JOELHO, ELE DEU UM SORRISO E SAIU, PERCEBI DE QUE ELE PRESENTIU ALGO ENTRE EU E MEU TIO, ENTRAMOS EM CASA QUASE CORRENDO, SEGUI NA FRENTE EM DIREÇÃO AO QUARTO, ME JOGUEI NA CAMA, JOGANDO MINHAS COISAS NO CHÃO, MEU TIO CHEGOU JA TIRANDO A ROUPA, AI ME DISSE AGORA VOCE PODE FAZER O QUE QUISER MINHA PEQUENA, E ASSIM QUE ELE GOSTA DE ME CHAMAR, NOSSO COMO ELE E TARADO, SEU PAU JA ESTAVA DURO, BALANÇAVA APONTADO PARA MIM, ARRANQUEI A BLUSA, , MEU TIO FOI SUBINDO NA CAMA, VINDO DIRETO BEIJAR MEUS PEITINHO,, AO SE CURVAR SOBRE MIM SEU CACETÃO FICOU ENTRE MINHAS COXAS, ENCOSTOU SOBRE A CALÇINHA PRECIONANDO COMO SE FOSSE ENTRAR, DEI UM GRITINHO, UIIIIII, VOCE ME ENLOUQUEÇE TIO, SEU CACETÃO JA QUER SE ESCONDER DENTRO DA MINHA BUCETINHA, TIRA MINHA CALÇINHA, VAI, NÃO ME FAZ ESPERAR, MINHA BUCETA JA DEVE ESTA TODA MOLHADA, DESDE QUE PEGUEI EM SEU PÁU NA ESTRADA, ELE ME FALOU, FICA COM ELA, HOJE VOU TE COMER COM ROUPA E TUDO, FICA DE QUATRO, AI ME VIREI, COLOQUEI A CABEÇA NO TRAVESSEIRO, ELE ALIZOU MINHA BUNDA, MINHA SAIA CURTA TINHA SUBIDO ME DEIXANDO TODA ESPOSTA, ALIZOU MINHA BUCETA SOBRE A CALÇINHA, GENTI, HAANNNNNN, NÃO DEMORA VEM, VEM, QUERO VOCE DENTRO MIM, ELE CONTINUA ME BOLINANDO, DE REPENTE ELE AFASTOU MINHA CALÇINHA E ENFIOU DOIS DEDOS , QUASE DESFALECI DE PRAZER, EMPURREI MINHA BUNDA PARA TRAZ, QUERIA MANTERSEUS DEDOS ENFIADOS, AAIIIIIIIIIIIIIIII TIO, SEUS DEDOS PARECEM UMA PICA DENTRO DE MIM, TA GOSTANDO NÉ MINHA PEQUENA, VOU TE DAR ALGO MELHOR, AI TREMI, SABIA DE QUE ELE IA ENFIAR SEU CACETÃO, OLHEI PARA TRAZ, ELE SEGURAVAVA SEU CAETÃO PUNHETANDO, GUIOU PARA MINHA BUCETA, AI SENTI SUA CABEÇONA ENCAIXAR, DE TÃO MOLHADA QUE ESTAVA, FOI ENTRANDO, ENTRANDO, PARECIA QUE NUNCA IA TERMINAR DE ADENTRARDAI ELE SEGUROU EM MEU QUADRIL E ME PUXOU COM FORÇA, SENTI MINHA VISTA ESCURECER, SENTI SEUS CULHOES ENCOSTAR EM MINHA BUCETA, TENTEI ME SOLTAR MAIS FOI EM VÃO, ELE ESTAVA AGARRADO A MIM, JOGUEI AS PERNAS PRA TRAZ, TENTANDO EMPURRAR ELE PARA ME LIVRAR DO SEU CACETÃO, POR MAIS QUE EU O DESEJASSE, FOI DEMAIS, SENTI QUE ALGO ARDIA DENTRO MIM, O PRAZER INICIAL AGORA EU JA NÃO SENTIA, ELE ESTAVA ME MACHUCANDO, GRITEI TIRA TIO, TIRA TIO, NÃO FAZ ISSO, NÃO ,NÃO AIIIIIIIIIIII, AAIIIIIIIIIIIIIIIIIIII, PARA, PARA, NÃO AGUANTO, TA DOENDO, TA DOENTA, UUIIIIIIIIIII, OOIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII, AI MEU DEUS, ELE ENTÃO ME FALA, RELACHA, ESTA TUDO DENTRO, AGUENTA SO UM POUQUINHO, VAI PASSAR, VAI PASSAR, FICOU SEM SE MOVER, SEU CACETÃO ESTAVA TOPADO NO MEU UTERO, SENTIA SEUS PENTELHOS ENCOSTADOS NOS MEUS, TENTEI ME DEITAR MAIS ELE ME SUSTENTAVA, SEU CACETÃO ATOLADO EM MINHA BUCETA ME MANTINHA SUSPENSA, FUI RELACHANDO ATE QUE A DOR FOI PASSANDO, FALEI MALVADO, VOCE NÃO TEM PENA DE MIM, HO MINHA PEQUENA FALOU ELE, IMAGINEI DE QUE VOCE QUERIA ELE INTEIRINHO DENTRO DE VOCE, AGORA APROVEITA, LHE TUDO QUE TINHA, NISSO ELE COMESSA A SE MOVER BEM DEVAGARINHO, SEU CACETÃO CONTINUAVA ENTERRADO, COLOQUEI A MÃO PARA TRAZ PARADEDILHAR MEU CLITORI, TOQUEI EM SEU CACETE, NÃO TINHA NADA DE FORA, ELE SE MOVIA, TIRANDO POUQUINHO DE DENTRO DE MIM, SEU VOVIMENTOS FORAM ALMENTADO BEM CADENCIADO, AGORA TIRAVA MAIS, DEPOIS ENTERAAVA ATE TOPAR SUA BARRIGA EM MINHA BUNDA, COMESSEI A ACOMPANHAR SEUS MOVIMENTO, TENTANDO REBOLAR, ELE ME EMPURRAVA E ME PUCHAVA, COMESSEI A SOLTAR GEMIDINHOS , HANNNNNNN, HANNNNNNN, SEGUREI NO ESPELHO DA CAMA, GRITEI, AI TIO, AI TIO VOU GOZAR, VOU GOZAR, , QUE BOM, QUE BOM ELE AGORA SOCAVA FORTE, SEU CACETÃO SAIA QUASE TODO DEPOIS VOLTAVA A ENFIAR, GRITEI GOZA COMIGO TIO, GOZA, GOZA EU ESTAVA SUSPENSA NO AR COM ELE SEGURANDO EM MINHA BARRIGA, DEIXEI MEU PESO SOBRE SEUS BRAÇOS, COMESSEI A GOZAR INTENSSAMENTE, GRITAVA DESESPERADA, OOIIIIIIIIIIIIIIIIIIII, OOIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII, ELE FOI DIMUINDO SEUS MOVIMENTOS, DEIXOU SEU CACETÃO ENTERRADO ATE O TALO, AI FOI ME SOLTANDO ATE QUE ENCOSTEI NO COLCHÃO, DEIXOU SEU CORPO ARRIAR, FICANDO DEITADO SOBRE EU, COMESSOU A BEIJAR MEU PESCOÇO, SEU HALITO QUENTE E SUA RESPIRAÇÃO FORTE ME DAVA PRAZER, EMU TIO SABE COMO FAZER UMA MULHER SE SENTIR FEMEA, DEPOIS DE ALGUM TEMPO FOI SAINDO DE SIMA DE MIM, SEU PAU FOI SAINDO JUNTO COMO UM DRENO QUE TIRAMOS DO CORPO, SO ENTÃO ME FALOU, MINHA PEQUENA NÃO CONSIGO ENTENDER COMO UM CORPINHO TÃO FRANSINO CONSEGUE AGASALHAR MEU CACETE, POSSO DIZER QUE VOCE TEM NA VERDADE UM TUNEL NA BUCETA, SE EU SEI QUE VOCE ERA ASSIM JA TINHA TE FODIDO HA MAIS TEMPO, AS PUNHETAS QUE BATI PARA VOCE, NÃO FOI EM VÃO, LHE FALEI VOCE BATIA PUNHETA PENSANDO EM MIM, E NAS OUTRAS MENINAS TAMBEM VOCE PENSAVA, QUE MENINAS PERGUNTOU, FALEI, CARMEM, MAGDA, KELIANE, SUMIKO, PORQUE PERGUNTA, PORQUE FOI ELAS QUE ME FALARAM SOBRE VOCE E SEU CACETÃO, ELE DEU UMA RISADAS, MULHERES, NÃO SABEM GUARDAR SEGREDOS,ME BEIJOU , DEPOIS ME FALOU, E ENTÃO ERA QUE VOCE QUERIA, NOSSA TIO NEM PERGUNTE, NUNCA PENSEI QUE FOSSE TÃO BOM FICAR CONTIGO, NOS LEVANTAMOS JA ESTAVA ANOITECENDO, ENTÃO FOMOS PROCURAR ALGO PARA COMER, DONA ROSA TINHA GUARDADO PARTE DO ALMOÇO NA GELADEIRA, ESQUENTAMOS E COMEMOS, NÃO DEMOROU MUITO O PEÃO JOAQUIM VEIO CHAMAR MEU TIO PARA INFORMAR DE QUE TINHA UM BOI CAIDO NA COCHEIRA, ACHAVA QUE TINHA SIDO MORDIDO POR COBRA, ELE SAIU AS PRESSAS INDO PARA O CURRAL, LOGO DEPOSI VOLTOU ME FALANDO QUE PRECISAVA IR EM CAMPINA GRANDE, NUM CLINICA BUSCAR SORO, POIS O ANINAL TINHA SIDO REALMENTE MORDIDO POR UMA JARARACA E PRECISAVA AGIR RAPIDO, LHE FALEI VOU CONTIGO, ELE DISSE NÃO FICA AQUI, FAZ COMPANHIA AO JOAQUIM A VIAGEM E LONGA, LIGOU PARA A CLINICA EXPLICOU O ACONTECIDO, ENTÃO INFORMOU DE QUE ESTAVA SAINDO NAQUELE MOMENTO, FIQUEI TRISTE PORQUE QUERIA CONTINUAR FUDENDO, MINHA BUCET
INHA ESTAVA DESEJANDO SER ENTUPIDA DE ROLA NOVAMENTE, ME ABRAÇOU E SAIU, O JOAQUIM ENTÃO ME DISSE VOU PARA O CURRAL, VER COMO ESTA O ANIMAL, LHE FALEI VOU TAMBEM NÃO QUERO FICAR AQUI SOZINHA, CONTINUAVA USANDO A SAINHA CURTA E BLUSA SEM SUTIEN, SEGUIMOS PARA O CURRAL QUE NÃO FICA MUITO DISTANTE , CHEGANDO LA O BOI CONTINUAVA DEITADO SEU OLHO NÃO TINHA MUITO BRILHO, RESPIRAVA COM CERTA DIFICULDADE, NOS SENTAMOS NA COCHEIRA, E FICAMOS FALANDO SOBRE O ANIMAL, SO ENTÃO ELE ME FALA, DESCULPE MOÇA, NÃO ERA PARA TER DEIXADO A CANCELA ABERTA ONTEM QUANDO FAZIA A COBERTA DO CAVALO, NOTEI QUE VOCE SAIU QUASE CORRENDO DAQUI, ACHO QUE FICOU COM VERGONHA DE MIM ESTA AQUI, MAIS E ASSIM MESMO, JA ESTAMOS ACOSTUMADOS COM A LIDA DO CAMPO, AS VESES PRECISAMOS AJUDAR OS ANIMAS SE CRUZAREM, TEM PROBLEMA NÃO, A CULPA FOI MINHA VIR AQUI SEM AVISAR, NISSO UM VENTO MAIS FORTE SOPROU LEVANTANDO MINHA SAIA, DEIXANDO MINHA CALÇINHA AVISTA, TENTEI BAIXAR MAIS ELE JA TINHA VISTO, FIQUEI SEM GRAÇA, ELE ME FALOU, FIQUE ASSIM NÃO MOÇA, O QUE É BONITO E PRA SE MOSTRAR, VOCE ACHA PERGUNTEI, ELE DISSE MOÇA,VOCE É MUITO BONITA, AQUI NÃO TEMOS NINGUEM COMO VOCE, POSSO ÇHE FALAR UMA COISA MOÇA, PODI SIM, RESPONDI, ONTEM VI QUE VOCE ESTAVA COM A MÃO ENTRE AS COXAS, OLHANDO PARA A COPULA DOS ANIMAIS, ESTAVA GOSTANDO DE VER NÃO ERA, NA VERDADE TAMBEM GOSTO DE OLHAR, FIQUEI PARALIZADA COM AS PALAVRAS DELE, AI ARRISQUEI E O QUE VOCE FAZ DEPOIS, ELE ME ENCAROU OLHANDO PARA AS MINHAS PERNAS E DISSE, PROCURO ME ALIVIAR NIGUEM E DE FERRO, GELEI, AQUELE PEÃO NÃO TINHA NADA BOBO, ENTÃO LHE DISSE, VOCE SAI DAQUI CORRENDO ENTÃO PARA ENCONTRAR SUA MULHER, COMO SERIA BOM SE EU TIVESSE MULHER, SOU SEPARADO MOÇA, TEM MULHER NÃO, ELE OLHA PARA O BOI E FALA, VEJA ELE ESTA SE MECHANDO, FUI PARA PERTO DO ANIMAL ME SEGURANDO NA CANCELA, POR SER BAIXINHA NÃO TINHA UMA VISÃO PLENA DO ANIMAL, ENTÃO SUBI NA CANCELA, ELE FICOU EM PÉ JUNTO DE MIM, NISSO MINHA SAIA SUBIU NOVAMENTE , MINHA BUNDA ESTAVA A ALTURA DA SUA CABEÇA, AI SIM ELE TEVE VISÃO PLENA DE MIM, TENTEI SEGURAR A SAIA, MEU PÉ ESCORREGOU QUANDO EU IA CAIR ELE ME ABRAÇOU PELAS COXAS, SUA MÃO ASPERA ME SEGUROU FIRME, FIQUEI SUSPENSA SEGUARADA POR ELE, PENSEI QUE ELE IA ME COLOCAR NO CHÃO MAIS NÃO O FEZ,, SUA MÃO ACARICIOU ENTRE MINHA COXAS, SENTI UM ARREPIO, PRENDI SUA MÃO EM MINHAS COXAS,ACHO QUE ISSO O ENCORAJOU, DEVE TER ENTENDIDO COMO UM CONVITE, SENTI SEU DEDO TOCAR MINHA BUCETA, ME ARREPIEI, FUI DIMINUINDO A PRESSÃO DE MINHAS COXAS, ELE SUBIU MAIS UM POUCO SUA, AGORA SEU DEDO BOLINAVA MINHA BUCETA, DEIXEI MEU CORPO IR ARRIANDO, ELE ME SEGUROU COM FORÇA, TIREI O PÉ DA CANCELA, ELE FOI ME ARRIANDO PARA O CHÃO, SEM ME SOLTAR, MINHA BUNDA DESLIZOU SOBRE SEU PAU, QUE PERCEBI DE QUE ESTA DURO PELA PRESSÃO QUE FEZ, ENTÃO ME FALA AO OUVIDO, DESDE ONTEM QUE ESTOU DOIDO POR VOCE, OUVI SEUS GRITOS, SABIA QUE FODIA COM SEU TIO, HOJE TAMBEM, NA VERDADE FAZIA TEMPO QUE EU TINHA IDO AVISAR SOBRE O BOI, MAIS NÃO QUIS ATRAPALHAR O PATRÃO, AI RELACHEI, NÃO TINHA COMO NEGAR DE QUE ESTAVA QUERENDO DE NOVO, SO QUE AGORA COM AQUELE PINHÃO, SEU CORPO CHEIRAVA A MATO, ENTÃO LHE DISSE ACHO MELHOR EU IR PARA CASA, QUERIA SABER DA INTENSÃO DELE, ELE FALA VAI NÃO, FICA AQUI, SO ESTAMOS NÓS, FICA VAI, QUERO TE FALAR UMA COISA FALOU ELE, A MOÇA DEIXA SEU TIO TE FUDER DE VERDADE, FALEI CLARO, ORQUE ACHA QUE GRITO, ELE ENTÃO ME FALA, COMO PODE, VOCE E TÃO PEQUENA, JA VI SEU TIO TOMANDO BANHO, ELE TEM PAU DE CAVALO, SEUS OLHOS BRILHAVA PARA MIM, ELE DESCEU A MÃO PARA TOCAR SEU PAU, ESTAVA DURO, QUE ELEVAVA A ROUPA, DEVIA ESTA SEM CUECA PARA TAMANHO VOLUME, LHE FALEI SE O TIO SABE DISSO VAI FICAR BRAVO, ELE ME FALA SO VOCE CONTAR, QUE VER COMO SOU, ELE ESTAVA APALPANDO SEU CACETE, EU JA PODIA MAIS RESISTI AQUELE PEÃO, QUE MAL TINHA UMA GOZADA, MEU TIO TINHA ME DEIXADO DESEJANDO FODER NOVAMENTE,TOMEI CORAGEM E FALEI, MOSTRA SEU PAU, ME PARECE GRANDE, VOCE GOSTA GRANDE PERGUNTOU ELE, GOSTO SIM, PORQUE ACHO QUE ESTOU AQUI HOJE, ELE NÃO SE CONTEVE, SOLTOU O CINTO DA CALÇA E ARRIOU DE UMA VÊS, QUASE CORRO DALI, O PAU DO CARA MAIS PARECIA UMA COBRA PINDURADA CHEGAVACA AO JOELHO, FIQUEI HIPINOTIZADA OLHANDO SEU MONSTRO, ELE SE APRESSOU, PEGA NELE VEM, ESTIREI O BRAÇO, SEGUREI E SUSPENDI, COLOQUEI ENTRE AS DUAS MÃOS E ALIZEI, ELE DEU UM GIRO NO CORPO E SE ENCOSTOU NA CANCELA, CONTINUEI ACARICIANDO SEU CACETÃO, SO ENTÃO FIZ O COMPARATIVO, DAVA QUASE O DOBRO NO TAMANHO E NA GROSSURA DO CACETE DO MEU TIO, FIQUEI PUNHETANDO ELE SOM AS DUAS MÃOS, POIS UMA SO NÃO CONSEGUIA ABARCAR, ALIZEI A CABEÇONA DO SEU CACETE, ELE GEMEU, HAAN, NOSSA MOÇA COMO VOCE SABE FAZER GOSTOSO, CONTINUA, MAIS MAIS, EU SUBIA E DESCIA MINHAS MÃOS SOBRE SEU CACETÃO, COMESSEI A SENTIR CONTRAÇÕES NA BUCETA, ERA SINAL DE QUE EU QUERIA SER PENETRADA, MINHA BUCETA SEMPRE SE CONTRAI DE DESEJO, MAIS EU PRECISAVA APROVEITAR AQUELE MOMENTO SUBLINE, DOIS CACETÕES NUM SO DIA ERA UMA GLORIA, ME CURVEI PARA CHUPAR SEU PAU, ELE SEGUROU MINHA CABEÇA, ALIZOU MEUS CABELOS E DISSE VAI,VAI CHUPAABRI A BOCA, ABOCANHEI, COMO QUEM ABOCANHA UMA MANGA ROSA, SEGUREI FIRME SEU CACETÃO NA TENTATIVA DE ENGOLI-LO, NÃO CONSEGUI COLOCAR MUITO DENTRO DA BOCA, POIS A CABEÇONA TOPOU NA MINHA GOELA QUASE VOMITEI, TEREI TOSSI, TOSSI, SENTI MEUS OLHOS ARDEREM, PELO ESFORÇO, ENTÃO ELE ME DIZ, DEIXA EU TIRAR SUA CALÇINHA, QUERO COLOCAR MEU CACETE NESTA BUCETINHA, SE VOCE AGUENTA SEU TIO VAI CONSEGUIR ME AGUENTAR TAMBEM, ME DEU UM FRIO NA BARRIGA, FUDER AQUELE PEÃO SERIA O MESMO QUE FUDER COM O CAVALO, SO FALTAVA A CHAPELETA QUE TEM O CAVALO PARA SER IGUAL, , SOLTEI SEU PAUZÃO E ME SEGUREI NA CANCELA, ELE SE ABAIXOU E RETIROU MINHA CALÇINHA, ENCOSTOU-SE EM MIM ENCAIXOU SEU CACETÃO ENTRE MINHA COXAS E COMESSOU A SE MOVER, SEU CARALHÃO ATRAVESSAVA MEU CORPO, DESPONTANDO SOBRE MINHA BUCETA, FECHEI AS COXAS, AGORA SENTIA SUA DUREVA, COM UMA MÃO SEGUREI A CABEÇONA DO SEU, DEIXANDO PRESA COMO SE ESTIVESSE DENTRO DA BUCETA, PELA SUA ALTURA SEU PAU FICAVA INCLINADO PARA BAIXO, ENTÃO SUBI NA CANCELA, QUERIA DEIXAR MINHA BUCETA NA MIRA DO SEU CACETÃO, ELE DEVE TER UNS 43 CM DE PICA, ENTÃO LEVEI SEU PAUZÃO PARA ENTRADA DA MINHA BUCETA, PINCELEI UMAS TRES VESES, ENTÃO ENCAIXEI SOLTANDO A MÃO, ELE SE AGARROU A MINHA E FEZ PRESSÃO, DEI UM GRITO UUIIIIIIIIIIIIIIIIIIII, QUANDO SEU PAU COMESSOU A ENTRAR, ELE PERGUNTOU QUE QUE EU PARE, FALEI NÃO BOTA MAIS, MAIS, , ME SEGUREI FIRME NA CANCELA DEIXANDO MEU INCLINADO PARA TRAZ, ELE COMESSOU A SOCAR, SOCAVA COM RAPIDEZ, RESPIRAVA FORTE COMO UM ANIMAL, NA POSIÇÃO DE QUE EU ESTAVA DAVA PARA VER CLARAMENTE SEU PAUZÃO ENTRANDO E SAINDO, POIS MAIS QUE ELE ENFIASSE NÃO CONSEGUIA ENFIALO TODINHO EM MIM, POIS JA TINHA ENCOSTADO EM MEU UTERO EU SENTIA APRESSÃO DO CACETÃO DENTRO DE MMI, COMESSEI A GOLTAR GRITINHO UUIIIIIIIIIIIIIIII, AAIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII, OOIIIIIIIIIIIIIIIIIII, VAI VAI, PEDRO, ME COME, QUERO GOZAR EM SEU PAU DE CAVALO, ENFIA, ENFIA, MAIS, MAIS, UUIIIIIIIIIIIIIIII, HANNNNNNNNN, HANNNNNNNNNNNN, ELE BOMBAVA COM TUDO, DE REPENTE SENTIR QUE IA GOZAR, GRITEI VOU GOZAR , VOU GOZAR, AAIIIIIIIIIIIII, AAIIIIIIIIIIIIIIIII FUI PERDENDO AS FORÇAS, SOLTEI MINHA MÃOS DA CANCELA, ELE ME ABRAÇOU, ME ENCLINEI PARA TRAZ, APENAS MEUS PÉS FICARAM PRESO A CANCELA, QUASE DESFALECI, DE TANTO GOZO, ELE DEU UMA UUURRRRRRO E TREMEU TODO SEU CORPO, MINHA BUCETA SE ENCHEU DE MUITA PORRA, DAVA PARA SENTIR O CALOR ME INVADINDO, DEIXEI MINHAS PERNAS SE SOLTAREM DA CANCELA, ELE FOI ME COLCANDO NO CHÃO, EU ESTAVA TREMULA, ELE FOI RETIRANDO SEU CACETÃO DE DENTRO DE MIM, QUE AINDA ESTAVA DURO, NOS SENTAMOS NOVAMENTE NA COCHEIRA, OLHEI PARA SEU PAU TODO MELADO DE NOSSAS PORRAS, NISSO ELE ME FALA, AGORPOSSO FALAR QUE PELA PRIMEIRA UMA MULHER NÃO SE ASOMBROU COM MEU CACETE, FALEI E ELA SE ASOMBRAM ELE DISSE SIM, QUASE NUNCA SAIO COM NENHUMA MULHER, ME TORNEI FAMOSO , OU ME VIRO COM AS EGUAS OU QUANDO VOU A CABARÉ, LA ELAS AINDA ME DEIXA COLOCAR UM PEDAÇO, VOCE DEIXOU EU ENFIAR MAIS DA METADE, VOCE E UMA MENINA DE BUCETA FUNDA, COLOQUEI A CALÇINHA, FUI PARA CASA TOMAR BANHO, POIS MEU CORPO TINHA GRUDADO O CHEIRO DELE, NÃO QUERIA QUE MEU
TIO DESCONFIASSE DE NADA, DEPIS DO BANHO COLOQUEI UMA CALÇA E VOLTEI PARA O CURRAL, PASSADO ALGUM TEMPO EU JE PREPARAVA PARA IR DORMI, QUANDO AVISTAMOS A LUZ DO CARRO DO MEU TIO, ELE AO ME VER COM O PEDRO PERGUNTOU QUE ACONTECEU, ENTÃO LHE RESPONDI, NÃO QUERIA FICAR SOZINHA VIM PARA CÁ,ELE PEGOU UM ESTOJO COLOCOU O SORO E CHEGOU JUNTO AO BOI, APLICANDO EM SEU MAMILO, FICAMOS NA OBSERVAÇÃO DA REAÇÃO DO ANIMAL, AOS POUCOS ELE FOI SE MEXENDO ATE FICAR DE PÉ, MEU TIO DEU UM PULO DE ALEGRIA FALANDO ELE VAI FICAR BOM, SAIMOS DALI E FOMOS PARA CASA, DEPOIS DE ALGUM TEMPO, FOMOS NOS DEITAR, ELE ESTAVA TÃO CANÇADO QUE MAL ME DEU UM BEIJO, ATE ACHEI BOM POIS COM CERTESA ELE IRIA PERBER QUE MINHA BUCETINHA ESTRA MAIS ENLARGUECIDA, BEIJOS A TODOS, ……………………….ATE BREVE

O ZÉLÃO COMEU ATÉ O CUZINHO DA MINHA MULHER

O CANALDOSCONTOS TRÁS PARA VC ESTE MARAVILHOSO CONTO , ME CHAMO NANDO 50 ANOS , CASADO COM A ALÊ DE 34 ANOS , MORENA CLARA , CABELOS LONGOS PRETO , A ALTURA DO RABINHO , PEITÕES, DELICADA , BEM O TIO DA MINHA EX ESPOSA TEM UM SITIO , ELES MUDARAM PARA A CIDADE E LÁ FICOU MORANDO O ZÉ , 60 ANOS , SOLTEIRÃO, TIMIDÃO , ELE TEM 1,80M , 80 KG , MINHA ESPOSA ADORA ANDAR NO MATO , SITIO , ETC , ENTÃO FOMOS LÁ UMA VEZ A FALIA AINDA MORAVA , NA OUTRA VEZ A FAMILIA JÁ ESTAVA MORANDO NA CIDADE , O ZÉ FICOU SOZINHO NO SITIO , NÓS FOMOS LÁ , BUSCAR JACA , O ZÉ ESTAVA LÁ NOS RECEBEU DE SHORT , SEM CAMISA , OS IRMÃOS DELE SEMPRE FALOU QUE ELE ERA UM JEGUE DE PICA , DEU PRA PERCEBER ELE DE SHORT , RESPEITADOR , MAS O PAU DELE FICA DURO QUANDO VE MULHER , MINHA ESPOSA DE SHORTINHO CURTINHO , ELE FICOU COM A VERGA ENORME ERGUEU O SHORT , MAS ELE FEZ DE PROPÓSITO , DEIXOU O PAUZÃO ERGUER O SHORT , CONVERSANDO ALI MINHA ESPOSA DE FRENTE PRA ELE , EU DE FRENTE , ELE AS VEZES DAVA UMA PEGADA NO PAU , FOMOS EMBORA , CONVERSANDO COM A ESPOSA , CONTEI SOBRE O TAMANHO DO PAU DELE , ELA ESPECULOU , PERGUNTOU SE ELE JA TINHA COMIDO MULHER , FALEI QUE NÃO, ELA ESPECULOU TUDO , VOLTAMOS LÁ MAIS UMA VEZ PEGAR LIMÕES , ERA 18 HS , FICAMOS LÁ PAPEANDO , MAS O PAU DELE OUTRA VEZ ERGUENDO O SHORT , EU SABIA QUE MINHA ESPOSA ESTAVA COM TESÃO NELE , MAS ERA EM SABER QUE O CARA COM 60 ANOS ERA CABAÇÃO , ELE TOMOU UMAS PINGUINHAS , COMEÇOU ESFREGAR O PAU , MINHA ESPOSA DE VESTIDINHO , SENTADA EM FRENTE , ABRIU AS PERNAS , ELE VIU A CALCINHA DELA , ELE FALAVA , PQP QUE DELICIA , EU O QUE , ELE A RACHA , MINHA ESPOSA RIA ,O ZÉ FALAVA PORRA EU RASGO NO MEIO , ENTREI NO JOGO , FALEI NÃO CARA , TEM QUE SER DELICADO , EU QUERIA VER MINHA ESPOSA NA VARA DELE , ELE TAVA DOIDO , TIROU O CACETE PELA PERNA DO SHORT , PORRA 22 CM , CABEÇA DE TOMATE VERMELHONA , OLHEI PRA ESPOSA ELA COM ÁGUA NA BOCA , ELA DISSE UAU , CARA ROLOU UMA PUTARIA LINDA , ACHEI QUE ELE ERA CABAÇO , MAS ELE FALOU QUE QUEBROU O CABAÇO NUMA ÉGUA , CARA ELE SE LEVANTOU ALI DA ÁREA   , ENTROU NA CASA , CHAMOU A GENTE , ENTRAMOS , ELE EM PÉ PELADO , O PAU BRANCO ENORME , ELE É BRANCÃO , MINHA ESPOSA LINDA , ARREGALOU OS OLHOS , ELE GRUDOU NO VESTIDO DELA , RASGOU , ESTRAÇALHOU , EU OLHANDO , DEU MEDO , ELE GRUDADO AOS CABELOS LONGOS DELA , A CABEÇA DELA MEIO TORTA , UMA FACA EM CIMA DE UM MOVEL , ELA DE SUTIEM E UM FIOZINHO ENTERRADO NO RABINHO , ELE COM A VARA ENORME ENTRE AS COXAS DELA , VIROU ELA COM O EABO PRA VARA DELE DEU 2 TAPAS NO RABINHO DA MINHA ESPOSA , PEGOU A FACA , CORTOU O SUTIEN , COLOCOU DO LADO DO QUADRIL DELA E CORTOU O FIOZINHO , JOGOUA FACA , COLOCOU MINHA ESPOSA DEBRUÇADA NA MESA , ELA SEGURA PELOS CABELOS , EU NÃO QUERIA ATRAPALHAR , MAS EU PEDIA ZÉ VAI DEVAGAR , TOMEI AS RÉDEAS , SOLTEI OS CABELOS DELA , SENTEI ELA NA CADEIRA , COLOQUEI ELE DE FRENTE , ELA PEGOU NO ENORME PAU PELUDO E COLOCOU A CABEÇA NA BOCA , MAMOU , ELE QUERIA ENFIAR TUDO NA BOCA DELA , EU DALAVA NÃO, ELA MAMOU OS OVOS DELE , ELE GRITAVA VOU GOZAR NA BOCA DELA , EU PELADO DE PAU DURO QUASE GOZANDO , ELE URRAVA COM O PAU NA BOCA DELA , ELE JOGOU MINHA ESPOSA DEBRUÇADA NA MESA , CUSPIU NA VARA EU ME POSICIONEI POR BAIXO DS MESA , ELA DE PERNAS ABERTAS , PORRA S VARA ENORME FOI ENTRANDO NA BUCETINHA DA MINHA ESPOSA , ELE COLOCOU TUDO , ELA DAVA UMAS ENCOLHIDAS , IGUAL VACA QUANDO O TOURO ENTERRA A VARA , LEVANTEI FUI PELA FRENTE DELA , SEGUREI NOS BRAÇOS DELA E BEIJEI A BOCA DELA , QUE DELICIA , A RESPIRAÇAO DELA , A BICHINHA GEMENDO FALOU PRA MIM , AMOR VOU GOZAR NA VARA DELE , ELE COMEÇOU A DAR TAPAS NA BUNDINHA DELA , ELA NÃO AGUENTA ISSO   GOZOU , ELE GRITOU , GRITOU MESMO , CADÉLA SAFADA VOU GOZAAAAAAAR , ENTERROU ATÉ O PÉ , MINHA ESPOSINHA CHEGOU SE ENCOLHER , ELE URROU E GOZOU , FIQUEI VENDO , O PAUZÃO FOI AMOLECENDO E CAIU , EU PEGUEI ELA , DEITEI NA MESA DE BARRIGA PRA CIMA , ERGUI AS PERNAS DELA , SEGUREI PRA PORRA NAO SAIR DE DENTRO DELA , A BUCETINHA DA MINHA ESPOSA INCHADA , FALEI PRA ELE VC TEM QUE CHUPAR A BUCETA E O CUZINHO , E COMECEI A CHUPAR A BUCETA DELA CHEIA DE LEITE , CHUPEI O CUZINHO PRA ELE VER , ELA GEMEU NA LINGUA , TINHA MUITO LEITE DENTRO , ELE FICOU ADMIRADO DE VER EU CHUPAR A BUCETA CHEIA DE PORRA DELE E ENGOLIR , FALEI QUE É MUITO DELICIOSO CHUPAR A ESPOSA GOZADA , DEPOIS DESTA VEZ MINHA ESPOSA DEU MAIS 4 VEZES PRA ELE , ELE COMEU O CUZINHO DA MINHA ESPOSA , ELA CAGOU NO PAU DELE , O LOUCO COLOCOU ATÉ O PÉ , MAS ME SEPAREI DELA , GERALMENTE A MULHER QUER EXPERIMENTAR OUTRA VARA ,LEIA OS CONTOS LINDOS DESTE CANAL.DA UMA OLHADA NO PAU QUE COMEU ATÉ O CUZINHO DA MINHA ESPOSA.

EMPREGADINHA

TINHA EU MEUS 18 ANOS, QUANDO MINHA MÃE CONTRATOU CAROL, PARA TRABALHAR COMO DOMÉSTICA EM NOSSA CASA, JÁ TINHA OUVIDO FALAR DA GAROTA COMO SENDO UMA GAROTA MUITO QUENTE NAS COISAS DO SEXO, MAS SEU OLHAR ANGELICAL DEIXAVA QUALQUER DESACREDITADO SOBRE O QUE O POVO DIZIA. UM CORPO DE MAGRINHO, MAS COM BELOS SEIOS, CUJOS BIQUINHOS DURINHOS ME CONVIDAVA PARA FANTASIAS INSACIÁVEIS, BELAS COXAS ARRENDONDADAS E UM BUMBUM DURINHO, TRATAVA-SE DE UMA IMENSA COVARDIA DE TANTO DESEJO QUE TRANSMITIA. CERTO DIA AO CHEGAR DO FUTEBOL NUM SÁBADO DE MANHÃ FUI PARA MEU QUARTO APÓS UM BANHO E ADORMECI SÓ COM A TOALHA ENVOLVENDO MEU CORPO. QUANDO ACORDEI COM ALGO TOCANDO MEU PÊNIS QUE A MUITO ESTAVA ERETO, ABRI OS OLHOS E VI CAROL CHUPANDO MEU PAU E OLHANDO PRA MIM, DESTA FORMA CONTINUOU E ASSIM FECHEI OS OLHOS NOVAMENTE, E DEIXEI ATÉ QUE ELA CHEGOU AO MEU OUVIDO E DISSE _GOSTOU?HÁ MUITO QUERIA LHE DAR! ME COME? AQUILO ME ARRUPIOU AINDA MAIS, E RAPIDAMENTE ELA SUBIU A SAIA E ARREDOU A CALCINHA E CALVOGOU SOBRE MEU MASTRO ENRIGECIDO E GRITAVA COMO NUNCA VI UMA MULHER GEMER TANTO, GRITAVA: _ME COME! MAIS! COM FORÇA, ME ESFOLA!!! ERA UMA LOUCA SOBRE MIM, E O PRAZER A CADA MAIS ME DEIXAVA INSACIÁVEL ATÉ ELA GRITOU _VOU GOZAR!!! _SEU CANALHA VOCÊ TEM NAMORADA!!! E RIA, VENDO QUE EU AINDA NÃO HAVIA GOZADO FALOU NO MEU OUVIDO: _COME MEU CUZINHO? AQUILO ME DEIXOU LOUCO DE TESÃO E RAPIDAMENTE ELA SE PÔS DE 4 E GRITAVA: _VEM! ME DÁ PRAZER! E EU LENVANTEI E PASSEI O PAU NAQUELE BURAQUINHO E NUM SÓ GESTO SELVAGEM ELA FEZ TUDO ENTRAR E NÃO PARAVA DE REBOLAR E GRITAVA: _SUA MÃE SAIU! MEU PATRÃOZINHO, QUERO TRANSAR COM VC A MANHÃ INTEIRA!!! E ASSIM TRANSAMOS ATÉ A HORA DO ALMOÇO!! ME MANDEM EMAIL GATAS EM ESPECIAL AS DE CAMPINAS E REGIÃO

velha de perna abertahomem comendo cu de cavaloincesto casa dos contosconto porno incestosecretária transandocasa dos contos erpticoscomendo na marrafilha do gari gatocachorro pauzudotransex em maceiocssa dos contos eroticoscasada em dupla penetraçãoeu gosto no cucasa dos cobtos eróticospintometrocasa dos contos/eroticoslecy cachorrocomi o cu do meu amigocasadoscontos.comcasa dos contos pornoesposas gustosasmorador de rua pauzudocomendo cabritabatendo punheta pro cunhadomassagem sensual maceiocasal evangelico jovemzoofilia poneymaior bunda do mundouniversitaria transandocontos crossdresserschupando buceta da maemulher se masturbando com cenouramamãe gostosastres pau na bucetafudendo a noivacomendo o cu da diaristagozando no pau da camachupou ate gozarcacete cabeçudofiz ela gozarminhamulher porncavalo comendo homemcerãocontoeroticosceraoesposas gustosasanas trepandopiroca de anaocasal bi na surubasonhar que cagou na roupaxuparcomeu a coroa dormindocasadas trepandozé neto engravida a primasobrinha ninfetapraia da putariaconto erótico irmãogozou na picaa melhor fodamulher chupando pepinocorno dando o raboa vida da gente capitulo 32comendo a amiga da mãepintometroacharam que eu não ia rebolarpau no cu dos prejudicadoscachorro para chacaraponei gozando na mulhersexo com a psicologacavalo comendo gaycasa do contos eróticosvelhos na punhetaengravidando a primacomendo a irmã a forçaloira insaciávelsexo cabo friocontos eroticos por categoriasmetelãobato punhetamendigo nuesposas com negros