O VESTIDO SE TRANSFORMOU EM FOLHA SECA

O   VESTIDO   SE   TRANSFORMOU EM   FOLHA   SECAAo chegar no ponto de ônibus, lá estava ela. Sustada, seus lábios proferiam versos melódicos.“…Já tentei tirar você do coração,desisti não consegui.O que é que eu vou fazer,gosto de você……Meu amorTe quero do meu lado,meu amor,estou apaixonado.Quero te dizer,como é bom te ver;você é como um sonho,que preciso pra viver…”Lábios belos, os mais belos que já vi! O magnetismo deles puxava-me para o seu encontro. Sedento, cheguei estar quase, ao seu lado.Um rugir, meu aceno, minha admiração e um ato de cavalheirismo.Seus pensamentos se mantinham avantes, em cenas paradas, que corriam através das janelas.Vestido comprido, solto, confortável, gostoso! Em tons marrons, compunham diversas gravuras; que mostravam um pouco da cultura e fascinação da Índia, do Egito e da África. Traços fortes, em contraste com sua feminilidade.O tecido era de textura fina, onde transpunha a maciez de cada movimento seu.Naquela formosura, os mamilos salientavam e os seios em parcial transpareciam. E no jogo das cores, conseguiam tapear sua total nitidez.Em sua bolsa, havia um desenho pequeno, com o subscrito signo. Percebi que ela era um parâmetro literal, real e absoluto dele. Selvagem e animalesca! Demonstrava que antes, durante e depois; cheirava, pensava, sentia e queria como ele.O transporte parava, a porta abria, fechava e depois prosseguia. Nestes verbos, o vento fazia alvoroço em seu vestido; que conseguia ser mais leve que ele próprio. Tocava-lhe os pés, as coxas, os seios, o colo e evacuava incandescentemente, no balançar dos fios de seu cabelo.Cabelos compridos, castanhos escuros, repicados e dês-lum-bran-tes. Ao toque, qualquer um entorpecia em anseios arfantes.Eu estava em êxtase, com minuciosos minutos.Seus olhos, ternos perambulavam, por vezes refletiam e erguidos seduziam! Olhar ardente, perigoso de se olhar! Derrubadores do sexo oposto! Uma Medusa, que no olhar transformava homens em vassalos de suas vontades. Entorpecendo-os de ardências culminantes. Tentadores e pecaminosos! Olhos que demonstravam estar famintos! Famintos de gustar, de mordiscar, de possuir e famintos de fazer o mundo todo se contorcer.Misteriosa, emanava uma fragrância que envolvia cada sentir e respirar! Esta conduzia o sangue para o corpo cavernoso e esponjoso dos homens ao seu redor.O tempo, sem existência, deixou espaço para as vontades. Vontades que se fizeram, ao ponto de deixar regiões umedecidas de gozo!Entre suas pernas, parecia que algo escorria até os pés. Isto fazia aumentar o meu fervor, fazendo-me estremecer em lamúrias silenciosas. O que ela pensava naquele momento? Será que sabia que era desejada por mim e outros ali presentes?Minha mente fluiu e a cada movimento seu, eu compartilhava em gemidos desandados.A minha matéria erétil, se tornava cada vez mais ágil, em meio aqueles instantes. Sem controle, juntamente com o fetiche, alguns membros caminharam em sua direção e iniciaram um atrito. Eu em suas nádegas, um em sua coxa direita e outro em sua coxa esquerda. Todos desejando ser sugados por sua boca entreaberta.Despercebidos pela lotação, fazíamos fricção com o balançar súbito, ou não daquela condução. Em paradas e viradas nos harmonizavam, na cumplicidade de olhares úmidos e avermelhados. No contorno de nossas respirações ofegantes, éramos devorados por aquele olor sexual. Na ação conjunta, nós três nos uníamos pela força brutal do sexo animalesco.Nós nos encontrávamos entorpecidos, no ambiente rarefeito. E o alívio, só veio algum tempo depois, deixando-nos encharcados de satisfação.O deslize sutil, o sinal, a parada, a sua descida… A descida!!!Percebi que já fazia parte do passado, o tempo que me tornou seu escravo.Fui um admirador e um observador ardente. Admirador de sua sedução, invisível para os homens corriqueiros e preconceituosos.Os versos, os olhos daquele olhar, o vestido, aquele cheiro, os toques…Pude sentir o orgasmo, no olhar do seu pensamento.Estive ao seu lado, por alguns minutos… E agora, ela se foi, com a escolta do meu olhar.O ar em movimento penetrava as fibras daquele tecido, beijando-lhe toda a pele.Vi o vestido se transformar em folha seca! E os raios do sol mostrar, o que tinha por trás de sua transparência.Suspirei em seu distanciar e lembrando de sua canção… fiquei… encantado.“…Já tentei tirar você do coraçãodesisti não consegui.O que é que eu vou fazergosto de você…”Letícia Luccheze.O vestido descrito no conto, fez com que muitos homens parassem e congelassem seu olhar parar o caminhar de Letícia. Ela pegou as informações que estes olhos transmitiam e juntou com as informações quando foi na casa de Dário José Gandy. Ao entrar no último ônibus, tendo como destino a casa de Dário, um homem encostou em sua coxa direita e outro na esquerda e naquele frenesi nasceu ENCANTADO.O conto é uma narrativa em terceira pessoa e é o único de Letícia que é narrado por um homem. A música tema do conto é O QUE É QUE EU VOU FAZER , do Grupo Pirraça.

eu e o jovem casal evangelico

Esses tempo atrás um jovem casal entrou em contato comigo, segue os emai, Olá Dog201515, meu nome é Ticiane e meu marido Lucas, somos evangélicos de família evangélica por isso casamos cedo tenho 20 éo Lucas 22, mas devido a falta de experiência do meu marido o rigor da religião e um fogo que só aumenta em mim aconteceu o seguinte um a noite estávamos em uma pizzaria esperando a pizza para levar e entrou um homem mais velho mas bem bonito com cara de safado homem do mundão como dizemos na igreja, eu estava sentada em uma banqueta destas altas e apoiada no balcão nisso deixava minha bunda estucada pra trás ,o coroa olhou minha posição como se eu tivesse pronta pra ser comida fiquei nervosa e exitada cheguei a mexer e olha lo ele muito safado sem nem se importar com o Lucas que estava ao meu lado me comeu com os olhos . apuzza veio e eu na saída dei mais uma olhada para aquele coroa com cara de comedor e ele na maior cata dura meu deu um oi e sorriu fiquei doida coloquei um braço bo Lucas e sai rebolando sou uma magra com bunda e seio, vcs homens me chamam de ninfeta gostosa… Chegamos em casa e fomos transar direto, na transa o meu marido falou que se o coroa te pegasse ia comer minha bunda, gemi e falei e vc meu corninho o que ia fazer? O Lucas tremendo de tesão gozou sussurrando ia deixar. Resolvemos ler os sites e a historia em que dois negros em minha vida nos pirou, o Lucas disse escreve pra le Amorzinho…. Eu respondi que no meu caso eu sempre desejei ser corno mas que minha mulher me traia e contava detalhes quando transavamos foram muitas vezes e anos ate chegar ni conto em questão, mas o caso dela era diferente na minha opinião o Lucas já nasceu um corninho pronto e vc uma putinha evangélica retraída pela religião , mas vai dar muito e seu corno limpa lá. Sugiro que pricurem fazer no começo com homem mais velhos e de preferência casado para manter a reputação ,pois a fantasia sexual não pode entrar na vida social… Passou uma semana outro email, oii Dog, eu e meu marido gostariamis de bos encontrar ctigo, depois de outro contatos combinamos o dia e foram me buscar em um local na minha cidade mandei rumarem para outro end, já havia combinado com o tio macho da minha esposa ele tem 54 anos e um pau bem grande e muito safado, no camiho o Lucas estava tenso e a Tico apenas falou amor ele vai só me comer e sorriu… chegamos e o tio no s recebeu apenas de calção a jovem evangélica me olhou e perguntou se era o tio do cpnto eu faleu sim, ela enteou rebolando aquela bundinha hovem casa a dentro seu marido um rapaz bonito nao tinha voz pra nada , eu vi que era corno e viadinho certo!!! Entrou atrás o safado do tio tava tomando uma ceva e Ffoi brincando e descontraindo , já com um volume no calção armado, puxou a menina e a fez ajoelhar em seguida abaixou e saltou aquele caralho enorme que já conhecia bem de perto na cara da jovem esposa e socou guela a dentro e mandou chupa putinha, ela gemeu e foi tentando engolir o que podia, o rio chamou o corninho e o pegou firme pelos cabelo e falou ajoelha e ajuda a putinha da tua esposa , o guri meio sem jeito se ajoelhou e o tio tiro da boca dela e foi socando no rapaz ele engasgou éo negão forte e com suas maos grande seguraram firme o jovem corno e fudeu a boca dele enquanto isso a Tici lambia as bola, deu do do Lucas e um pouco de inveja pois o tio era um safado esxpwriente e fez aquele jovem casal evangélico chuparem ele ate ele começar a gozar um mar de porra na boca do guri e cara da Tici foi uma cena muito sexi queria que fosse eu e minha esposa no lugar daquele casal, o tio ainda pegou o seu pauzão e bateu na cara do Lucas pra mostra o seu lugar esfregou na cara da Tici e falou vou comeu dois cu hj, o Lucas bem eapocou reação, aquele casal era perfeito. Nisso Tici sentou no pau do tio e entrou tido a garota chegou a gritar pois era acostumada pelo pau normal do seu corninho, o safado do tio judiou daquela delicia fez sua bucetinha virar um bucetão de tanto socar nela enquanto isso mandou o Lucas lamber suas bolas o jovem engolia as bolas do tio fazendo o tio encher sua esposinha de porra a jovem delirava e gritava Lucas ele gozou dentro da minha buceta, o Lucas enlouquecido sorvia a porra que escorria da mulher dele , o tio fez o guri limpar o seu pau e passar vaselina no cu da mulher dele, em seguida socou seu pau no vizinho da guria, ela chorou e resmungou mas o tio foi com calama e ela não recuou em pouco tempo ele socava com forca na Binda daquela menina linda eu estava doido e pau doendo, ele ficou metendo nela por uns 20min, e o Lucas chupando meu pau gozei na boca dele e o viadinho engoliu tudo com gosto. quandoo tio tirou nem acreditei estava um cuzao, o safado virou pro guri e jogou ele no braço do sofá e mandou a Tici passar vaselina no cu dele , e foi forçando o Lucas tentou sair mas o tio é forte e grande o segurou firme e continuou comendo o jovem eu peguei sua linda evangélica e comecei a comer seu cu ela dizia pra mim obrigado nunca gozei tanto, eu falava tu é uma deliciosa Putinga e teu marido olha ele ali dando o cu para um pau enorme, ela gemeu e disse sussurrando eu sempre soube que ele era viado, vou dar pra vcs quando quiserem, eu apenas disse cala boca puta , tirei meu pau e gozeo em seu jovem e lindo rosto espalhei poderá por tudo, enquanto osso o tio arrebenyava o corninho fez o guri virar mulherzinha mesmo, comeu com gosto e agarrou as anca dele e e batia muito em sua bunda gozando em seu cu falava alto toma viado porra de Negrão dentro de ti, vai viciar em dar o cu pra mim seu corno o Lucas gemia e gritava goza goza goza no meu rabo, o tio puxou ele pelos cabelos deu um beijo no o rosto dele e depôis um tapa, falou senta lá corninhp que agora eu e o Dog vamos comer tua esposinha assim fizemos durante mais uma HR comemos ela de dois , eu não tinha mais po4a mas sempre que gozava vinha o menino limpar, apos isso o casal foi tomar banho e o tio me olhou dizendo vem me chupar seu corno, gelei mas fui beijei sei peito e cai de boca naquele pau lindo esfreguei na cara e engoli sua s bolas , quando gozou foi no meu rosto e disse mostra pra minha puta em casa e traz ela aqui essa semana que to com saudade dela e de sua boca corno!! Eu apenas disse sím. Fomos embora e no caminho eles me agradeceram e a jovem disse quero vir outras vezes , agora sei o que é homem de verdade, neh Lucas , ele falou meu cu ta ardendo amor mas tu pode vir sozinha também ou comigo.ficamos amigos já levei eles outras vezes faz 3meses que levo ela lá pro tio detona a menina e claro acabo chupando aquele pauzudo safado também. ate

Augusto e seu aluno dos sonhos.

Augusto era um professor de uma universidade, era um senhor de bastante idade, com cabelos grisalhos, pele enrugada, baixo e magro, ele era um homem solteiro, solitário, de uma certa maneira reservado e erudito, tinha predileção por homens, mas não qualquer homem, apenas rapazes bem jovens e com corpo bastante atlético era capaz de mexer com seus desejos mais enrustidos, além disto tinha uma tara por pés masculinos de rapazes com um perfil atlético.O velho vivia uma vida relativamente reclusa, durante a semana dava aulas em uma universidade e no tempo livre mantinha-se relativamente recluso sem se interessar ou procurar algo fora do comum, no entanto um dia as coisas mudam quando começa a ministrar uma nova turma onde um aluno, um garotão jovem e malhado seria um dos novos alunos de temporada em uma das matérias apresentadas pelo professor Augusto.Este aluno que havia chamado a atenção do senhor de idade seria Flávio, um rapaz jovem com cerca de 20 anos e aproximadamente 1,90 de altura, um rapaz bastante atlético e robusto, de cabelos comprido e muito boa aparência. Logo no primeiro dia da aula dentre os vários alunos e alunas o perfil do garotão chama atenção do sr. Augusto, ainda por cima o rapaz jovem teria ido com sandálias havaianas action no pé, deixando o pé numero 43 e os dedos bem expostos.O perfil do rapaz mexe com o senhor idoso, fazendo-o ter calafrios, respirar fundo e contrair seu anus por duas vezes ao ver o rapaz e o pé caminhar até uma das carteiras, neste instante o sr. Augusto tenta esquivar seu desejo, Flávio nem se da conta que o professor idoso seria um homossexual que estaria disposto a quase tudo para possuir seu corpo jovem e atlético.Augusto começa a ministrar sua aula, mantendo sua compostura e evitando ao máximo reparar o jovem rapaz, ainda sim não resistia a observar e admirar o rosto jovial do rapaz e a cruzada das pernas que o rapaz fazia inconsciente dos desejos que despertava ao mover o pé e os dedos do pé sentado a carteira na sala de aula com outros alunos.Ao final da aula os alunos se retiram, Flávio ainda não tem a menor ideia do desejo que despertara em um senhor culto e enrustido, na saída da sala o velho repara o rapaz, com um certo desejo misturado a uma paixão que não seria correspondida, Augusto sabia que pela sua idade seria ilusão almejar um rapaz que mau conhece, com seu olhar desejoso vendo o rapaz se retirando de costas para a sala de aula um dos amigos mais pessoais de Augusto repara a cena.Manoel também era professor e amigo pessoal de Augusto, Manoel não era homossexual mas sabia que seu amigo era. Manuel observa seu amigo desejar um dos alunos indo embora, então em um momento mais reservado decide se aproximar para conversar amigavelmente sobre aquela situação, pois percebe-se claramente que o senhor de idade estaria atraído ou apaixonado por um dos alunos da turma, Manoel também sabia que o senhor idoso era solteiro e solitário, também sabia que somente rapazes com perfil de Flávio era de seu agrado.Em uma conversa amigável e bastante franca Manoel sugere a Augusto tirar umas férias e quem sabe contratar um garoto de programa para se divertir. Augusto se espanta com a sugestão de seu amigo, desconcertado com sua vida pessoal e intima. Augusto responde que não teria idade para isto e que seria ridículo pagar a um homem para atender a suas carências, ao final da conversa Manoel entrega a Augusto um cartão sem mostrar do que se trata, Augusto guarda o cartão sem perceber que seria um site com acompanhantes masculinos e femininos.No dia seguinte pela manhã Augusto vai a biblioteca separar um material para sua aula, por coincidência Flávio também aparece no local e encontra-se com seu professor cumprimentado-o naturalmente com um sorriso e pedindo ajuda para indicar alguns livros para o conteúdo da aula. Augusto tem novamente um frio na espinha com a apresentação do rapaz, nota obviamente que o rapaz estaria com aquela sandália nos pés bonitos, Augusto corresponde ao cumprimento de Flávio tentando não transparecer seu nervosismo e ansiedade que tinha por desejar o corpo físico de Flávio.Ao pedir indicação de material o Sr. Augusto se recompõem do primeiro impacto de receber o rapaz naquele segundo dia e evita ao máximo transparecer seu desejo oferecendo de maneira formal para ajudar ao rapaz encontrar o material que precisava, indo junto a ele em um dos corredores dos armários e apontando os livros que estariam em estantes altas, mais altas que os 1,90 de altura do rapaz. Flávio pega uma escada próxima para poder subir e Augusto aguarda ao lado indicando onde poderia encontrar o material desejado.Quando Flávio sobe as escadas as pernas e o pé do rapaz ficam praticamente na altura do rosto do senhor idosos que pelo seu fetiche no pé engole a saliva ao ver aqueles dedos compridos e juntos na sandália em quanto o rapaz seleciona os livros sem se dar a menor conta da tara do seu professor em seu pé. Augusto não resistindo acaba titubeando e apoiando uma das mãos na coxa do rapaz e a outra sobre o pé, arrumando uma desculpa e dizendo ao rapaz para ter cuidado e não cair, pois a escada seria bamba.Flávio naturalmente termina de pegar os livros e descer da escada, mesmo com tudo isto não percebe os desejos do senhor idoso. Flávio com um sorriso de gentileza agradece ao professor e se retira caminhando em quanto o velho babão repara apaixonado o rapaz caminhando e indo embora, ao final vê o rapaz saindo de braços dados com uma moça loira, possivelmente sua namorada, frustrando os desejos e ilusões que tinha sobre Flávio, neste momento o senhor idoso se lembra do cartão que seu amigo havia indicado e toma a decisão que iria providenciar para aquela noite um garoto de programa para ir em seu apartamento.O que Augusto não sabia era que seu aluno Flávio era prostituto e que se prostituía para damas e em alguns casos cavalheiros sem que sua namorada soube-se, acontece é que Augusto acessaria ao site e se sentiria atraído por um dos rapazes nos anúncios que não mostram o rosto, porém teria um perfil físico bem desejoso e parecido com o de seu aluno, Augusto entraria em contato com o tal rapaz sem se dar conta que era seu aluno.Flávio se prostituía a algum tempo, por ter um corpo de modelo atendia damas de alto nível porém não tinha costumes e nem se sentia confortável em atender homens, no entanto por questões financeiras passou a atender alguns homens, sua namorada Márcia não tinha a menor ideia que seu amor fazia estas coisas. Dai acontece de Flávio receber uma ligação em quanto assistia TV com sua namorada em casa. Flávio da uma desculpa e vai em um local reservado ao receber a ligação.O senhor Augusto ansioso e inseguro liga para o prostituto.Alou, boa tarde, gostaria de saber se este número é de um anúncio?Sim, sou eu mesmo, o que deseja? Responde Flávio sem que ambos se deem conta quem é um e o outro.Gostaria de uma companhia para esta noite, seria possível? Pergunta Augusto contraindo seu anus sentado a poltrona no telefone.Claro, podemos agendar, posso atender em motéis ou você me informar seu local Diz Flávio prestativo se dando conta que o cliente seria homem e de mais idade, sem perceber que além de muita idade seria seu professor homossexual. Qual o numero dos pés do rapaz?Não pode observar melhor no site, o pé teria dedos mais compridos ou curtos? Pergunta Augusto com seu fetiche.Os dedos são mais compridos e juntos, como podemos marcar para você me encontrar? Responde Flávio sem Augusto saber que aquele pé era o mesmo do seu aluno o qual apoiou sua mão boba naquela manhã na universidade.Augusto passa o endereço após perguntar o valor do programa para serviço completo, Augusto tenta justificar dizendo que gostaria de alguma coisa nada demais, talvez uma dança a nu e uma conversa mas que pagaria o valor pelo serviço completo para ficar com o rapaz por umas 2 ou 3 horas naquela noite.Augusto também pede ao rapaz para ir calçado com sandálias Havaianas Action, o mesmo modelo do seu aluno para poder ver bem o pé do rapaz l
ogo no primeiro contato, sem se dar conta que seria exatamente a mesma sandália usada por Flávio na aula em seus dias de natação, pois Flávio praticava natação e musculação, procurando manter o corpo em dia.Claro, posso ir sim, já peguei o endereço e estarei ai com você, devo levar o lubrificante? Pergunta FlávioGhunh, não sei para que isto, pode trazer porém não sei se será necessário Augusto engole a saliva e desconversa contraindo seu próprio anus.Mais a noite próximo ao horário do encontro Flávio vai tomar um banho para se preparar para um programa com serviço completo, Flávio também percebe que o cliente pode ter fetiche, sendo assim antes de calçar sua sandália apara as unhas e passa um creme no pé, para estar melhor apresentável ao cliente, termina de vestir uma camiseta branca justa uma jaqueta preta, calças jeans, óculos escuros e boné para ficar mais discreto, até o momento Flávio sabe que o cliente tem uma voz com mais idade, sabe que foi pedido serviço completo e que seu pé seria importante, so não sabe que o idoso é seu professor.Ao chegar no local do encontro, um prédio de luxo em zona nobre Flávio pede autorização no interfone ao porteiro para poder subir, informando o numero do apartamento sem saber citar o nome do cliente, assim que o interfone toca Augusto vestindo um roupão de seda se levanta da poltrona, onde estaria lendo um livro para passar o tempo e evitar a ansiedade em quanto aguardava a chegada do garoto de programa.Augusto autoriza a subida do rapaz, caminha na direção da porta e da TV para ver o sistema de segurança do prédio e assim observar o garotão malhado chegar, pela TV consegue reparar, admirar e desejar o rapaz sem conseguir ver seu rosto, com o rapaz dentro do elevador o Sr. Augusto aumenta o zoom da câmera no pé branco do rapaz na sandália, olhando e dizendo para si mesmo Mas que belo pé.Após isso Flávio chega ao andar e toca a campainha, neste momento Augusto estaria com uma mistura de ansiedade, nervosismo e medo pela sua insegurança, pois morava sozinho e chamara um rapaz desconhecido, bem mais jovem e forte para ter relações, com a violência urbana Flávio temia que algo pude-se dar errado e o rapaz tentar rouba-lo ou violenta-lo.A porta se abre, a primeira coisa que Augusto faz e olhar para baixo, para poder ver bem o pé com água na boca, neste instante Flávio vê quem esta sua frente, logo em seguida Augusto vai subindo o olhar admirando as pernas torneadas na calça Jeans e o peitoral atlético na camisa branca, Você?! Exclama Augusto espantado!Eu não errei o endereço Responde Flávio também espantado.O que faz aqui Flávio? Pergunta Augusto olhando novamente o pé e vendo que o garoto de programa teria ido com a tal sandália.Fui chamado no serviço de acompanhantes Flávio responde abrindo o jogo e se dando a liberdade de adentrar para dentro do apartamento sem ser convidado.Então o senhor gosta de se divertir com garotos Tenta quebrar o gelo Flávio notando que não havia errado o endereço e que seu professor o desejava fisicamente.Deve haver algum engano Flávio Responde Augusto boquiaberto com o impacto de saber que o garoto de programa era o aluno dos seus desejos.O Sr. me ligou mais cedo, pediu serviço completo e para eu vir com sandália, como pode notar estou com elas, não se preocupe, sou discreto, aqui você é meu cliente Responde Flávio tentando passar segurança. Augusto abobado e impressionado termina de fechar a porta, agora pode ficar a sós com o rapaz que ali seria seu garoto de programa, ainda sim estaria se sentindo inseguro fisicamente e acaba perguntando.Tive um momento de fraqueza e acabei solicitando estes serviços, não fazia ideia que era você, eu não resisti. Estou a sós em casa e achei que seria melhor chamar um rapaz aqui ao invés de ir em um motel, o rapaz seria capaz de me fazer alguma maldade ou me desobedecer aqui? Pergunta Augusto um pouco tremulo e inseguro.Notei que me desejava a algum tempo mente FlávioNão se preocupe, sou um acompanhante universitário, de alto nível, não pretendo judiar do senhor a menos que goste ou que não pague meu honorárioO senhor pediu serviço completo, no entanto cobrarei um pouco mais caro além dos 400,00 R$ combinados, podemos fechar por 500,00? Pergunta Flavio.O rapaz esta abusando, combinamos outro valor Se espanta Augusto admirando o rapaz.Pelo local que mora não será um problema ao senhor, além do que manterei minha descrição, o senhor pode ficar seguro que não ousaria rouba-lo ou maltrata-lo, parece que prefere um rapaz submisso, posso atender a seus desejos se fechar por 500,00 R$. Responde Flávio com um sorriso sedutor e movendo seus dedos do pé na sandália.Muito bem, seja bem vindo, espero que não me cobre pelo tempo gasto para chegar aqui, vamos ate sala de estar para conversarmos melhor Augusto mais confiante convida o rapaz para tomar alguns aperitivos e um chá.Flávio caminha adiante com o senhor idoso logo atrás, admirando o porte físico do garotão mais alto e atlético a sua frente e reparando o pé do rapaz caminhar até a sala de estar, olhando cada um aqueles dedos, em seguida Augusto convida o rapaz para se sentar a poltrona e se servir, em quanto se senta em uma poltrona solo ao lado dizendo que gostaria de conversar um pouco e conhecer melhor o rapaz.Flávio, notei que tens uma namorada, por que se prostitui assim? Pergunta Augusto se intrometendo mas querendo saber da vida pessoal do rapaz.Sabe como é né professor, tirar uma grana, mas quanto a ela, é apenas uma ficante, ela não sabe que faço isso nem com quem faço. Responde Flávio sentado a poltrona e cruzando as pernas com um pé a frente do outro afim de expor melhor ao seu professor.O rapaz também tem relações com homens sem ela saber? Augusto faz pergunta idiota.Faço sim senhor, tanto que estou aqui com o senhor, se for de seu desejo podemos fazer, mas cobro por acompanhante mesmo não fazendo Responde Flávio.Tenho costume com damas e cavalheiros, faço o ativo e o passivo, também atendo a casais Mente Flávio sem falar que poucas vezes teve de atender a homens que sem dizer que teria orientação heterossexual.Muito bom meu rapaz, muito bom Sente-se aliviado e com prazer Augusto.Então, o que o senhor deseja? Pergunta Flávio abrindo mais a jaqueta e esticando o braço para a perna abaixando a presilha da sandália no calcanhar e balançando a perna. Se o senhor quiser apenas uma conversa podemos ficar aqui, se deseja um rapaz submisso basta me dizer o que posso fazer ao senhor, não quero contraria-lo, devo chama-lo de meu amo ou algo assim? Indaga Flávio tentando saber o que fazer.Devo me ajoelhar, prefere algum sadismo? Pergunta FlávioO senhor prefere se ajoelhar ao meu pé quem sabe? Oferece FlávioTens bonitos pés, eles estão limpos? Pergunta Augusto mesmo podendo ver que obviamente estavam.Estão sim senhor, como pode notar aparei minhas unhas e passei um hidratante antes de vir, não tenho frieira e nem mau cheiro, gostaria de examina-los melhor? Indaga Flávio percebendo o senhor idoso estar com água na boca.De-me o pé Diz Augusto sem explicar.Flávio retira a sandália de um pé, vira-se de lado e estica sua perna sobre as coxas magras do senhor idoso, lentamente e com cuidado para não fazer peso apoia a sola do pé sobre a perna e aguarda em silêncio alisando lentamente o pé na perna.Augusto coloca sua mão boba sobre o pezão 43, começa a mexer na palma e nos dedos, examinando entre os dedos e movendo os dedos, após alguns segundos idolatrando o pé Augusto diz. Coloque os dedos em minha boca meu jovem Diz Augusto com voz roca de tanta emoção para aquela noite.Flávio estica mais uma vez sua perna, levantando-a e equilibrando a sola do pé bem próximo ao rosto do seu professor, sem seguida começa a a passar o dedão em seus lábios e nariz, e forma bem lenta e cuidadosa para ver se era aquilo que o velho queria.Então era isso que você queria não é, por isso colocou a mão no meu pé na biblioteca, velha bixa enrustida, só queria lamber meu pé seu viado Engrossa a voz para tentar ver se o velho ficava submisso
sem perceber que teria exagerado no tom.No principio o senhor idoso tem forte prazer e êxtase com o garotão colocando o pé delicadamente em sua boca chegando a piscar o cu sentado a poltrona, mas logo que o rapaz muda o tom de voz e da um pisão de mau jeito empurrando seu rosto sem querer aquele sentimento rapidamente muda para medo e insegurança, naquele instante o velho teme que algo pude-se dar errado.Chupa mesmo meu pé velha bixa, só sabe fazer isso!Merece apanhar! Exagera o rapaz achando que estaria fazendo melhor sendo mais duro.Assustado e sem entender o Sr. Augusto vira o rosto de lado, retirando o pé da boca para conseguir falar, aquele anus piscando rapidamente muda para uma condição quase cagando. Perdão meu jovem, não fiz por mau, por favor não faça nada, eu deixei o dinheiro na comoda do quarto, leve tudo só não me bata, não irei denuncia-lo Caga de medo o Sr. Augusto sem se dar conta que o rapaz achou que estaria apimentando a relação.Flávio rapidamente nota o Sr. tremer e ter medo, tirando pé do pescoço e se levantando, o rapaz coloca o braço nos ombro de Sr. Augusto, com o movimento o velho tenta se esquivar mas devido a idade faz lentamente achando que o rapaz estaria se levantando para dar-lhe um soco no rosto.Não Sr. Augusto, não se preocupe, cometi um erro, só pensei que poderia gostar, estou aqui para fazer meu programa e não levarei o dinheiro até o senhor estar satisfeito comigo, o Sr. pode confiar não vai se repetir, quer que eu traga água com açúcar há algo que possa fazer para podemos continuar? Indaga Flávio tentando contornar o erro.Pensei que o rapaz iria fazer algo errado, por que fez isso? Pergunta Augusto.Achei que o Sr. poderia gostar, eu que peço perdão por ter me comportado mau Diz Flávio.Sr. Augusto começa a controlar seu cagaço que poderia ter feito dado ao susto que tomou, ele logo entende que o rapaz não fez por mau apesar de te-lo assustado bastante e quebrado o clima, após algum tempo com um certo silêncio dos dois Augusto sugere outra coisa.Então se eu solicitar o rapaz ira fazer? Pergunta AugustoSim, aquilo foi um equivoco, sou profissional Assegura FlávioQue tal colocar uma musica em meu aparelho de som e depois retirar suas vestes ficando como veio ao mundo? Sugere Augusto já mudando completamente seu estado de espirito após o susto.Tudo bem, pode deixar Responde Flávio terminando de se levantar e caminhando rumo ao aparelho de som em quanto termina de retirar a outra sandália para ficar descalço.Ao selecionar alguma música lenta padrão do aparelho Flávio retira sua jaqueta, colocando-a sobre a cadeira, em seguida levanta seus braços atléticos para retirar a camiseta branca expondo o peitoral atlético e o abdômen malhado, em seguida caminha para o centro da sala, mais próximo a poltrona do velho que observava em silêncio admirando cada gesto e cada parte do corpo sarado sendo exposta.Tentando uma certa sensualidade o rapaz apalpa sua própria genitália por fora na calça jeans, depois abre a braguilha abaixando ao mesmo tempo a cueca e expondo as genitálias bem a frente do velho que vê aquele garotão de 1,90 com perna torneadas e partes intimas viris, condizente com a idade do rapaz e seu porte físico, podendo ver bem aquele testículo volumoso, liso e solto em quanto o rapaz dança lentamente pelado no meio a sala.Com os pelos pubianos aparados e um pênis volumoso apesar de flácido senhor idoso tem água na boca, agora ele ve aquele garotão que desejou completamente pelado como veio ao mundo, rebolando na sala em quanto o pinto pula.Venha aqui, aproxime-se mais, deixe-me pega-lo Diz o velho babão esticando os braços, olhando o saco sem dizer que queria toca-lo.O rapaz se aproxima de frente, levanta seus braços e rebola lentamente, o velho estica o braço, apalpa o abdômen tanquinho do rapaz abaixando a mão até mexer no pênis flácido e nos testículos, em seguida apalpa as pernas, olha para baixo o pé descalço no chão e diz mova os dedos do pé, Flávio move abrindo-os e dobrando-os em quanto o velho tarado olha e admira.Em seguida o velho volta a apalpar as genitálias, com o rapaz rebolando com o penis flácido, o velho fica apalpando o pénis por algum tempo, como um tarado que tem um homão a seu dispor, no entanto Flávio começa a ficar desconfortável por estar exposto e com o toque, o penis não havia dado sinal de vida. Flávio costumava tomar um estimulante ou passar uma pomada para ajudar a deixar o penis ereto aos clientes homens, ele procurava fazer discretamente.O velho já iria começar a colocar a boca no penis quando o rapaz diz EspereCom isso Flávio pede para usar o banheiro, para poder colocar a pomada que havia trago sem o cliente saber e assim conseguir deixar o penis ereto.Oral ou anal apenas com preservativo, eu me cuido, se importa se eu usar o banheiro antes meu Sr? Pergunta Flávio tentando mostrar submissão.O banheiro? Para que quer usar o banheiro agora? Eu gostaria de sentir o penis, gostaria de chupa-lo sem o preservativo meu jovem? Indaga Augusto meio frustrado.Tenho um relacionamento, preso pela minha segurança e de meus clientes, prometo não demorar no Banheiro, onde fica? Pergunta Flávio procurando sua calça diz onde guardava o estimulante.Isto é mesmo necessário? O que pretende fazer agora, urinar ou defecar? O rapaz não fez suas necessidades antes de vir? Esta enrolando ou se esquivando? Pergunta Augusto de maneira completamente displicente. Não senhor de forma alguma, só peço um minuto para me aliviar e ficar mais a vontade para o senhor Responde Flávio mentindo e achando ridiculo a pergunta.Como assim se aliviar? Espero que o rapaz não me faça perder tempo e nem o dinheiro que pretendo pagar O rapaz precisa de usar o banheiro para que? Pretende urinar ou evacuar, me diga por favor Insiste Augusto sendo inconveniente. Não se preocupe Augusto, não desconto o tempo, só preciso evacuar para ficar mais a vontade e ter maior higiene ao senhor se for necessário Inventa Flávio falando uma bobagem.Tudo bem, pode seguir por ali, o banheiro de empregada é logo ali atrás após o corredor, quando terminar tome um banho rápido novamente, não quero mau cheiro. Diz Augusto com uma certa tensão e frustração.Meu quarto é logo ali, estarei aguardando Diz Augusto sem falar que ele mesmo também usaria o vazo sem o garoto saber, devido ao horário e a tensão com a emoção de estar com o rapaz e também pelo fato de todo o movimento que fez mexer com seu sistema digestivo e o reto.Flávio só precisava de alguns minutos para passar a pomada, aproveitar para ruinar e em seguida se masturbar sozinho para deixar o pênis mais ereto. Augusto devido a tantas coisas acabaria indo a suite do quarto para defecar, obviamente ele iria preferir dar o cu aliviado do que apertado, ate por que não se sentiria satisfeito e sexualmente aliviado sem introdução no esfincter. Após alguns minutos Flávio chega nú ao quarto, com o pintão grande e o preservativo, carregando na mão um pacote com camisinhas e um sache com lubrificante para o anus, o rapaz sem falar nada se deita no outro lado da cama, ambos se olham, então Flávio diz E agora, o que vai querer? – Pergunta em quanto prepara para colocar sem seu próprio anus o lubrificante.Neste momento o velho se vira de bruços, empina o bumbum para cima e depois diz coloque de vagar e com cuidado. Flávio imediatamente retira a mão do próprio anus e em seguida pega a pomada passando-a no anus de Augusto e em seu pênis, para ajudar a introduzir o membro ereto de 19 CM no esfincter de Sr. Augusto que aguarda ansiosamente.Então o rapaz coloca o pênis na entrada, sem pressionar muito, neste instante o anus de Augusto contrai e o velho geme um grunhido surdo, tremendo. O rapaz aproxima mais a pelves para pressionar mais o penis no anus flácido porém pequeno do senhor idoso, neste instante o velho geme de dor e prazer dizendo ai ai ai que dor no cu. Flávio para por um instante, para ver se daquela forma é como o velho queria, depois pergunta Tudo certo ai? Sim meu jovem, não pare por favor, continue, devagar, assim Geme o velho.Sr
. Algusto começa a gemer e a ter orgasmos quando parte do pintão ereto do garotão começa a entrar o reto, nesta altura de dolorido o velho nem consegue apertar o anus, o anus se afrouxa em quanto o rapaz faz um vai e vem com certo cuidado e lentidão para ver se daquela forma que Sr. Augusto preferia.Após uns 20 minutos Augusto se da por satisfeito, fica bastante esgotado mas agradece ao rapaz dizendo que precisava muito dar o cu só para ele.Antes de concluir o programa Augusto chupa o pênis do rapaz, que chega a gozar sobre a camisinha e depois no lençol. Ao concluírem o velho paga rigorosamente o valor combinado, diz que o que houve ali ficaria ali e pergunta se em um outro momento poderia contratar o serviço.Flávio responde Podemos negociar sim sem duvida, principalmente se eu precisar de uma aula particular, o Sr. pode me pagar para eu consola-lo, cobrarei o mesmo valorRapaz o que fizemos ficara entre nós, prometo não importuna-lo em aula Diz Augusto.Digo o mesmo, manterei a descrição Responde Flávio.

COMIDO E ABUSADO PELOS FUNCIONARIOS DA FAZENDA

BOM VOU DIRETO AO ASSUNTOO CAPATAZ DA FASENDA E DOIS PEOES VIERAM A CIDADE E POR FORÇA MAIOR NÃO PUDERAM RETORNAR DEVIDO UMA FORTE CHUVA TENDO QUE DORMIR EM MINHA CASA.MEU PAI TINHA VIAJADO COM MINHA MAE E MINHA IRMA FICANDO SO EU. SEMPRE TIVE VONTADE DE DAR MEU CUZINHO MAS NUNCA TIVE CORAGEM MAS QUANDO VI AQUELES HOMENS UM COM EXATAMENTE 42 ANOS E OS OUTROS EM MEDIA 25 ANOS CADA UM AMBOS DO TIPO DOMINANTE E BRUTOS MUITO FORTES TODOS ELES CONFESSO QUE MEU CUZINHO COMESSOU A LATEJAR E COMECEI A IMAGINAR COISAS A TESAO NO CU FOI TANTA QUE COMECEI A DAR BANDEIRA E LOGO ELES COMECARAM A PERCEBER MAS FICARAM NA DELES. USANDO MINHA IMAGINAÇÃO FUI NO QUARTO DO MEU PAI E PEGUEI TRES COMPRIMIDOS DE VIAGRA QUE ELE USA FUI NA COZINHA FIZ UM CHA DAQUQLES DE SAQUINHO DESSOLVI UM VIAGRA EM CADA XICARA E VOLTEI NA SALA E DEI UMA XICARA PARA CADA UM DELES TOMAR SENDO QUE TODOS TOMARAM E ME ELOGIARAM DIZENDO QUE O CHA ESTAVA UMA DELICIA NESSAS AUTURAS MEU CU PEGAVA FOGO E JA NÃO CONTIA O TESAO ELES PEDIRAM PRA TOMAR BANHO OS ENCAMINHEI AO BANHEIRO E FUI PARA MEU QUARTO E COMECEI A ENFIAR OS DEDOS NO CU LOGO JA TAVA METENDO A MAO TODA. PROPOSITALMENTE AVIA TIRADO A TOALHA DO BANHEIRO LOGO PEGUEI A TOALHA E FUI LENTAMENTE ENTRANDO NO BANHEIRO DELE DO MAIS VELHO QUANDO PRA MINHA SURPRESA ELE ESTAVA DE PAU DURO INICIANDO UMA PUNHETA CINCERAMENTE UM PAU ASSUSTADOR DE GRANDE E GROSSO FIQUEI PARADO SEM AÇÃO SO IMAGINANDO AQUILO TUDO ENTRANDO EM MIM MINHA RESPIRAÇÃO FICOU OFEGANTE POIS ERA A PRIMEIRA VEZ QUE VIA UM HOMEN DE PAU DURO NA MINHA FRENTE. ELE CAMINHOU PRO MEU LADOME PEGOU PELO BRAÇO TORCENDO ME VIRANDO DE BUNDA PRA ELE E SUSSURROU NO MEU OUVIDO CAUMA SEU VIADINHO VOCE JA ENCONTROU O QUE QUERIANUNCA SENTI TANTA TESAO QUERO TE ARREGAÇAR TODINHO TA OUVINDO VIADINHO BAITOLA DE UMA FORMA VIOLENTA ME EMPURROU CONTRA A PAREDE ARREBENTOU MINHA CAMISA E COMESOU A MORDER MEUS PEITINHOS EU COMESEI A PEDIR PRA PARAR NAO PARA POR FAVOR NAO EU NÃO QUERO MAIS ESSA FRESCURADA SO AUMENTAVA MEU TESAO CADA VEZ MAIS NA VERDADE EU ESTAVA ERA PROVOCANDO ELE ATE QUE ELE PERDEU A PACIENCIA E ME DEU UM TAPA NA CARA SEU VIADINHO SAFADO DOIDO PRA DA O CU E FRESCANDO VOU TE MOSTRAR COMO SE BRINCA COM MACHO ME LEVOU PRO QUARTO ME JOGOU DE BRUÇOS NA CAMA COM UMA PERNA PISOU NO MEU PESCOÇO E ARRANCOU MINHA BERMUDA COM CUECA E TUDO BOM ESTAVAMOS PELADOS ELE PULOU ENSIMA DE MIM TIPO PAPAI E MAMAE E COMEÇOU A ME BEIJAR DIZENDO COISAS TIPO VOU TE RASGAR TODINHO MINHA PUTINHA VOU GOZAR NO TEU RABINHO OJE VOU TIRAR A BARRIGA DA MISERIA RESOLVI CONTRIBUIR COM A SENA E METI A BOCA NO CACETAO DELE E COMESEI A CHUPAR COMO UMA LOUCA DERREPENTE SENTI UM TAPAO NA MINHA BUNDA E PRA MEU DESESPEIRO ERA OS OUTROS DOIS AMBOS PELADOS DE PAU DURO IGUALMENTE PAUS DESCOMUNAL DE GRANDE E GROSSO O VIAGRA TAVA FASENDO EFEITO O COROA DAVA CADA BOMBADA NA MINHA BOCA QUE DOIA MINHA GARGANTA LARGUEI O PAU DO COROA E COMECEI A CHUPAR OS RAPAZES HORA UM HORA O OUTRO ATE ESTE MOMENTO MEU CU JA TIHA LEVADO TODO TIPO DE CONSOLO E PLUG ANAL MAS NUNCA TINHA LEVADO UM PAU DE VERDADE PRINCIPALMENTE DAQUELAS DIMENÇÕES JA PREVENDO O PIOR OU DIZENDO O MELHOR PEGUEI O LUBRIFICANTE E DEICHEI DO LADO FOI QUANDO O COROA MANDOU QUE EU EMPINACE O CU PRA ELE PASSEI BASTANTE LUBRIFICANTE NO MEU CU E NO PAU DELE E COMECEI A FRESCAR DIZENDO QUE SO DAVA SE ELE BOTACE SO A CABECINHA PRONTAMENTE E LE ME GARANTIL DIZENDO QUE EU PODIA FICAR TRANQUILO QUE SE DOESE ELE TIRAVA VIREI O CU PRA ELE E ELE ENCAMINHOU O PAU NO MEU CU EMPINEI O CU MAIS AINDA E TRANQUEI O MAXIMO QUE PUDE ELE FORÇANDO COM TODA FORÇA AI EU FROUCHEI O CU E ENTROU TUDO NUMA LAPADA SO DEI UM GRITO SEU MENTIROSO VOCE FALOU QUE IA METER SO A CABEÇINHA TIRA TA DOENDO NAO PARA AI AI ELE PEGOU POR BAIXO DO MEU ONBRO E CHAMOU A PICA COM TODA FORÇA EU ESTAVA DELIRANDO ERA UMA DOR GOSTOSA EU CHORAVA ERA TUDO QUE EU SEMPRE SONHAVA ELE METIA VIOLENTAMENTE EU GEMIA E RESMUNGAVA VAI MEU MACHO ME COME ME RASGA AI QUE PAU GOSTOSO ELE DIZENDO CALA A BOCA VIADO SAFADO VADIA PUTA SEM VERGONHA E VOCES METE O PAU NA BOCA DESSA VADIA ENCHE ELA DE PORRA POIS JA VOU ENCHER ELA DE PORRA AI SIM ME REALISEI UM PAU NO CU E DOIS NA BOCA LOGO ELE DEU UM URRO E GOZOU DERRAMANDO UM LITRO DE PORRA NO MEU CU AI ELE TIROU O PAU E MANDOU O RAPAZ METER NOSSA O RAPAZ PARECIA UM JUMENTO DAVA CADA ESTOCADA QUE MINHA CABEÇA BATIA NA PAREDE NESSE MOMENTO O OUTRO QUE FODIA MINHA BOCA SEGUROU MINHA CABEÇA COM TODA FORÇA E DEU UMA GOZADA ME FAZENDO ENGOLIR QUASE UM COPO DE PORRA NOSSA ESTAVA ME REALISANDO TUDO QUE SEMPRE SONHARA O QUE COMIA MINHA BUNDA GOZOU LOGO ME DEICHANDO DE CU ESCORRENDO PORRA. ACHEI QUE TINHA ACABADO MAS O COROA DEITOU DE PAU PRA CIMA E ME MANDOU SENTAR ENCIMA NÃO VIADO SENTA DE FRENTE PRA MIM OBEDECI E SENTEI NOSSA QUE DELICIA MEU CU ENGOLINDO O PAUSAO DELEFUI ENGOLINDO ATE CHEGAR NAS BOLAS AI COMECEI A CAVALGAR DERREPENTE ELE ME TRAVOU PELA CINTURA E MANDOU O OUTRO RAPAZ METER TAMBEM LOGO SENTI O GEL SENDO PASSADO NO MEU CU COMESSEI A GRITAR NAO POR FAVOR DOIS NÃO PARA FILEDAPUTA O OUTRO RAPAZ FICOU EM PE E METEU O PAU NA MINHA BOCA NO MONENTO QUE O OUTRO METEU NO MEU CU A FELICIDADE FOI TOTAL TAVA EU COM DOIS PAUS NO CU EU SO DIZIA ME COME MEUS MACHOS RASGA MEU CU ME ARROMBA E VOCE FODE MINHA BOCA LAMBUZA DE PORRA SEUS FILHO DA PUTA FOI ME DANDO UMA COISA ESTRANHA MAS GOSTOZA SEMPRE QUERENDO COM MAIS FORÇA REBOLANDO NO PAU DELES ATE QUE DEI UMA GOZADA NO MOMENTO QUE ELES TAMBEM DESPEJARAM MAIS PORRA NO MEU CU PEDI A ELES UM TEMPINHO PARA DESCANSAR MAS ELES QUERIAM MAIS FICAMOS A NOITE TODA TOMEI NO CU SEM PARAR MAS AFINAL SEMPRE SONHEI COM ISTO DEPOIS DESTE DIA PASSEI A DAR O CU QUASE TODOS OS DIAS LA NA FAZENDA SOU A PUTINHA DE TODOS JA CHEGUEI A DAR PRA 12 CARAS NUM SO DIA NA ROÇA E BOM PORQUE OS CARAS METEM COM VIOLENCIA ELES NÃM TEM FRESCURA ESTE COMTO E VERIDICO NÃO E FANTASIA NÃO

Fodendo minha mãe deliciosa

      Nunca pensei que poderia um dia estar escrevendo esta história, mas o que se passou merece ser conhecido por todos. Sempre tivemos um relacionamento normal lá em casa. Meus pais são carinhosos e minhas irmãs, pouco mais velhas que eu, sempre foram minhas companheiras. Com 24 anos, sou o caçula, e o que vou relatar começou a acontecer há uns 4 anos mais ou menos.

MEU AMIGO TREPA COM A MINHA MÃE

Olá me chamo Pedro sou filho único , meu pai se separou da minha mãe a uns 6 anos neste período ela nunca teve um namoro firme com ninguém , minha mãe tem 38 anos é uma mulher muito bonita , loira , alta de seios médios e bunda muito redondinha , mas sempre tive o maior respeito com minha mãe , eu namoro umas meninas sempre e ela esta sempre me orientando , tenho amizade com o Juliano de 17 anos , pois sempre estamos juntos na paquera com as meninas como nas punhetas que batemos quando assistimos pornografia , frequento a casa dele , ele tem a Monique que é irmã dele , muito gostosa e eu bato muita punheta pensando nela , sempre que o Juliano vem a minha casa , minha mãe faz as coisas pra nós comermos , ela considera muito ele , por ele ser meu melhor amigo , mas percebi algo estranho em minha mãe ao tratar meu amigo ela trata com muito carinho , nunca pensei nada mal a respeito dele com ela ele nunca falou nada pra mim que desrespeitasse minha mãe até porque eu não iria aceitar , mas outro dia o Juliano esteve na minha casa conversamos ,minha mãe á estava deitada e as 23 hs ele se despediu e foi embora , eu fui deitar , mas ouvi um barulho e fui ver o que acontecia , então fui devagarinho e me deparei com meu amigo entrando no quarto da minha mãe e o pior ela puxando ele pelo braço , fiquei puto da vida em ver aquilo , imaginei varias coisas , como xingar ele , chutar a porta e colocar ele pra fora dali , mas de repente me deu um tesão enorme em imaginar , que meu amigo pauzudo iria comer minha mãe , pauzudo porque a gente bate punheta juntos e eu vejo o pau dele e ele ve o meu , então dei um tempo e fui devagarinho para a porta do quarto dela , a safada estava beijando ele que estalava , eu doido pra ver não tive a oportunidade , mas ouvia minha mãe gemendo na vara dele, falando palavrões , os gritinhos dela falando gozei e ele também falando gozei na sua buceta , ele foi embora e eu bati uma bela punheta pensando naquele trepada dele com minha mãe , no outro dia encontrei ele e ele veio me contar que comeu uma coroa de 38 anos , que ela mamou a vara e as bolas dele que foi a primeira mulher a chupar o pau e as bolas dele , que ele comeu a bucetinha dela e o cuzinho também tentei saber quem era ela , mas ele falou é do prédio do lado , fiquei doido de tesão em saber que ele come minha mãe , então estou me fazendo de bobo e agora ele vem 2 a 3 vezes por semana comer minha mãe , percebi que minha mãe esta toda derretida , se sentindo a menininha , mudou o comportamento , mas deve ser porque esta levando vara direto , ele me conta tudo até que goza na boca da tal mulher que eu sei que é minha mãe , eu estou me acabando na punheta pra ela , mas não tenho vontade de comer ela ..

Esposa viajou com o macho e o corno ficou em casa

Meu nome é Marcos,tenho 48 anos,1,68m,moreno claro,casado a 10 anos com Andreia,38A,morena clara,1,55m,45kg,seios medios,boca carnuda,enfim,um tesão de mulher para a idade.A algum tempo atrás,estavamos transando quando resolvi confessar para ela meu desejo de ser corno.Ela não entendeu e eu então expliquei que sentia tesão em imaginar ela sendo fodida na nossa cama,enquanto eu ficava assistindo e me masturbando.Cheguei a dizer que se fosse o Nivaldo ou o Geraldo,amigos meus,ou o Fabricio,um primo,eu ficaria muito feliz pois sonhava com um deles comendo ela. O tempo passou e um belo dia nós brigamos,tendo sido o motivo de estarmos hoje dormindo em quartos separados. Andreia para se distrair,se matriculou numa academis de dança de salão e , todos os sabados as 18:00 hrs , ia para as aulas. Lá ela conheceu o Silvio,um coroa de 52 anos,divorciado,grandão,peludo e grisalho.Silvio passou a ser seu companheiro de aula.Em casa era só Silvio para lá,Silvio para cá,Silvio isso,Silvio aquilo,etc.Comecei a achar que ela estava sentindo algo pelo cara pois,fisicamente , ele era do tipo que a atraia,principalmente por ser peludo. Um dia,apos lavar o quintal,entrei em casa e escutei ela no telefone conversando com a irmã.Na hora não liguei mas,ao passar no corredor,ouvi ela dizendo que tinha achado um cara maravilhoso , carinhoso,que fazia ela delirar.Riram as duas e minha esposa disse que ela,sua irmã, logo iria conhece-lo.Fiquei encucado com aquilo.Uma coisa é voce fantasiar na cama, outra completamente diferente é voce saber disso sem querer.Passei ,ora a me excitar imaginando,ora a me odiar pela ideia que tive. Num sabado fui ao shopping onde funciona a academia para pega-la de surpresa.Queria ir ao cinema e tentar,quem sabe,procurar sabero que estava acontecendo. Cheguei na academia e perguntei pela Andreia.Disseram que ela havia saido naquele instante e,se eu corresse,talvez a pegasse no estacionamento.Como sabia onde ela parava o carro,fui até lá.Já estava escuro quando sai e,ao chegar no carro da minha esposa,tive a impressão de ouvir sua voz vindo do carro ao lado.olhei e,para minha surpresa,Andreia estava aos beijos com Silvio no carro dele.Como o vidro estava um pouco arriado,dava para ouvir seus sussurros e gemidos aos ser beijada e tocada por aquele homem.Me escondi atrás do nosso carroa.Meu coração disparou,minha boca ficou seca.Não sabia se sentia ciumes ou tesão.Fiquei com o pau duro.Quando caiu a ficha,tornei a olhar para o carro e vi que Silvio , pelos movimentos de quadris que fazia,dava a imprssão de estar arriando o seu moleton.Eu não acreditei quando ele deitou o seu banco e Andreia caiu de boca naquele nervo enorme que saia do meio das suas coxas.Aquele pau era,no mínimo,o dobro do meu e bem mais grosso.Ver minha esposa lamber a cabeça,tentar abocanhar aquilo tudo,me deixou triste.Mais incredulo fiquei quando ouvi nitidamente ele dizer que iria gozar e,para minha surpresa,ela deixou que ele acabasse na sua boca,engolindo toda a porra que o macho acabara de expelir. Logo ela que nunca permitiu sequer que eu gozasse na sua boca.Eles se arruamra,eu me escondi e eles sairam.Dei um tempo e fui novamente na academia.Ela estava conversando com umas amigas e demonstrou surpresa ao me ver.Nem quis ir a cinema algum,voltamos para casa e continuamos a nossa vida de dormir em camas separadas.Fiquei imaginando aquele cara metendo na bocetinha dela,no seu cuzinho.Isso ora me deixava excitado , ora me deixava triste. Semana passada ela disse que iria ao Rio ver alguns familiares e que ficaria na casa da irmã que mora sozinha e é desquitada,apesar de ser mais nova. Ficaria 1 semana e voltaria no próximo sábado. Ao leva-la na rodoviaria , fui tomar um café enquanto esperava o onibus e.quem vejo de repente entrando na rodoviaria com uma sacola de roupas parecendo que ia viajar: O Silvio. Aguardei um pouco e logo depois ele voltou apressado e ficou num local que eu ,provavelmente não o veria.Ela falou para ele onde eu estava e,consequentemente,ele iria para o Rio com ela.Comecei a ficar excitado com a ideia de , enquanto eu trabalhasse durante a semana toda,minha esposa viajaria com o amante e,possivelmente,iria dormir com ele na casa da irmã pois,como já disse,a irmã já sabia do seu caso. Disfarcei ,voltei a plataforma e dei uma desculpa para ir embora logo.Dessa forma deixei o campo live para que eles embarcassem juntos no mesmo onibus rumo ao Rio.Hoje estou só em casa.Cuido dos cachorros e das minhas filhas.Pela manhã fico imaginando o Silvio metendo nela e ela pedindo para ele pegar papel para ela se limpar depois do gozo.Digo isso pois ela adora transar de manhã.Imagino aquele cara dormindo na casa da minha cunhada e com a minha esposa.Se bobear,ele come a cunhada tambem.Imagino o papo das duas.Minha cunhada deve estar se referindo a mim como corninho e rindo,coisa que ela sempre faz em situações semelhantes.Tenho me masturbado muito só em tentar imaginar como eles devem estar metendo.Acho que minha vocação para corno voltou novamente.Espero que um dia eu possa assistir eles transando na minha cama,enquanto eu me masturbo.Vou mudar a estratégia.Farei tudo o que ela quiser,desde que ela continue a me fazer de corno.O pazer é indescritivel.                                       

A NETINHA MASSAGISTA SEGUNDA PARTE

CONTINUAÇÃO: = A NETINHA MASSAGISTA.OLA A TODOS, PARA QUEM NÃO LEU O CONTO ANTERIOR, VOU APRESENTAR, ME CHAMO MAGDA, TENHO 20 ANINHOS, SOU BAIXINHA,TENHO 1.50 CM PESO 48 KILOS, BRANQUINHA COXAS TORNEADAS, BUNDINHA ARREBITADA TUDO ACONTECEU NA FAZENDA DO MEU AVÔ RUI, 64 ANOS, HOMEM FORTE DO INTERIOR, COM 1.88 DE ALTURA,PESANDO UNS 85 KILOS, POIS BEM GRAÇAS AS MINHAS PRIMAS RITA E JOANA, FUI CONFERIR OS DOTES DE VOVÔ, PELAS INFORMAÇÕES DELAS, O CACETE DELE ERA DESCOMUNHAL, EU PRECISAVA CONFERIR, AFINAL NÓS MULHERES NOS SENTIMOSEXTASIADAS QUANDO PREENCHIDAS POR CACETÕES, DEPOIS QUE FUDI DESESPERADAMENTE COM VOVÔ, ONDE NÃO CONSEGUI DEIXAR ELE ENFIAR AQUELE MONSTRO EM MINHA PEQUENA BUCETINHA , DEPOIS DA DELICIOSA FODA ADORMECI ABRAÇADA COM VOVÔ,NEM BANHO TOMEI, FICANDO COM A BUCETA CHEIA DE TANTA PORRA DEIXADO POR ELE, ACORDEI JA ERA MADRUGADA, ESTAVA PELADINHA E VOVÔ TAMBEM, FUI BEBER AGUA, QUANDO RETORNEI ELE CONTINUAVA DORMINDO COM AQUELE CACETÃO INCLINADO PARA O LADO, FIQUEI ADMIRANDO O QUANTO ERA MAJESTOSO SEU CARALHÃO MESMO MOLE, SE NTI VONTADE DE TE-LO DENTRO DE MIM NOVAMENTE, TERIA QUE APROVEITAR AQUELE MOMENTO SUBLIME SO NOSSO, POIS DE MANHÃ IRIAMOS PARA A CIDADE ALMOÇAR COM O RESTANTE DA FAMILIA, EU NÃO QUERIA PERDER ESTA OPORTUNIDADE, LEVEI A MÃO A SEU CACETÃO, PARA COLOCAR ELE NA BOCA, POIS COM ELE MOLE EU CONSEGUERIA, JA QUE ANTES NÃO CONSEGUI, ABOCANHAR ELE POR ELE POR INTEIRO, MESMO MOLE SEU CACETÃO DEVIA TER UNS 20CM, AO SEGURAR SENTI SUA MACIEZ, COLOQUEI NA BOCA, QUERIA SENTI SEU GOSTO, ESTAVA UM POUCO AZEDO, ACHO QUE POR ELE NÃO TER TOMANDO BANHO TAMBEM, FICANDO TODO LAMABUZADO DE MEU LIQUIDO E O ESPERMA DELE, FUI INFIANDO NA BOCA, AGORA SIM EU ESTAVA CONSEGUINDO, SENTI UM PRAZER INTENSO POR CONSEGUI MEU INTENTO, SENTI SEU CARALÃO TOPAR EM MINHA GARGANTA, ENTÃO RECUEI, POIS SE UM ENFIASSE ,MAIS COM CERTESA IA VOMITAR, , MEU AVO SE MOVEU, TENTEI ME AFASTAR ENTÃO ELE FALOU, CONTINUA MAGDA, ESTA MUITO GOSTOSO, VOCE JA ESTA COM VONTADE DE TREPAR NOVAMENTE, QUE TARADINHA VOCE É, TIREI SEU PAU DA BOCA E FALEI, QUERO SIM VÔ ACORDEI AGORA , ME DEU VONTADE NOVAMENTE, VAMOS TREPAR NOVAMENTE, POIS MAIS TARDE VAMOS PRA CIDADE, QUERO APROVEITAR ESTE MOMENTO, ELE FALOU SOU TODO SEU MINHA PEQUENA, ASSUMA O COMANDO, SENTI QUE SEU CACETE JA ESTAVA CRESCENDO EM MINHA MÃO, AS VEIAS SE DELETARAM, MOSTRANDO SUASSALIENCIA NO CACETE, PARECIA QUE TINHA CANUDOS POR DEBAIXO DA PELE DO CACETE, TÃO ELEVADAS QUE ERAM, COMESSEI A PUNHETA-LO ATE SENTI QUE ESTAVA BASTANTE DURO,,IA ME SENTAR EM SEU CACETÃO, LEMBREI QUE TINHA VISTO UM OLEO NA GAVETA, JUNTO COM O GEL, PEDI PARA ELE ESPERAR UM POUQUINHO, ME LEVANTEI, FUI A COMODA E PEGUEI O OLEO, INDICA SER OLEO DE OVO, ENTÃO DERRAMEI UM POUCO NA PALMA DA MÃO E PASSEI EM TODO SEU CARALHO, SEU CACETE FICOU BRILHANDO PELA AÇAO DO OLEO, DERRAMEI MAIS UM POUQUINHO SOBRE A CABEÇONA DO CACETÃO QUE ESCORREU EM DIREÇÃO A SEUS CULHÕES, PEGUEI PARTE DELE E PASSEI NA BUCETA, ENTÃO SUBI EM SUA COXAS DEIXANDO O CACETE PRESO ENTRE AS MAINHAS, DESLIZEI NA ANACONDA, PRA FRENTE E PRA TRAZ, COMO ERA DELICIOSO, O CONTATO DO SEU PAU COM MINHA BUCETA, MINH VONTADE ERA DE SENTIR TODA AQUELA PUJANÇA DENTRO DE MIM, O OLEO DEIXAVA A FRICÇÃO COM SEU CACETE BEM GOSTOSO, , LEVANTEI UM POUCO PARA ENCAIXAR SEU CETETÃO NA BUCETA, MINHA VONTADE ERA INTENSA PARA ENTERRAR ELE NA BUCETA, QUE SE CONTRAIA DE TANTO DESEJO, DEI UMAS PINCETADAS, ATE QUE ENCAIXEI A CABEÇONA NA ENTRADA DA BUCETINHA, DESTA VÊS ELA SE ACOPLOU POR INTEIRO, MINHA BUCETINHA TINHA SE ALARGADO, FUI BAIXANDO O CORPO DEVAGARINHO, E EOLHAVA O CACETÃO IR DESAPARECENDO PRA DENTRO DE MIM, ENTROU ATE NETADE, SENDI ELE TOCANDO MEU UTERO, DEI UM GRITINHO UUIIIII, ENTROU VOZINHO, AGORA ENTROU, FIZ MOVIMENTOS DE SUBIR E DESCER, SEMPRE, SENTINDO ELE ENTRANDO, PASSEI A MÃO FALTAVA ENTRAR A OUTRA METADE, ME ABRAÇEI A ELE, POR ESTA COM O CECETÃO COM A METADE DENTRO, FIQUEI COM MINHA BOCA PROXIMA DA DELE, PEDI PARA ELE ME BEIJAR, UNIMOS NOSSOS LÁBIOS, SEU BEIJO ERA SUAVE E DOCE, DEIXEI MINHA LIGUA PENETRAR SUA BOCA, ENCONTRANDO A DELE, NOS ERROSCAMOS, EU O ABRAÇAVA COM MAIS FORÇA, DANDO GEMIDOS, HAANNNN, HAANNN, HAANNN, ELE COMESSOU A SOCAR SEU CARALHÃO, EU AGORA QUERIA CADA VÊS MAIS, QUANDO ELE LEVANTAVA SEU QUADRIL DE ENCONTRO A MINHA BUCETA, EU SENTIA SEU PAU EMPERRANDO COM SE ESTEVESSE SE DOBRANDO PARA NÃO ENTRAR EM MINHA BUCETA,, PEDI PARA ELE FICAR POR CIMA DE MIM, QUERIA ME SENTIR DOMINADA E POSSUIDA POR ELE, , FUI ME VIRANDO PARA O LADO, COM SEU CACETÃO ENTERRADO EM MIM, QUANDO ME DEITEI SEU PAU SAIU POR INTEIRO, AGORA PARECIA ESTA MAIOR, MAIS EU ESTAVA FELIZ, EM VES DE DOR SENTIA PRAZER, ELE SE PROSTOU ENTRE MINHA COXAS, APOMTOU AQUELE CANHÃO PARA MINA BUCETINHA, QUA AGOIRA JA NÃO ERA TÃO PEQUENA, ESTAVA ALARGADA PELO SEU CACETÃO, COLOCOU A CABEÇONA NA ENTRADA DA BUCETA, E FOI ENFIANDO SENTI A BUCETA IR SE ABRINDO, FOI SE DEITANDO SOBRE MIM NA MEDIDA QUE O CACETÃO IA ENTRANDO, QUANDO SENTI QUE ESTAVA QUASE TODO DENTRO DE MIM, CRUZEI MINHA PERNAS EM SEU QUADRIL E GRITEI, ENFIA TUDO VOZINHO ACABA COM SUA NETINHA, ME ARROMBA, NÃO DEIXA NADA DE FORA, QUERO TUDO, AAIIIIIII, AAIIIIIII, MORDI SEU OMBRO ELE GEMEU DE DOR, ME CRAVOU O CACETE COM TANTA FORÇA, QUE SENTI SEUS CULHOES TOCAR EM MINHA BUNDA, FICOU COM ELE ENTERRADO, FAZIA MOVIMENTOS LENTOS, SEM TIRAR O CECETÃO, MINHA NOSSA ESTAVA A PONTO DE ESTOURAR POR DENTRO DE TANTO PRAZER, GRITAVA HOOOOOOO, HOOOOOO, UUIIIIII, VOZINHO VOCE ENFIOU TUDO, TO SENTINDO SEUS CULHOES, ACABA COMIGO, AAIIIIIIII, AAIIIIIIII, ELE VOLTOU A SE MOVITAR AGORA COM MAIS VELOCIDADE, SEU PAU ENTRAVA ATE AS BOLAS E TIRAVA QUASE DEIXANDO A CABEÇONA SAIR, MINHA PERNAS PERMANECIA CRUZADASM QUANDO EOLE IS RETIRANDO O CACETE, MEU CORPO SE DESLOICAVA DA CAMA, ATE QUE FUI DESPRENDENDO AS PERNAS PARA FACILITAR SEUS MOVIMENTOS, ELE FOI ACELERANDO CADA VES MAIS,, TIRAVA E BOTAVA O CACETE POR INTEIRO, MEU GOSO FOI CHEGANDO, MEUS GRITOS FORAM AUMENTANDO, UUIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII, UUIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII, AAIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII, VEM VOZINHO GOZA COMIGO, DEIXA EU SENTIR SEUS JATOS DE PORRA QUENTE NO FUNDO DA BUETA, MAIS, MAIS, VAI, VAI, , NUCA PENSEI QUE IRIOA CONSEGUIR ENFIAR TODO SEU CACETE, JA NÃO TINHA DOR, MAIS PURO PRAZER, TENDO ESPARMOS, QUE SENTIA MINHA BUCETINHA MORDENDO SEU CACETE, ELE COMESSOU A DAR UNS URROS ANIMALESCOS, PARECIA QUE ESTAVA LHE FALTANDO AR, AS BATIDAS DO SEU CORAÇÃO DAVA PRA MIM SENTIR NO SEU PEITO, ME PUCHOU FORTE PELOS OMBROS DEIXANDO TODO O CACETÃO ENTARRADO EM MIM, , NÃO SENTI SEU JATOS DE PORRA, POIS SEU CACETE ESTAVA ENTERRADO ATE AS BOLAS, E BATIA NO FUNDO DA MINHA BUCETA, APENAS UMA QUENTURA SE ESPALHOU DENTRO MIM, FOI DIMINUINDO SEUS MOVIMENTOS, FICOU APOIADO NOS BRAÇOS, PARA NÃO ME SUFOCAR, PASSADO UM MOMENTO, FOI SE VIRANDO PARA FICAR A MEU LADO, SEU CACETÃO FOI SAINDO AINDA MEIO DURO,, EU SENTIA O DESLIZAR DA SUA COBRA SAINDO DE DENTRO DE MIM, QUANDO FINALMENTE ELE TIROU CACETÃO, SEGUROU AO MEIO E DEU UMA CHIBATADAS EM MINHA COXA, PERGUNTEI SE GOSTAVA DE DAR SURRA COM SUA ROLA NAS MULHERES, ELE FALOU EM VOCE SIM MINHA NETINHA TESUDA, SO EM VOCE, DEPOIS DE HOJE QUERO SEMPRE LHE BATER, VOCE ME SACIOU, QUEM PODERIA IMAGINAR QUE UMA GAROTINHA TÃO PEQUENINA CONSEGUIRIA ENGOLIR TODO MEU CACETE, EU QUE ESTAVA ABISMADA, CHEGUEI AQUI QUASE VIRGEM E CONSEGUI FUDER COM ESTE CACETÃO CRUZEI UMA PERNA POR CIMA DELE PARA PODER LHE BEIJAR, ESTAVA AGRADECIDA PELO PRAZER QUE ELE ME DEU, ENTÃO FALEI, AGORA VAMOS DORMI DESCANÇAR, PRECISAMOS ACORDAR DAQUI A POUCO,, NEM FORÇAS TIVE PARA IR ME LAVAR, FICAMOS AGARRADOS COMO UM CASAL DE ADOLESCETE, QUE DESCOBREM O PRAZER DO SEXO, BEIJOS A TODOS, ATE BREVE……..

Comendo duas casadas no Japão

Bom gente, normalmente leio muitas historias aqui e imagino que a maioria é criação de gente muito tarada e com muita imaginação, porém, acabei de descobrir que não é bem assim não. Vamos aos fatos, moro no Japão com minha mulher há 6 anos, e nosso casamento é bem feliz e normal, transamos quase todos os dias e entre 4 paredes rola quase tudo, é muito pra uma filha única que foi criada pelos avós, ou seja, depois que casei sosseguei, nunca mais sai com ninguém e não sinto falta tb. Trabalhamos numa empresa de produtos eletrônicos muito famosa aqui, e eu sou encarregado de um setor de produção enquanto minha mulher faz inspeção dos produtos prontos do outro lado da fabrica, nos vemos quase que toda hora, pois ando muito pela fabrica, e durante os intervalos ela tem trazido duas amigas, a Mara e a Vitória, são duas garotas normais, não tem nada de extraordinário, a Mara inclusive é meio gordinha, e como são mestiças, acabam por chamar muito pouco a atenção da galera aqui. Pois bem, minha esposa dia destes me vem com uma pedido, que desse uma força pras estas meninas pois as duas estão tentando juntar uma grana rápido pra voltarem pro Brasil, principalmente porque os seus respectivos casamentos estão naufragando (outra coisa comum aqui), sendo assim, comecei a convocar as duas pra me ajudar depois do expediente normal, assim elas podem tirar uma grana a mais fazendo hora extra. Tudo corria bem até que no ultimo sábado quando todos já tinham ido embora no horário normal, fiquei com minhas duas ajudantes pra terminar uns serviços, mas, quando já estávamos quase terminando fui chamado ao escritório para resolver alguns assuntos urgentes, e como sei que quando isto me acontece demoro muito, pedi a elas que continuassem sem mim e quando terminassem fechassem tudo e voltassem pras suas casas. Fui ao escritório, porém, ao contrario do que havia pensado, a conversa não demorou mais que 15 minutos, então voltei ao setor pra avisar às meninas. Quando cheguei no setor só havia uma luz no fim do corredor acesa, então, para assustá-las dei a volta nas caixas pra surpreendê-las, mas qual não foi a minha surpresa ao vê-las num louco 69, se chupavam com uma vontade que fiquei até pasmo, mas como não tinha feito barulho continuei a assistir. Foi ai que comecei a notar, achava a Mara meio gorda, mas que nada, era a roupa, ela tinha uns peitos bonitos, tipo me chupae umas coxas bem desenhadas, a Vitória já tinha uma bundinha linda, e pra não perder aquela festa, sai por onde vim e ativei as travas das portas, assim quem viesse até ali acharia que já tínhamos ido embora. Voltei rapidinho pro meu esconderijo, e quando cheguei vi que a Vi já estava com 3 dedos atolados na bundinha da Mara, que já gozava enquanto chupava a amante. Cansado de assistir e com o pau latejando, sai devagarzinho de onde estava e já peladão com o pau apontando pras luminárias entrei na sala. Elas quase desmaiaram, pararam imediatamente de transar e tentaram se vestir. Muito calmamente me sentei ao lado de Vitória e fui alisando seus peitos e comecei a massagear os de Mara, chupando uma e logo depois a outra até que elas relaxassem. Vitória foi a primeira falar, pediu que eu nunca comentasse nada com ninguém, pedi que ela ficasse numa boa, eu também só queria transar e não tinha interesse que a historia vazasse. Feito este acordoMara se agachou e com sua boquinha delicada passou a me chupar, enquanto isto Vitória sentou na minha cara com aquela boceta peluda e cheirosa, eu me sentia um rei, chupando e sendo chupado. Passado algum tempo elas inverteram as posições, passei a chupar a Mara enquanto a Vi me fazia um boquete enlouquecido, ela chupava de cima abaixo e mordia a cabeça, lambia as bolas, enfim, maravilhoso, mas eu não queria gozar ainda, então coloquei a Mara sentada no meu pau e fiquei olhando pro seu rostinho redondo, ela gemia a cada centímetro que entrava, apesar de estar hiper lubrificada estava muito apertadinha, desceu com certa dificuldade, esperei um pouco pra acostumar com o volume e ela começou a subir e descer enquanto eu chupava sua amiga, a cena era linda, eu socava a rola na sua bocetinha e elas se beijavam, o clima estava tão quente que em poucos minutos ela começou a gozar e falar coisas desconexas e eu socando cada vez mais forçando seu corpo pra baixo. Ela caiu de lado zonza, parti então com tudo pra cima da Vitória, ela já prevendo o que iria lhe acontecer virou de costas e empinou a bundinha, comecei a penetrar na sua bocetinha de leve, levantei uma perna e pude ver meu pau entrando e saindo dela, bem devagar, só sentindo a sua pele, seu cheiro, enquanto aumentava a velocidade das estocadas. Em determinado momento ela me olhou com aqueles olhinhos finos e me disse gostoso: Soca tudo!, delirei, passei a meter com mais e mais força, jogando-a pra frente e pra traz com toda a força. Em poucos minutos ela começou a gemer e pedia mais, mais força, fode mais, e gozou, gemia tanto que Mara se levantou e beijou sua boca pra tentar abafar seus gemidos. Quando senti que ela estava no clímax do seu orgasmo gozei, inundei a sua bocetinha com litros de porra, como há tempos não fazia, a quantidade era tanta que começou a escorrer pelas pernas e até no chão. Sentei exausto enquanto elas se beijavam, e vieram até mim para trocarmos um gostoso beijo na boca. Descansamos alguns minutos e meu pau já dava mostras de reativação, então me limpei e pedi pra Vitória me chupar de novo, ela voltou com tudo no meu pau, parecia que há tempos não chupava uma rola, enquanto isto eu e Mara nos beijávamos. Vitória deitou em cima da mesa e pediu que a comesse de barriga pra cima, e enquanto eu a fodia Mara sentou com seu bocetão na sua cara pra ser chupada. Fodi as duas por quase três horas, tendo no final gozado na boquinhas das duas. Nos limpamos e as levei pra casa. Isto aconteceu há 1 mês e meio mas todo Sábado tem festas deste tipo na nossa seção!!! Abraços a todos.                                

Prima Gostosa

Devido aos emails que venho recebendo , e pelo fato de agora eu estar mais livre do trabalho e da faculdade , resolvi compartilhar uma historia que ocorreu nas férias de julho deste ano , a qual pude desfrutar ótimos momentos.Para quem não me conhece ainda , Eu me chamo Juan , sou um moreno claro , aproximadamente 1,79 76 kilos , dono de um corpo não musculoso , porém definido e uma boca que faz miséria no corpo de muitas mulheres.Sou de uma grande cidade do interior do Paraná , a mais ou menos 100 km de londrina , onde moro sozinho , pois estudo aqui apenas , são 6 anos nessa cidade.Como é bom morar sozinho , para quem não leu outros contos meus , tem o VIZINHA SAFADINHA , UMA TRAIÇÃO QUE GOZEI FORTE e outros.Aqui na cidade onde eu moro , conheci muita gente , muitas tinham ate namorado , como é o caso da minha vizinha…… outras conheci através de bate papo emails , baladas.Mas vamos ao que interessa , eu tive a felicidade de ter uma prima muito gostosa , ela se chama Elaine , é uma gata nos seus 170 uns 57 kilos , aquelas falsas magras entende , e ela tem 22 anos , é uma morena que chama a atenção principalmente pela roupas que vestem , atiçando o libido dos homens. Quase sempre quando a vejo (apenas nas férias pois ela estuda em outra cidade) ela esta com uma calca jeans apertada ou biquíni pequeno e a calcinha sempre enfiadinha na bundinha , e que bundinha , bem redondinha e durinha.Eu já tive um envolvimento com essa minha prima alguns anos atrás , na época ela tinha namorado tb , e depois terminou e dois anos atrás ela tornou se noiva. Mas graças a deus o novidado não deu certo , por isso minha prima estava mais constantemente na cidade onde nasci.Mas ela tinha mudado muito , por que é meio chato vc ter um envolvimento serio com prima , e a nossa fase já havia passado , doce engano…Numa tarde , na minha cidade não tem nada o que fazer , então fui para a academia , malhar um pouco , bermuda , camiseta básica e fui fazer uns exercícios…Quando eu chego na academia vejo minha prima , nossa , ela estava uma deusa , com um topinho que mostrava apenas a barriquinha , com pelos dourados e uma bermuda de licra , justinha que delineava toda aquele bumbum , e com aquela calcinha enfiadinha , disfarcei bem e apenas dei uns beijinhos e voltei pra malhação.Eu estava fazendo elevação lateral , e ao lado tem a pista de ginástica , onde fica um espelho quando não tem ginástica , as meninas ficam fazendo abdominal na frente desse espelho e ali minha prima estava naquele momento.Acabei de fazer uma serie e fui conversar com ela , saber como estava indo os estudos e quando que ela tinha chegado , quando eu me aproximo dela , ela volta a fazer aqueles exercícios que a mulher fica deitada de lado com os pesos no tornozelos levantando e abaixando.As coxas da minha prima subiam e desciam , aquelas coxas com pelinhos dourados , e aquele boceta cheia estufada na bermuda de licra me deixou excitadíssimo. Enquanto eu conversava com ela , ela fazia os exercícios e meu pau latejava dentro da bermuda , ela estava me torturando , como eu queria cair de boca naquela boceta dela , chupar cada pelinho da bocetinha dela.E eu cometendo a gafe de ficar ali conversava mal disfarçara minha excitação , a safadinha da minha prima então , se vira , ficando com uma posição de quatro e levantando a perna , nossa , que queria encostar minha rola na bunda nela , bater com meu pau na cara dela , gozar bem quentinho nas costas dela , mas ela me torturava e eu ali sem poder fazer nada.Mas terminei a malhação e quando cheguei em casa , bati uma bem gostosa , imaginando a boca quente da minha prima no meu pau e , eu chupando cada centímetro daquele corpinho.De noite , tinha um show do J Quest , e combinamos de ir todos os primos , eu meu irmão , amigos e tal , a gente morava fora , e sempre fica meio deslocado néh…Minha prima estava com uma calca branca apertada e uma blusinha vermelha , estava uma gata , aquela carinha de safada e de ninfeta ao mesmo tempo me deixava louco.Durante o show posicionei estrategicamente atrás da minha prima , eu sentia aquele rabinho balançando no meu caralho , e aquele perfuminhos , me deixava mais exitado quando minha prima olhava pra trás e dava aquele sorrisinho que dupla interpretação.Derepente , chega um cara pra conversar com minha prima , isso me deixa puta , o cara era pinta e tal e fica alugando daqui , alugando da li e enchendo minha prima de cerveja.Nessa hora estava eu mais um amigo e 3 primas minhas , e o cara chato ao lado da minha prima.Eu continuava encoxando minha prima , teve uma hora que a multidado epurrou e ela encostou com gosto no meu pal , a exitacao era maior pelo fato que Elaine já estava com um fisionomia de alegre , devido a bebida…..Quando eu vejo que o carinha iria ficar com minha prima eu digo pro pessoal que iria ao banheiro , e minha prima , acho que pra tentar sair do cara , disse que iria comigo comprar umas fichas e falou pro carinho esperar ela que jah voltava.No caminho para o Banheiro , ela comentou como o cara era chato e tal , então falei pra minha prima me seguir que eu queria falar uma coisa com ela.Disfarçadamente , a gente foi se dirigindo para um ônibus que estava estacionado perto dos banheiros , e mal nos escondemos , lasguei um bjo na minha prima , o qual eu comia ela pelo meu bjo….Com minhas mãos , acariciava o pescocinhos dela , e colocava ela fortemente contra meu corpo , aquela bocetinha encostava bem certinho no meu pal , ficava de perta apertas e encostada pra minha prima se encaixar certinho em mim . Comecei e a apertar a bundinha dela , e entrelacei a perta dela na minha , onde pude apertar cada centimentro da bunda dela . Minha prima suspirava de prazer , eu sinceramente fiquei com medo de alguém nos ver , porém , não estávamos nem ai , …. Coloquei o topinho dela pra baixo e cai de boca naqueles mamilos , chupando e mordiscando os biquinhos do peitinhos dela.Enquanto isso ela apertava meu pau , que estava doendo dentro da calça. Abaixei o zíper e minha prima chupou , lambuzando todo meu pau com baba , como se fosse um bebe , eu falava no ouvidinho dela : “ Vai sua safadinha , cachorrinha”.Coloquei ela contra o onibus abaixei a calca dela ate o joelho , e esfreguei o pau naquela bunda , que ficou toda arrepiada . Com um dedinhos dedilhei a bucetinha dela , uma calcinha branquinha , mas não podia perder muito tempo , coloquei a calcinha dela pra o lado , e enfiei gostoso meu pau na bocetinha dela por trás. Eu metia e saciava a vontade de comer ela desde a academia , aqueles shortinhos de lycra , e metia com força…..Eu rebolava comendo minha prima , ela se virou e comi ela mais um pouquinho de frente , ela se retorcia inteira , e eu metia bem devargarzinho….Não demorou , eu gozei , estava sem camizinha , tive que tirar e gozar na lataria do ônibus , foi um esporro que ate eu me surpreendi.Estávamos a uns 15/20 minutos , distantes do pessoal , então combinamos que ela chegaria primeirio e depois eu iria em seguida para disfarçar.Nossa eu estava satisfeito , já pensanva em comer minha prima de novo.Quando eu volto a roda , pra minha surpresa , vejo minha prima aos maiores beijos e abraços com o carinha que estava alugando ela ,e pra minha felicidade , fico ainda mais excitado , pois a próxima foda nossa , eu iria matar ela de tanto prazer.Para as mulheres afim de manter um contato , respondo a todas em no Maximo 48 horas ,procuro ser sempre atencioso acho que as mulheres gostam néh!!?? Bjos Safadinhos pra vc!!!!                                                                

MICHELLE

Não sabia se chupava ou contemplava a boceta mais linda e gostosa que já tive na vida ouvindo os gemidos abafados de Michelle minha ex com meu cacete atolado em sua garganta ficando aliviado, por não querer gozar ainda quando ela estremeceu num orgasmo avassalador caindo tremula em cima de mim e mais que depressa fui pra cima beijando sua boca melada enquanto sua boceta recebia meu cacete parecendo querer prender ele nela e quando a glande bateu em seu útero ela enlouqueceu, como sempre prendendo as pernas em minha cintura me fazendo intensificar o beijo para abafar o escândalo que fazia falando palavras sem nexo quando a porta do quarto quase foi ao chão com minha esposa invadindo o quarto num escândalo que deu medo me arrancando de cima da menina enchendo ela de socos tapas e ponta pés e não sabendo se me vestia ou socorria Michelle que apanhava quieta porque se quisesse matava minha esposa na porrada e segurando a vontade de manda-la reagir tirei minha esposa de cima dela prensando a na parede que aos berros xingava Michelle que se vestindo calmamente me olhou nos olhos como me dando adeus e sumiu dali me deixando angustiado porque meu desejo era ir com ela e num esforço descomunal segurei minha esposa sentindo seu corpo quente e ofegante tendo que prensa-la na parede e agora chorava muito tentando fugir de mim principalmente de minha pica endurecendo cada vez mais no meio de suas pernas e inebriado com seu perfume segurei firme em seus cabelos resistindo as minhas tentativas de beija-la porem quando nossas boca se encontraram ela foi se rendendo ao poucos correspondendo o beijo e quando enfiei a mão em sua calça espalmando sua boceta por cima da calcinha ela tentou me agredir mordendo meus lábios e rosto e quanto mais me batia mais tesão me dava e com muita dificuldade consegui tirar sua calça deixando a no meio das pernas junto com a calcinha segurando seus braços atrás do corpo rasguei sua blusa levantando seu sutiã alternando os beijos com chupões em seus seios com ela não sabendo se me xingava tentando resistir ou se entregava ao prazer e quando tirei o preservativo e consegui acertar a entrada de sua boceta já com metade dentro olhei ternamente em seus olhos e fazendo menção de tirar, me olhando com os olhos arregalados me chamando de filho da puta jogou o corpo para a frente fazendo o cacete acabar de entrar e me beijando acabou de tirar a calça me puxando para a cama deixando seus gemidos tomar o ambiente enquanto sacudia seu corpo com estocadas vigorosas ate encher sua boceta de porra e agarrada a mim mordendo meu ombro anunciou orgasmos intensos ficando uma eternidade agarradinhos com ela interrompendo os beijos para perguntar porque fazia isso com ela e antes mesmo de tentar responder ela saiu de mim se colocando de quatro na cama falando que tivesse cuidado porque nunca deu ele para ninguém e de pica dura mesmo já ter gozado, mais que depressa me ajeitei atrás daquele monumento de mulher chupando sua boceta aproveitando para lamber seu cu fazendo ela se arrepiar toda me chamando de porco comentando que nunca mais ia beijar minha boca, gemeu alto em gritinhos de prazer quando enfiei dedos nele untando com salivas ouvindo ela sussurrar que estava uma delicia e com a pica dura como poucas vezes com ela me ajeitei atrás tendo muito trabalho para meter em seu cu apertado e quando com quase metade atolado nele parei por ver sua expressão de dor com ela falando que me mataria se tirasse e me puxando para cima dela deitou na cama fazendo me cair por cima fazendo assim a pica atolar em seu cu com ela mordendo o lençol para não gritar e mesmo chorando rebolava gostoso e cada vez mais rápido jogando a bunda em meu cacete e entrando no ritmo comecei a cutucar de leve num entra e sai porem quando nos demos conta segurava suas ancas metendo sem dó parecendo querer varar ela que gemendo entre gritinhos anunciava orgasmos avassaladores falando com dificuldade que se soubesse como era bom tinha dado o cu antes e mordendo meu cacete com seu cu apertado me fez gozar novamente caindo agarradinhos. Ainda dentro dele trocávamos juras de amor porem ao sentir o cacete dando sinal de vida me empurrou fazendo me sair dela me chamando de porco tarado ao ver o preservativo estourado e minha pica suja de sangue e fezes me mandando para o banheiro chegando depois e mesmo tomando banho comigo não me deixou sequer tocar seu corpo avisando que em casa conversaríamos. Sentindo a água fria no corpo pensando em tudo que vivera até ali como que passando um filme em minha mente me culpando porque na época ainda jovem e imaturo não consegui contrariar a família deixando a expulsar Michelle de mim me fazendo sofrer muito ate o dia que conheci minha atual esposa mulher linda e maravilhosa que me envolveu de tal jeito e em poucos meses de namoro nos casamos e agora meu maior medo era perder Michelle novamente mesmo porque conhecendo minha esposa sabia que isso não ficaria assim o que era bom para mim porque assim poderia curtir minha ex sem maior culpa. Depois disto meu relacionamento deu uma esfriada minha esposa preferia sair com sua família irmãs e amigas sendo que na maioria das vezes parecia que eu nem estava ali e quando decidia ir embora, parecendo adivinhar me agarrava me levando para a cama me deixando fazer dela o que quisesse jurando me amar demais porem nem me deixava tocar no assunto. Estava quase me convencendo que era melhor assim até o dia que alguém me mandou um vídeo dela e um homem num carro na mesma noite que me ligou avisando que dormiria na casa de sua mãe e assistindo o vídeo um milhão de vezes não conseguia me convencer que ela também tem o direito e cada vez mais com raiva e ciúmes fui atrás de Michele não ficando um dia sem meter naquela delicia porem quando começou a me cobrar sentimentos dei um jeito de esquecer ela nos braços de outras sem importar com mais nada até um travesti, amigo de um funcionário meu eu tracei e este só não me comeu porque sua pica não levantou e assim me tornei um devasso pegando ate mesmo minhas funcionarias até um sábado de manha quando minha esposa me acordou com um beijo como a tempos não me beijava me pedindo que levasse ela num lugar e enquanto dirigia olhando ela serena sentada ao meu lado imaginando que ia dar para alguém e o que me acalmava era deixar ela em seu destino o mais rápido possível e seguir para um churrasco na casa de uma amigo tendo que desligar o celular porque segundo ele, as meninas estavam cobrando minha presença, porem quando cheguei naquele resort demorando entender que minha esposa esperava que abrisse a porta do carro para ela e descendo não largou minha mão me levando junto com ela indo para a mesma mesa do restaurante onde demos nosso primeiro beijo e enquanto comiamos bebendo vinho ela lembrava do quanto éramos felizes e me entregando o celular pediu que assistisse com atenção ao vídeo dela com o cara no carro e com lágrimas nos olhos pediu perdão por quase ter me traído me contando que estava com tanta raiva de mim que resolveu me dar o troco porem o máximo que conseguiu deixar o rapaz beijar sua boca porem quando ele deitou em cima dela tentando tirar sua roupa teve trabalho para se livrar dele afirmando que nada aconteceu além disso. Hoje faz seis meses que isso aconteceu minha esposa esta cada dia mais linda e apaixonada quanto continuo pegando todas fingindo não saber que ela esta tendo um caso com um carinha da sua empresa.                                

COMENDO A PRIMA DA MINHA ESPOSA NA ESCURIDÃO

EU 22 ANOS CASADO COM A MARIA DE 18 ANOS , BAIXINHA BUNDUDINHA , PEITINHOS E UMA BUCETINHA COM CAPÔ DE FUSCA , TRABALHO QUE É BOM NADA , ENTÃO O TIO DA MINHA ESPOSA TEM UM SITIO E COMO ELE PLANTA LAVOURA , ELE ME CHAMOU PARA TRABALHAR COM ELE POR UNS DIAS , EU FUI E PARA MINHA SURPRESA ERA CARPIR POIS IAM TOMBAR E COMO O MATO ESTAVA ALTO NÃO DAVA PARA TOMBAR , CARA ESTAS DUAS SEMANAS FORAM UMAS DAS MAIS RUINS DA MINHA VIDA , EXCETO O SEXO , O DIA TODO NO SOL , O MATO ERA UNS ARBUSTOS ALTOS PORRA SOFRI , MAS EU TRABALHAVA JUNTO COM A MARINÊS 24 ANOS PRIMA DA MINHA ESPOSA , EU POUSAVA NA CASA DELA , POIS MINHA CASA ERA LONGE , NO SITIO ESCURO , LAMPARINA , EU DORMIA EM UM QUARTINHO , A MARINÊS DORMIA COM A IRMÃ DELA MAIS NOVA EM UM QUARTO MAIS LONGE , ELA NAMORAVA UM CARA AMIGO MEU , ENTÃO EU CANSADO MAS DOIDO DE TESÃO FICAVA NA ROÇA QUERENDO FUDER ELA , MAS EU TINHA MEDO DE DAR MERDA , ENTÃO EU ESTAVA A NOITE NO ESCURO , ISSO POR VOLTA DAS 3 HS DA MANHÃ ACORDEI COM UMA MÃO ME ALISANDO E A OUTRA TAPANDO MINHA BOCA , ALI NO ESCURO EU NÃO SABIA QUEM ERA , DEU MEDO , POIS CONTAM HISTÓRIAS DE ASSOMBRAÇÃO , ME ARREPIEI , MAS COLOQUEI A MÃO E PERCEBI NO ESCURO QUE SE TRATAVA DE UMA MULHER , SÓ PODERIA SER A MARI , ENTÃO ELA TAPAVA MINHA BOCA , MAS EU AINDA TENTANDO SABER SE ERA ELA OU A IRMÃ DELA , MAS REALMENTE ERA ELA , POIS ELA FALOU NO MEU OUVIDO , CONHECI A VÓZ , ELA ESTAVA DE VESTIDO SEM CALCINHA, OS PEITINHOS DELICIOSOS , O RABINHO GOSTOSO , EU ALISAVA O RABINHO DELA , ELA ALISANDO MEU CACETE , EU DORMINDO DE CUECA , ELA TIROU MINHA CUECA E ME PUNHETANDO , MINHA TESTOSTERONA A 1000 EU QUERIA COMER , MAS ELA FALAVA BAIXINHO SEM BARULHO , EU QUERIA FUDER E ELA PEDIA CALMA , EU ESTAVA CALMO MAS COM MUITO TESÃO , MEU CACETE BABAVA , ENTÃO PEGUEI OS PEITINHOS E MAMEI OS 2 , ELA ME PUNHETANDO , POUCO MAMOU , POIS NEM SABIA MAMAR , EU QUERIA CHUPAR A BUCETA DELA , MAS ELA NÃO DEIXAVA , POIS ESTAVA COM MEDO DOS PAIS ACORDAREM , EU ENTÃO CONSEGUI , SENTAR ELA NO PAU ELA SE AJEITOU E DEIXOU MEU PAU ENTRAR , ELA DE VESTIDO CAVALGANDO NO PAU , EM SILÊNCIO E DEVAGARINHO , AS VEZES SE EMPOLGAVA E CHAMAVA ELA NA VARA ELA GEMIA BAIXINHO , DEREPENTE O PAI DELA TOSSIU AI DEU PÂNICO , ELA SENTADA NA VARA O COROA SE LEVANTOU E FOI NA COZINHA TOMAR ÁGUA , ELA PARADINHA , SENTADA NO PAU , NOSSAS RESPIRAÇÃO QUASE PRESAS , ELE FOI PRO QUARTO DELE AI SIM FUDEMOS NO MAIOR SILÊNCIO , ATÉ QUE A MARI GOZOU NO PAU E EU GOZEI NA BUCETINHA DELA , COMI ELA POR 1 SEMANA E MEIA , NEM IMAGINEI QUE PODERIA ENCHER A BARRIGUINHA DELA , SORTE QUE NÃO ENCHI , MAS TERMINADO O TRABALHO FUI TENTAR FUDER COM ELA , MAS ELA NÃO QUIZ , DISSE QUE ERA SÓ LÁ MESMO , POIS NÃO IRIA FAZER FORA DE LÁ POIS QUANDO EU VOLTAR A DORMIR LÁ AI SIM PODEMOS TREPAR , NUNCA NINGUÉM SOUBE DISSO , LEIA MEUS CONTOS , COMENTE , VOTE NOS CONTOS .

Foi cuidar do titio e levou rola

Ola estou de volta para quem não me conhece sou o lucio marido da patricia mulher morena bonita e gostosa bunda grande cabelo cacheados e adora rola grande e grossa, a minha esposa no feriado de 7 setembro ela conheceu a pica do titio dela o chicao que casou com a tia dela ele é negro alto forte e uma pica grande mede 22cm e muito grosso minha esposa tinha relatado para mim l mas hoje tive a certeza o tio chicao carinhosamente chamado quebrou o pé no trabalho e está em casa se recuperar e imagina um homem daquele tamanho com o pé machucado o médico recomendou para ele ficar com o pé para cima porque estourou os ligamentos, então vamos lá a tia da patricia pediu para eu e minha esposa dar uma olhada no titio porque moramos perto e estamos em casa de férias, a titia trabalha por escala em um hospital hoje de manhã a tia da minha mulher ligou e pediu para mim pegar um remedio na farmácia e levar para o tio na hora tive uma idéia rrsss, desliguei o tel e disse patricia vamos levar o remédio para seu tio e vc vai trepar com ele porque vc me prometeu, e ela sorriu para mim e disse claro meu corninho estou mesmo precisando de levar rola estou precisando gozar muito eu fiquei louco pra ver a minha esposa gozar na pica do titio passei na farmácia pequei o remédio e fomos chegando la a patricia apertou o interfone para ele abrir o portão e ele logo abriu entramos e só ela foi entrando fiquei escondido e o tio ficou muito feliz de ver minha esposa e foi logo perguntando por mim mas tínhamos combinado e a patricia lhe disse titio o lucio foi resolver assuntos de trabalho e vai demorar ele e eu vim cuidar do senhor hoje a tia me pediu olha titio vou dar logo o remédio para vc tomar para melhorar a s dores e senhor precisa mas de alguma coisa titio? Ele olhou para ela e disse vem cá minha sobrinha preferida senta aqui na cama no meu lado e olha meu pé ela foi se sentou e ele falou está com saudades da rola do titio meu amor e a minha mulher disse titio seu safadinho esta machucado e ainda quer me comer o titio disse com um sorriso é meu pé não minha rola a patricia sorriu e foi passando a mão por cima de sua bermuda dizendo titio aquele dia o senhor me deixou toda arrombada e com as pernas bambas e quando o lucio chegou tiver que desfaçar isso ela falou para o titio porque ele não sabe que sou corninho manso e adoro chupar minha esposa quando ela leva rola e esta toda gozada a minha mulher desabotoou sua roupa e abaixo até nos joelhos e pude ver a rola do titio que linda preta grande e grossa e cheia de veisa enormes ela ficava alisando e olhava para a porta porque ela sabia que eu estava olhando e falava como e grande e grossa titio não posso acreditar que aquento tudo isso na minha bucetinha e o titio pegou na cabeça da patricia e disse vem putinha do titio mama um pouquinho e a minha esposa se ajeitou na cama e começou a chupar sua rola mal conseguia abocanhar de tão grossa ela chupava dos lados gemia baixinho e ficava falando não posso fazer isso titio sou casada e sou sua sobrinha falava mas não parava de chupar fcou em pé levantou o vestido tirou a calcinha e vez um 69 colocou a bunda na cara do titio e continuava chupando e disse titio se o corninho do lucio estivesse a aqui eu ia mostrar para ele e disser pegou no pé do casete do tio e falou isso que é um pau de verdade para uma mulher como eu virou se ajeitou e colocou a cabeça do pau do titio na porta da buceta e sentou e a rola foi sumindo pouco a pouco e gemia retorcendo falando que estava com saudades daquela rola fiquei ali olhando sua bunda balançando para cima e para baixo que tesao me deu e dei a primeira gosada a minha esposa ali encima daquele homem enorme com a pica até o talo dentro da bucetinha da minha mulher ela começou a fazer um movimento para frente e para trás com a pica atolada até o pé aumentou o ritmo gemendo alto e chamando o titio de gostoso macho pauzudo que adoro ser comida por vc titio me fode fode me arromba que meu marido não me come gostoso assim o pau dele e pequeno   eo titio mandava ela rebolar mais e chamava ela de sobrinha putinha safada e a minha mulher não aquentou e gozou e eu ali olhando minha esposa gozando com um macho pauzudo gozei de novo vendo a minha mulher gozar gritando na rola grande e grossa do titio desabou em cima do titio sem forças e o titio pegou ela jogou de lado e ficou de ladinho de conchinha beijando minha esposa no pescoço e falando sente o gostinho do seu útero a minha mulher saiu da cama ajoelhou e abocanhou a pica do titio e disse estou fraca titio sua rola me tira todas as minhas forças e chupou a rola do titio falava vc me fez de putinha agora vou te fazer gozar bem gostoso ta bom meu titio e levantou veio ate a porta me olhou ali escondido e disse vou levar rola mais uma vez se virou caminhou até a cama que bunda minha mulher tem como e linda d se virou deitou ficou de conchinha rebolou no pau do titio e abriu as pernas pegou a rola do titio que esta dura como uma estaca e colocou na bucetinha e pediu titio me fode enfia tudo essa.rola em mim o titio não perdeu tempo socou de uma vez que a patricia gemeu alto e ele com estava louco para gozar que ficou em um ritmo frenético e eu fiquei olhando a pica do titio entrar e sair que visão maravilhosa ver minha esposa sendo fudida gemendo dendo prazer que eu não consigo de dar e titio anunciou que iria gozar dentro para ela sentir a porra dele e começou a empurrar fundo e gemer e urrar como um animal e gozou enchendo a minha esposa de porra foi tão entenso que a patricia começou a tremer em espasmo e mau conseguia falar uma palavra e gozou tão forte que chorou na pica dele e eu também gozei novamente vendo ficaram ali deitados um pouco recoperando as forças e conversando, ela se levantou pegou a calcinha vestiu foi até ao banheiro molhou a toalha e limpou a rola do titio dela vestiu sua roupa de novo e o beijou loucamente e disse vc e o meu macho agora titio se despediu dele sai fiquei esperando ela no portão ela veio em minha direção andando de pernas aberta porque estava desfolada me beijou e agradeceu me disse nque me amava e fomos para casa chegando em casa falei meu amor deixa eu ver de perto como ficou sua xaninha ela sorriu vc gosta de sentir o gosto de minha bucetinha esporrada não é meu amor então venha chupar um pouquinho mas de leve porque está ardendo um pouco ela se deitou na ponta do sofá abriu bem as pernas nossa a bucetinha dela estava vermelha e enchada e escorrendo porra ainda enfiei a língua e senti um cheiro forte de porra quando coloquei a língua ela se encheu de porra chupei bem de vagarinho so sentido o cheiro e o gosto de porra e foi tanto tesao porque a minha esposa ficava falando viu amor como a rola do titio e grande e grossa ele é muito gostoso posso dar para ele todo dia vc deixa vai ser nosso segredo e amanhã vou dar meu cusinho para ele também e eu ouvindo isso gozei de novo ja estava sem forças tomamos um banho juntos bem demorado e fomos almoçar em um restaurante próxima a nossa casa e foi assim esta manhã agora a minha esposa esta dormindo um pouquinho recuperando as forças e deixando a sua bucetinha também descansar e desinchar se gostaram comente adoro ler os comentários até o próximo

Papai na praia

Olá. Meu nome é Sergio. Tenho agora 23 anos e vivo no sudoeste de Portugal. Bissexual, sou taradao por coroas gostosos. Muitas vezes vou na praia de nudismo que tem perto da minha casa – a uns 20 minutos de carro – e aproveito pra me bronzear, tomar banho e conhecer gente. Noutro dia rolou o maior coroa, muito interessaso em mim. Nao muito alto, cabelo grisalho, bigode e com uma pica bem grossa e curcuncisada. Com os petelhos bem aparados mas cinza. Enquanto eu tomava banho no meio de todos os outros- tinha familias, casais, heteros gay – ele se aproximou perto da agua pra me dizer que tivesse cuidado com as rochas. Eu fiquei grudado na pica dele, bem grossa e tive de me submergir na àgua com medo que se visse a minha pica, também grossa. Depois, ambos nos banhavamos e ele aproveitava as ondas mara me tocar. Numa onda com mais força, aproveitei para passar a minha mão naquela pica grossa e madura.

minha esposa adora chupar

oi,o que vou contar descobri a mais ou menos 3 meses ,minha esposa em 30 anos é loirinha bem gostosinha .em janeiro ela foi para a praia de torres onde mora a sua irmã para descansar um pouco eu não pude ir por causa do meu trabalho,ela ficou uma semana lá,o marido da irmã dela toca em uma banda local de pagode e em um desses dias que ela estava lá ela a convite de sua irmã foi assistir a um show deles isto foi no terceiro dia que ela estava lá no show não aconteceu nada de mais ,mas depois que acabou minha esposa a sua irmã o marido e o vovalista da banda vieram embora pra casa deles e a minha esposa disse que o vocalista tava dando emcima dela mas ela não tinha dado muita atenção pra ele ,mas chegando em casa a irma e o marido foram dormir e ficou a minha esposa e ovocalista na sala ficaram conversando e conversa vai conversa vem acabaram se beijando e foram para o quarto onde ela ficava,mas minha esposa disse que estava menstruada e que não ia transar porque ela não gosta quando está assim então ficaram num amasso e num arreto que ela me disse que quase não aguentava ,ele entãopropos que ela fizesse um boquete nele até ele gozar na boca dela e não é que ela aceitou e me disse isso com a maior naturalidade ela diisse que fez ele gozar duas vezes na boca dela,antes disso acontecer quando nos transamos a gente imaginava isto acontecendo ela dando pra dois,fazendo um boquete em outro e eu adorava ouvir isso dela,mas isso era na nossa imaginação não achei que fosse acontecer,ela chupou o pau dele por mais dois dias seguidos mas me diisse que não deu pra ele ,e o pior é que agora o nosso relacionamento ficou até melhor na hora que estamos transando ela lembra do acontecido e ficamos muito loucos

Seduzindo minha cunhada 2

Depois da experiencia aonde minha cunhada se viu sendo uma verdadeira puta satisfazendo os dois pescadores estava como queria pois tinha uma verdadeira tara pela sua bunda e curtia demais sua xoxota.Fui a sua casa e a encontrei no banho e ela me chamou para tomar banho com ela pois estava só e que gostoso poder a abraçar e a curvando meter no seu cu e ela submissa a minha vontade.A convidei a sair comigo e a levei a encontrar com meu negão que na verdade era meu macho,que sempre estava me satisfazendo e comendo meu cu.Fui a sua casa e entrando ela estava em extase pois tinha dito que iria ter uma experiencia impar ou seja um negão a fazendo uma puta.Ele a deixou nua e a colocando deitada foi abrindo suas pernas e foi chupando sua buceta e ele vibrava e ergueu suas pernas e as colocou sobre seus ombros e sua buceta exposta e o negão foi metendo sem dó a fazendo gemer,e com coragem pedia mete macho gostoso,me faz uma puta ansiosa em dar minha buceta e apos um bom tempo a encheu de porra,e tirando a colocou a disposição da boca da minha cunhada que foi limpando com sua lingua.A colocou de 4 e foi direcionando sua rola na porta do seu cu e foi empurrando e encheu toda com sua rolaVoltamos para casa satisfeitos ,mas com novas ideias

Comi minha secretária puritana…

Meu nome é Carlos, tenho 45 anos, tenho 1,80 mts de altura, 95 kgs, olhos verdes, barba, cabelos e bigode castanhos, sou casado e tenho uma pequena imobiliária. minha secretária chama-se Valéria, tem 30 anos, 1,53 mts,calelos curtos, olhos castanhos, 55 kgs muito bem distribuidos num corpinho pequeno, uns peitos deliciosos, bem durinhos e sempre em pézinhos, e uma bundinha bem empinadinha.

Indo até o nosso limite

Olá a todos como sabem estamos realizando todas nossas fantasias eróticas para saber até onde temos tesão.Sempre eu tive um tesão por sexo de todas as formas , gosto de fazer puraria ir até onde meu tesão aguentar, sempre fui bem puto , adoro uma mulher e também adoro uma pica,curto foder forte sem frescura adoro engolir um pica grande grossa ter a cara toda gozada tomar forte no cu e até fazer dp , isso foi qndo era solteiro, qndo conheci minha mulher ,parei de ser assim .e começou uma vida de casado, aí começou as fantasias de casais em ter um brinquedo para ajudar na transa,aí vi que ela estava se abrindo para as delícias do sexo .Começamos a ver filmes porno diferenciado , fantasia e fetichesBDSM ,e outros,Começamos a ter desejo por aqueles , e começou uma vida de descobertas sem preconceito ,só falamos o que queríamos e respeitar , ela de forma alguma queria outro ou outra com nósPodíamos fazer o que quisessemos ,aí começamos a ir em sexshop compra tudo que achávamos que seria interessanteConsolos grande grosso, vibradores duplo , assessórios para amarrar, nossa que loucura ,aí começamos a nossas fantasias eróticas .Primeiro ela a fazer as fantasias de ser fodida por 2 paus eu fodendo o cu dela e outro na buceta aí fomos até onde nossas desejo fosse.ai depois das raras realizada com ela aí ela disse que eu seria sua puta que eu iria ver como é ser fodida.ai ela veio com uma cinta e um consolo bem grosso e me fala que eu vou ter o que quero,aí ela me preparou meu cu deixou ele todo lambuzando e veio com aquela pica me penetrando até o final e começou a me foder forte me xingar era uma sensação muito tesão em ver minha esposa me fodendo,e começou a me masturbar me dava uns tapas e metia forte sem dóGozamos juntos e se deliciamos com minha porra

Agressividade no Coito (parte 1)

Junior é um típico carioca indo com destino a uma cidade do interior. Já havia estado na cidadezinha outras vezes e lá conheceu Camila, uma morena linda com um corpo escultural maravilhoso com tudo em cima, mãe de dois filhos e por incrível que pareça seu corpo não sofreu os abalos da gravidez. Sua cara de safada a destaca das demais mulheres da cidade, além de transparecer seu escandaloso desejo por sexo. Isso atraia Junior de tal maneira que uma simples conversa podia despertar nele um tesão incontrolável e de fácil percepção.

Como comi a sogra do meu irmão

Bom Dia…Essa foi a mensagem que recebi no ZAP, era por volta de 13:40, tinha acabado de chegar do mercado, o numero era desconhecido, ao adicionar apareceu a foto dela, Maria, a sogra do meu irmão, ao responder a mensagem ela começou falando que precisava da minha ajuda, como sempre sou solicito, disse que estava a disposição…imediatamente em seguida minha cunhada mandou um mensagem, dizendo que sua mãe iria me procurar para pedir uma ajuda, disse que iria ficar esperando o contato mesmo já o tendo feito.O problema foi apresentado, a solução mostrada, era realmente algo de relevância, advogados acionados, o tempo passou, nada menos que 3 meses se passou, minhas conversas com minha cunhada eram entusiasmadas, posso dizer que além do esperado porém não tão avançados como desejo.Oiiii….Foi assim que ela chamou minha atenção vários dias após o primeiro contato, sim quanto mais letras i tem na palavra oi, mais a pessoa esta afim do outro(a), bem sem maldade na cabeça, respondi, ela dizia que estava passando por outro problema, agora era o marido, piadinhas foram feitas, risos via emoji, conversas que seriam normal para pessoas de mesma idade, eu com 37 ela com 49, ambos casadas, ela sogra do meu irmão, pele branca parda, cabelos longos, cacheados, olhos castanho claro, e o mais importante busto tamanho 50, sim ela era grande.Nossas conversas normais ao que se considerar, começaram e ficar longas, piadas sobre o dia a dia, duas semanas de conversa papos entravam a madrugada, até que um dia ela puxou assunto sobre minha vida com a esposa…era normal até aquele momento, ela disse não aguentar sua vida, que a separação seria a única saída, conversas se prolongam é alguns dias após ela me diz que precisava conversar comigo pessoalmente.Nosso primeiro encontro, foi durante meu horário de trabalho, próximo a casa dela, foi rápida, no carro ela abriu o coração disse que não sabia mais o que fazer, eu queria passar do limite, mais a barreira ainda existia, eu casado, ela casada, eu olhava para o sorriso raro, boca carnuda, cheguei a não entender o que ela dizia, eu estava com tesão nas coxas dela, ela estava com uma roupa de dormir, leve e curta. Sem passar o sinal sai, voltei para o trabalho, e fiquei intrigado, o que será que iria acontecer se eu passasse o sinal.Já no trabalho mandei uma mensagem, falando que estava louco para ver ela pessoalmente novamente, ela respondeu com um “Ai Ai hem”, pronto, porteira aberta, pedi para ver ela na chamada de video, o sorriso já era totalmente diferente, logo ela disse apaga essa chamada do registro…Dois dias depois, estávamos abraçados na cama do motel, ela nua, me chamando de cachorro tomba lata, pedido para lamber sua buceta, aquela mulher de palavras delicadas me pedindo para chupar sua buceta isso me deixava louco…Aquela buceta gorda, deliciosa, ficando molhada na minha frente…perna tremendo, corpo começando a suar, nossas bocas unidas, mão naquilo, aquilo na mão, na TV do motel mais sexo vulgar, corpo pegando fogo,e meu celular tocando, esposa na chamada, não podia deixar de atender, e não queria atender, era exatamente 10 da manha, abaixei o som da televisão e atendi o telefonema, enquanto ela manipulava minhas bolas com a língua, eu falava com a esposa sobre compras no mercado, a ligação mais demorada do mundo.Após desligar ao ver a Maria com a boca inteira ocupada. Fui a loucura, era um estase total…ela chupava com maestria, sabia o que fazer com a língua, passava as unhas pelo meu corpo, era impossível ficar sem marcas de unhas, já não adiantava evitar, agora era só entregar ao prazer total…um segundo era como duas horas no paraíso…Voltei a mamar ela, era lindo aqueles seios enormes, metemos gostoso, varias posições diferentes, sexo intenso, gozei umas três vezes e depois ficamos encostados um no outro acariciando nossas peles…foram horas naquele quarto, horas indescritiveis…

COMI O FORTÃO E A ESPOSA DELE

NÃO É FACIL QUANDO VC CONHECE AQUELE CARA MACHO , FORTÃO, FALA FIRME E VC SENTE ATÉ UM POUCO DE CISMA , DIGO MEDO MESMO ATÉ DO FISICO E VÓZ GROSSA , VC DEVE CONHECER UM CARA ASSIM , QUANDO CONHECI O MARRENTO DO BRUNÃO NA ACADEMIA , ELE PAGA UMA DE BAMBAMBAM , O CARA É FORTE , EU SEMPRE ALI TENHO MINHA IDADE MAIS PRA COROA , ENTÃO PESO LEVE OS MEUS , BRUNÃO 32 ANOS , UNS 120 A 130 KG , LEVANTA PESO PRA CARALHO , O QUE ELE LEVANTA DE UMA VEZ EU DEMORO UNS 10 DIAS.KKK, MAS ELE CONVERSOU COMIGO E FOI COM MINHA CARA , ELE TEM MESMO CARA DE MACHÃO , O CARA GOSTOU MESMO DA MINHA CONVERSA E FOI FICANDO AMIGO MEU , ELE É CASADO COM A ISIS DE 27 ANOS ELA FAZ ACADEMIA CONOSCO , 1,70M 80 KG UMA PUTA GOSTOSA , PEITOS MÉDIOS EMPINADOS , RABO MARAVILHOSO , LOIRAS , CABELOS LONGOS , ELE ME APRESENTOU PRA ELA , ELA É UMA SIMPATIA , NÓS FICAMOS AMIGOS E O BRUNÃO, FALOU PRA MIM VAMOS PASSAR LÁ EM CASA DEPOIS DO TREINO , PORRA CARA EU SEM FAZER NADA IMAGINEI VOU LÁ VER ESTA DELICIA DE ESPOSA DELE , FOMOS , BRUNÃO TOMOU BANHO A ESPOSA ENTROU PRO QUARTO BANHO E EU ALI SOADO , BRUNÃO VEIO DE CUECAC, EU FIQUEI DE CARA , LOGO SAIU A ESPOSA DELE COM UM SHORT COLADO , A BUCETA UM PACOTE , O RANO PARTIDO AO MEIO , ELE PEGOU 2 LATINHAS E FOMOS TOMANDO , SENTI A MÃOZONHA PEGANDO MEU PAU , ERA O BRUNÃO, FALEI OH,OH   , ELE DISSE PSIU , FIQUEI QUIETO EU QUIZ IR EMBORA , MAS ELE DISSE CALMA , FICA DE BOA , O RABO DA ISIS , LINDO , ELA VEIO E SENTOU DO OUTRO LADO , FIQUEI ENTRE OS 2 , ELA ME BEIJOU NA BOCA NA FRENTE DELE , IMAGINEI QUE É ISSO , ALI COMEÇOU A SAFADEZA OS 2 ACARICIANDO MEU PAU , ME PEGOU UM EM CADA BRAÇO , ME LEVARAM AO BANHEIRO , TIRARAM MINHA ROUPA E ME EMPURARAM AO BANHO , TERMINEI , ELA JOGOU UMA TOALHA , EU ENTREI PRO QUARTO , BRUNÃO JA PEGOU MEU PAU E MAMOU A CABEÇA   A ISIS BEIJOU MINHA BOCA , AJOELHO PARA DIVIDIR O PAU COM O BRUNÃO, O MACHO É FORTÃO, MAS MAMOU ATÉ MINHAS BOLAS , ELE FALAVA TIRA A ROUPA DELA , EU DEIXEI ISIS NUA A BUCETINHA DELA LISA DEMAIS DA CONTA EU BEIJAVA , MAMAVA OS PEITOS LINDOS , O ESPOSO ME MAMAVA SEM PARA , OS 3 PELADOS , EU CHUPAVA A ESPOSA DELE , ELE CHUPAVA MEU PAU , SEM CONTAR QUE BRUNÃO TEM UM PAU DE UNS 14 CMS , OS DOIS DISPUTAVAM ME MAMAR , MAS BRUNAO , FALOU QUERO ESSA VARA NO MEU CUZINHO , ELE FICOU DE 4 A ISIS ME FALAVA COME O CUZINHO DELE , ELA PASSOU GEL NO MEU PAU , NO CUZINNHO DELE E FALOU MATA A FOME DO BRUNO , ELE TA DOIDO POR PICA   EU ENFIEI O PAU NO CUZINHO DO FORTAO , ELE GEMIA ELA CHUPAVA MINHAS BOLA E AS BOLAS DO MARIDAO , ELE COM MEU CACETE ENTERRADO   ELA MAMVA MINHAS BOLAS , COMI O CUZINHO DO BRUNÃO ELE GOZOU NO PAU , A ISIS FALOI SAI AMOR , E VEIO COM O CUZINHO CHEIO DE GEL NEM LIMPOU O PAU , ELA ENCAIXOU O CUZINHO NA VARA EU FUI EMPURRANDO , COMI O CUZINHO DELA E O BRUNÃO DEITADO TODO GOZADO , ELA PEDIU PRA TIRAR DO CUZINHO , ME LEVOU NO BANHEIRO , LAVOU MEU CACETE   , DEU UMA MAMADA O BRUNÃO CHUPOU MEU PAU E MINHAS BOLAS , FALOU ISIS SENTA NO PAU DELE , ME DEITOU E SENTOU ELA NA MINHA VARA , PORRA CARALHO , AQUELE MULHERÃO SENTADA NA MINHA VARA CAVALGANDO O MACHO DELA DEU O CUZINHO PRA MIM , ELA GEMIA ELE LAMBIA O CUZINHO DELA , ELA GOZOU SENTADA , PEDIU LEITE EU GOZEI NA BUCETA DELA , QIANDO ELA FOI SAINDO DO PAU BRUNÃO , ENTROU POR BAIXO E CJIPOU A BUCETA DELA TODA GOZADA , SRI QUE SOU AMIGO DELES.

rabuda na motofudendo esposa e cunhadaputas sinopcasa dos contos eróticosvovô pauzudopunheta na sala de aulamasturbar cachorrocoroas taradavelha putonaesposa adora dar o cuvelho chupando bucetinhafudeu a cunhadamulher do bundaocontos eróticos por categoriatransando com secretariacada dos contos eróticosloirinha putaboquete no elevadorquero ver minha esposa com outrodepilando a esposareencontrei meu amor depois de 20 anoscontos eroticos categoriasfiz ela gozarquentes e carentefode a sogracasais fazendo menagecomendo a amiga da minha maehomem chupando esposacoroas a procura de novinhocomi a crentecasa dos contos.com.bresposa adora dar o cuminha irmã tomando banhomulher sendo abusada no onibustransex maceiomorena taradabisexuaiscomeu na marradeu o cu e gostoucasa dos conto eroticopassando o pau na bundatrepando bem gostosocomendo cu na praiapelados em tambabaalemão pauzudopopinha da bundachupando a buceta debaixo da mesagay dando para cavalomulher chupando pepinoconto erótico casaesposa com variosrelatos de cornossexo gay com indiogozando na calcinhacasadosconyosfotos minhamulherhomem comendo casalcontos eroticos de fantasiascontoseroticosincestobuceta de vovocomeu a safadachuva e sexominha esposa dando o cuzinhocomeu a propria irmãpara cada homem que se acha espertoso putinhacomendo a cabritinhamuita fodameu melhor amigo é meu amorhomem transando com cabritacomendo casaltransei com meu tioboa gozadacasa dos xontos eróticosme apaixonei pelo meu amantecontos de sexo cornocavalo gazocontos eróticos estrupadaa dona cap 44porno nova iguaçucasa dos contoa eroticoscoça de bucetabelas transastransando com secretariaminha esposa adora dar o cuminha esposa dando o cuzinhocumpricidade