O RELATO DA MINHA ESPOSA , ELA TREPAVA COM O NAMORADO E COM O PAI DELE

LEIA MEUS CONTOS VC VAI ADORAR , VAI DELIRAR DE TESÃO , ESTE CONTO É UM RELATO DE MINHA ESPOSA , QUE HJ TEM 39 ANOS SE CHAMA ALESSANDRA , 1,67 M, 60 KG , RABO DELICIOSO MÉDIO A BAIXO , PEITOS GRANDES , CABELOS LONGOS A ALTURA DO BUMBUM , CONHECI ELA NA CIDADE PRÓXIMA A MINHA CIDADE , ELA DE UMA CIDADEZINHA PEQUENA , EU DE UMA GRANDE , INTERIOR DE SP, DEPOIS DE MUITO TEMPO DE CASADOS NA INTIMIDADE NEM SEI PORQUE ELA ME RELATOU O SEGUINTE : NOSSA AMOR , O MEU NAMORADO ANTES DE VC MORAVA AQUI NA CIDADE , ELE SE CHAMA BRUNO , EU NA ÉPOCA TINHA 18 ANOS E NAMORAVA ELE QUE TINHA 23 ANOS , ELE MORAVA COM O PAI DELE , SÓ OS DOIS , O PAI DELE SE CHAMA ANTONIO E TINHA NA ÉPOCA 50 ANOS , MAS ERA UM SENHOR MUITO BONITO MESMO , O BRUNO SEMPRE ME TRAZIA PRA CASA DELE AOS FINAIS DE SEMANA , EU SINCERIDADE ADORAVA VER O MEU SOGRO , AS VEZES ELE FICAVA SEM CAMISA E EU ADORAVA OLHAR , EU TRABALHAVA AQUI NA CIDADE E AS VEZES A TARDE EU IA NA CASA DO BRUNO VER ELE , MAS COMECEI A SENTIR UMA ATRAÇÃO PELO PAI DELE , QUANDO O SEU ANTONIO PERCEBEU QUE EU ESTAVA CAIDINHA POR ELE , ELE COMEÇOU A ME SEDUZIR , SE ACHEGOU MAIS , COMO EU ADORO HOMENS MADUROS EU ESTAVA MESMO LOUCA DE VONTADE DE BEIJAR MEU SOGRO , CERTO DIA DE SABADO , MEU NAMORADO ME CHAMOU PRA VIR A CASA DELE , QUANDO CHEGUEI ELE NÃO TINHA CHEGADO , POIS ELE LIGOU PRO PAI DELE E PEDIU PRA MIM AGUARDAR ELE , O PAI DELE ME RECEBEU E ME DEU O RECADO , EU FIQUEI ALI NA SALA ASSISTINDO TV , ERA 18 HS , MAS MEU NAMORADO CHEGARIA DO TRABALHO AS 19.30 HS , ENTÃO O SEU ANTONIO ME OFERECEU UM COPO DE CERVEJA EU ACEITEI , EU ESTAVA VESTIDA DE CALÇA JEANS , TÊNIS E BLUSINHA , ELE ME CHAMOU PRA VARANDA EU FUI E COMEÇAMOS A CONVERSAR O SAFADO COMEÇOU A ME ELOGIAR E FOI ENTRANDO EM MIM COM CONVERSA E ROLOU O PRIMEIRO BEIJO , DESTE BEIJO , ROLOU UM PEGA LEGAL , MEU SOGRO ESTAVA DETERMINADO A ME POSSUIR MESMO , ELE SE LEVANTOU E ME PEGOU PELAS MÃOOS ME LEVANTOU E ME ABRAÇOU COM MUITO TESÃO , SEI QUE ACONTECE MESMO ESSAS COISAS VIU , ENTRELAÇAMOS OS BRAÇOS COM UM COPO DE CERVEJA CADA E UM COLOCAVA NA BOCA DO OUTRO , O TESÃO TOMOU CONTA DE MIM , EU ESTAVA LOUCA DE TESÃO ELE ,MEPEGOU NO COLO , ME LEVOU PRA CAMA DELE E ALI ELE ME DESPIU , ME DEIXANDO PELADINHA , QUANDO ELE VIU MEU CORPINHO DE MODELO , FICOU LOUCO , TIROU A ROUPA E QUANDO VI O ENORME CACETE DELE DEU MEDO , MAS ELE ME LAMBIA TODA , DO ROSTO AOS PÉS , ELE CHUPAVA MEUS DEDOS DO PÉ , OS DEDOS DAS MÃOS , ME LAMBIA O CORPO TODO , MINHA CALCINHA DE MENINA COM DESENHOS DO FRAJÓLA , EU USAVA ASSIM MESMO , ESSA VOOU LONGE , ELE LAMBEU TODO MEU CUZINHO , FOI O PRIMEIRO HOMEM A LAMBER MEU RABINHO E CHUPAR MINHA BUCETINHA , FOI O PRIMEIRO A LEVAR UMA GOZADA MINHA NA BOCA , ELE MAMOU MEUS SEIOS PEQUENOS , COLOCAVA INTEIRO NA BOCA , EU TENTEI MAMAR ELE MAS FALTOU EXPERIENCIA , ENTÃO ELE COMEU MINHA BUCETINHA , EU GOZEI NA BOCA E NA VARA DELE , DEPOIS ELE ME ENCHEU A BUCETINHA DE PORRA , MEU NAMORADO CHEGOU SAIMOS , MAS DEPOIS TERMINEI O NAMORO E AI SIM FIQUEI UM TEMPO COM O PAI DELE , TREPAMOS POR 6 MESES AI CONHECI VC , TIVE QUE ABANDONAR ELE , ESTE RELATO ME DEIXOU MEIO QUE PERPLEXO COM A CONVERSA MALUCA DELA , NEM SEI PORQUE ELA ME CONTOU ISSO , MAS ACHO QUE FOI NO MOMENTO DE TESÃO , OU ELE SENTIU SAUDADE DA VARA DELE , MAS SEMPRE QUE TREPO COM ELA LEMBRO DESSE CARA QUE COMIA ELA UM POUCO ANTES DE EU A CONHECER AI GOZO GOSTOSO , TAMBÉM EM SABER QUE MINHA ESPOSA TREPAVA COM O FILHO E COM O PAI ISSO É MUITO GOSTOSO , VC NÃO TEM IDÉIA , IMAGINA SUA ESPOSA FUDENDO ASSIM COM PAI E FILHO CARALHO.

a prima putinha

Minha prima que se chama regine, morena cabelos liso, un tesao de garota, com um corpo que e uma delicia, alem de ser bonita e muito putinha, e tem cara de putinha, bem tudo comecou quando ele e meu primo montaram uma loja de informatica, Tudo andava muito bem, ate quando ela comeca a trapacear ele, os cliente comprava as mercadoria e ela nao entrega, deu maior bode ate caso de policia, ela ficou sem saber o que fazer, entao me ligou, pedindo dinheiro emprestado para saldar alguma divida, e como sempre tive vontade de passar a vara nela, pensei esta e minha hora, marcamos um local para conversar, e ela me pediu o dinheiro falando que esta em situacao dificil e como sabia que eu tinha por isso estava me pedindo emprestado, entao falei para ela que emprestaria porem ela teria se satisfar uma vontade minha.

MEU DOG ME LAMBE TODA

…………………………..UM CACHORRO SORTUDO…………………………………………..BEM TENHO QUE CONTAR ESTE BARATO QUE ACONTECEU COMIGO , SOU A MAYARA , 19 ANOS, BRANQUINHA ,ALTURA 1,68M , 57 KG , CABELOS LONGOS , PEITOS DURINHOS ERGUIDOS , BUNDA MÉDIA E DURINHA , MUITO TÍMIDA MAS INTELIGENTE , QUANDO ESTUDEI O ENSINO MÉDIO OS GAROTOS FICAVAM BABANDO , TAMBÉM TINHA UM PROFESSOR QUE ME COMIA COM OS OLHOS EU PERCEBIA E FAZIA DE CONTA QUE NEM ME TOCAVA , MAS EU PROVOCAVA NÉ , SEMPRE EU IA PERTO DELE NA ESCOLA OU PASSAVA EM FRENTE , MAS ELE NUNCA ME DESRESPEITOU , MAS ME COMIA NO OLHAR , POIS BEM HOJE NAMORO E EM UMA NOITE RESOLVI DAR PRO MEU NAMORADO E ASSIM TREPAMOS E ELE ME TIROU A VIRGINDADE , MAS CERTO DIA MINHA MÃE E MEUS PAIS SAÍRAM PARA TRABALHAR E ESTAVA UM DIA CHUVOSO , LEVANTEI COM UM TESÃO ENORME E COMECEI A ACESSAR VIDEOS PORNO E ABRI UM DE ANIMAL , TINHA UM CACHORRO ENGATADO EM UMA MULHER , MAS ENGATADO PELA BUCETA , CURIOSA EU FUI BUSCAR MAIS E ACHEI UM EM QUE UM CACHORRO ENGATOU NO CUZINHO DE UMA SENHORA ELA CHOROU DE DOR O NÓ ESTAVA VISÍVEL DENTRO CHEGOU ESTICAR O CUZINHO DELA PRA FORA ATÉ QUE CONSEGUIRAM TIRAR , NOSSA UM ENORME NÓ , ME DEU TANTO TESÃO , OLHEI OUTRO EM QUE OUTRA SENHORA ESTAVA COM DOIS CACHORROS , LOGO UM MONTOU NEMA E COMEU O CU DELA FICOU ENGATADO E A FILMAGEM POR TRÁS EU VIA O CACHORRO GOZAR DENTRO QUE O CU DO CACHORRO FICAVA PISCANDO , QUE DELICIA , QUANDO O PAU DELE SAIU PRA FORA CHEGOU SAIR UM CALDO DO RABINHO DELA O CACHORRINHO LOGO LAMBEU TUDO QUE SAIA DO CUZINHO DELA E ENGOLIU , MAS A SURPRESA O CACHORRO SAIU DO CUZINHO O OUTRO MONTOU E BOMBOU ENFIANDO O PAU NA BUCETA E ENGATOU GOZAVA E O CU PISCAVA , PORRA AQUILO FOI DEMAIS FICOU AGORA ENGATADO NA BUCETA , DEMOROU E ELE DESENGATOU , LAMBEU TODA A BUCETA E O CU , MEU TESÃO ESTAVA A 1000 , FIQUEI IMPACIENTE E BUSQUEI MAIS VIDEOS DESTA MULHER E PERCEBI QUE O CACHORRO MENOR EM TODOS VIDEOS COME SÓ O CUZINHO E O OUTRO SÓ A BUCETA, MAS QUANDO ME LEMBREI DO NOSSO CACHORRO O TRAX UM VIRA LATA PORTE MÉDIO MUITO BONITO , ABRI A PORTA ELE ESTAVA NA VARANDA , CHAMEI ELE E ELE ENTROU , FECHEI A PORTA E FUI LEVANDO ELE PRO MEU QUARTO, QUANDO ELE ENTROU RAPIDAMENTE EU TIREI O SHORT E CALCINHA FIQUEI PELADINHA ELE LOGO ENCOSTOU E QUANDO SENTIU O CHEIRO DA BUCETA MOLHADA ELE ENFIOU O FOCINHO E COMEÇOU A LAMBER MINHA BUCETA , EU EM PÉ ABRI AS PERNAS E DEIXEI ELE A VONTADE , ELE ME LAMBEU A BUCETA O CUZINHO , SENTI QUE O SAFADO ESTAVA COM A PONTA DO PAU PRA FORA SENTEI E ELE NÃO DEIXAVA MINHA BUCETA QUIETA LAMBIA E LAMBIA , MINHA BUCETA FICAVA UMIDA E ELE LAMBENDO , EU BATIA SIRIRICA E ELE LAMBIA , EU ERGIA AS PERNAS ELE LAMBIA MEU CUZINHO , ENTÃO FIQUEI COM O CUZINHO ERGUIDO E ELE LAMBENDO EU BATENDO SIRIRICA GOZEI NA LINGUÁ DELE , ELE LAMBEU TODA MINHA PORRA , MAS COLOQUEI ELE PRA FORA MEIO QUE CONSTRANGIDA , MAS UMAS 2 HORAS DEPOIS BUSQUEI ELE E PUNHETEI ELE O PAU ENORME SAIU FICOU O NÓ DENTRO DA PELE ,MAS EU FORCEI SAIU ELE DEU UM GRITINHO DE DOR QUANDO O NÓ SALTOU PRA FORA DA CAPA , HJ EU BATO DIRETO PRA ELE , PASSO REQUEIJÃO NO CORPO E ELE LAMBE , O GOSTOSO É PASSAR REQUEIJÃO NA BUCETA E NO CUZINHO, ELE FICA DOIDO LAMBENDO TUDO POR BAIXO ASSIM NÃO AGUENTO E GOZO , EU DEIXO ELE GOZAR NO MEU CORPO, AINDA NÃO CONSEGUI DAR PRA ELE , MAS QUERO FICAR ENGATADA PELA BUCETA E PELO CUZINHO , POIS VI TAMBÉM UM GAY QUE ENGATOU COM UM ROTTWAILER MUITO SHOW.QUANDO EU ESTIVER ENGATANDO VOLTO A CONTAR.

ELA DEVORA PAU , BOLAS E TOMA LEITE.

BEM ESCREVO OS CONTOS MEUS MESMO , TENHO CONTOS ANTERIORES QUE EU RECEBIA E ESCREVIA AQUI ,HJ ESCREVO EM OUTRO CANAL , TB GOSTARIA DE DIZER VC PODE LER GOSTAR OU NÃO, VC PODE COMENTAR , EXPOR SEU PENSAMENTO , TESÃO , ISSO É MUITO BOM , COM RESPEITO A CADA PERSONAGEM DO CONTO , BEM MAS VAMOS LÁ , EU CONHECI A DELICIOSA DA AND ELA TINHA 30 ANOS , 1,60M , 55 KG ,SEIOS PEQUENOS , BUNDA MÉDIA , COXAS GROSSAS , BEM ROLISSAS, UM TESAOZINHO , BOM ELA NAMORAVA UM COROA , EU AINDA CASADO COM MINHA LINDA E GOSTOSA ESPOSA ,MAS AMAVA MINHA ESPOSA , O TEMPO PASSOU E ME SEPAREI , REENCONTREI A AND E PINTOU UM CLIMA AGORA ELA 35 ANOS , ROLOU UM PASSEIO , CONVERSAMOS E RETORNANDO DO PASSEIO RESOLVEMOS IR AO MOTEL , BEM FIQUEI ENCANTADO COM A DELICIOSA , FODEMOS DE ESCORRER O SUOR , MAS O GOSTOSO FOI A SEQUÊNCIA DO DIA A DIA , CADA TREPADA MARAVILHOSA , AQUELA BUCETINHA CAPÔ DE FUSCA ENORME , ELA VEIO EM CASA E EU LOUCO DE TESÃO, COLOQUEI ELA EM PÉ , UM PÉ NA JANELA , OUTRO NA CAMA ,EU PASSAVA POR BAIXO CHUPANDO A BUCETINHA E O CUZINHO, ELA DAVA ATÉ UMAS AGACHADINHAS PRA MINHA LINGUA ENTRAR MAIS DENTRO DA BUCETINHA OU DO CUZINHO ,ELA FALOU ASSIM EU GOZO , EU EM PÉ POR BAIXO , CHUPANDO O GRELO   ELA DEU UMA MEIO DESCIDA COM O RABINHO ALOJOU A BUCETA NA MINHA BOCA E GOZOU , EU TOMEI TODO LEITE , EU TB FICAVA ASSIM E ELA POR BAIXO CHUPOU MUITO MEU CACETE E BOLAS GOZEI MUITO NA BUCETINHA ,BOCA , ROSTO , BUNDA ,MAS ELA NÃO AGUENTOU NO CUZINHO , EU COLOCAVA A CABEÇA ELA GRITAVA    AS FODAS NOTA 10 MAS COM O TEMPO PERCEBI QUE A RELAÇÃO ERA ABUSIVA , SEXO TODOS OS DIAS , AS VEZES A NOITE E DE MANHÃ, VEIO AGREÇÕES VERBAIS , PEDIDO DE PERDÃO , PROMESSAS DE AMOR , SEXO FORTE CHUPADADS DE VARA E BOLAS SENSACIONAL, IMPLORAVA POR LEITE , UMA MULHER APARENTEMENTE SENSACIONAL , COM DEDICATÓRIAS DE AMOR ,VEIO OUTRAS E OUTRAS AGREÇOES VERBAIS E FISICAS CONTRA MIM , NUNCA REVIDEI , NUNCA A MALTRATEI ,TENTEI SAIR FORA ,ELA RETORNAVA PEDINDO PERDÃO ,FOEAM 3 ANOS DE TREPADAS , ALGUMAS MARAVILHOSAS , OUTRAS MECÂNICAS , PERCEBI QUE ELA É DUAS PESSOAS EM UM SÓ CORPO , UM ANJINHO LINDO E QUANDO SE TRANSFORMA VIRA UM ANJO DO MAL ,UM MONSTRO , NÃO SUPORTEI TIVE QUE DEIXAR ESTA BUCETINHA DELICIOSA , ESTUDEI O ASSUNTO E SE VC VIVE ISSO COM ALGUÉM ASSIM , PESQUISE SOBRE NARCISISMO   TEM MUITOS VIDEOS , REALMENTE ELA É NARCISISTA , ABUSAVA ATÉ SEXUALMENTE DE MIM , AS VEZES VC IMAGINA QUE DELICIA QUERO UMA FODEDEIRA ASSIM , MAS É PURO ENGANO , AGRESSÃO, SEXUAL , MENTAL E FISICA , QUANDO NÃO OUTRAS MAIS GRAVES , EU CONFESSO GOSTO DELA , A BIXINHA SABE BTINCAR NA CAMA , MAS MANTENHO DISTÂNCIA DELA AGORA , CUIDADO , SE VC VIVE ASSIM ACENDA O SINAL DE ALERTA . NÃO FIQUE COM NARCISTA.

MEU PAI INCOMPARAVEL

O QUE VENHO CONTAR ACONTECEU HA 5 ANOS, MEU NOME É JULIANA TENHO 23 ANOS, ALTA 1.79 POREM MAGRA, PESO 60 KG, SOU BRANCA DE CABELOS CASTANHOS CLARO, SOMOS EM QUATROS IRMÃOS, JUVENAL27 ANOS, JUSSARA 25 ANOS, E O JAIME COM 21 ANOS, FUI CRIADA POR MEUS AVÓS MATERNOS DESDE OS MEUS CINCO ANOS NUMA CIDADE GRANDE DO INTERIOR ALAGOANO, MEUS PAIS MORAM NUMA CIDADE TURISTICA DO LITORAL PROXIMO A MACEIÓ QUANDO CHEGAVA AS FERIAS EU IA FICAR COM MEUS PAIS E IRMÃOS, POIS BEM TUDO COMESSOU A MUDAR A MINHA VIDA NO FINAL DO ANO DE 2009, MEUS PAIS SEMPRE FORAM MUIITO LIBERAIS, NO CONVIVIO FAMILIAR, FALAVAM ABERTAMENTE SOBRE TODOS OS ASSUNTOS INCLUSIVE SEXO, NAQUELE ANO AO VIR PARA CASA ENCONTREI MEU IRMÃO MAIS NOVO O JAIME OCUPANDO MEU QUARTO COM A NAMORADA, JUVENAL TINHE RECEBIDO UNS AMIGOS DA CAPITAL,QUE FICARAM COM ELE EM SEU QUARTO JUSSARA TINHA CONVIDADO DUAS AMIGAS DA FACULDADE, A CASA ESTAVA LOTADA, ENTÃO RESTAVA O QUARTO DOS MEUS PAIS, O CLIMA LA EM CASA NÃO ESTAVA MUITO BOM, MINHA MÃE TINHA DESCOBERTO DE QUE PAPAI ESTAVA ATRAINDO, ELA,, ENTÃO RESOLVEU IR PASSAR UNS DIAS NA CASA DOS SEUS PAIS DANDO A DESCULPA DE QUE QUERIA IR FICAR COM SEUS NAQUELE FINAL DE SEMANA, , ENTÃO PEDI A PAPAI PARA FICAR EM SEU QUARTO, ELE ACEITOU, O GRANDE NUMERO DE PESSOAS LA EM CASA DEIXO TUDO EM PALVOROÇO, MENOS PAPAI QUE SABIA DA SITUAÇÃO INCOMODA POR MAMÃE NÃO ESTA EM CASA, , O PESSOAL SE DIVERTIA A BEBIDA ROLAVA SOLTA, ENTÃO PAPAI RESOLVEU SE JUNTAR AO GRUPO, RESOLVI IR VISITAR UMAS AMIGAS, FIQUEI ATE TARDE COM ELAS, SO ENTÃO VOLTEI PARA CASA, O PESSOAL TINHA SAÍDO , A CASA ESTAVA CALMA, ENTÃO FUI PARA O QUARTO TOMAR BANHO E ME PREPARAR PARA DORMI, PAPAI JA ESTAVA DORMINDO, PELO VISTO TINHA BEBIDO TODAS, USAVA UM PIJAMA DE SEDA PRETO COM AS PERNAS FOLGADA, NUNCA TINHA REPARADO PARA MEU PAI COM CURIOSIDADE, MAIS ENQUANTO EU ABRIA ME MALA PARA PEGAR UMA ROUPA PARA DORMI E CALÇINHA, PEGUEI UM CONJUNTINHO DE ALGODÃO BLUSA E SHORTINHO, AO ME VIRAR PARA IR AO BANHEIRO MEU OLHAR DIRIGIU-SE PARA O MEIO DA PERNAS ABERTAS DE MEU PAI, SEU PAU ESTAVA APARECENDO PELA PELA DO SEU PIJAMA, PARECIA ESTA DURO, POIS ELEVAVA SEU CALÇÃO , PAREI PARA OBSERVAR MELHOR, NUNCA TINHA VISTO PAPAI DAQUELE JEITO, PELA EXTENSÃO DO VOLUME QUE SEU PAU FAZIA FIQUEI ADMIRADA COM SEU TAMANHO, EU NÃO ERA NENHUM,A ESTRANHA, MAIS NUNCA TINHA VISTO PAU TÃO PROXIMO DE MIM, ENTEI NO BANHEIRO DEIXANDO A PORTA ENTRE ABERTA, NÃO QUERIA FAZER BARULHO FECHANDO-A, ENTREI NO BOXE DE VIDRO TRANSPARENTE, COMESSEI A TOMAR MEU BANHO A AGUA QUENTE ESTAVA DELICIOSA, RESOLVI LAVAR O CABELO, POIS NO DIA SEGUINTE EU IRIA A PRAIA COM MINHA AMIGAS NÃO QUERIA LAVA-LO DE MANHÃ, PASSEI O CHAMPOO QUE GEROU BASTANTE ESPUMA, ESTAVA ENCHAGUANDO O CABELO QUANDO A PORTA SE ABRE E PAPAI ENTRA PARA URINAR, AO ME VÊ NO BANHO FALA, DESCULPA FILHA NÃO SABIA QUE VOCE ESTAVA AQUI, TENTEI COBRIR MEUS SEIOS E A VAGINA COM AS MÃOS, ELE QUE DEVIA ESTA ESTOURANDO PARA URINAR NÃO SE FEZ DE ROGADO, ABAIXOU O SHORT DO PIJAMA E DEIXOU A MOSTRA UM CACETE DESCOMUNHAL, TENTEI NÃO OLHAR, MAIS ERA IMPOSSIVEL ME CONTER, ELE FICOU UM TEMPÃO URINANDO, PARECIA QUE TINHA UM TANQUE DAGUA EM SUA BARRIGA PARA TANTA URINA, AO TERMINAR DEU UMA BALANÇADA EM SEU CACETE SEM SE PREOCUPAR COMIGO QUE ESTAVA AINDA DENTRO DO BOX, COMO EU TINHA UMA SEXUAL BEM ATIVA, POIS JA TINHA FICADO COM UNS TRES CARINHAS, FIQUEI ABISMADA COM O TAMANHO DO SEU PAU, MESMO MOLE, ELE SAIU DO BANHEIRO ME DEIXANDO ATORMENTADA PELA VISÃO DO SEU PAU, TERMINEI O BANHO, COLOQUEI MINHA ROUPINHA DE DORMI, PAPAI ME OLHOU COMENTANDO, JULIANA VOCE ESTA MUITO SEXY, PRECISO CONTRATAR UNS SEGURANÇAS PARA LHE PROTEJER, FALEI PARA COM ISSO PAI, NÃO SOU NADA DISSO, O SR. É QUE NÃO TEM OLHADO PARA MIM, DAR MAIS ATENÇÃO PARA JUSSARA, HUM ESTA COM CIUMES DE SUA IRMÃ, NÃO ESTOU, BRINCADEIRA, PEDI PARA LIGAR A TV, POIS ESTAVA SEM SONO, O BANHO QUENTE TINHA ME DESPERTADO, LIGUEI E FICAMOS VENDO UM FILME QUE TINHA UM CASAL NUMA PRAIA NA MAIOR AGARRAÇÃO, ENTÃO ELE ME FALOU, ONDE QUER QUE SEJA, HOMEN E MULHER ESTÃO SEMPRE SE AGARRANDO, FALEI É MESMO, POR ISSO O SR. NÃO PERDE TEMPO NÉ, MAMÃE NÃO ESTA NADA BOA CONTIGO, DEVIA IR AMANHÃ BUSCA-LA E SE DESCULPAR COM ELA, ENTÃO ELE ME FALA, NÃO FIZ NADA DE ERRADO, APENAS CONVIDEI MINHA SECRETARIA PARA IR ALMOÇAR, POIS ERA O ANIVERSARIO DELA, SO QUIS SER CORDIAL COM ELA, ENTÃO VIERAM CONTAR A SUA MÃE DE QUE ESTAMOS NAMORANDO, MAIS NÃO É NADA DISSO, LHE FALEI PAI, SUA FAMA DE MULHERENGO É ANTIGA, QUAM VAI ACREDITAR DE QUE É APENAS UMA BOA AÇÃO SUA, ELE SORRIU, FALANDO DEIXA PRA LÁ, DEPOIS ME ACERTO COM SUA MÃE, DE CERTA FORMA É ATE BOM ELA TER IDO PRA CASA DE SEUS AVÓS, POIS SO ASSIM ,E SOBRA TEMPO PARA LHE DAR MAIS ATENÇÃO, JA QUE VOCE FICA FORA A MAIOR PARTE DO ANO, , HOJE POR EXEMPLO VOU PODER FICAR JUNTINHO DE VOCE LHE ABRAÇAR E BEIJAR COM FAZIA ANTES, SO NÃO SEI SE AGORA QUE VOCE CRESCEU IRÁ QUERER MEUS ABRAÇOS,, HO PAI FALEI, SEREI SEMPRE SUA MENININHA, SABE GOSTO MUITO DE SEUS ABRAÇOS, ATE SINTO FALTA, ELE SEGUROU MINHA MÃO APERTANDO, PERCEBI QUE SUA MÃO ESTAVA QUENTE E SUADA, ENTÃO LHE FALEI, LIGA O AR PAI, VOCE ESTA SUANDO A MÃO, ELE PEGOU O CONTROLE E LIGOU, PERCEBI QUE O INDICADOR DE TEMPERATURADO SPRING MARCAVA 18 GRAUS, CONTINUAMOS CONVERSANDO, COM O PASSAR DO TEMPO O AMBIENTE FOI ESFRIANDO, ENTÃO PUXEI O EDREDOM QUE FORRAVA A CAMA E ME COBRI, ME ENCOSTEI EM PAPAI COLOCANDO MINHA CABEÇA EM SEU PEITO, ELE ME ABRAÇOU, DEIXANDOSUA MÃO SOBRE OMBRO ESQUERDO, ,FUI SENTINDO O SONO CHEGAR, E FIQUEI ABRAÇADA A ELE, FAZIA TEMPO QUE EU NÃO TINHA ESTE TIPO DE CONTATO COM PAPAI, ME VIREI PARA A ESQUERDA, POIS ADORO DORMI NA POSIÇÃO FETAL, PAPAI RETIROU O BRAÇO DO MEU OMBRO, NÃO DEMOREI A ADORMECER, ENTÃO COMESSEI A SONHAR COM MEU EX NAMORADO O ALEX, NO SONHO ESTAVAMOS EM SUA CASA EM SEU QUARTO, ELE ESTAVA PELADO ME FUDENDO POR TRAZ, ENTÃO EU FICAVA EMPURRANDO MINHA BUNDA PARA TRAZ, PEDINDO PARA ELE EMPURRAR SEU PAU INTEIRO EM MINHA BUCETA, SO QUE NA VERDADE EU ESTAVA ERA ENCOSTANDO MINHA BUNDA EM PAPAI QUE APROVEITOU PARA SE APROVEITAR DO MEU SONHO, NÃO DEMOREI MUITO PARA DESPERTAR DO MEU SONHO, COM PAPAI ME ABRAÇANDO E ACARICIANDO MEUS PEITOS, QUANDO DESPERTEI SENTI QUE ALGO DURO E GRANDE ESTAVA ENTRE MINHAS COXAS, AINDA EM ESTADO SONOLENTO LEVEI A MÃO PARA O MEIO DE MINHA COXAS, AI TOQUEI NA CABEÇA DO CACETE DE MEU PAI, QUE DESPONTAVA SOBRE MEU SHORTINHO, ENTÃO PERCEBI DE QUE MEU SONHO ERA NA VERDADE, MEU PAI SE ESFREGANDO EM MIM, ELE CONTINUAVA ALIZANDO MEUS PEITOS, PEGUEI SUA MÃO PARA RETIRAR DOS MEUS PEITOS, ENTÃO ELE ME FALOU JUNTO A MINHA ORELHA, QUASE SUSSURRANDO DEIXA, SO MAIS UM POUQUINHO, SEU HALITO QUENTE ME EXCITOU, FIQUEI COLADINHA A ELE, APROVEITEI PARA SEGURAR NOVAMENTE EM SEU CACETE QUE ATRAVESSAVA MINHAS COXAS, DEIXANDO UNS 15CM ACIMA DA MINHA BUCETA, MINHA MÃO NÃO CONSEGUIA TOCAR OS DEDOS EM VOLTA DE SEU CACETE DE TÃO GROSSO QUE ERA, DE REPENTE LEMBREI DE MAMÃE, EU NÃO PODIA DEIXAR ISSO ACONTECER, SE ELA VIESSE A SABER, NUNCA MAIS IRIA OLHAR EM MIM, ENTÃO FALEI PAI, PARA ISSO NÃO E CERTO, SOU SUA FILHA, PRECISEI DE FORÇAS PARA ESTAS PALAVRAS, POIS NA VERDADE EU ESTAVA ADORANDO SEGURAR EM SEU CACETE E SENTIR SEU CORPO COLADO AO MEU, ELE ENTÃO ME FALA, SEI QUE VOCE NÃO QUER QUE EU PARE, PIS A POUCO TEMPO VOCE PEDIA PARA UM TAL DE ALEX ENFIAR O CACETE EM SUA BUCETA, ENTÃO NÃO PUDE RESISTIR DE ENCOSTAR MEU PAU EM VOCE, VOCE GOSTOU TANTOU QUE LEVANTOU A PERNA E PRENDEU MEU CACETE ENTRE AS COXAS, VEJA QUE VOCE CONTINUA SEGURANDO EM MEU CACETE, CAÍ NA REAL, CONTINUAVA APERTANDO SEU PAU DE ENCONTRO A MINHA BUCETA, FALEI MAIS PAI, O QUE VAI PENSAR MAMÃE SOBRE NÓS, ELE ME FALA, SE VOCE NÃO CONTAR NINGUEM VAI SABER, ENTÃO CONCORDEI, TRANCA A PORTA DO QUARTO NÃO QUERO SER SURPRENDIDA POR NINGUEM, ELE SE LEVANTOU FOI FECHAR A PORTA, QUANDO RETORNOU SEU CACETE ESTAVA APONTADO PARA MIM, EU NUNCA TINHA VISTO NADA IGUAL, TINHA O TAMANHO DO MEU ANTE BRAÇO, ME SENTEI A CAMA, PARA SEGURAR NAQUELE PAUZÃO, DAVA MEDO, PASSEI A MÃO DE CABEÇONA ATE SEU SACO, PRECISEI SEGURAR COM AS DUAS MÃOS NA BASE DO SEU CACETE, PARA MEUS DEDOS S
E JUNTAREM, , ELE PERCEBEU MINHA ADMIRAÇÃO, ENTÃO FALOU, NÃO SE PREOCUPE, SEI QUE SOU AVANTAJADO, SO LHE DAREI O QUE VOCE PEDIR, ENTÃO TOMEI MAIS CORAGEM, SUA PALAVRAS ME TRAQUILIZARAM, LEVEI SEU CACETE A MINHA BOCA, ABOCANHEI A CABEÇONA, , ELE TREMEU COM O CONTATO DO SEU PAU EM MINHA BOCA, FIQUEI FRECCIONANDO CACETE, MAIS MUITO NÃO ENTRAVA EM MINHA DEVIDO A SUA GROSSURA, ELE PEDIU PARA SE DEITAR NA CAMA, POIS SUA PERNAS ESTAVA TREMULAS, TIREI SEU PAU DA BOCA, , ELE FOI SE DEITANDO A CAMA, APROVEITEI PARA TIRAR A BLUSA E SHORT FICANDO SOMENTE DE CALÇINHA, ELE AO ME VÊ COM OS PEITINHOS AMOSTRA FICOU COMO QUE HIPINOTIZADO, NÃO PISCAVA OLHANDO PARA MIM, LHE SORRI, PERGUNTEI GOSTOU PAIZINHO, NOSSA ISSO É DEMAIS PARA MIM, COMO POSSO TER UMA FILHA TÃO LINDA E NUNCA TER LHE OBSERVADO, QUE MULHERÃO É VOCE QUERIDA, ME SENTI UMA DEUSA DIANTE DEUS ELOGIOS, MESMO SENDO MEU PAI, EU NÃO PODERIA IGNORAR AQUELE HOMEM, COM UM CACETE DESCOMUNHAL PRONTO PARA ME FODER, ENTÃO SUBI A CAMA, INDO SE SENTAR A ALTURA DOS SEUS JOELHOS SEGUREI FIRME EM SEU CACETE, E COMESSEI A PUNHETAR, MINHAS MÃO SUBIAM E DESCIAM, MAIS EU SENTIA DE QUE PRECISAVA ALGO PARA LUBRIFICAR TAMANHA FERRAMENTA, POIS MINHA MÃO LEVAVA TODA PELE DO SEU CACETÃO, PRESA A PALMA DA MÃO, ENTÃO ELE FALA, QUERIDA AI NA COMADA TEM LUBRIFICANTE, PEGUE, SAI DE CIMA DELE E FUI PEGAR O LUBRIFICANTE, VOLTEI PARA A CAMA, DERRAMEI UMA UMA BOA QUANTIDADE NA CABEÇA DO SEU CACETE QUE ESCORREU PELO CACETE, , VOLTEI A PUBHETA-LO AGORA MINHA MÃO DESLIZAVA EM TODO SEU CACETE, ELE GEMIA E RESPIRAVA FORTE, PERCEBI DE QUE ELE ESTAVA PRESTES A GOZARENTÃO ELE PEDIU PARA EU PARAR, PERGUNTEI SE NÃO ESTAVA GOSTANDO, ELE DISSE QUE EU IA FAZER ELE GOZAR, E NÃO QUERIA GOZAR AGORA, IA PRIMEIRO ME DAR PRAZER DEPOIS ENFIAR SEU CACETE EM MIM, SAI DE CIMA DELE, ME DEITEI, ELE SE LEVANTOU SEU CACETE CONTINUAVA EM RISTE, SE COLOCOU NO MEIO DE MINHAS PERNAS, AFASTOU MINHAS COXAS E CAIU DE BOCA EM MINHA BUCETA SOBRE A CALÇINHA, ME MORDEU DEI UM GRITINHO, AIIIII, MORDE MAIS, , MAIS, ELE OBEDECEU, AI AFASTOU A CALÇINHA PARA O LADO, E LAMBEU A BUCETA, SUA LINGUA ERA GRANDE, FICOU TENTANTO ENFIAR-LA NA BUCETINHA, QUE DE TANTO DESEJO JA ESTAVA TODA MOLHADA, PEDI PAI TIRA MINHA CALÇINHA, ELA VAI FICAR ENCHARCADA, ME MOLHO MUITO, ELE SEGUROU NA LATERAL DA CALÇINHA E FOI PUXANDO, SUSPENDI A BUNDA PARA FACILITAR, AO TIRAR A CALÇINHA ELE SE ADMIROU COM O TAMANHO DOS MEUS PELOS, ENROSCOU NO DEDO E COMENTOU, NÃO VAI A APRAIA OU PISCINA, COM ESTE TAMANHO VAI FICAR SAINDO PELAS LATERAIS DO BIQUINI, APENAS LHE DEI UM SORRISO, ELE VOLTOU A LAMBER MINHA BUCETA, ERGUI OS QUADRIS PARA FACILITAR , ELE ENTÃO COLOCOU O DEDÃO NA ENTRADA DA BUCETA, , FOI ENFIANDO DE LEVE, GEMI HANNNNHANNN, FAZ MAIS PAI, ELE ENFIOU MAIS AINDA, TOPANDO OS OUTROS DEDOS EM MINHA BUCETA, ERGUI AS PERNAS, FIQUEI EM POSIÇÃO DO CHAMADO GALETO ASSADO, ELE TIROU O DEDÃO COLOCOU AGORA TRES DEDOS, NA ENTRADA DA BUCETA, LHE FALEI CUIDADO COM ESTES DEDOS, SENÃO VAI ME RASGAR, ELE ME FITOU E FALOU, PRECISO CONFERIR ESTA BUCETINHA QUERIDA, DITO ISSO FOI ENFIANDO OS TRES DEDOS EM MINHA BUCETA, GRITEI AI PAI, VAI COM CALMA, ELE CONTINUOU, QUANDO ENTRARAM POR INTEIRO ELE FEZ UM MOVIMENTO NA MÃO RODANDO OS DEDOS, AI SIM, ME SENTI TOTALMENTE PREENCHIDA SEUS DEDOS GROSSOS ESTAVAM ME ALARGANDO, COMESSOU A MOVIMENTAR A MÃO, INDO E VINDO, ERA COMO SE FOSSE UM CACETÃO ENTRANDO E SAINDO, COM A OUTRA MÃO ELE SEGURAVA O CACETÃO SE MASTURBANDO, FALEI PAIZINHA, ME COME, ME COME, DEIXA EU SENTIR SEU PAUZÃO, VEM, VEM, ELE ME OLHOU COM EXPRESSÃO SERIA E DISSE, VOCE ME QUER, QUERO SIM PAI, QUERO ESTE PAUZÃO DENTRO DE MIM ME RASGANDO, VEM,VEM, ELE FOI RETIRANDO OS DEDOS DE DENTRO DA BUCETA, SAIRAM MELADOS QUE BRILHAVA, , SEGUROU SEU CACETÃO E APONTOU PARA A MINHA BUCETA, DEU UMAS PINCELADAS PASSANDO PELA ENTRADA DA BUCETA, , BAIXEI MINHAS PERNAS, FICANDO COM OS JOELHOS DOBRADOS, ENTÃO ENCAIXOU A CABEÇONA DO SEU CACETÃO NA ENTRADA DA MINHA BUCETINHA E FEZ PRESSÃO, SENTI OS OS LABIOS DA VAGINA DAR PASSAGEM PARA O MEU INVASOR GIGANTE, ELE COLOCAR AS MÃOS EM MINHA COXAS E ME PUXOU EM SUA DIREÇÃO, A CABEÇONA ABRIU CAMINHO. GRITEI AI PAIZINHO TA ENTRANDO VAI DEVARINHO, SEJA PACIENTE, SOU UMA MULHER RELATIVANTE GRANDE COM MEU 1.79CM MAIS SOU MAGRINHA, BEM FRANZINA, NÃO TENHO CAIXA CORPORAL PARA ENCAIXAR TAMANHO CACETÃO, ELE FOI ARRIANDO SEU CORPO E SEU CACETÃO FOI ENTRANDO, ENTRANDO, ATE QUE COMESSEI A SENTIR DOR INTERNAMENTE, ENTÃO LHE PAI, AI TA BOM, TO SENTIDO DOER, ELE COMESSOU A SE MOVER DEVAGARINHO, EU QUE PENSAVA DE QUE IA TER DIFICULDADE DE AGASALHAR SEU CACETÃO, ESTAVA AGUENTANDO BEM ELE SEGUROU EM MEU ROSTO PARA ME BEIJAR, SUA LINGUA FOI ADENTRANDO A MINHA BOCA, FICOU MOVENDO COMO SE DESEJASSE SE ENRROSCAR A MINHA, ME ABRAÇEI A ELE, SUSPENDI MINHA PERNAS CRUZANDO EM SEU QUADRIL, PEDIENFIAR MAIS, SO POUQUINHO, ENFIA, VAI, VAI, ELE DEU UMA SOCADA MAIS FORTE, SENTI A BUCETA FICAR TOTALMENTE ALARGADA, ERA MUITO CACETE PARA UM CORPO MAGRINHO, CREVEI AS UNHAS EM SUAS COSTAS, ELE SE DESCONTROLOU, AI COMESSOU A BOMBAR FORTE, SEU TINHA ENTRADO O MAXIMO, FICAVA TOCANDO O COLO DO MEU UTERO, DE DOR PASSOU A SENTIR PRAZER, NÃO ME PREOCUVA MAIS, O QUANTO ELE IA ENFIAR DO SEU ACETÃO EM MIM, ENTÃO COMESSEI A REBOLAR, DAVA CONTRAÇÕES NA BUCETA SO PARA PRENDER SEU CACETE, , COMESSEI A SENTIR OS PRIMEIROS ESPASMOS DO GOZO, GRITAVA AAIIIIIIIIIII, UUIIIIIIIIIIIIIIIIIII, AAIIIIIIIIIIIIIIIIII, UUIIIIIIIIIIIIIIII, MEU CAVALINHO, COME SUA FILHINHA, ACABA COMIGO, MAIS, MAIS, AAIIIIIIIII, UUIIIIIIII, SEU CACETÃO NÃO IA MAIS, TINHA ATINGIDO O MAXIMO QUE MINHA BUCETINHA CONSEGUIA AGASALHAR, PEDIA ENFIA PAI, ENFIA PAI, QUERO GOZAR COM SEU CACETÃO, BOTA, BOTA TUDO, UUIIIIIIIIIII, UUUIIIIIIIIIIII, ENTÃO FUI GOZANDO AGARRADA A ELE, PRENDENDO COM MINHA PERNAS, ELE FALOU QUASE GRITANDO, VOU GOZAR, UIIII VOU GOZAR, ENTÃO FOI TIRANDO AQUELE CACETÃO DE DENTRO DE MIM, EU PEDIA PARA GOZAR DENTRO, GOZA EM MIM, ME ENCHE DE PORRA, MAIS RETIROU, COMESSOU A DAR GOLFADAS DE PORRAS QUE PARECIA UM CAVALO PELA QUANTIDADE, MINHA BARRIGA E PEITOS FORAM BANHADOS, FIQUEI ESPALHANDO PELO CORPO, PARA NÃO SUJAR A COBERTA DA CAMA, ELE SE DEITOU A MEU LADO, SEU CORAÇÃO BATIA TÃO FORTE QUE DAVA PARA OUVIR , FICAMOS DE MÃOS DADAS, COTROLANDO NOSSAS RESPIRAÇÕES, ATE QUE ELE SE VIROU PARA MIM, ME BEIJOU COM TANTA TERNURA QUE MAIS PARECIA UM ADOLESCENTE, DEPOIS UM TEMPO COM NOSSA BOCAS COLADAS, ELE SE AFASTOU DE MIM E FALOU NÃO QUERO SABER FOI SEU PRIMEIRO HOMEM, QUERO LHE DIZER QUE UM CARA DE SORTE, POIS NUNCA TINHA FUDIDO COM UMA MULHER TÃO GOSTOSA E CORAJOSA, SABIA QUE A MAIORIA DAS MULHERES ME RECUSAM AO VER MEU CACETE, QUASE QUE MEU CASAMENTO ACABA NOS PRIMEIROS MESES, SUA MÃE TINHA PAVOR QUANDO EU QUERIA TREPAR COM ELE, ENTÃO LHE DISSE, ENTÃO ERA POR ISSO QUE ELA GRITAVA TANTO, EU OUVIA OS GRITOS DELA QUANDO ERA PEQUENA, ACHO QUE ELA TINHA UMA BOA RASÃO PARA TANTOS GRITOS, AINDA ESTOU ABISMADA DE TER AGUENTADO ELE QUASE TODO, ELE DEU UM SORRISO E FALOU, PELO VISTO VOCE GOSTOU, SE GOSTEI, FOI A MELHOR FODA QUE JA DEI, ONDE SERÁ QUE VOU ARRANJAR UM NAMORADO QUE LHE SUBISTITUA, DEMOS UM RISADA BEM SONORA, ENTÃO OUVIMOS QUE ALGUEM ESTAVA ABRINDO O PORTÃO DA GARAGEM, ERA O PESSOAL CHEGANDO, OLHEI PARA O DIGITAL DO AR, MARCAVA 3.42 DA MANHÃ, QUE BOM ELES TEREM DEMORADO ASSIM PUDE APROVEITAR MINHA PRIMEIRA NOITE COM PAPAI, ….. SEI QUE VAMOS NOS ENCONTRAR AQUI NOVAMENTE, BEIJOS A TODOS

Eu, minha esposa e Edna

Mais uma deliciosa aventura sexual, desta vez eu (Marco), minha mulher Fernanda e Edna. Edna uma morena de 1,70 de altura de pura gostosura e uns 52 quilos de muito tesão, novinha 24 anos, mas muito tarada. A maneira que nos conhecemos foi bem diferente, pelo menos para nós. Edna entrou em contato comigo logo após ler meu conto neste site. Depois de muita correspondência por e-mail, telefones e trocarmos fotos, eu e Fernanda resolvemos ira a São Paulo conhece-la e tentar realizarmos nossas fantasias. No primeiro encontro foi rápido, saímos nos três e jantamos, mas Edna estava um pouco insegura, na realidade nós também, é normal, nunca havíamos conhecido ninguém pela internet, marcamos um novo encontro, eu e Fernanda hospedamos em São Paulo por um final de semana, chegamos na sexta e marcamos com Edna na sábado, logo pela manhã, ela já estava mais solta, mais confiante, eu confesso que não estava agüentado mais de vontade de agarra-la, beija-la e comer aquela morena linda. Minha Fernanda um loira também de 1,70 de altura, cabelos longos e 64 quilos, um rabo de deixar qualquer um excitado. Fernanda também estava querendo muito transar com Edna. Para Edna seria experiência nova, ela queria sentir como era uma mulher e transar com um casal. Espero que já tenham entendido mais ou menos como foi que chegamos até o dia D, porque eu já estou de pau duro para relatar tudo que nós três fizemos. Vamos lá! Naquela sábado pela manhã Edna chegou ao hotel e foi ao nosso quarto, eu atendi, Fernanda estava no chuveiro, logo que abri a porta Edna estava com um sorriso delicioso, vestida apenas com uma calça jeans, do jeito que eu gosto, uma camiseta leve para realçar sua forma, percebi que os seios já estavam duros e tesos, aqueles bicos me chamando, peguei em seu mão e nos abraçamos, pude sentir seu corpo quente, conversamos um pouco e disse a ela que já não estava agüentando mais de vontade de te-la pra mim, ela me abraçou e me beijou, ela sentou-se na beira da cama e eu agachei, fiquei entre as pernas dela e abracei sua cintura, começamos com os beijos, lambias seus lábios, acariciava suas costas, ela queria muito também a Fernanda, eu fui por trás dela e fiz uma massagem, abaixei sua camiseta, estava sem sutiã, acariciei seus peitos, meu peito pressionando suas costas e minhas mãos apertando seus peitos, ela inclinou a cabeça para trás e mordia minha orelha, Fernanda apareceu somente de toalha e disse: Achei que vcs já estariam trepando, Edna sorriu e disse que estávamos esperando por vc (Fernanda). Fernanda estendeu as mãos e puxou Edna, tirando aquela delicia de mim. As duas se abraçaram e Fernanda muito safada beijou Edna no rosto e depois passou os dedos nos lábios de Edna, olhou pra mim e disse que logo, logo iríamos gozar muito. Fernanda ainda olhou para Edna e perguntou se ela queria beijar sua boca agora e começar a sentir outra mulher, Edna nem respondeu e bem devagar as duas encostaram os lábios e começaram um delicioso beijo, eu fiquei louco com a cena, Edna com a camiseta abaixada e Fernanda nua, tirei meu pau para fora e comecei a bater uma punheta, fiz menção de participar e Fernanda não deixou, dizendo que ela era primeiro dela e que não seria ali no hotel. Vocês podem imaginar minha situação? Bom, me contive, Edna sorriu safadamente e beijou meu rosto, dizendo baixinho calma, vc vai me comer muito… Saímos do hotel e passeamos por São Paulo, conversamos muito e parecíamos que já nos conhecíamos a anos, e tinha apenas uns 6 meses que conhecemos Edna, ela é muito doce, linda e gostosa, almoçamos, fizemos compras, fomos ao hotel e a noite sairíamos para jantar, e o melhor, o motel… Edna antes do jantar quis ir até sua casa e se preparar, nos encontramos no restaurante, jantamos, tomamos vinho e eu percebia Fernanda e Edna esfregando as pernas, fomos direto para o motel. Chegando lá, Fernanda se jogou na cama e chamou Edna para deitar-se, elas começaram a beijar-se, e acariciar os seios, as coxas, a buceta. Eu tentei entra na festa mas Fernanda não deixou, Fernanda fez questão de tirar as roupas de Edna, tirou tudo e bem devagar, com aquele olhar de puta, eu já estava pelada e acariciando meu pau, Fernanda tb tirou a roupa agachou na beira da cama, puxou Edna e abriu bem as pernas dela, e começou a chupar o grelo duro, que visão, Edna de pernas abertas se contorcendo de tesão, com a cabeça jogada pra trás e Fernanda com aquele rabo quase de quatro me chamando, ela começou a atolar um dedo, depois dois na xana de Edna, que segurou a mão de Fernanda e pressionava mais ainda para dentro da buceta, Fernanda lambia e metia os dedos, Edna parecia que ficaria louca, eu me aproximei e comecei a beijar Edna, que meteu a língua dentro de minha boca e segurou meu pau, acariciando com aquela mão quente e macia, fiquei de pé pra Edna me chupar, enquanto Fernanda chupava a buceta de Edna, ela abocanhou meu pau, cuspia nele e acariciava com as mãos, depois bem devagar abria a boca e ia engolindo tudo, só encostando os lábios, fechava a boca com meu pau dentro dela e tirava chupando e deixando bem molhado, eu já estava quase gozando só com aquele olhar de safada de Edna, a timidez dela já tinha se transformado em safadeza e tesão, Edna se jogou na cama e jogando as pernas para trás, para Fernanda chupar melhor sua buceta e seu rabinho, Fernanda lambeu aquele cuzinho feito uma cadela e começou a meter o dedo, olhava para Edna e falava que íamos comer e fuder bem gostoso aquela bunda, e que maravilha de bunda. Elas fizeram um 69 e eu comecei a ajudar a minha mulher (Fernanda) a chupar e penetrar Edna, metia minha língua na buceta de Edna e beijava Fernanda, as duas se contorciam e ficariam assim até gozarem, não demorou muito e Edna e Fernanda gozaram gostoso, eu lambi uma de cada vez para sentir aquele tesão. Eu esperei um pouco as duas recuperarem e deu meu pau para elas chuparem, Edna ficou de frente para mim e Fernanda segurando meu para Edna chupar com gosto, as duas se beijavam e revezavam em meu pau, Fernanda olhou para mim e pediu que queria me ver fodendo Edna com força. Edna se levantou e foi para mesa, inclinou-se e meteu os dedos na xana, olhou e me chamou para fode-la, abaixei e mamei aquele grelo duro, esfreguei por toda coxa, bunda e fui subindo bem devagar pelas costas, segurei meu pau e forcei na buceta de Edna, bem devagar, batia com ele na bunda e esfregava na xana, Fernanda ficou agachada lambendo Edna e meu pau, Fernanda segurou meu pau e colocou esfregou no grelo de Edna, comecei a forçar, a penetrar e a sentir aquela buceta quente, mete todo meu pau e Edna começou a rebolar feito uma vadia, jogou a mão para trás e acariciava seu cu, Fernanda molhou bem o rabo de Edna e começou a meter um dedo no cuzinho de Edna, eu já começava a dar estocadas, ela gemia e pedia mais, segurei bem forte e cintura de Edna e soquei meu pau com toda força, apertei a bunda de Edna contra meu corpo e deixei meu pau pulsando dentro daquele morena gostosa, fogosa e quente, Fernanda quis ficar sentada na mesa para Edna chupar a buceta dela, eu pegando Edna por trás de pé e vendo ela chupar a xana de minha mulher, eu quase gozei, tirei meu pau e fui acariciar Fernanda, aproveitei aquelas pernas abertas e meti com força, sem gozar, Fernanda deitou-se na mesa, meio sem jeito e pediu para foder o cu dela, em lambuzei aquele rabo com a ajuda de Edna e meti, fui abrindo bem devagar até meu pau todo entrar naquele rabo, já comi muitas vezes o cuzinho de Fernanda e foi fácil a penetração, Edna lambia a xana de Fernanda, os peitos, beijava, depois de muitas estocas em Fernanda, peguei Edna e a levei para cama, virei aquela morena e coloquei ela de quatro, meti meu pau da xana dela e comecei a molhar o cuzinho dela com o liquido quente que saia da xana dela, Fernanda ficou na frente dela de pernas abertas, lubrifiquei bem aquele rabo e comecei a apertar meu pau naquele cu, bem devagar, ela foi cedendo e engolindo meu pau, ela gemia, apertava as pernas de Fernanda e pedia para ser fodida com vontade, meu entrou eu sentia o ra
binho dela latejando, ela abriu bem a bunda e gritava: me fode! Me fode! Gostoso. Segurei a cintura dela e comecei a dar estocadas, comecei a revezar, ora metia no buceta melada de Edna, ora no seu rabo apertado, Fernanda segurava os peitos de Edna e me beijava, dizendo para eu liberar a porra para elas… eu já estava louco para gozar, tirei meu pau de dentro do cuzinho de Edna e dei para Fernanda chupar, gozei forte na cara de Fernanda e Edna virou-se rapidamente e abocanhou meu pau gozado, ainda deu uma jorrada bem gostosa na boca de Edna, elas se beijaram e me chuparam até meu pau ficar limpo e me beijarem… que delicia! Tem mais, muito mas, conto depois ou quem sabe Edna ou Fernanda contem o que mais aconteu….

SACIANDO OS BANCARIOS

OI PESSOAL. AQUI ESTOU EU DE NOVO PARA CONTAR O QUE ACONTECEU COMIGO ESSE FIM DE ANO. MORO NO INTERIOR DE RONDONIA. JA ESCREVI OUTRO CONTO, COMO ESSE REAL. UM DIA DESSES ME ADICIONOU NO MSN UM CARA ESTRANHO, QUE TINHA LIDO MEU CONTO E QUERIA ME CONHECER.ELE DISSE QUE VIRIA A RONDONIA NO FIM DE ANO, E QUE QUERIA ME VER. EU TOPEI, PASSEI MEU FONE PRA ELE, E SEMANA PASSADA ELE ME LIGOU, DIZENDO QUE JA TINHA CHEGADO, E QUERIA MARCAR LOGO PARA NOS ENCONTRAR. MAS ELE DISSE QUE TINHA UM AMIGO DELE QUE ESTAVA E QUERIA PARTICIPAR TAMBEM. EU TOPEI E CLARO! QUANDO CHEGOU O DIA, FUI ATE O LOCAL MARCADO, ONDE SO ESTAVA O QUE TINHA FALADO COMIGO. PERGUNTEI PELO AMIGO DELE E ELE DISSE QUE TINHA IDO RESOLVER UMAS COISAS. DEVIDO A DEMORA, RESOLVEMOS IR PARA O HOTEL. MAS O QUE EU NAO SABIA E QUE NAO TINHA PROBLEMA COM O OUTRO. SO QUE TINHA MAIS DOIS, TOTALIZANDO 4 HOMENS SO PRA MIM.ASSIM QUE ENTRAMOS ELE TRANCOU A PORTA E TIROU AS CHAVES. LOGO ESTAVA CERCADO POR AQUELES CARAS, TODOS BANCARIOS, MAS BEM SAFADOS. LOGO ESTAVAM ME ALISANDO TODO O CORPO, NAO DEMOROU MUITO E EU JA ESTAVA TAMBEM PASSANDO A MAO NELES TAMBEM. UM DELES MANDOU EU ABAIXAR E CHUPAR ELES, O QUE ATENDI RAPIDO, UMA SENSAÇAO TAO BOA QUE… EU DOMINADO POR 4 HOMENS, TIREI MINHA ROUPA E UM DELES ME MANDOU FICAR DE 4 QUE ELE IA ME COMER. ELE COLOCOU DE UMA VEZ SO. QUASE MORRI DE DOR, MAS ADOREI; E ASSIM EU FIQUEI ATE ELES ME COMEREM, DEPOIS MUDEI E UM FICOU DEITADO E EU SENTEI NA VARA DELE, 18 CM E ENTROU TUDO, QUE COISA BOA, 18 CM NO CU E CHUPANDO MAIS TRES ROLA. TEVE UMA HORA QUE ELES TENTARAM COLOCAR AS TRES NA MINHA BOCA, MAS NAO DEU COUBE SO DUAS.DEPOIS DE UMAS DUAS HORAS UM DELES MANDOU EU CHUPAR A PICA DELE DE NOVO, MAS DESSA VEZ ELE SEGUROU PRA GOZAR.FOI MUITO BOM, PORQUE O PAU DELE ESTAVA ENCOSTANDO NA MINHA GARGANTA DAI A PORRA PASSOU QUASE DIRETO, MINHA BOCA JA ESTAVA DOENDO DE TANTO CHUPAR AQUELAS VARAS ENORMES. ENQUANTO ELE GOZOU, UM OUTRO ME COMIA AINDA COM MUITA VONTADE. ELE ME AVISOU QUE IRIA GOZAR E MANDOU EU ME AJOELHAR NA FRENTE DELE E PEDIR PRA ELE GOZAR NA MINHA CARA. EU PEDI MAS ELE NAO ACHOU SUFICIENTE E MANDOU EU IMPLORAR. FIQUEI MEIO SEM GRAÇA MAS FIZ O QUE ELE MANDOU, FOI UM RIO DE PORRA NA MINHA CARA. OS OUTROS DOIS APROVEITARAM O EMBALO E GOZARAM TAMBEM. A ESSA ALTURA MINHA CARA JA ESTAVA TODA SUJA DE PORRA. DERAM OUTRA PASSADA PRA EU CHUPAR ELES DE NOVO, E AI VEM A PARTE QUE ME DA UM CERTO NOJO… QUANDO EU IA ME LEVANTANDO ELES MANDARAM EU FICAR DO JEITO QUE EU ESTAVA QUE NAO TINHA ACABADO AINDA. UM DELES ME MANDOU EI PARA O BANHEIRO DO HOTEL QUE LA SERIA MELHOR, EU SEM ENTENDER NADA FUI.LA DENTRO MANDARAM EU ME AJOELHAR DE NOVO AI UM MANDOU EU CHUPAR A VARA DELE DE NOVO, QUANDO ABRI A BOCA PRA CHUPAR, VEIO DOIS E ME SEGUROU AI ELE COMECOU A MIJAR NA MINHA CARA. COMO ERA QUENTE AQUELE MIJO. QUANDO VIRAM QUE NAO OFERECI RESISTENCIA OS DOIS ME SOLTARAM E SE JUNTARAM AO OUTRO QUE AINDA NAO TINHA URINADO E FIZERAM O MESMO, UM DE CADA LADO E EU COM A BOCA ABERTA QUE ELES TINHAM PEDIDO. FOI MUITO BOM MESMO. BOM E ISSO PESSOAL. ATE OUTRA HORA E SE ESTIVEREM VINDO AQUI PRA RONDONIA E QUISEREM SEXO E SO ME MANDAR UM E-MAIL TA BOM.

NOSSAS FANTASIAS

Minha mulher foi e é uma pessoa muito atraente em todos os sentidos ou seja: tanto é bonita, sexy, simpática e encantadora, desde quando namorávamos, já curtíamos uma tesão louca pelo outro, era puro tesão mesmo, quando íamos ao cinema de preferência em filme apimentados a tesão era tanta que ela sempre abaixava para chupar minha pica ou ficava batendo uma punheta para mim, era claro que outras pessoas viam aquilo e eu pelo tesão que estava nem me importava. Como ela é muito gostosa, e tem um corpinho fora de serie eu a incentivava a usar roupas bem sensuais, o que me deixava louco de tesão e era normal outra pessoa ficarem babando quando ela passava. Quando íamos a praia seu biquíni era sempre minúsculo, deixando transparecer sua buceta polpuda sobre o tecido, e seu olhar malicioso era algo estonteante, não excitávamos de procurar transar e isto era muitas vezes era percebido por outras pessoas e nós não estávamos nem ai, isto tudo foi criando em nós uma cumplicidade em relação ao sexo. Certa vez, numa noite de calor pedi para ela colocar um mini saia bem legal e saímos passear numa cidade vizinha a nossa onde era costume no sábado à noite as pessoas ficarem dando voltas pela praça e bares localizados próximos ao local, pedi para ela ir à minha frente alguns metros e o que ouvia era demais tais como: puxa que gata gostosa, que bundinha arrebitada, que tesão de garota, assobio então era muitos, daí íamos a um bar e ela sentava numa mesa sozinha (eu em outra de frente) e ela pedia uma cerveja e ficava jogando seu olhar, claro suas pernas estavam quase toda de fora, e até sua calcinha dava pra ver pois não tinha como esconder, ficava então sendo alvo de muitos rapazes que faziam de tudo para poder sentar com ela, chegavam a dar gorjeta para o garçom para levar recados, e após a coisa ficar um pouco seria era minha vez de sair e sentar com ela, dali saiamos de mãos dadas , deixando os outros pe da vida, mal entravamos no carro e já transávamos, pois ela estava sempre com a bucetinha toda melada de tesão. Certa vez fomos a um Shopping recente inaugurado e ela com uma mini saia, me vez melhor, foi ao banheiro e tirou a calcinha e pediu para ir comprar lanche, ao saber disto, enrolei no lanche o mais que pude, e quando voltei , percebi que tinha umas garotas novinhas de olho na sua buceta e elas chamava alguns garotos que logo olhava e saia, não entendendo aquilo segui um garoto e não deu outra, ele entrou no banheiro como doido e bateu uma punheta em segundos, tamanha era a tesão, voltei e a tirei dali porque eu também estava a mil, comi sua bundinha dentro de uma loja mesmo onde tinha uma local para experimentar roupas. Não tínhamos lugar em que eu não transava, até dentro de um ônibus de linha entre minha cidade e São Paulo, e é claro que algumas pessoas percebiam, pois a expressão dos rostos e mesmos os gemidos eram fatais. Numa sexta-feira de calor liguei para ela combinando de ir numa boate dançante no final da noite, e é claro já enchi seus pensamentos de sexo, quando lá fomos sentei numa mesinha canto, ela estava demais, com uma blusinha só tampando os seios (sem sutiã) e uma mini-saia curtinha porem de tecido leve e solto, pedi uma caipirinha e uma cerveja e já comecei a passar a mão em suas coxas por debaixo da mesa, como ela estava defronte para pista e para o pessoal, já começou a flertar e logo disse que tinha uns rapazes numa mesa que estavam grudados nela, para facilitar fui no banheiro e me demorei lá, quando voltei ela dançando com um sujeito no maior agarra garra, aquilo me deixou a mim, e percebi que em determinado tempo e carinha escorregou sua mão pela bundinha enfiando os dedos no reginho ela, antes mesmo da musica acabar ela saiu e foi ao banheiro, voltou rápido e continuou a dançar com o rapaz que dava par perceber que estava de pau duríssimo, ao acabar a musica ela voltou par minha mesa, e perguntei daquela saída e ela me disse que o rapaz pediu sua calcinha de lembrança, daí então enfiei minha mão na sua bucetinha e estava realmente sem calcinha e toda melada de tesão, ela deu sinal para o rapaz que chegou em nossa mesa e sentou ao lado dela (eu estava de frente) ela então ficou falando de outros assuntos, mas percebi que estava batendo uma punheta para o rapaz, que gozou na sua mão, aquilo foi demais, ela se levantou e foi lavar-se e eu fui para o carro, tão logo ela chegou transamos ali mesmo no carro aos gritos e gemidos. Em outra ocasião isto se repetiu só que em uma lanchonete bem movimentada, e ela foi para o carro dele e bebeu toda porra, quando voltou me contou e me fez beija-la para sentir aquele gosto especifico de porra. Claro que até então transar com outro (vias de fato) ela não tinha realizado. Eu sim, tive o prazer de em uma festa ela provocar uma garota (Claudia) e levar para nossa casa, onde transamos a três, onde eu estava com minha enterrada na buceta de Claudia e Claudia estava com a boca enterrada na buceta da minha princesa, variamos as posições e depois elas dividiram minha porra entre elas.Certa vez estava no trabalho e tínhamos marcado horário no dentista ( era um cirurgião bem moço e bonitão) e resolvemos encontrar direto lá, ela foi vestido com um espartilho branco, cheguei primeiro e quando ela chegou sentou em um outro sofá e logo levantou a admiração de outros clientes com suas pernas de fora sua roupa sexy, já fiquei a ponto de bala, quando chegou a sua vez ela entrou simplesmente para ver um dente e demorou a bessa, depois me contou que quando sentou na cadeira logo deixou as pernas abertas o suficiente para o dentista ver sua bucetinha através da calcinha transparente, e ele toda hora inventava de pegar algo para poder olhar, quando ele terminou ela disse que seus lábios estava um tanto adormecido pelo remédio e ele pediu para ela lavar com água corrente da torneira da pia, ali ela debruçou na pia e levantou a bundinha e foi quase que de imediato sentiu a pica dele entrando em suas coxas, ela então virou caiu de boca e lubrificou bem, fez com que ele deitasse na cadeira e disfarçadamente abriu um pouco a porta, daí eu vi ela fazer um 69 incrivel, a pica dele sumia em sua boca, enquanto a língua dele estava toda no seu cuzinho pois os dedos estavam enterrado na sua bucetinha, quando ele gozou ela bebeu todinho e deixou o pau dele sequinho, levantou e se ajeitou, daí ele me atendeu e deu para ver sua cara de satisfação, bem temos outras loucuras, se quiser pode entrar em contato conosco, e serão bem vindo de ambos o sexos, só não vale droga ou bebida.

Minha enteada.

Tenho 49 anos e moro com a esposa e a entrada de 28 anos. Uma loirinha magrinha e bonitinha, que irei chamar aqui de Mai.Em um belo sábado quando a pensava que estava sozinho em casa, ligue o not e comecei a ver uns vídeos mais quentes. Tirei minha bermuda e cueca. E comecei a me punhetar. Modesta parte um pau de 18 cm Branco, de cabeça vermelha, restinho e muito gostoso.De repente Mai volta para casa e entra em meu quarto e me pega de pau duro. Na hora pensei deu merda.Mai fica parada de boca aberta e com cara de assustada. Meu pau começa a muchar. Mai para meu espanto vem ao meu encontro senta na beira da cama e coloca a mão em meu pau e o começa a mamar. Que boca maravilhosa, quando ela sente que começo a pulsa. Tira toda a roupa e senta em meu pau, rebolando freneticamente. Seus lindo e duros seio em forma de pera ??, são meu alvo. Gozei feito louco dentro daquela buceta gulosa. Mai sai de cima de mim me dá um beijo quente e volta novamente a me mamar. Fico passando a mão em sua bundinha e levo meu dedo até.de cuzinho. E de imediato diz que nunca fez anal.Levantei e comecei a linguagem aquele cuzinho. Pincelei meu pau que estava todo babado de seu boquete e quando a cabeça passou parei um pouco e deixei acostumar. De imediato a safada começa a rebola e pedir para meter. Em pouco tempo pediu para gozar que não aguentava mais.Acabamos abraçados na cama por um bom tem. Ela se levanta e quando vou procurá-la a mesma já tinha saído.Nunca mais tivemos nada. Mais ainda sinto os seus olhares.

sonho de mansidão absoluta com a esposa

Sempre envio comentários nos contos de cornos ou de machos que dominam as esposas e quando reli meu comentário achei que ficou grabde e acabou ficando quase um conto e então resolvi postar aqui como um conto comentário ….        Mensagem Enviada em 26/11/2015 06:00:10 AM Título: delicia de contoMensagem: Boa tarde eu agradeço muito por ter me enviado outro conto de sua autoria eu sou violentamente faminto por contos como os seus de dominação com as esposas de cornos …adoro muito e muito mesmo em particuçar aqueles em que a esposa aos pouco vai deixando de gostar do marido e o dominador aos poucos vai fazendo a esposa não permitir mais ser sexo xom seu marido e aos poucos ficar tipo uns seis meses sem fazer nem nada no marido e depois com o tempo deixar de fazer sexo por um ano e mais e mais e mais ate que deixa pra sempre de fazer sexo com o marido e aos pouco ficando apaixonada pelo macho e desprezando o marido eu adoro assim…sou avido de contos assim em que a esposa va deixando de sentir tesao no marido e sempre aumentando o distanciamento mas nunca abandonando o marido sempre morando com o amigo marido eu adoro assim e sempre que leio os contos assim imagino sendo isso tudo com minha esposa …e tipo aos poucos ate a família meio desconfiando que o marido não tem mais nada com a esposa os filhos começando a perceber as poucos ..eu adoro queria que existisse uma sequencia de contos nesse sentido uma longa sequencia de 40 contos numa sequencia com o mesmo casal e queria que fosse os contos mencionados como se fosse com minha esposa e nossa família eu adoro assim contos assim…como queria uma sequencia assim mas são poucos as pessoas que sabem fazer contos maravilhosos assim ricos en detalhes que va aumentando o tesão a medida que vamos lendo e acredite a sequencia de contos deixa o corno leitor aflito e pois ate economizo as leituras dos contos que são em sequencia para não acabarem ……..é delicioso que o conto não chegue logo na foda em si mas que haja uma dominação sempre um namoro em que a esposa sempre prestigia o amante e despreza o marido corno e ainda mais quando a esposa ridiculariza aos poucos cada vez mais o marido para o amante ,,depois para as amigas e depois no trabalho e depois aos poucos os vizinhos desconfiando e ate no final da sequencia de 20-40-contos a humilhação e transformação é total e a esposa ja apenas vive com o corno mas como um amigo um colega e nem se tocam nem mais nada no final eu adoro isso adoro isso onde mostro fotos daminha esposa                                    

Mineirinha safada transa com o ex

Somos um casal do interior de São Paulo e temos um casal de filhos de 12 e 10 anos, meu nome é Marcos (35 anos) e o nome dela é Juliana e apesar de ter 34 anos continua linda de rosto e um corpinho de fazer inveja em muita garota nova, ela nasceu e foi criada numa cidade do interior de Minas até os 15 anos, quando sua família veio morar aqui, onde nos conhecemos e nos casamos.Conheci ela virgem e até pouco tempo atrás eu era o único homem com quem ela tinha transado, antes de me namorar só teve um namoradinho em Minas, o Edu, com deu uns amassos e o máximo que ele conseguiu dela foram umas duas punhetinhas.Depois de mais de 10 anos de casados, para sairmos da rotina, começamos a fantasiar situações enquanto trepávamos e a fantasia que mais dava tesão em nós dois, era dela trepando com outro.Um dia depois de treparmos, ela falou que estava com tesão de transar com outro homem, que de tanto, tinha se empolgado com a idéia, falei que também estava muito empolgado, que ela estava liberada para dar para quem ela quisesse e perguntei se já tinha alguém em vista, respondeu que não, mas só daria fora de casa com meu consentimento, sem traição.A partir desta conversa, ela passou a se vestir com roupas mais curtas e mais sexy, sempre me contava das cantadas que levava na rua, mas não tinha achado ninguém que a empolgasse, como a escolha era dela, eu a incentivava a continuar tentado. Em outubro ela me liga no escritório par dizer que o Edu, o ex namoradinho, estava na cidade fazendo inscrição em um concurso, pois ele tinha se formado em medicina e estava atrás de uma boa colocação, antes viajar para cá, pegou o nosso número do telefone com a tia dela lá de Minas e tinha ligado dizendo que gostaria de vê-la para bater papo, mas devido a um imprevisto tinha que voltar para casa hoje à noite, se teria como ela ir vê-lo lá no hotel depois das 19 horas, vou na aula de inglês e de lá vou passar no hotel para ver o Edu, eu disse que estava tudo bem.Cheguei em casa ela não estava, tomei um bom banho, fiz um lanche e estava assistindo o telejornal quando o telefone tocou, era ela, disse que estava do hall do hotel onde eles ficaram conversando, lembrando os velhos tempos e que acabou pintado um clima entre eles e ele tinha convidado para subirem para o quarto, se eu consentia, na hora levei um susto, senti medo, ciúmes, as pernas ficaram moles, mas respondi que ela estava liberada, só que não demorasse muito, para não voltar muito tarde para casa, pois já eram quase nove horas.Foi uma hora e meia de espera que pareceu um século, torcia para ela chegar logo em casa, imaginava o pau entrando nela, queria saber se tinha gozado no pau do outro, se tinha sido bom trepar fora de casa, meu cacete estava para explodir e todo carro que parava em frente de casa eu ia na porta ver se era ela chegando.Quando ela chegou, já estava no portão esperando, ela saiu do táxi meio assustada, com medo que eu fosse brigar, mas eu dei um abraço e um beijo nela e ela perguntou se não estava brigar com ela, disse que não e o mais importante era ela ter gostado, ela falou que não ia mentir, apesar de estar um pouco assustada, tinha sido ótimo, gozei duas vezes, vamos entrar que te conto tudo. Entramos, fechamos a casa, ela perguntou dos meninos, respondi que estavam no quarto jogando vídeo game,Fomos para nosso quarto, ai ela me abraçou me beijou e disse que eu a tinha deixado muito feliz por deixado ela transar com outro homem, falei que ela merecia pois sempre tinha sido uma boa e fiel companheira.Disse que estava muito cansada e pediu para ir tirando minha roupa dela enquanto me contava tudo, atendi prontamente e ela começou a contar.Assim que telefonei para você, voltei até ele e disse que estava tudo bem em casa que podíamos dar uma subidinha, mas tinha que voltar logo, começamos com os amassos dentro do elevador, entramos no quarto e fomos nos beijando e tirando a roupa um do outro e já chegamos na cama quase nus, tiramos o pouco de roupa que restava e ele com muito carinho me deitou na cama e veio por cima sempre me beijando e chupando meus seios, senti a cabeça da pica encostou e forçou a portinha da buceta, quase morri de tesão, abri mais as pernas para facilitar a penetração ele foi empurrando devagar até que enfiou na minha buceta, senti a que buceta estava mais apertada que o de costume, dando para perceber que a pica dele era mais grossa que a sua e começou o vai e vem gostoso, com tanto tesão não demorou muito para que eu começasse a gozar e ele aproveitando as minhas contrações gozou forte urrando e me enchendo com muita porra.Enquanto ela contava, fui tirando sua roupa, tirei sua blusa e o sutiã vi o seio com marcas de chupadas, tirei a saia e ela deitou na cama e falou para que eu tirasse a calcinha devagar e apreciasse bem o meu premio então pude ver a buceta toda inchada e com a boquinha arregaçada o cheiro da porra se espalhou pelo quarto, estava com os pentelhos todo melado e ainda pude ver porra escorrendo de dentro da xana, não resisti e comeceia a chupar limpando a porra com a lingua, ela foi contando o resto da história.Disse que descansaram um pouco e com a porra escorrendo pelas pernas, foram se lavar pois ela precisava voltar para casa e ele ia tinha que viajar, tomou uma ducha rápida e deixou ele se lavando no banheiro e saiu para pegar as roupas espalhadas pelo quarto, ele voltou, sentou na cama e pediu para sentar um pouco do seu lado, fazendo carinho no meu rosto ele disse que tinha esperado 18 anos para fode-la mas tinha valido a pena, que ela era muito gostosa, que sua buceta era muito quente e gostosa.Depois começou a me beijar e passar a mão nas minhas pernas, aproveitei e fiz carinho no seu pau que rapidinho ficou cacete duro apontando para cima e era um pouco mais grosso que o meu não, não resistiu e sentou em cima deixando só o saco de fora, depois de gozarem, ela se levantou rápido e sem se lavar se vestiu e veio embora, no táxi ainda sentiu que a porra estava escorrendo e ficou com medo do motorista perceber, não vendo a hora de chegar em casa. Ela não agüentou mais e gozou pela terceira vez, agora na minha boca, aproveitei e enfiei meu pau nela, que entrou na maior facilidade, pois, estava alargada e bem lubrificada pela porra que não parava de escorrer.Enquanto eu fodia e ela me falava, Fode esta buceta que o outro acabou de comer, Fode a buceta que gozou no pau do outro, Fode esta buceta que o outro encheu de porra, Fode esta safada que gozou duas vezes no pau do outro, não resisti muito tempo e gozei com ela me falando, Goza meu amor mistura as porras dentro desta bucetinha safada.Ela me disse que tinha adorado trepar com ele, que ele é muito gostoso, que tem um cacete lindo, que ficava em pezinho apontando para cima, e como era grosso preenchendo a buceta deixando ela toda esticadinha, sem machucar.Senti um pouco de ciúme, mas se ela me acalmou dizendo que ele só servia para sexo, nada mais e que é a mim que ela ama.Depois de quinze dias ele voltou para prestar as provas e voltamos a repetir a dose, agora com mais calma, sem sustos, ele ficou em terceiro no concurso para duas vagas, mas já estamos planejando passar as férias em Minas, enquanto isto ficamos curtindo as lembranças e como a Juliana mesmo diz se aparecer alguém interessante, e for bom para nós dois, porque não trepar.                                

a empregadinha porca mas foi gostoso

esse relato aconteceu na minha casa a uns 2anos atras,trabalhava na minha casa uma empregada cujo o nome era jo ela era feia mas eu sempre tive a vontade de pegar as calcinhas das empregadas e bater uma punheta louca quando foi um dia cheguei em casa n tinha ninguem estava so fui ate o quarto dela e abri o guarda roupa dela tinha pouca riupa pq ela n dormia la quando abri vi uma calcinha vermelha e uma branca fui logo pegando elas estavam com um cheiro delicioso aiiii quando pegei dei tambem uma lambidinha gostosa foi ai que começei a bater uma punheta louca tirei toda a roupa e botei umacalcinha dela e cheirando e lambendo a outra e punhetando[pra deixar claro sou hetero]quando estava perto de gozar ela chegou e me pegou na quela cena louca ela ficou dando risada e disse que discomfiava mas n falou nada ate agora e disse que ia falar pra minha mae eu pedi que nao ai ela pensou e disse que tinha uma fantasia e que se eu arealizace que ela ia ficar quieta

vou conseguir

Nossa imaginemos que nos saimos sem rumo para um passeio de repente vejo uma ruasinha muito deserta no meio da estrada resolvo parar,nisso voce ja esta com as mãos dentro da minha bermuda acariciando de leve meu pau q esta super duro e voce fala q não ve a hora de coloca-lo dentro de ti, q ja esta com sua xoxota latejando de tesão pegando fogo e super molhada,nisso lembro-me da estrada e pergunto se estaria louca de vontade de trepar comigo naquela hora,com resposta tira meu pau para fora e começa a me chupar feito louca aponto de me fazer quase gozar em sua boca   mas tiro sua cabeça pois quero gozar dentro de vc,volto entro nessa rua pacata andamos um pouco e vejo uma construçao abandonadaentro com o carro na garagem e ali começamos a curtir noso tesão te jogo no banco de tras abaixo seu vestidinho floridoa acricia sua xoxota bem de leve e vejo que realmente ela esta ensopadinha ,baixo sua calcinha minuscola e começo a saborear sua xana q esta cheirosa com sabor de mulher e e digo adoro uma bocetinha bem depilada e vc diz sempre q vc quizer,nisso começo a te lamber deliciosamente, separando com cuidado seua pequenos labios e introduzo meu dedinho dentro dela, e vc m,e diz não faz assim q vc me mata e te digo goza assim bem rapido em minha boca vai, continuando a te acariciar passo o dedinho em volta do seu cuzinho que parece piscar nesse momento tento introduzilo e vc pede para assim não,mas adoro um cuzinho e continua a tentar até q com os liguidos de sua xana escorrem até ele e seu cuzinho fica bem lubrificado nisso meu dedinho entra com facilidade e vc me diz agora faz bem gostoso vai, começo a chuparsuaxaninha de novo, a fazer um vai e vem bem gostoso com meu dedo,e começa a pedir pra ir mais rapido e goza novamente em minha boca,nossaa q loucura estou namão agora,nisso vc me joga no banco deitado sobe em cima de mim e bem gostoso senta no meu pau, mas q bocetinha deliciosa, agasalhou bem apertadinha em meu pau assim começa a rebolar com ele todinho dentro de ti,vou a loucura de novo e vai subindo bem devagar e descendo rapido e só aumentando a velocidade dizendo q estava fodendo meu pau com sua bocetinha quasde gozei a segurei vc com meu pau atolado em vc e começamos a nos beijar e sugar seus petinhos de teem, falei que queria gozar com vc juntinho e te virei de costar no banco coloquei suas pernasno meus ombros e começei a movimentar novamentete socando bem gostoso vc dizendo pra te arregaçar,nisso com os corpos suados meu pau escorregae quando tento coloca-lo na sua bocetinhavc me pede pra te anrabar,vou a loucura,pois vc me diss que era virgem ali e q iria me dar sua cuzinho,erá um sonho q estava se realizando, fazendo amor com vc e irando seu cabaço anal,seria demais,mas enfim, comecei a forçar e começou a entrar,meio dificil mas entrou gostoso,devagar fui aummentando a velocidade e vc gemendo dizendo q tava delicioso q era muito bom e gostoso quando estava prestes a gozar vc me fala q tambem iria gozar,pois seu tesão louco, q iria gozarcom meu pau atolado em seu cuzinho,aiai e gozamos os dois juntinhos e nos beijamos demoradamente ,,,,,,,,

Uns drinks a mais

Aconteceu lá em casa numa noite dessas. Minha melhor amiga tinha brigado com o namorado. Antes havíamos passado num supermercado e comprado uma garrafa de whisky. Ela é simplesmente maravilhosa, uma boca fenomenal, seios grandes e uma bundinha que dá vontade de se ajoelhar e rezar. Apesar do jeitinho de menina (16 anos recém-feitos e aparelho), às vezes, quando conversávamos, eu tinha às vezes a impressão de que ela tinha bem mais experiência do que eu. Tenho 24 anos, já passei por alguns relacionamentos longos e sérios, e tenho até alguma experiência na cama .Seja como for, estávamos lá em casa, com ela lendo uns contos de sacanagem no computador, meio bêbada e fula da vida por causa do namorado. Eu, apesar de morrer de tesão por ela, me segurava, afinal, ela é minha amiga, e não seria justo nem comigo nem com ela se qualquer coisa acontecesse, ainda mais no meu quarto, sem ninguém em casa. Acontece que, depois dela tomar um banho, veio vestida com uma camiseta minha e um shortinho, simplesmente um espetáculo… Tava difícil de se segurar, ainda mais quando ela veio e se sentou no meu colo, me abraçando… Quando dei por mim a gente estava parado, se olhando. Começamos a nos beijar (e que boca…); lá pelas tantas, abri as perninhas dela e a deixei sentada em cima de mim, com as perninhas abertas, sentindo aqueles seios maravilhosos se recostando no meu corpo. Não agüentei, a peguei no colo e a joguei na cama, comigo por cima dela. Comecei a beija-la na boca, descendo pro pescoço, e ela tirou a camiseta. Não acreditei no que via; um par de seios enormes, com o bico rosa rosa, louco para ser lambido. Desci pelo pescoço e cheguei até os seios, acariciando com a língua, enquanto roçava a ponta dos dedos em sua pele macia. De vez em quando olhava nos olhos dela e confesso que batia um certo peso na consciência, minha melhor amiga, menor de idade, bêbada e sabia, além do mais, que eu estava sendo meio usado por causa de sua briga com o namorado. Mas, o que eu poderia fazer? Quando dei por mim, eu já estava colocando a camisinha com ela de quatro, chupando meu pinto… Eu estava muito excitado e ela doidinha pra dar… Ela chupou um pouco, me deitou embaixo dela e pude sentir aquela bocetinha apertadinha por dentro… M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O! Estranhei quando ela me dava uns tapas no rosto, falando que era tara dela, o que podia fazer?.. Acabei pedindo mais… Se fosse este o custo, eu pagava (só que os arranhões que ela me deu ainda estão com casquinha)… Depois de um tempo ela virou pra mim e perguntou “Você nunca fez anal, não é?!”… não acreditei quando a vi de quatro, e eu enfiando naquele cuzinho lindo, com ela gemendo falando “enfia fundo, come meu cuzinho”… loucura, loucura, loucura! Só de me lembrar já fico de pinto duro… Seja como for, fique lá, por trás dela, com ela colocando a minha mão na bocetinha dela, pra tocar uma enquanto ia papando aquele rabozinho lindo… Lá pelas tantas, a deitei pra cima, e comecei a passar a língua na bocetinha e no cu… maravilhoso, já lambi algumas/uns, mas nada comparado com aquilo… devo ter ficado uma meia hora, só lambendo aquela coisinha linda e rosada (segundo ela, “fechadinha”, mas não achei tão fechada assim… rs), até ela gozar na minha boca… Imagina só, uma menina linda gemendo feito uma cadela, gozando na tua boca… 16 aninhos, mas uma das melhores comidas que já dei… Meu conselho é que vocês usem um lubrificante, tipo KY… Depois que ela tinha gozado, me pediu que gozasse, mas não deu conta, já que estava doída… Acabei na mão mesmo, dela, claro… Será que algum dia, em vez de ir pro banheiro, voi poder gozar no cuzinho, ou naqueles seios maravilhosos?.. Se isso algum dia rolar, prometo que escrevo para contar como foi…Ela disse que, apesar de estar meio ardida (camisinha sem lubrificante dá nisso), tinha valido a pena. Somos grandes amigos até hoje, acho até que isso fez com que ficássemos mais próximos, mais cúmplices… Não escondo a vontade lá dentro de que uma noite como essa se repita algum dia mas, seja como for, tanto eu quanto ela temos a cabeça no lugar e sabemos separar as coisas – além disso, ela voltou naquela manhã mesmo para o namorado… Mas que de vez em quando me pego pensando nela (isso porque omiti os detalhes, e esses, meu amigo, só eu e meu banheiro conhecemos…), te confesso que fica complicado se deitar de bruços… ai ai… hehehehehe…

A COMADRE E A IRMÃ DELA ME FODEM EM CASA

EU MACHUQUEI A PERNA A UNS DIAS ATRÁS , A COMADRE VANIA E A IRMÃ DELA SE OFERECERAM A VIR DAR UMA LIMPADA NA CASA PRA MIM , EU FALEI QUE NÃO , POIS NÃO GOSTARIA DE INCOMODAR ELAS ,A COMADRE É BRANQUINHA , 1,68 M , UNS 70 KG , 45 ANOS , A IRMÃ DELA A RÔ TEM 1, 67M , 47 ANOS , 60 KG , BRANCA , AS DUAS USAM ÓCULOS , MINHA COMADRE É PEITUDA PRA CARALHO , GORDINHA , BOM NÃO TEVE JEITO A COMADRE VEIO DA FAZENDA , NA VDD A FAZENDA É A UNS 10 KM DA MINHA CASA , NA SEGUNDA FEIRA , A COMADRE VEIO DE VESTIDO ACIMA DOS JOELHOS , O RABAO LINDO , OS PEITÕES , A MERADE PRA FORA NO DECOTE , ELA CHEGOU TODA CHEIROSA MESMO TOMADA BANHO , TODA SORRIDENTE , ME DEU UM ABRAÇO , NOSSA INTIMIDADE JÁ É NORMAL FALEI NOSSA COMADRE VC ESTA MUITO DELICIOSA , ELA RIU , ME DEU UM SELINHO E FALOU PRO COMPADRE FICAR BEM .KKKK , PUXEI ELA PRA MIM E DEI UM BEIJO NA BOCA TIREI UM PEITÃO DELA PRA FORA E MAMEI O BICO ROSA , ELA ACARICIANDO MEU CABELO , EU COM A PERNA ENGESSADA , MAS MESMO ASSIM SENTADO PEDI PRA COMADRE FICAR EM PÉ DE COSTAS PRA MIM , ERGUI O VESTIDINHO DELA E BEIJEI O RABAO DELA A BUNDA GRANDE E BRANQUINHA , LAMBI O REGUINHO DELA , CARALHO LAMBI O CUZINHO POR CIMA DO FIO ATOLADO , ELA DAVA UMA CURVADINHA PRA FRENTE PRA ABRIR MAIS O RABINHO , SAFADA QUERIA A LINGUA MAIS NO CUZINHO , FDP SE VIROU TIROU A CALCINHA , COLOCOU UMA PERNA EM CIMA DO SOFÁ , A BUCETA NA MINHA CARA , ELA DEU 3 TAPAS NA BUCETA E FALOU TODA SUA COMPADRE , SENTI O CHEIRO DA BUCETA , NÃO RESISTI E COMECEI A LAMBER A COMADRE POR BAIXO , LIMPEI COM A LINGUA TODA A VERILHA DELA , LAMBI O CUZINHO DELA , A BUCETA , SUGUEI O GRELO ROSA ELA BOMBAVA MINHA BOCA SEGURANDO EMINHA CABEÇA , A COMADRE GEMENDO NA MINHA LINGUA , FDP GOZOU NA MINHA BOCA , A COMADRE É UMA VACA MESMO ME ENCHEU A BOCA EU TOMEI TUDO , ELA TIROU MEU SHORT E CUECA , MAMOU PAU , MAMOU BOLAS , EU QUERIA COMER A BUCETA E O CUZINHO DELA A FDP ,SUGAVA MINHA VARA , EU FALANDO , COMADRE ASSIM EU GOZO , EU QUERO COMER , ELA NÃO SOLTOU A VARA , EU NÃO AGUENTEI E GOZEI NA BOCA DELA , ELA ENGOLIU TUDO E ME DEU UM BEIJO , LIMPOU MINHA CASA FOI EMBORA , FIQUEI LOUCO PRA FODER ELA AS 15 HS , MAS ELA FALOU AGORA NÃO DA COMPADRE , MAS SEXTA FEIRA VEIO A RÔ , BRANQUINHA , ESSA NÃO USA VESTIDO SÓ CALÇA MESMO , A RÔ TEM PEITINHO E O RABO MÉDIO AVANTAJADO , ÓCULOS , MEIO MALUQUINHA MESMO , ENTROU , ME DEU UM ABRAÇO E FALOU O XXXX , ONDE TROCO DE ROUPA , FALEI NESTE QUARTO , ELA ENTROU E SAIU DE SHORTINHO FOLGADINHO , AS COXAS MÉDIAS , BRANCAS , OS PEITINHOS DUROS DENTRO DA CAMISETA , ESSA NUNCA CASOU , SOLTEIRA E FODE MUITO POUCO , EU DE MULETAS MESMO DEI UM ABRAÇO POR TRÁS , BEIJEI A NUCA DELA ELA SE ABRIU TODA , SE VIROU ME DEU UNS BEIJOS DELICIOSOS , FUI INDO PRO WUARTO COM ELA , CAIMOS NA MINHA CAMA , TIREI A CAMISETA E O SHORT DELA , PORRA ARRANQUEI A CALCINHA , FIQUEI PELADO , O PAU BABANDO , BEIJEI , MAMEI OS PEITINHOS BRANCOS , LAMBI A BARRIGUINHA , FUI NA BUCETINHA E LAMBI TUDO POR BAIXO , VERILHA , CUZINHO E BUCETA , CHUPEI O GRELO A BIXINHA GOZOU NA MINHA LINGUA , COMO TODO JOMEM ADORA EU TOMEI O LEITE DA RÔ , CARALHO ELA ME PUXOU ME EMPURROU NA CAMA E ME MAMOU PAU E BOLAS , PORRA , A FDP , SENTOU NO MEU PAU , UM SOBE E DESCE FRENÉTICO , PRENSAVA AS BOLAS COM A BUNDA SENTANDO , ELA SENTAVA E ACARICIAVA AS MINHAS BOLAS , LOUCURA , EU OUVI , VOU GOOOOOOOZAAARRR , E LAMBUSOU MEU CACETE , EU SOLTEI MEU LEITE DENTRO DA BUCETINHA BRANQUINHA DA IRMA DA COMADRE , MUITO GOSTOSO COMEÇAR O DIA ASSIM , HJ É SEGUNDA A COMADRE VEM AMANHÃ ESTOU LOUCO DE TESÃO QUERO TOMAR O LEITE DELA , OLHA OS PEITOS DELAS.

o viadinho sobrinho da minha mulher me seduziu

sou casado a 10 anos com uma morena deliciosa e um dia veio um sobrinho dela passar uns dias em minha casa pois ele iria fazer um curso e ela deixou ele ficar em nossa casa ,ele era branquinho com 19 anos cabelo lizinho e com uma bunda bem carnuda , dizia que era pegador no interior onde morava mas usava uns calçoes estranho muitos curto e muito colado realçando sempre a bunda ,so que de uns dias p ca começei a notar ele me olhar diferente e puxava assuntos comigo sobre sexo como era sexo com as mulheres de salvador e sempre dava um jeito de olhar p meu pau que sempre quando estou em casa nao uso cuecas . um dia eu estava com um tesao do caralho e minha mulher estava mestruada e um porre como toda mulher que fica nestes dias , e eu doido para fuder mas nao tinha como , ai dormir na seca do caralho e acordei cedo como eu estava folgando levei ela no trabalho e voltei p casa e fiquei so com um calçao de dormir na sala vendo tv e o sobrinho dela acordou e veio ate a sala com um shorts bem pequeno que ele usava p dormir e perguntou pela tia eu respondi que ja estava no trabalho e ele quis saber se poderia ver tv comigo e olhou bem para meu pau so balançei a cabeça afirmando ,ele deitou no outro sofa de bruços com a bunda apareçendo e disfarçava e olhava p mim e pro meu pau e toda hora se mexia e dava um jeito de empinar a bunda sempre se espreguiçando ,eu ja estava suando e meu pau parecia que iria estourar de tesao , me levantei e fui no banheiro tomar um banho ,quando ele ouviu o barulho do chuveiro ele veio e perguntou se poderia mijar respondi que sim ,ele entrou mijou e ficou na porta puxando assunto comigo e eu ja estava de pau duro e tentava esconder e ele tentando ver a qualquer custo , o fdp disse que iria mijar de novo e arriou o shorts ate o joelho e ficou de frente p vaso sem fazer nada so ali me mostrando aquela bunda gostosa que ja estava me deixando louco , meu pau chegar babar na hora , e ele olhou p mim e p meu pau e disse nossa que pauzao babao e este tio e chegou mas perto e perguntou posso pegar nao respondi nada ele veio e segurou e passou a mao na baba que escorria e levou a mao na boca e lambeu os dedos me olhando nos olhos e disse qro mas se abaixou e começou a lamber a cabeça do meu pau e lamber toda babar que saia eu so gemia com as linguadas do fdp , teve uma hora que ele começou a sugar so a cabeça e me olhar que chupada gostosa do caralho eu falei ele sorriu com o canto da boca e começou a sugar forte meu pau que ja pulsava em sua boca ,segurei em seu cabelo começei a fuder sua boca com se fosse uma buceta e ele se engasgava mas nao largava o pau e sugava mas forte e dizia vai tio leita a boca da sua putinha leita quando eu estava perto de goza tirei meu pau de sua boca e puxei ele para dentro do box empurrei ele na parede de costas para mim e começei a morder seu pescoço e ele esfregava a bunda em meu pau, coloquei meu pau na porta do cu do putinho e empurrei de vez entrou todo de uma vez ele deu um grito forte sentir meu pau entrar rasgando 19cm todo enfiado ,ficamos imoveis sem mexer um musculo so nossas respiraçao estava forte e meu pau pulsava e o cu do safado piscava , ficamos assim por um tempo ,meu pau pulsando e o cu dele piscando o tesao ficou mas forte ele começou a jogar abunda tras e mexer gemendo com meu pau pulsando no cuzao gostoso dele segurei em sua cintura e começei a fuder forte e ele ainda jogava a bunda p traz contra meu pau o fdp comecou a gemer aaaiiii ttiooo fode a sua putinha que vou gozar com este pauzao no cu caralho aaiiiii que delicia ai fode   vou gozar e começou a gozar mordendo meu pau com a quele cu deliçiossoooo e disse me beija gostoso que estou gozando espetado neste pauzaoo aiiiiiiii aaaaaiiiii puxei o rosto dele e dei um beijo de lingua do caralho e começei a gozar tbm   com aquele cu mordendo meu cacete começei a xingar o puto , ai caralho vaiii sua puta gostosa vai fode essa picona seu viado safado do caralho que delicia de cu sua vagabunda gostosa aaahhhhh porra gozamos feitos dos animais e ficamos parados nos beijando , depois tomamos banho ele ainda me chupou e fomos dormir eu comia o fdp quase todo dia ele se vestia com as roupas de minha mulher e me acordava me chupando quando eu estava de folga; minha mulher estava ate descofiada que eu estava com mulher na rua e comentava com ele kkkk sem saber que minha putinha era seu sobrinho , valeu galera quem quiser falar comigo sou de salvador valeu fui espero que gostem .                                

Frentista Tarado

Sempre fui um voyer assumido, e minha maior tara, sempre foi calcinhas femininas. Quantas vezes, ao passar em frente uma casa aberta, costumo discretamente olhar os varais das casas, a procura de deliciosas peças íntimas, para depois em casa, me acabar em homéricas punhetas. Tive a sorte e a felicidade, de a dois anos arrumar um serviço, que me deu condições plenas de realizar esse meu lado, o emprego de frentista, no posto mais movimentado da cidade. Ali, quando chegava os carros, principalmente com mulheres, eu corria atender, e era muito prestativo e solícito com elas, pedindo sempre para olhar a frente dos carros, ou lavar os pára-brisas. Assim, vi as mais diversas calcinhas, das mais variadas cores. Tornei-me perito em peças íntimas, a ponto de perceber até mesmo, quando uma mulher estava menstruada. Um dia, lembro-me que chegou um Golf preto, com uma senhora de uma loira dentro. Quando vi, meu coração disparou, e fiquei doido para vê-la de perto, então, corri para atendê-la. Quando ela abaixou o vidro, percebi que estava com uma mini-saia azul escura, e um top. branco, mas o que eu mais queria, era sem dúvidas, ver sua calcinha, assim, armei uma estratégia. Perguntei se queria que olhasse a frente do carro, e ela educadamente respondeu que não precisava, para não dar bandeira, não insisti. Quando terminei de abastecer, disse a ela que os pneus precisavam ser calibrados, pois estavam baixos. Ela um pouco assustada perguntou se tinha problema de andar assim. Eu esperto, comecei a colocar medo nela, até que a convenci que era melhor calibrar. Ela então foi até o calibrador, que ficava um pouco afastado do posto, próximo ao lavador, e ali me esperou, com os vidros fechados. Eu calibrei primeiro os pneus traseiros, e quando chegou a vez de calibrar os da frente, bati no vidro, e pedi que ela os abaixasse, ao que ela prontamente me atendeu. Quase desmaiei quando vi aquelas pernas roliças e com pequenos pelos dourados. Apliquei-lhe uma grande mentira, pois disse que os pneus de trás tinha perdido os bicos que os fecham (era eu mesmo que os havia tirados), e pedi que ela fosse verificar. Ela abriu a porta bem devagar, e eu me posicionei bem a frente para ver sua calcinha. Quando ela desceu, teve que abrir as pernas para sair, e foi a deixa, para ver aquela delícia de lingerie branca, finíssima e de renda. Olhei atentamente e vi algumas marcas do delicioso pentelho. Fiquei extremamente tarado, com o pau duro na hora. Ela percebeu a sacanagem e resolveu entrar no jogo, foi até os pneus traseiros, comigo logo atrás, olhando suas lindas pernas, que loucura. Ela perguntou se havia algum problema de andar assim, pois estava indo viajar para Campinas, e segundo ela, sozinha, sem nenhum homem, e suspirou: Como faz falta um homem. Perguntei se ela era solteira, e ela me disse, que havia saído de um casamento fracassado alguns meses atrás e estava só. Eu lhe respondi que se fosse depois das 14h, hora que eu deixo o serviço, eu iria junto com ela. Ela apenas sorriu e agradeceu. Entrou no carro novamente, e ficou com as pernas semi-abertas preenchendo o cheque. Da posição que eu estava, podia ver um pouco da sua branca calcinha. Eu estava extasiado. Quando terminou de preencher, ela virou o cheque, e marcou o número de seu telefone, e me disse que qualquer problema era só ligar, e disfarçou com um sorriso bem sacana. Fechou a porta, arrumou o cinto, e quando ela ia sair, eu disse: Boa viagem. Ela respondeu com um olhar bem sacana: Seria boa se você fosse junto, e saiu, lançado um beijo pelo retrovisor. Foi difícil trabalhar com aquela visão na cabeça o dia todo. Fiz o que pude. Quando cheguei em casa, liguei imediatamente para sua casa, e uma voz doce e sensual me atendeu na secretária eletrônica, dizendo que não podia atender, e eu podia deixar recado ou se quisesse, ligar num número de telefone celular, o que eu fiz quase que automaticamente. Ela atendeu, e quando me identifiquei, ela falou quase que implorando: Oi amor, por que você não está aqui, estou com tantas saudades?. Conversamos quase que meia hora, e falei-lhe da sua calcinha branca, que não saia de minha cabeça, ela disse: Você precisa ver as outras que tenho. Marcamos um encontro para o dia seguinte a noite, com ela indo me pegar na rodoviária. Ela chegou com quase meia hora de atraso, me deixando na maior ansiedade. Quando chegou porém, não acreditei no que vi. Aquela loira monumental numa microsaia preta, e uma miniblusa vermelha. Quando entrei no carro, ela me abraçou e quando se curvou para me dar um beijo, pude ver sua calcinha preta com detalhes de oncinha amarela. Fiquei sem fôlego. Quando achava que íamos para um motel, ela me surpreendeu dizendo que ia me levar para sua casa, para conhecer sua coleção de calcinhas. Passei a tarde mais feliz de minha vida, mas essa história fica para outro dia. Se alguma mulher leu e gostou é só escrever para meu e-mail. Adoro casais, cujos maridos são voyer.

de comedor a puta de traficante 10

bom foi levado pra cela onde foi amarrado numa especie de cavalete onde teve os braços amarrados sem condiçoes de me mexer nisso eles passam alguma coisa na minha bunda que depoi fiquei sabendo que era liquido de cachorra no cio nisso eles soltam o cachorro e sairam da cela notei que nas patas dianteira dele tinha uma especie de luva nisso ele começa a cheirar minha bunda e tb passar a lingua confesso que gostei de lingua que me arrepiei todo notei tb que estava sendo fimado nisso o cachorro ficou com sua pica pra fora subiu em mim e colocou td pra dentro e começou a bombar escutei o pessoal dissendo que o cachorro não perdoa uma cadela ainda mais uma dessas nisso percebi que o pau do cachorro foi ficando cada vez mais grosso nisso ele travou e encheu meu cu de porra mas não saia mais pq formou tipo uma bola dentro do meu cu ele forçava a saida mas mão tinha como pensei que ia me rasgar ficamos assim por uns vinte minutoas ate que ele conseguiu sair quando ele saiu vieram e me desamarraram pensei que tinha acabado mas ai veio a fernandão de pau duro e diga de passagem que pau veio me dizendo chupa o pau do seu dono cadela tive que chupar ele ate ele gozar e encher minha boca de porra e engolir e limpar seu pau nisso ele mandou sair como cadela até o banheiro e se limpar me arrumar que iriamos embora hoje mesmo pra minha nova casa quis perguntar onde era e ele só disse que logo saberia e que eu iria gostar .            fui tomar banho e quando sai tinha na uma roupa que era uma calçinha e sutia vermelho e um vestido transparente que deixava a mostra as marcas de biquini e tb uma colar que mais parecia uma coleira com a letra F uma bolsa feminina   fiz maquiagem e foi ate ele que por cinco anos seria meu dono.          entramos em um carro preto todo   unsulfilmado me colocou uma venda nos olhos andamos por uma hora e chegamos em um lugar desci do carro e ele só disse que eu iria passar tres dias ali e que eu tinha que fazer td que mandassem disse que quando o carro saisse poderia tirar a venda quando sairam tirei a venda levei um susto tinha uma bolsa na minha frente e era tipo acampamento de peoes de obra nisso sai um peão que deveria ser o chefe falando no telefone com o fernandão e quando me viu ele disse que tinha caprichado chegou até mim me olhou de baixo em cima me deu um tapa na bunda e mandou entrar que eu tinha muito serviço la dentro.    mas esse serviço fica pra proxima      

TENTATIVAS

Esperava Nancy para almoçarmos quando avistei Telma uma antiga amiga que quase detonou meu casamento, esperando sua namorada sentando a minha mesa quando a convidei tendo aquele sorriso lindo e radiante só para mim e conversando animadamente não conseguia desviar os olhos daqueles seios volumosos e firmes, alternando com seu rosto de princesa. Nancy não apareceu por isso quando a namorada de Telma chegou tive que insistir que permanecessem ali mesmo porque já havia dado a minha hora. Estranhei quando cheguei em casa e Nancy não estava só me dando conta pela manhã que seus pertences e roupas também não estavam. Dias depois resolvi voltar a viver indo trabalhar no outro lado da cidadeo indo morar na casa de meus pais em meu antigo quarto e nos momentos de lazer estava sempre acompanhado por Telma e namorada, postando fotos principalmente quando Telma beijava a namorada deixando bem claro que éramos somente amigos. Numa tarde voltei em meu apartamento para pegar uns documentos subindo junto com um playboy ficando surpreso quando o cara desceu no mesmo andar que eu que ficando para trás enquanto lia a correspondência vi quando ia bater em meu apto a porta se abriu com Nancy abraçando ele dando um beijo apaixonado em sua boca sem importar com os vizinhos passando porque usava uma blusinha que mais revelava seus seios do que cobria e um shortinho amarelo que mais parecia calcinha mostrando a silhueta da boceta moldada no fino tecido todo enfiado na bunda me chamando atenção um piercing na barriguinha chapada. Fiquei uma eternidade parado no corredor lembrando que já amei demais aquela mulher, quando entrei secando as lágrimas dos olhos ouvi os gemidos escandalosos de Nancy chamando o cara de amor avisando que ia gozar enquanto via suas roupas pelo chão. Na tarde daquele mesmo dia, tive que desligar o celular devido a insistência de Nancy, a noite quando cheguei em casa não pude evitar ela que conversava com minha mãe que ficou aliviada a me ver chegar e não querendo conversar com ela ali resolvi sair porque sabia que não desistiria disso. Estava no carro pensando para onde ir quando Nancy me beijou e segurando meu cacete por cima da calça mandou parar o carro senão esmagaria ele é estacionando, veio para cima de mim sentando no meu colo de frente para mim abrindo minha calça demonstrando grande habilidade e levantando a saia que foi parar na cintura me dando bela visão de sua bunda com a calcinha socada nela pelo reflexo dos vidros, e segurando meu cacete afastou a calcinha de lado e sentando nele senti ele indo cada vez mais fundo na boceta de Nancy enquanto deitava o banco. Nancy parecia ter dificuldade para conter os gemidos mordendo a mão, a blusinha ou me beijando e de coque no banco com as mãos cruzadas em minha nuca não sabendo se pulava sentando gostoso, rebolava ou mordia minha pica que ia cada vez mais fundo nela. Nancy não conseguiu segurar o gemido quando sentiu os jatos de porra em sua boceta me fazendo lembrar ela com o outro e num misto de raiva e ciúmes senti o cacete crescendo como poucas vezes na vida e jogando Nancy de quatro no banco com a cara prensada no vidro que abriu para ter mais espaço e rasgando sua calcinha entrei fundo em sua boceta fazendo Nancy pirar de prazer lembrando que não me deixava enfiar tudo nem meter com força como desejava e num escândalo de dar medo porque atrairia atenção de quem passasse ali, meti a cada vez mais fundo sentindo a glande tocar seu útero quando Nancy estrebuchou num orgasmo intenso chegando a esguichar, não querendo gozar ainda sai dela para chupar e meter a língua em seu cu e boceta fazendo ela gozar em minha boca chegando a prender minha língua em seu cu quando dava tapas em sua bunda e segurando Nancy pelos cabelos puxei ela pelos cabelos fazendo ela chupar minha pica melada não demonstrando nojo algum chegando a choramingar porque pensando que resistiria deu um forte tapa em seu rosto quando entrei em sua boceta novamente ela entrelaçam as pernas em minha cintura e enquanto nós beijava comigo não deixando se justificar ficando calada dando para ver um vazio em sua alma quando falei que amava ela demais e nunca trai ela. Para quebrar o clima beijei Nancy na testa falando que dá próxima queria seu cuzinho. Dia seguinte estava chegando em casa quando vi Nancy conversando com o playboy que não querendo soltar Nancy arrastou ela para a pracinha próximo a casa de minha mãe é de espreita vi o cara batendo nela enquanto prenssava ela na parede levantou sua saia e meteu com vontade sem importar com algumas pessoas por ali. Horas depois retornei para lá desistindo de pegar minhas coisas mesmo com ela e minha mãe já ter embalado tudo e pegando seu celular vendo sua expressão mudar vendo em seus contatos a foto do rapaz escrito meu bebê entre corações e assim levei ela para meu apto, que já foi nosso e com o coração partido vendo lágrimas em seus olhos quando falei que tinha até o dia seguinte para sair fora dali não dando a mínima quando falou que não tinha onde ficar.

Minha amada esposa dando para outro macho….corno

A minha vida de casado estava super gostosa,quase todo dia nos tínhamos momentos de entrega e ela era muito fogosa,mas ela sempre me enrolava e não me dava seu cu tao cobiçado por mim.Certo dia tive uma viagem e estava acertado de voltar na quinta feira,mas consegui adiantar e cheguei ao aeroporto,e doido para fazer uma surpresa fui direto a minha casa,e fui entrando devagar ,sem fazer barulho e notei que a casa estava as escuras,mas ouvia uma musica baixa nos fundos da casa na área da piscina e uma luz fraca e fui andando até um local com visão de toda a área,e deparei com minha esposa nua sendo abraçada por um negro,e ele mordia o seu pescoço e ela ria toda faceira,ele alisava seu corpo,e sua rola dura roçava o seu rego ,e os seus lindos seios tocados por ele.Logo ele a colocou deitada de frente na cadeira da piscina,e foi mamando na sua boceta e seu dedo entrando,e ela logo gemia entrando em gozo,e de pronto se viu de 4 e ele foi colocando sua rola dentro da sua boceta e a socava com vontade e ela pedia para ele comer com força,e ela gemia a cada socada do macho,mas ele tirou ela de dentro da sua boceta e ela se virou e foi de boca a espera da porra,e foi engolindo tudo,em deixar nada escapar,e que visão da minha amada esposa com porra vazando pelos lábios e sua língua limpando.Foram a ducha da piscina e ele a encochava e ela abrindo as pernas recebia a rola dentro da sua boceta e a cada estocada ela se via erguida,mas curtia a foda toda feliz.De pronto ela se viu de 4 sobre a cadeira de piscina e ele foi se colocando atrás dela e a rola direcionada ao seu cu,fonte do meu desejo,mas o negão pelo jeito já a comia a algum tempo foi empurrando,e ela com as mãos abria as suas nádegas e a rola foi entrando e logo a comia com gosto ,e ela pedia para ele a comer com força,como uma puta e ele todo feliz a socava sem medo ,e a encheu de porra.Neste momento com meus olhos cheios de lagrima vendo a minha recatada esposas sendo uma puta para o negão me vi sem chão,e fui saindo com calma e fui para um hotel aonde pensava no que tinha visto,e me vendo como um corno e confesso que foi um dos momentos mais duros da minha vida.

No escurinho do ônibus…

Olá pessoal. Eu sou o Carlos, tenho 41 anos, 1,76 de altura, 77 kg e moro em Brasília. Vou dividir com vocês uma situação real que aconteceu comigo. Há alguns anos atrás, eu fui visitar meus pais que residem no interior do Estado de São Paulo e retornei de ônibus para Brasília. Era final de ano e não consegui voo a um preço aceitável. Como eu tinha alguns dias de folga ainda, resolvi voltar de ônibus mesmo.Ao meu lado veio uma moça muito bonita de rosto e de corpo, conversamos bastante, afinal a viagem é longa (aproximadamente de 14 horas), ela me contou que estava vindo visitar seu noivo que morava em Bsb e que cursava medicina na Unicamp. Com essas informações, apesar de ter achado ela muito gostosa, fiquei só no mundo das ideias, sem qualquer insinuação para o lado dela. Lá pelas tantas da noite, já cansado, pedi licença e fui dormir um pouco. Naquela época a empresa de ônibus Real Expresso distribuía umas mantinhas para os passageiros se aquecerem do frio nos ônibus executivos, por causa do ar condicionado gelado. Como o dia havia sido cheio com minha família eu adormeci logo. Não sei o tempo exato que transcorreu, mas em determinado momento da noite senti um toque de leve na minha perna por debaixo da mantinha, como estava escuro, abri os olhos, mas não me mexi. Então percebi que era a mão dela que roçava minha perna. Meu pau reagiu na hora e eu fiquei quietinho esperando para ver aonde aquilo ia dar. Ela ficou um bom tempo ali na minha perna roçando de levinho, por certo com receio de que eu acordasse. Aos poucos ela foi subindo em direção ao meu pau, começou a alisá-lo de leve e foi aumentando a pressão devagar quando percebeu que estava duro. Então percebi que ela tentava abrir o zíper da minha calça jeans, mas com apenas uma das mãos não estava conseguindo e eu resolvi dar uma forcinha, desci minha mão e ajudei a abrir o zíper e o botão. A essa altura, meu pau já estava chorando aquele melzinho típico dos momentos de grande excitação e ela ficou passando a ponta do dedo no orifício onde saia o líquido e em seguida iniciou um movimento bem gostoso, batendo uma pra mim. Ficamos nisso alguns minutos e eu me aconcheguei melhor pra poder passar a mão nela também. Seus seios dela que estavam como um par de flechas apontadas para o horizonte e pude sentir a calcinha encharcada. Nisso o ônibus ultrapassa um caminhão e por alguns instantes o interior do ônibus é iluminado pelos faróis do outro veículo. Percebo que ela está olhando diretamente em meus olhos, enquanto brinca com meu pau. Então ela leva o dedo indicador aos lábios, em sinal de silêncio e se abaixa como se fosse deitar no meu colo, disfarça um pouco por causa dos outros passageiros e rapidamente enfia a cabeça embaixo da manta. Nossaaa! Quando senti sua língua como um veludo na cabeça do meu pau, pensei que ele ia estourar de tão duro e pulsante. Sua língua quente foi me levando às alturas e de repente ela subiu a cabeça e desceu abocanhando meu pau inteirinho e só parou quando senti seus lábios encostarem-se à base. Não sei como ela conseguiu essa proeza, porque ele estava na sua potência?! Não vou ficar me gabando do tamanho como leio em muitos contos… E ficou ali mamando gostoso até eu não aguentar mais e gozar soltando todo o meu leitinho na sua boca, e, ela ali chupando, chupando e engolindo tudinho! Nesse momento decidi que hora de retribuir o favor e fui descendo minha mão até encontrar sua a xaninha. Passei a mão por cima da calça dela e em seguida enfiei minha mão por dentro e já encontrei sua bucetinha toda meladinha. Os pentelhos estavam gosmentos de tanto tesão! Descobri rapidinho o grelinho, que, aliás, estava bem avantajado pelo tesão e fui roçando a ponta do dedo médio nele e ela gemendo baixinho. Enfiei o dedo na sua gruta deliciosa até onde eu consegui, depois enfiei dois ao mesmo tempo e entrou fácil porque ela estava muito tesuda.Nesse momento, ela colocou a sua mão na minha nuca e me puxou pra baixo, mas como estava usando uma calça de sarja a ação ficou meio complicada, então ela levantou o corpo e desceu a calça com calcinha e tudo. Abriu bem as pernas, meio que virada pro meu lado eu me enfiei debaixo da mantinha e comecei a lamber aquela buceta gostosa toda melada. Comecei dando beijinhos e passando a língua de levinho no grelinho, como um gatinho novo lambendo leite em uma tigela. Desci o máximo que eu pude e toquei os lábios da xota dela e fui subindo até chegar no grelinho onde fiquei dando voltas e mais voltas com minha língua, depois enfiei a minha língua até onde deu e ela gemendo baixinho. Vi que ela levou uma das pontas da mantinha à boca e mordeu… até estremecer e apertar a minha cabeça com tanta força que eu chequei a ficar sem ar! Já era tarde e escutei as pessoas ressonando nas outras poltronas. Então ela já peladinha embaixo da mantinha ficou de ladinho, como me chamando para se encaixar atrás dela. Em ônibus a posição é meio complicada. No entanto, quando se quer muito, tudo se ajeita. Meu pau estava em ponto de bala, aliás estava com tanto tesão que ele nem murchou depois da primeira gozada. Encostei o pau na bunda dela e ela deu uma erguidinha numa das pernas, já fui sentindo o calor da entrada da buceta dela e meu pau foi sugado até o talo naquela gruta quente. Ficamos uma eternidade nesse movimento cuidadoso, no início, para não dar tão na cara, mas com o aumento da pressão nos esquecemos de tudo ao nosso lado. O mundo parou, só existiam nossos corpos ardendo e querendo engolir um ao outro. Em dado momento, senti ela se afastando um pouco. Na hora fiquei sem entender o motivo, mas saquei rapidinho, porque ela lançou umas das mãos pra trás e segurou meu pau pra guiá-lo até a entrada do seu rabinho. Ele era muito apertadinho e estava meio difícil de entrar. Ela levantou a bundinha deliciosa um pouquinho e a cabeça do mastro escorregou pra dentro facilitado pela lubrificação natural que escorria dela. Percebi que ela ficou quietinha um pouquinho porque meu instrumento estava sendo estrangulado por aquele rabo, de tão apertado, acho que ela nunca tinha experimentado a invasão de uma vara no seu cuzinho! Deixei ela se acostumar e aos poucos fui empurrando mais e ela arremessando a bunda em direção ao meu pau até que entrou tudinho e ela gemendo baixinho, não demorou nadinha e senti ela se tremendo toda, as pernas se sacudindo sem controle e eu também gozei dentro do cuzinho apertado dela. A vontade era de urrar de prazer!Ajeitamo-nos e eu fui ao banheiro. Olhei pelo espelho e vi que estava pingando suor, com o cabelo todo bagunçado, roupa amassada, mas abaixo dos meus olhos vi aquele sorrisinho maroto que não conseguia me abandonar. Voltei ao meu assento e foi a vez dela se ajeitar no banheiro, depois disso a viagem transcorreu sem nenhuma novidade. Tirei mais um cochilo e quando acordei já estávamos na rodoferroviária, porque o ônibus chegava bem cedo a Bsb. Abri os olhos e ela me deu um bom dia, deu um sorrisinho e me perguntou se eu tinha feito uma boa viagem conseguiu descansar? pegou suas bagagens de mão e foi embora como se nada tivesse acontecido. Quando me lembro desse ocorrido fico com tesão até hj, porque nem o nome dela eu perguntei! Bem, espero que tenham gostado, e, por incrível que pareça, nunca dividi essa experiência com ninguém antes. Afinal, discrição é tudo nesses assuntos. Aquele momento pertenceu somente a mim e a ela. Ficará marcado pra sempre nas nossas memórias. Sou casado, mas tenho um fogo danado, adoro sexo e tenho muitas fantasias a realizar ainda, quem quiser dividir as suas comigo…        

Curumim Quatuor

A patroa não sabe que Curumim estah tomando conta do escritório.Um dia desses,Curumim foi fazer-lhe uma visita, e na frente dela,abraçou-me apertado.Minha mulher não percebeu que a sacaninha esfregava a xana em meu cacete.Dona Encrenca acertou com ela pra vir outro dia,fazer uma faxina,porque a faxineira tinha que resolver um problema familiar,e não podia vir.No dia marcado,Curumim compareceu como combinado,trocou de roupa, colocando short e camiseta,e iniciou o trabalho.Minha esposa elogiou a forma como ela trabalhava.Súbito,minha mulher foi chamada às pressas por uma amiga, que precisava de ajuda com um neto que passara mal e estava sendo removido pro hospital.A patroa me disse que não tinha hora pra chegar, ordenou-me que providenciasse um almoço pronto, e no final do dia e do serviço pagasse a diária de Curumim,e lhe desse a passagem de volta.Quando a semvergonha viu pela janela minha mulher tomar o carro da amiga, ficou apenas de tanguinha,e recomeçou o trabalho com a maior naturalidade!O braulio subiu na hora.Ela percebeu,tirou a tanguinha bem lentamente,agarrou-me,e arrastou-me pro sofá da sala,encaixando de um golpe a bucetinha em meu cacete!Esporrei no ato, porém o cajado não baixou!Comi-a mais duas vezes,fazendo-a gozar,porém sem ejacular outra vez!Ela me disse:A faxina foi dez!E o melhor foi a gorjeta!

Fodi bem minha cunhada

Realmente é preciso, ter vivenciado o caso para poder contar algo, Eu e minha esposa haviamos nos separado,então ela voltou a viver na casa da mãe dela ,junto com sua irmã Flavia, 19 anos, enfim eu e a Flavia temos algumas diferencias, não nos entendemos muito bem, mas como eu estava as vezes meio sozinho ,sem fazer nada… houve um dia que ela me convidou para sair,iriamos nos encontrar com uma amiga dela em um barzinho (PUB), eu não falava muito bem o idioma da amiga dela,por isso fiquei no meu canto quetinho.Depois do bar, ela mer perguntou o que iriamos fazer,depois dali, claro ela perguntou isso no sentido de irmos para outro bar, enfim eu disse que não sabia, fomos então em uma festa ´´boliviana´´ onde haviam amigos dela por lá.Dançamos bastante,ali ja tive minha oportunidade de roçar bem naquela bunda que ela tem, fungar em seu pescoço…Aquilo foi aumentando meu tesão por ela, aqueles peitinhos miudos, ela é como uma pera… tem uma bundona e o resto do corpo fininho… uma delicia de menina. Enfim saimos dete lugar eram 4:00 hs da manhã. fomos dormi na casa de um amigo dela, pensei vai rolar,pois estava disposto a ser atrevida… o pior é que ela não havia bebido nada,somente eu.Chegamos na casa do rapaz, então ele disse que iriamos dormi no quarto com ele, neste quarto havia uma cama de casal e uma cama de solteiro,obviamente eu dormi na de solteiro, e ela dormiu com ele, somente de calcinha e uma camiseta longa. aquilo estava me deliciando,imaginar ela nua ali..hum até pensei demais.Enfim dormi. ao amanhecer, notei que o rapaz saiu do quarto e deixou nós domindo, ah não me exitei, tentei levantar o coberto dela pra ver a calcinha dela ,toda de renda, enfianda no rabinho, era dificil,sentia medo de ela acorda,então ia tentando cada vez mais levantar o cobertor sem fazer barulhos, era o medo do rapaz entrar no quarto e ela acorda, enfim consegui visualizar bem aquela bundinha,hum que delicia foi olhar aquilo,então ela se mexeu, levei um susto…tentei descobrir mais ainda, quando realemnte resolvi,seja como for,se ela acorda ,acordou,segura a bronca… toquei em seu bumbum… senti ela que se mexeu novamente,então achei eu que ela estava acordada e ja havia percebido que eu estava mexendo nela.enfim seja como fosse, começei a esfregar os dedos em sua bucetinha, era impossivel se ela não estivesse acordada ,esta molhada daquele geito, cheirava buceta mesmo, um cheiro gostoso de uma bucetinha que ficou excitada a noite toda, começei a enfiar o dedo, sentia que ela rebolava gostoso em meus dedos… safada… perdi um pouco o medo… lambi rapidamente a bucetinha dela,tirando a calcinha de lado,chupei ,chupei gostoso…. soquei meu dedo novamente, passei meus dedos na cabeçinha do meu pau, que estava ensopado… tirei bem aquela minha porra…e soquei de novo o dedo em sua buceta,repleta de sabor…cheia de porra que espilia dela…pensei que poderia foder ela gostoso,chupar seus peitinhos, mas achei melhor parar , então voltei para minha cama, não tinha como me masturbar,onde eu iria gozar?,então fui ate ao banheiro,bati uma punheta gostosa pra ela, humm como gozei, fui e a acordei dizendo que precisamos ir pois iriamos perder o onibus. foi delicia,não sei se ela se lembra disso,tenho a certeza que não. Se eu tiver a oportunidade ainda quero enfiar gostoso nela e encher ela de porra… delicinha de menina. Sinceramente ,quando eu lia um conto pensava ser frutos da imaginação… so quando acontece é que acreditamos. MGR

A gata do Carro

Eu tarbalho numa loja de insul-film,e uma bela manha tarbalhado la .Chega uma moça com seu carro linda e gostosa .Ela pergunta o preço de mim e pergunta ser temoraria,e eu falei pra ela que temoraria mas ou menos 1:hora ou mas.Ela falou pode aplica.E comecei ela sentada dentro do carro dela de perna aberta ,eu fique olhado,ela pergunto o que eu estava olhado ,eu fiquei calado .ela falou você gostou do que viu .Eu falei que sim, então ela me chamou pra tendo do carro dela .Ela fechou a porta e abriu as pernas dela e mandou eu chupar aquela linda buceta senti ela estremece ,ela gemia bem alto.Ela pegou meu pau e começou a chupar dipor uma cabrita .Ai eu não aguentei pequei ela e fiz ela fica de quadro e la dizer que não queria que eu comece o cú dela ,mas eu nem quis saber, comi assim mesmo ela rebolava feito uma puta e gritava de dor ate quando eu gozei no rabo dela. Depois disso ela foi embora .toda vez ela me liga,so que agora ela so tranza comingo ser tiver outra mulher ,porque ela não aguenta o meu pau no cú delas mas…Ser voçês quiserem que aplique insul-film no seu carro e outra coisa a mas e so entra em contado comigo.

depiladoras safadasanimais fudendocoroas taradaconto erótico últimoacervo de contos eróticosbuceta da minha namoradachupando a bucetinha da filhaporco cruzando com porcasogra mamandojogar jogos eroticospai me adotoubucetinha cheirosacomendo a prima da esposaexibicionismo em publicocunhada bebadaesposa de mini saiacomendo cu de cavalofudendo teensesposa na academiafotos de cu cabeludosexo bisexuaisfudendo a mulher do meu amigomassagem em maceioconto erotico apostagozando na lan housesua mae aquela gordacomendo esposa gordinhaseja putarastreeisentando na pica do cachorroconto porno incestoa viagem capitulo 40pirulito compridopirulito compridomeu cacetemassagista maceiotia boqueteiraprimeiro anal da esposacachorro comendo ninfetacachorro engatado na bucetacasa doscontoseroticoscomendo o cu do cavaloultimos contos incestovarios homens chupando bucetachupapicacomendo a vizinha velhavovo dotadocachorros cruzandoa melhor fodaasusteicachorro roludocunhada sem calcinhadando pro sogroflagra peladinhasogro fodendo noraconto erótico categoriacasadas na praiatransa loucapintometrocachorro pauzudoconto erotico tiovovó trepandominha mulher é muito chatacaseira rabudapunheta nelecontos eróticos corno bigozando no pau do machohomem comendo cabritabucetinha gordinhagostosa no chuveirocontosroticoslambendo o cuzinho delamassagem em maceiomaldito o homem que confia no outro homemesposa trepandochupou a novinhacasadoscontos comcasa.dos.contos.eroticos